SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 3
Baixar para ler offline
CIC
CATECISCMO DA IGREJA CATÓLICA
CNBB 1998
ADORAÇÃO AO SANTÍSSIMO
1378.O culto da Eucaristia. Na liturgia da missa, exprimimos nossa fé na
presença real de Cristo sob as espécies do pão e do vinho, entre outras coisas,
dobrando os joelhos, ou inclinando-nos profundamente em sinal de adoração do
Senhor. "A Igreja católica professou e professa este culto de adoração que é
devido ao sacramento da Eucaristia não somente durante a Missa, mas também
fora da celebração dela, conservando com o máximo cuidarem com solenidade,
levando-as em procissão.
CARISMAS
2003.A graça é antes de tudo e principalmente o dom do Espírito que nos
justifica e nos santifica. Mas a graça compreende igualmente os dons que o
Espírito nos concede, para nos a associar à sua obra, para nos tornar capazes
de colaborar com a salvação dos outros e com o crescimento do corpo de Cristo, a
Igreja. São as graças sacramentais dons próprios dos diferentes sacramentos.
São, além disso, as graças especiais, chamadas também "carismas", segundo a
palavra grega empregada por S. Paulo e que significa favor, dom gratuito,
benefício. Seja qual for seu caráter, às vezes extraordinário, como o
dom dos milagres ou das línguas, os carismas se ordenam à graça
santificante e têm como meta o bem comum da Igreja. Acham-se a serviço
da caridade, que edifica a Igreja.
2004.Entre as graças especiais, convém mencionar as graças de estado, que
acompanham o exercício das responsabilidades da vida cristã e dos ministérios no
seio da Igreja: Tendo, porém, dons diferentes, segundo a graça que nos foi
dada, aquele que tem o dom da profecia, que o exerça segundo a proporção de
nossa fé; aquele que tem o dom do serviço, que o exerça servindo; quem tem o
dom do ensino, ensinando; quem tem o dom da exortação, exortando. Aquele que
distribui seus bens, que o faça com simplicidade; aquele que preside, com
diligência; aquele que exerce misericórdia, com alegria (Rm 12,6-8).
ESPÍRITO SANTO
2010.Como a iniciativa pertence a Deus na ordem da graça, ninguém pode
merecer a graça primeira, na origem da versão, do perdão e da justificação. Sob a
moção do Espírito Santo e da caridade, podemos em seguida merecer para nós
mesmos e para os outros as graças úteis à nossa santificação crescimento da
graça e da caridade, e também para ganhar a vida eterna. Os próprios bens
temporais, como a saúde, a amizade, podem ser merecidos segundo a sabedoria
divina. Essas graças e esses bens são o objeto da oração cristã. Esta atende à
nossa necessidade da graça para as ações meritórias.
2017.A graça do Espírito Santo nos dá a justiça de Deus. Unindo-nos pela fé
e pelo Batismo à Paixão e à Ressurreição de Cristo, o Espírito nos faz participar
de sua vida.
2018.A justificação, como a conversão, apresenta duas faces. Sob a moção da
graça, o homem se volta para Deus e se afasta do pecado, acolhendo, assim, o
perdão e a justiça que vêm do alto.
2023.A graça santificante é o dom gratuito que Deus nos faz de sua vida,
infundida pelo Espírito Santo em nossa alma, para curá-la do pecado e santificá-
la.
2024.A graça santificante nos faz "agradáveis a Deus". Os carismas, graças
especiais do Espírito Santo, são ordenados à graça santificante e têm como
alvo o bem comum da Igreja. Deus opera também por graças atuais múltiplas,
que se distinguem da graça habitual, permanente em nós.
2617.A oração de Maria nos é revelada na aurora da plenitude dos tempos.
Antes da Encarnação do Filho de Deus e antes da efusão do Espírito Santo,
sua oração coopera de maneira única com o plano benevolente do Pai; na
Anunciação para a concepção de Cristo, em Pentecostes para a formação da
Igreja, Corpo de Cristo. Na fé de sua humilde serva, o Dom de Deus encontra o
acolhimento que esperava desde o começo dos tempos. Aquela que o Todo-
Poderoso tornou "cheia de graça" responde pela oferenda de todo seu ser: "Eis a
serva do Senhor, faça-se em mim segundo tua palavra". Fiat, esta é a oração
cristã: ser todo dele porque Ele é todo nosso.
2634.A intercessão é uma oração de pedido que nos conforma de perto com a
oração de Jesus. Ele é o único Intercessor junto do Pai em favor de todos os
homens, dos pecadores, sobretudo. Ele é "capaz de salvar de modo definitivo
aqueles que por meio dele se aproximam de Deus, visto que Ele vive para sempre
para interceder por eles" (Hb 7,25).
O próprio Espírito Santo "intercede por nós... pois é segundo Deus que ele
intercede pelos santos" (Rm 8,26-27).
2650.A oração não se reduz ao surgir espontâneo de um impulso interior; para
rezar é preciso. Não basta saber o que as Escrituras revelam sobre a oração;
também é indispensável aprender a rezar. E é por uma transmissão viva (a
sagrada Tradição) que o Espírito Santo, na "Igreja crente e orante", ensina
os filhos de Deus a rezar.
2672.O Espírito Santo, cuja Unção impregna todo o nosso ser, é o Mestre
interior da oração cristã. E o artífice da tradição viva da oração. Sem dúvida,
existem tantos caminhos na oração quantos orantes, mas é o mesmo Espírito que
atua em todos e com todos. Na comunhão do Espírito Santo, a oração cristã se
torna oração da Igreja.
2711.Entrar em oração é algo análogo ao que ocorre na Liturgia
Eucarística: reunir" o coração, recolher todo o nosso ser sob a moção do
Espírito Santo, habitar na morada do Senhor (e esta morada somos nós),
despertar a fé, para entrar na Presença daquele que nos espera, fazer cair nossas
máscaras e voltar nosso coração para o Senhor que nos ama, a fim de nos 0
entregar a Ele como uma oferenda que precisa ser purificada e transformada

