JornalADcionando Vidas                                                              CAPS                                  ...
Dependência Química                                                        por Gabriela Haack, PsicólogaA dependência quím...
PassatempoTítulo do a rtigo in terno                                                                     Receita do mês   ...
CAPS                                          Amigos leitores esperamos ter                                  Pelotas      ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A dcionando vidas_setembro12

359 visualizações

Publicada em

Primeira edição do jornal informativo do CAPS AD Pelotas.
ADcionando Vidas, setembro 2012

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

A dcionando vidas_setembro12

  1. 1. JornalADcionando Vidas CAPS Pelotas Setembro de 2012 Volume 1, edição 1Um pouco da nossa história Este é mais um serviço. Instrumentos Com otrabalho lançado pela nossa professor Hugo MioriOficina de Criação Literária. Hoje, o CAPS AD conta com quase 3.000 8. Oficina de EducaçãoEsperamos levar a todos Nesta edição: pacientes cadastrados. A Física com a professora Lilianenossos leitores muitainformação, dicas de saúde, equipe é pequena dianteculinária, esportes, da crescente busca por Um pouco da 1atividades, etc... tratamento, mas, ainda nossa história bastante motivada para Agora nós vamos seguir crescendo e Dependência 2fazer uma viagem para construindo tantas químicaonde e como começou histórias de recuperação,nosso CAPS AD. reabilitação e felicidade. Somos todos 2 CAPS AD Pelotas dependentes A cidade de Na atualidade,Pelotas conta com oito passamos por algumas Passatempo 3CAPS: seis CAPS II, que dificuldades, porématendem a população de seu sabemos que é só umaterritório, um CAPSi e um Locatelli questão de tempo para Dica do mês 3CAPS AD, que cuida das superá-las. 9. Oficina de Criaçãopessoas com problemas Literária com a psicóloga O CAPS ADrelacionados ao uso de Gabriela e a monitora Denise Receita do mês 3álcool e outras drogas. O possui as seguintes PereiraCAPS AD Pelotas foi oficinas terapêuticas: A monitoria paracriado em 2003 a partir da 1. Oficina de Agradecimentos 4 pacientes foi instituída pelanecessidade de um serviço Culinária, com as coordenadora Gabriela,específico para atender a professoras Liliane indicada a paciente estável edependência química. No Locatelli e Suzy Alam com boa adesão ao tratamento,início, funcionava em uma 2. Oficina de que passaram a auxiliar emsala da Secretaria Municipal Artesanato com a artesã Próximos grupos e oficinas de formade Saúde, com uma equipe Mariana voluntária. eventos:pequena, mas muitomotivada. Em novembro 3. Oficina de Como podemos verdo Marcenaria com a artesã temos diversas opções de • Encontrão: 18/10/12mesmo ano foi alugada uma Mariana e o monitor José terapias e ainda temos acasa onde o serviço Simão promessa de um espaço físico • Capacitação parafuncionou até março de 4. Oficina de Pintura maior, que servirá de grande familiares (Ufpel):2011. Atualmente encontra- com a artista plástica Suzy benefício para nosso outubro/12se localizado a Rua Alam tratamento. • Olimpíadas dosDr.Amarante Nº 571. 5. Oficina de Toda a última sexta CAPS: novembro/12 Aos poucos, tanto a Reciclagem com a artista feira do mês é realizada umaequipe quanto as atividades plástica Suzy Alam, no assembléia para discutirmos • Seminário do ADforam sendo ampliadas. RETRATE diversos assuntos do CAPS. com mateada Temos como nosso cultural: 28/11/12 O modelo de 6. Oficina de Música representante e coordenadoratendimento foi construído com o professor Hugo dessa atividade o colegaaos poucos, a partir da Miori Claudioneiprática cotidiana e das 7. Oficina dedemandas que chegavam ao Contamos ainda com o Confecção de
