O slideshow foi denunciado.
Seu SlideShare está sendo baixado. ×

Nietzsche, vida e principais ideias

Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Carregando em…3
×

Confira estes a seguir

1 de 23 Anúncio

Mais Conteúdo rRelacionado

Mais recentes (20)

Anúncio

Nietzsche, vida e principais ideias

  1. 1. Nietzsche vida e principais ideias
  2. 2. vida
  3. 3. Nascido na então Prússia em 15 de outubro de 1844, Friedrich Wilhelm Nietzsche foi um filólogo, filósofo, escritor, professor e poeta contemporâneo. Suas ideias filosóficas são consideradas não muito complexas e são caracterizadas por serem fortemente influenciadas por sua maior inspiração, Shopenhauer, além de sua relação com a fé cristã. Porém vale ressaltar que Nietzsche era um homem solitário, e com isso, seus pensamentos seriam frutos de reflexões unilaterais próprias, As ideias Filosóficas de Nietzsche permanecem presentes até hoje, embora muitas dessas distorcidas a favor de ideologias que vão contra as perspectivas de seu criador.
  4. 4. Filho de um P astor e morando em uma casa rodeado por mulheres santas, Nietzsche toma a decisão de estudar Teologia e Filologia, afim de se tornar um P astor assim como o p ai.
  5. 5. Aos treze anos, Nietzsche é enviado para um internato de prestígio, local esse onde o mesmo recebe uma boa educação. Nietzsche tem, nesta instituição, um desempenho desproporcionalmente brilhante, o levando a passar maior parte do tempo solitário, solidão essa que não seria incomum ao próprio nos anos por vir.
  6. 6. Aos dezoito anos, Nietzsche começa a ter ligeiras dúvidas quanto sua fé, entretanto, um ano depois, entra na Universidade de Bonn para estudar Filologia clássica e Teologia. Essa fase, porém, não dura muito, Nietzsche proclama que “Deus está morto”, desiste de seus estudos em Teologia e, aos vinte anos de idade, transfere-se para a Universidade de Leipzig, onde passa a concentrar seus estudos em filologia clássica.
  7. 7. Atingindo os vinte um anos de idade, Nietzsche Contrai Sífilis
  8. 8. Ainda com vinte e um anos, Nietzsche encontra por acaso em uma livraria o livro, “O Mundo Como Vontade e Como Representação” de Shopenhauer, responsável por fazer com que Nietzsche se torna-se um admirador da filosofia de Shopenhauer. Mais tarde, influenciado pela maneira como Shopenhauer descreve o papel fundamental desempenhado pela vontade, Nietzsche vem a desenvolver sua ideia de “vontade de potência”.
  9. 9. Aos vinte e três anos, Nietzsche é convocado a servir durante um ano no exército onde vem a servir na cavalaria. Entretanto, devido ao seu físico frágil, Nietzsche nunca foi capaz de grandes feitos. Prosseguindo, o soldado sofre um acidente e vem a ser hospitalizado durante um mês, é promovido a cabo por bravura e então enviado de volta para casa. Uma vez de volta, Nietzsche se torna um dos melhores alunos que Filologia da Universidade de Leipzig tivera em muito tempo, porém o apreço de Nietzsche por filologia decaia devido a indiferença de tal estudo com problemas reais e atuais da vida.
  10. 10. Logo mais, Nietzsche vem a conhecer o compositor, Richard W agner, artista que comp artilha da mesma p aixão que o filósofo tinha com Shopenhauer, além de um comportamento e caráter exuberante que fascinam Nietzsche e que, supostamente, fazem o filólogo p assar a ver W agner como uma figura p aterna, algo que Nietzsche mesmo nunca chegou a ter (devido a morte do p ai quando ainda muito novo).
  11. 11. Aos vinte e cinco anos, Nietzsche se torna professor de filologia na Universidade de Basileia na Suíça, onde vem também a dar aulas extras de filosofia e buscando juntar o estudo da filologia com o estudo da filosofia, tentando a v aliar a integridade da civilização, analisando seus erros. Durante essa época, Nietzsche estabelece relações com Jacob Burckhardt, historiador da cul tura que vem a influenciar o filósofo e acredita-se ser uma das poucas pessoas as quais Nietzsche viria a respeitar e admirar até o fim de sua vida.
  12. 12. Em 1870, ocorre a guerra franco- prussiana, então o p atriota Nietzsche em seus vinte e seis anos oferece-se como enfermeiro voluntário e atra vés de sua experiência e sua observ ação no campo de batalha, nasce o conceito filosófico de Nietzsche sobre a vontade de potência. Após seu retorno e de presenciar os horrores da guerra, Nietzsche começa a escrever “O nascimento da tragédia.”
  13. 13. Aos trinta e dois anos de idade durante uma visita a cidade de Bayreuth para assistir a recita de abertura do ciclo dos Anéis de Wagner, Nietzsche adoece, aparentemente devido a condições psicossomáticas. Dois anos após o ocorrido, Nietzsche pública a coletânea de aforismos “Humano, demasiado Humano” onde acredita-se que o filósofo tenha exposto um termino com suas influências provenientes de Wagner. Em “Humano, demasiado Humano”, Nietzsche passa a adotar uma maneira de escrita e de expressão de suas ideias através de aforismos, intuições, passando rapidamente de um tópico para outro.