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

21º Encontro - Sacramentos e Sacramentos da iniciação
21º Encontro - Sacramentos e Sacramentos da iniciação21º Encontro - Sacramentos e Sacramentos da iniciação
21º Encontro - Sacramentos e Sacramentos da iniciaçãoCatequese Anjos dos Céus
 
13 ist - liturgia ii - missa
13   ist - liturgia ii - missa13   ist - liturgia ii - missa
13 ist - liturgia ii - missaLéo Mendonça
 
O que é ser cristão crisma
O que é ser cristão crismaO que é ser cristão crisma
O que é ser cristão crismaLuciana Carneiro
 
12 ist - a vida cristã - liturgia
12   ist - a vida cristã - liturgia12   ist - a vida cristã - liturgia
12 ist - a vida cristã - liturgiaLéo Mendonça
 
Sacramentos e batismo
Sacramentos e batismoSacramentos e batismo
Sacramentos e batismoEric Araújo
 
Crisma - Slide formativo
Crisma - Slide formativoCrisma - Slide formativo
Crisma - Slide formativoRafael Maciel
 
Os sacramentos - 1ª reunião de crismandos e padrinhos
Os sacramentos  -  1ª reunião de crismandos e padrinhosOs sacramentos  -  1ª reunião de crismandos e padrinhos
Os sacramentos - 1ª reunião de crismandos e padrinhosCatequese Panatis
 
16 - ist - a vida cristã - ao serviço da comunhão
16 - ist - a vida cristã - ao serviço da comunhão16 - ist - a vida cristã - ao serviço da comunhão
16 - ist - a vida cristã - ao serviço da comunhãoLéo Mendonça
 
A vida cristã sacramentos
A vida cristã sacramentosA vida cristã sacramentos
A vida cristã sacramentosLéo Mendonça
 
25 Os Setes Sacramentos Da Igreja
25  Os Setes Sacramentos Da Igreja25  Os Setes Sacramentos Da Igreja
25 Os Setes Sacramentos Da Igrejap1guarei
 
O sacramento da crisma
O sacramento da crismaO sacramento da crisma
O sacramento da crismaSi Leão
 
Sacramentos de Iniciação cristã, serviço e de cura
Sacramentos de Iniciação cristã, serviço e de curaSacramentos de Iniciação cristã, serviço e de cura
Sacramentos de Iniciação cristã, serviço e de curaJoão Pereira
 