  2. 2. Dependência Química por Gabriela Haack, PsicólogaA dependência química é o uso de A dependência não se dá por um utilizam uma vez ou outra (USOdrogas sem controle, com único fator, mas sim múltiplos EXPERIMENTAL). Outros passam aconseqüentes prejuízos para o fatores interferem no seu usá-las de vez em quando (USO indivíduo. É estabelecimento, como : questões OCASIONAL), sem maiores o impulso consequências em muitos dos casos. que leva a Apenas um grupo menor de jovens pessoa a usar vai passar a usá-las de forma intensa a droga de e constante, com conseqüências forma danosas (DEPENDÊNCIA). ,ANOISIRP NOI NOI PA NOI PA Dentro dos critérios diagnósticos de ÊA A A AICN DN A A DN DNEPED A DNE dependência de substâncias A A A E EDADREBIL E REBI E REBIEBI A OD OD ODN T ODNARIT psicoativas devem estar presentes, T T neurobiológicas e entre outros fatores: neurofisiológicas, a genética, contínua características de personalidade, o ∗ Compulsão para o (sempre) ou ambiente onde a pessoa vive, faseperiódica (frequentemente). da vida, tipo de droga, etc.O dependente é aquele que não É a combinação de vários fatoresconsegue controlar o consumo de que vai levar um individuo a terdrogas, agindo de forma impulsiva e mais chances de desenvolverrepetitiva. problemas em relação a umaA dependência pode ser física e/ou determinada substância em umpsicológica. dado momento de sua vida.E porque algumas pessoas que usam Muitos adolescentes, por exemplo,drogas se tornam dependentes e experimentam drogas poroutras não? curiosidade, para “ver qual é”, e as Tolerância é Necessitar de doses cada vez maiores para atingir o efeito desejado “O dependente, então, não necessariamente é aquele que só bebe destilados ou bebe todos os dias, por exemplo, mas sim aquele que perde a capacidade de escolher se quer ou não beber. Bebe porque PRECISA. Não consegue dizer NÃO.”Somos todos dependentes Denise Nunes Pereira Na busca da felicidade Pois o carinho é um remédio que acalma. Presos ao preconceito, Olhemos a vida de frente Não somos diferentes, Paremos de julgar, Só unidos seguiremos em frente. Somos todos dependentes Temos de buscar todos juntos De viver, sorrir e sonhar. A cura do corpo e da alma, Se olharmos um para o outro Regar o jardim da alegria Com os olhos do coração, Veremos em cada paciente Um amigo, um irmão. Página 2 Jornal ADcionando Vidas
  3. 3. PassatempoTítulo do a rtigo in terno Receita do mês BregerésDica do mês MASSA: A MESMA MASSA SERVE PARA BARQUETE TAMBÉM 1KG DE FARINHA DE TRIGO DICA PARA TIRAR FERRUGEM 500 GR DE MARGARINA(TEM COBERTURA ORIGINAL: DE ROUPA QUE CONTER 75 POR CENTO 12 GEMAS,4 XC DE AÇUCAR,2 DE LIPIDIOS NA COLHERES (SOPA)DE FARINHA MARGARINA,ESTE É O DE TRIGO,2 XC DE ÁGUA. SEGREDO DA DENISE) COLOCAR SAL E LIMÃO,DEIXAR COLOCA TODOS OS MODO DE FAZER: INGREDIENTES EM UMA NO SOL POR ALGUNS MINUTOS JUNTAR A MARGARINA COM PANELA,E LEVA AO FOGO ATÉ E LAVAR NORMALMENTE A FARINHA ATÉ FORMAR DAR PONTO DE CREME DE UMA MISTURA OVOS. HOMEGÊNEA,COLOCAR NAS RENDE APROX 150 A 200 FORMINHAS PARA ASSAR E BREGERÉS RETIRAR DO FORNO ANTES DE A MASSA DOURAR. Bom apetite!!!Volume 1, edição 1 Página 3
  4. 4. CAPS Amigos leitores esperamos ter Pelotas agradado a maioria de vocês e na próxima edição estaremos contan- do como nasceu a nossa Oficina de Oficina de Criação Literária Criação Literária. Acreditem, é uma linda e comovente história.Rua Dr Amarante, 571, Centro Recebam aqui o carinho de todaTel: 53 - 32223350 a nossa equipe da Oficina de Cria- ção Literária.Email: capsadpelotas@gmail.com Daniel Santos Denise Pereira Flaviomir Amorim Ivonete Ferreira Jaqueline Pereirahttp://www.capsadpelotas.blogspot.com Mara Iara Burguez Renata Dias Mattos Vagner Souza Queremos agradecer o incentivo de nosso técnico de enfermagem e amigo Marcelo Luis Moreira que é o pai da idéia da criação deste jornal. Agradecemos a nossa coordenadora do CAPS AD Gabriela Lanzetta Haack, pois sem ela ter abraçado a causa da criação desta oficina juntamente com a enfermeira Bianca Neme Clasen e ao A MEGAMI A ZID EUQ OD ERPMES MERBMEL E paizão de tudo isso “ETERNO MESTRE” Carlos :RIUGES Eugênio C.da Silva (Vacaria) não teríamos chegado aonde estamos e ainda vamos chegar. Vai um abração aqui também para a Lisarb que “faz de tripas coração” para nos alimentar. À Clenis, e a todos os funcionários que fazem parte desta nossa luta. Abração a nossa querida Simone Pinto no CAPSi, a Andréia que também se encontra no CAPSi e a todos, todos mesmo, pois apesar de algumas divergências, são incansáveis e muitas vezes acabamos sendo egoístas e esquecemos de que todos os técnicos e funcionários também são pessoas como nós com seus problemas e conflitos. Obrigado!

×