  14. 14. Aos trinta e cinco anos de idade, Nietzsche se demite de seu cargo na Universidade da Basileia devido suas condições médicas, adoecendo com frequência. Durante dez anos, Nietzsche viaja pela Itália, Sul da França e Suíça, procurando um clima que pudesse amenizar suas complicações. Meio cego, dores de cabeça violentas ao ponto de o incapacitarem, indisposição física, supostos delírios o acompanhavam, seguidos das pilhas de remédios que o filósofo carregava. Em 1888, Nietzsche já estava entregue a loucura, vindo logo a em 25 de agosto de 1900. falecer
  15. 15. principais ideias
  16. 16. Resumo As ideias filosóficas de nietzsche tendem a ser simples, questionando aspectos que tangenciam áreas da psicologia e teologia. por mais que nietzsche seja conhecido por ter um ponto de vista pessimísta, suas ideias na realidade parecem expor uma vontade de combater perspectivas pessimístas. além disso, nietzsche parece ter uma grande vontade de exaltar uma necessidade de independência.
  17. 17. A Vontade de potência é um conceito filosófico proposto por nietzsche e inspirado pela filosofia de nietzsche afirma que a vontade é sendo esta uma força motriz existente em todas as relações presentes na realidade. nesse sentido, a é justamente a vontade constante existente em todas as relações de seres vivos e de forças presentes ao nosso redor de dominar, expandir, reduzir forças alheias, etc. schopenhauer. cega e insaciável, vontade de potência,
  18. 18. O eterno retorno O conceito do não é vista como uma regra, ou como uma verdade absoluta, mas sim como uma ideia proposta afim de testar e analisar possíveis respostas do homem quanto À tal conceito. seriam possíveis duas perspectivas, uma de desespero, medo e pânico quanto a ideia de um eterno retorno a sentir os males da vida denovo e denovo. Já a segunda possível perspectiva, seria de aceitar essa realidade, sendo então seguro de afirmar e abraçar a vida independente de suas felicidades ou tristezas, amando a vida de maneira incondicional. eterno retorno
  19. 19. Uber Mensch Em sua obra “Assim falou zaratustra”, nietzsche apresenta o conceito do sendo este o homem que está além dos homens. devido ao acreditar na morte de deus e na libertação do homem como indivíduo único, nietzsche tenta combater o nilismo através dessa figura que serviria como uma meta a ser alcançada pelos homens comuns, ou como uma espécie de inspiração. o uber mensch abraça o desconhecido, é seguro de si, vive independente, é criativo entre outros valores os quais atingem níveis tais quais homem nenhum é capaz de atingir igual. uber mensch
  20. 20. A morte da Metafísica nietzsche declara que assumindo estar assim se livrando das muletas impostas por conceitos metafísicos. nietzsche diz que o cristianismo propos um outro mundo para assim tomar controle dos mais fracos. essa ideia vem então dizer que devemos nos desprender de conceitos metafísicos e divinos, para então evitar essa manipulação. deus está morto,
  21. 21. Ideias em, a Genealogia da Moral Em sua obra , nietzsche busca analisar a moral dos homens, considerando desde contextos antigos até atuais. Nietzsche defende que a moral nada mais é do que uma maneira de evitar com que o homem seja capaz de externalizar seus instintos e desejos, fazendo com que os mesmos sejam internalizados em forma de culpa. além disso, nietzsche analisa o bom e o mau, apresentando duas maneiras diferentes de enxergar o bom, o mau e o ruim. “a genealogia da moral”
  22. 22. obrigado! Gabriel Garcia Farias - DRE: 119148028 Nietzsche vida e principais ideias
  23. 23. fontes Friedrich Nietzsche: Quem foi esse grande filósofo e como ele colaborou com o mundo?. eusemfronteiras, 2021. Disponível em: https://www.eusemfronteiras.com.br/friedrich-nietzsche/. Acesso em: 10 de novembro de 2022. Nietzsche: Aplíneo e Dinisíaco, entre razão e caos. Universo da Filosofia, 2019. Disponível em: https:// universodafilosofia.com/2019/01/nietzsche-apolineo-dionisiaco/. Acesso em: 10 de novembro de 2022. PORFÍRIO, francisco. Friedrich Nietzsche. mundo educação, 2020. Disponível em: https://mundoeducacao.uol.com.br/biografias/ friedrich-nietzsche.htm. Acesso em: 10 de novembro de 2022. RAMOS, Jefferson. Nietzsche. sua pesquisa, 2022. Disponível em: https://www.suapesquisa.com/quemfoi/nietzche.htm. Acesso em: 10 de novembro de 2022. borges, Dayane. Nietzsche: quem foi? Biografia, principais ideias e obras do filósofo. conhecimento científico, 2020. Disponível em: https://conhecimentocientifico.com/nietzsche-quem-foi-biografia-principais-ideias-e-obras-do-filosofo/. Acesso em: 10 de novembro de 2022. Biografia de Nietzsche. filosofia na escola, 2019. Disponível em: https://filosofianaescola.com/filosofos/biografia-de- nietzsche/. Acesso em: 11 de novembro de 2022. NIETZSCHE, Friedrich. Assim falava Zaratustra. 1ª Edição. São Paulo: Editora Pé da Letra, 2021. Strathern, Paul. Nietzsche em 90 minutos. 1ª Edição. Rio de Janeiro: Editora Zahar, 1997. 'O mundo como vontade e como representação Tomo I - 2ª edição', de Schopenhauer, ganha nova tiragem. Editora Unesp, 2017. Disponível em: https://editoraunesp.com.br/blog/o-mundo-como-vontade-e-como-representacao-tomo-i-2-edicao-de- schopenhauer-ganha-nova-tiragem. Acesso em: 11 de novembro de 2022

×