Roteiro homilético do 21.º domingo tempo comum – ano a – verde – 24.08.2014 (1)
Roteiro homilético do 21.º domingo tempo comum – ano a – verde – 24.08.2014 (1)Roteiro homilético do 21.º domingo tempo comum – ano a – verde – 24.08.2014 (1)
Roteiro homilético do 21.º domingo tempo comum – ano a – verde – 24.08.2014 (1)José Luiz Silva Pinto
 
Conformidade a Cristo e Seguir o seu Exemplo John Owen
Conformidade a Cristo e Seguir o seu Exemplo   John OwenConformidade a Cristo e Seguir o seu Exemplo   John Owen
Conformidade a Cristo e Seguir o seu Exemplo John OwenSilvio Dutra
 
A vida cristã revisão geral
A vida cristã revisão geralA vida cristã revisão geral
A vida cristã revisão geralLéo Mendonça
 

Mais procurados (19)

21º Encontro - Sacramentos e Sacramentos da iniciação
21º Encontro - Sacramentos e Sacramentos da iniciação21º Encontro - Sacramentos e Sacramentos da iniciação
21º Encontro - Sacramentos e Sacramentos da iniciação
 
13 ist - liturgia ii - missa
13   ist - liturgia ii - missa13   ist - liturgia ii - missa
13 ist - liturgia ii - missa
 
O que é ser cristão crisma
O que é ser cristão crismaO que é ser cristão crisma
O que é ser cristão crisma
 
Os sacramentos em nossa vida
Os sacramentos em nossa vidaOs sacramentos em nossa vida
Os sacramentos em nossa vida
 
12 ist - a vida cristã - liturgia
12   ist - a vida cristã - liturgia12   ist - a vida cristã - liturgia
12 ist - a vida cristã - liturgia
 
Sacramentos e batismo
Sacramentos e batismoSacramentos e batismo
Sacramentos e batismo
 
Crisma - Slide formativo
Crisma - Slide formativoCrisma - Slide formativo
Crisma - Slide formativo
 
Os sacramentos - 1ª reunião de crismandos e padrinhos
Os sacramentos  -  1ª reunião de crismandos e padrinhosOs sacramentos  -  1ª reunião de crismandos e padrinhos
Os sacramentos - 1ª reunião de crismandos e padrinhos
 
16 - ist - a vida cristã - ao serviço da comunhão
16 - ist - a vida cristã - ao serviço da comunhão16 - ist - a vida cristã - ao serviço da comunhão
16 - ist - a vida cristã - ao serviço da comunhão
 
A vida cristã sacramentos
A vida cristã sacramentosA vida cristã sacramentos
A vida cristã sacramentos
 
03 Espiritualidade da RCC
03 Espiritualidade da RCC03 Espiritualidade da RCC
03 Espiritualidade da RCC
 
C1420 assuncao
C1420 assuncaoC1420 assuncao
C1420 assuncao
 
Liçao- 04
Liçao- 04  Liçao- 04
Liçao- 04
 
25 Os Setes Sacramentos Da Igreja
25  Os Setes Sacramentos Da Igreja25  Os Setes Sacramentos Da Igreja
25 Os Setes Sacramentos Da Igreja
 
O sacramento da crisma
O sacramento da crismaO sacramento da crisma
O sacramento da crisma
 
Sacramentos de Iniciação cristã, serviço e de cura
Sacramentos de Iniciação cristã, serviço e de curaSacramentos de Iniciação cristã, serviço e de cura
Sacramentos de Iniciação cristã, serviço e de cura
 
Roteiro homilético do 21.º domingo tempo comum – ano a – verde – 24.08.2014 (1)
Roteiro homilético do 21.º domingo tempo comum – ano a – verde – 24.08.2014 (1)Roteiro homilético do 21.º domingo tempo comum – ano a – verde – 24.08.2014 (1)
Roteiro homilético do 21.º domingo tempo comum – ano a – verde – 24.08.2014 (1)
 
Conformidade a Cristo e Seguir o seu Exemplo John Owen
Conformidade a Cristo e Seguir o seu Exemplo   John OwenConformidade a Cristo e Seguir o seu Exemplo   John Owen
Conformidade a Cristo e Seguir o seu Exemplo John Owen
 
A vida cristã revisão geral
A vida cristã revisão geralA vida cristã revisão geral
A vida cristã revisão geral
 

