Renascimento

1.505 visualizações

Publicada em

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.505
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
101
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
29
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Renascimento

  1. 1. Renascimento Arte Humanista
  2. 2. Paolo Caliari, Veronés 1528-1588As Bodas de Caná – 1562 Louvre
  3. 3. Contexto histórico• Europa - 1300 a 1650;• Reviveu a antiga cultura greco-romana;• Ideal do Humanismo: espírito do Renascimento;• Ressurreição consciente (o re-nascimento) do passado - fonte de inspiração e modelo de civilização;• valorização do homem e da natureza, em oposição ao divino e ao sobrenatural (Idade Média).
  4. 4. Características• Racionalidade;• Dignidade do ser humano;• Rigor científico;• Ideal humanista;• Reutilização das artes greco-romana.
  5. 5. Arquitetura • Ordens Arquitetônicas; • Arcos de Volta- Perfeita; • Simplicidade na construção.• Construções; palácios, igrejas, vilas (casa de descansofora da cidade), fortalezas (funções militares).
  6. 6. Bruneleschi
  7. 7. Pintura• Inicia-se o uso da tela e da tinta à óleo;• Tanto a pintura como a escultura, queantes apareciam quase que exclusivamentecomo detalhes de obras arquitetônicas,tornam-se manifestações independentes.
  8. 8. • Surgimento de artistas com um estilo pessoal, diferente dos demais, já que o período é marcado pelo ideal de liberdade e, consequentemente, pelo individualismo.
  9. 9. Raffaello Santi, Raphael 1483-1520 A Virgem e o menino com o pequeno S.Joâo Batista 1507 Louvre
  10. 10. • Perspectiva: reproduzir, no desenho ou pintura, as diversas distâncias e proporções que têm entre si os objetos vistos à distância, segundo os princípios da matemática e da geometria.
  11. 11. • Uso do claro-escuro: pintar algumas áreas iluminadas e outras na sombra; esse jogo de contrastes reforça a sugestão de volume dos corpos;• Uso do sfumato para proporcionar um efeito de volume;• Representação de cenas históricas de outras épocas.
  12. 12. Antonio Allegri, Correggio 1489 - 1534Vênus, Sátiro e Cupido 1525 Louvre
  13. 13. • Realismo: o artista do Renascimento não vê mais o Iníciom (ponto de partida) como simples observador do mundo que expressa a grandeza de Deus, mas como a expressão mais grandiosa do próprio Deus. E o mundo é pensado como uma realidade a ser compreendida cientificamente, e não apenas admirada.
  14. 14. Tiziano Vecelli, Tiziano 1488 - 1576Sepultura – 1525 Louvre
  15. 15. Principais artistas
  16. 16. Alessandro Filipepi, Botticelli 1445 - 1510 Giuliano de Medici 1478National Gallery Washington D.C
  17. 17. Alessandro Filipepi, Botticelli - 1445-1510 - Primavera
  18. 18. É uma das mais conhecidas da renascença: conhecida como “o nascimento de Vênus” efoi pintada por Botticelli entre os anos de 1485 e 1486. Hoje ela se encontra na Galleria degli Uffizi em Florença, na Itália.
  19. 19. Caravaggio: O sacrifício de Isaac
  20. 20. Leonardo da Vinci (1452 – 1519)- Dominou o jogo expressivo de luz e sombra, gerador de uma atmosfera que parte da realidade mas estimula a imaginação do observador;- Possuidor de um espírito versátil que o tornou capaz de pesquisar e realizar trabalhos em diversos campos do conhecimento humano;- Obras destacadas: A Virgem dos Rochedos e Monalisa.
  21. 21. A Proporção Áurea na Obra de Leonardo da Vinci
  22. 22. A virgem dos rochedos 1503-1506 Louvre
  23. 23. Retrato de Monna Lisa ou la Gioconda 1503-1506 Louvre
  24. 24. Última ceia 1495 1497Afresco pintado na Igreja de Sta. Maria das graças Milão
  25. 25. O estudo de Leonardo da Vinci• Homem Vitruviano: conceito apresentado na obra Os dez livros da Arquitetura, escrita pelo arquiteto romano Marco Vitruvio Polião;• Cânone das proporções do corpo humano, segundo um determinado raciocínio matemático e baseando- se, em parte, na proporção áurea;• O homem descrito por Vitrúvio apresenta-se como um modelo ideal para o ser humano, cujas proporções são perfeitas, segundo o ideal clássico de beleza.
  26. 26. Michelângelo- entre 1508 e 1512 trabalhou na pintura do teto da Capela Sistina, no Vaticano. Para essa capela, concebeu e realizou grande número de cenas do Antigo Testamento;- Obras destacadas: Teto da Capela Sistina e a Sagrada Família
  27. 27. La PietàDavi
  28. 28. Rafael Sanzio - Sentimento de ordem e segurança, pois os elementos que compõem seus quadros são dispostos em espaços amplos, claros e de acordo com uma simetria equilibrada;- Obras destacadas: A Escola de Atenas e Madona da Manhã.
  29. 29. Escultura• Proporção da figura mantendo a sua relaçãocom a realidade;• Profundidade e perspectiva;• Estudo do corpo e do caráter humano;• A tradição clássica greco–romana foi aprincipal influência do Renascimento.
  30. 30. "Torso de Mileto" Mileto480-470 antes de C. Louvre
  31. 31. Apolo "sauróctono"(Cópia romana segundo original do gregoPraxíteles, criada em 350 a.C.) Louvre
  32. 32. Artemis caçadora, "Diana de Versalles" (Adaptação romanainspirada em originalgrego criado em 330 a.C., por Leochares ) Louvre
  33. 33. “Vênus de Milo” Milo 100 a.C. Louvre
  34. 34. Hermafrodito dormindo(Cópia romana a partir de original grego do século II a. C.) Louvre
  35. 35. Curiosidades- A Capela Sistina foi construída por ordem de Sisto IV(retangular 40 x 13 x 20 altura). E é na própria Capelaque se faz o Conclave: reunião com os cardeais após amorte do Papa para proceder a eleição do próximo.Lareira que produz fumaça negra - que o Papa aindanão foi escolhido; fumaça branca - que o Papa acabade ser escolhido, avisa o povo na Praça de São Pedro,no Vaticano
  36. 36. • Michelângelo dominou a escultura e o desenho do corpo humano maravilhosamente bem, pois tendo dissecado cadáveres por muito tempo, assim como Leonardo da Vinci, sabia exatamente a posição de cada músculo, cada tendão, cada veia.• Além de pintor, Leonardo da Vinci, foi grande inventor. Dentre as suas invenções estão: “Parafuso Aéreo”, primitiva versão do helicóptero, a ponte elevadiça, o escafandro, um modelo de asa-delta, etc.

×