Semelhante a CIC e Espírito Santo

JUSTIFICAÇÃO E GRAÇA.pptx
JUSTIFICAÇÃO E GRAÇA.pptxJUSTIFICAÇÃO E GRAÇA.pptx
JUSTIFICAÇÃO E GRAÇA.pptxMartin M Flynn
 
Aula26 130816134324-phpapp01
Aula26 130816134324-phpapp01Aula26 130816134324-phpapp01
Aula26 130816134324-phpapp01Gildemar Silva
 
Os sacramentos da igreja
Os sacramentos da igrejaOs sacramentos da igreja
Os sacramentos da igrejaIria Coviello
 
Preparação para o Crisma.pptx
Preparação para o Crisma.pptxPreparação para o Crisma.pptx
Preparação para o Crisma.pptxAdão Silva
 
História e Vida de São Bento - 7ª Reunião AJC
História e Vida de São Bento - 7ª Reunião AJCHistória e Vida de São Bento - 7ª Reunião AJC
História e Vida de São Bento - 7ª Reunião AJCGrupo de Jovens AJC
 
W. nee-restaurando-a-expressão-da-unidade-da-igreja-ii
W. nee-restaurando-a-expressão-da-unidade-da-igreja-iiW. nee-restaurando-a-expressão-da-unidade-da-igreja-ii
W. nee-restaurando-a-expressão-da-unidade-da-igreja-iiFrancisco Deuzilene
 
Sacrametos sinais visiveis
Sacrametos sinais visiveisSacrametos sinais visiveis
Sacrametos sinais visiveisPaulo Kuke
 
Constituição conciliar vaticano ii
Constituição conciliar vaticano iiConstituição conciliar vaticano ii
Constituição conciliar vaticano iiAntonio Soares
 
Pastoral doutrina-espírito-santo
Pastoral doutrina-espírito-santoPastoral doutrina-espírito-santo
Pastoral doutrina-espírito-santoPaulo Dias Nogueira
 
Marã© t quaresmal 2015
Marã© t quaresmal 2015Marã© t quaresmal 2015
Marã© t quaresmal 2015Nuno Bessa
 
SLIDE DO SACRAMNETO DA RECONCILIAÇÃO.pdf
SLIDE DO SACRAMNETO DA RECONCILIAÇÃO.pdfSLIDE DO SACRAMNETO DA RECONCILIAÇÃO.pdf
SLIDE DO SACRAMNETO DA RECONCILIAÇÃO.pdfLuizEduardo136978
 

Semelhante a CIC e Espírito Santo (20)

JUSTIFICAÇÃO E GRAÇA.pptx
JUSTIFICAÇÃO E GRAÇA.pptxJUSTIFICAÇÃO E GRAÇA.pptx
JUSTIFICAÇÃO E GRAÇA.pptx
 
GRAÇA E DOM
GRAÇA E DOMGRAÇA E DOM
GRAÇA E DOM
 
Aula26 130816134324-phpapp01
Aula26 130816134324-phpapp01Aula26 130816134324-phpapp01
Aula26 130816134324-phpapp01
 
Os sacramentos da igreja
Os sacramentos da igrejaOs sacramentos da igreja
Os sacramentos da igreja
 
Preparação para o Crisma.pptx
Preparação para o Crisma.pptxPreparação para o Crisma.pptx
Preparação para o Crisma.pptx
 
M7 ensino 01 02
M7 ensino 01 02M7 ensino 01 02
M7 ensino 01 02
 
História e Vida de São Bento - 7ª Reunião AJC
História e Vida de São Bento - 7ª Reunião AJCHistória e Vida de São Bento - 7ª Reunião AJC
História e Vida de São Bento - 7ª Reunião AJC
 
Visão seara - Igreja Seara Porto Alegre
Visão seara -  Igreja Seara Porto AlegreVisão seara -  Igreja Seara Porto Alegre
Visão seara - Igreja Seara Porto Alegre
 
W. nee-restaurando-a-expressão-da-unidade-da-igreja-ii
W. nee-restaurando-a-expressão-da-unidade-da-igreja-iiW. nee-restaurando-a-expressão-da-unidade-da-igreja-ii
W. nee-restaurando-a-expressão-da-unidade-da-igreja-ii
 
Sacrametos sinais visiveis
Sacrametos sinais visiveisSacrametos sinais visiveis
Sacrametos sinais visiveis
 
SACRAMENTOS.pptx
SACRAMENTOS.pptxSACRAMENTOS.pptx
SACRAMENTOS.pptx
 
Pastoral doutrina-espírito-santo
Pastoral doutrina-espírito-santoPastoral doutrina-espírito-santo
Pastoral doutrina-espírito-santo
 
Pastoral doutrina-espírito-santo
Pastoral doutrina-espírito-santoPastoral doutrina-espírito-santo
Pastoral doutrina-espírito-santo
 
Doc 53 da cnbb
Doc 53 da cnbbDoc 53 da cnbb
Doc 53 da cnbb
 
Constituição conciliar vaticano ii
Constituição conciliar vaticano iiConstituição conciliar vaticano ii
Constituição conciliar vaticano ii
 
Pastoral doutrina-espírito-santo
Pastoral doutrina-espírito-santoPastoral doutrina-espírito-santo
Pastoral doutrina-espírito-santo
 
Santidade
SantidadeSantidade
Santidade
 
Marã© t quaresmal 2015
Marã© t quaresmal 2015Marã© t quaresmal 2015
Marã© t quaresmal 2015
 
Carismatismo super-emotivo
Carismatismo super-emotivoCarismatismo super-emotivo
Carismatismo super-emotivo
 
SLIDE DO SACRAMNETO DA RECONCILIAÇÃO.pdf
SLIDE DO SACRAMNETO DA RECONCILIAÇÃO.pdfSLIDE DO SACRAMNETO DA RECONCILIAÇÃO.pdf
SLIDE DO SACRAMNETO DA RECONCILIAÇÃO.pdf
 

Mais de GRUPO DE ORAÇÃO ANJO RAFAEL

Programação Semana Santa 2023 - Paróquia São Rafael.pdf
Programação Semana Santa 2023 - Paróquia São Rafael.pdfProgramação Semana Santa 2023 - Paróquia São Rafael.pdf
Programação Semana Santa 2023 - Paróquia São Rafael.pdfGRUPO DE ORAÇÃO ANJO RAFAEL
 
Carta Aberta explicando a inflação acima do limite superior do intervalo de t...
Carta Aberta explicando a inflação acima do limite superior do intervalo de t...Carta Aberta explicando a inflação acima do limite superior do intervalo de t...
Carta Aberta explicando a inflação acima do limite superior do intervalo de t...GRUPO DE ORAÇÃO ANJO RAFAEL
 

Mais de GRUPO DE ORAÇÃO ANJO RAFAEL (20)

PIR2024 Coletiva imprensa Final.pdf
PIR2024      Coletiva imprensa Final.pdfPIR2024      Coletiva imprensa Final.pdf
PIR2024 Coletiva imprensa Final.pdf
 
I RENDA PF REGRAS E PRAZOS AB2023/EF2024
I RENDA PF REGRAS E PRAZOS AB2023/EF2024I RENDA PF REGRAS E PRAZOS AB2023/EF2024
I RENDA PF REGRAS E PRAZOS AB2023/EF2024
 
SANTA MISSA
SANTA MISSASANTA MISSA
SANTA MISSA
 
QUARESMA- São Tomás de AQUINO
QUARESMA- São Tomás de AQUINOQUARESMA- São Tomás de AQUINO
QUARESMA- São Tomás de AQUINO
 
RFB-23-FAQ
RFB-23-FAQRFB-23-FAQ
RFB-23-FAQ
 
COPOM02AUG23
COPOM02AUG23COPOM02AUG23
COPOM02AUG23
 
Brisa Refrigeração
Brisa RefrigeraçãoBrisa Refrigeração
Brisa Refrigeração
 
Programação Semana Santa 2023 - Paróquia São Rafael.pdf
Programação Semana Santa 2023 - Paróquia São Rafael.pdfProgramação Semana Santa 2023 - Paróquia São Rafael.pdf
Programação Semana Santa 2023 - Paróquia São Rafael.pdf
 
CARTA-PASTORAL-PROPOSTAS SINODAIS-2023.pdf
CARTA-PASTORAL-PROPOSTAS SINODAIS-2023.pdfCARTA-PASTORAL-PROPOSTAS SINODAIS-2023.pdf
CARTA-PASTORAL-PROPOSTAS SINODAIS-2023.pdf
 
REGRAS FUTEBOL MESA - BOTÃO
REGRAS FUTEBOL MESA - BOTÃOREGRAS FUTEBOL MESA - BOTÃO
REGRAS FUTEBOL MESA - BOTÃO
 
ORAR PELO BRASIL
ORAR PELO BRASILORAR PELO BRASIL
ORAR PELO BRASIL
 
CPC SUMÁRIO
CPC SUMÁRIO CPC SUMÁRIO
CPC SUMÁRIO
 
NOVENA DE NATAL 2022
NOVENA DE NATAL 2022NOVENA DE NATAL 2022
NOVENA DE NATAL 2022
 
PLANOSAFRA22/23
PLANOSAFRA22/23PLANOSAFRA22/23
PLANOSAFRA22/23
 
SRAFAEL87.pdf
SRAFAEL87.pdfSRAFAEL87.pdf
SRAFAEL87.pdf
 
Carta Aberta explicando a inflação acima do limite superior do intervalo de t...
Carta Aberta explicando a inflação acima do limite superior do intervalo de t...Carta Aberta explicando a inflação acima do limite superior do intervalo de t...
Carta Aberta explicando a inflação acima do limite superior do intervalo de t...
 
ATA-MINUTES COPOM - NOV3RD
ATA-MINUTES COPOM - NOV3RDATA-MINUTES COPOM - NOV3RD
ATA-MINUTES COPOM - NOV3RD
 
COPOM 27OUT 2021
COPOM 27OUT 2021COPOM 27OUT 2021
COPOM 27OUT 2021
 
MILAGRES EUCARÍSTICOS NO MUNDO - CARLO ACUTIS
MILAGRES EUCARÍSTICOS NO MUNDO - CARLO ACUTISMILAGRES EUCARÍSTICOS NO MUNDO - CARLO ACUTIS
MILAGRES EUCARÍSTICOS NO MUNDO - CARLO ACUTIS
 
DON ABEL ANCELLOTTA 2017
DON ABEL ANCELLOTTA 2017DON ABEL ANCELLOTTA 2017
DON ABEL ANCELLOTTA 2017
 

Último

O Livro de Yashar e Jaser - Impressao.pdf
O Livro de Yashar e Jaser - Impressao.pdfO Livro de Yashar e Jaser - Impressao.pdf
O Livro de Yashar e Jaser - Impressao.pdfSUELLENBALTARDELEU
 
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptxGestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptxSebastioFerreira34
 
Material sobre o jubileu e o seu significado
Material sobre o jubileu e o seu significadoMaterial sobre o jubileu e o seu significado
Material sobre o jubileu e o seu significadofreivalentimpesente
 
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptxLição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptxCelso Napoleon
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pãoSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pãoRicardo Azevedo
 
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semanaLIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semanaWillemarSousa1
 
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus: Verdadeira Pureza , ...
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus:  Verdadeira Pureza , ...Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus:  Verdadeira Pureza , ...
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus: Verdadeira Pureza , ...silvana30986
 
10 Orações Para Honrar São José Operário
10 Orações Para Honrar São José Operário10 Orações Para Honrar São José Operário
10 Orações Para Honrar São José OperárioNilson Almeida
 
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 EGÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 EMicheleRosa39
 

Último (10)

O Livro de Yashar e Jaser - Impressao.pdf
O Livro de Yashar e Jaser - Impressao.pdfO Livro de Yashar e Jaser - Impressao.pdf
O Livro de Yashar e Jaser - Impressao.pdf
 
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptxGestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
 
Material sobre o jubileu e o seu significado
Material sobre o jubileu e o seu significadoMaterial sobre o jubileu e o seu significado
Material sobre o jubileu e o seu significado
 
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptxLição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pãoSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
 
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semanaLIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
 
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus: Verdadeira Pureza , ...
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus:  Verdadeira Pureza , ...Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus:  Verdadeira Pureza , ...
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus: Verdadeira Pureza , ...
 
10 Orações Para Honrar São José Operário
10 Orações Para Honrar São José Operário10 Orações Para Honrar São José Operário
10 Orações Para Honrar São José Operário
 
Fluido Cósmico Universal e Perispírito.ppt
Fluido Cósmico Universal e Perispírito.pptFluido Cósmico Universal e Perispírito.ppt
Fluido Cósmico Universal e Perispírito.ppt
 
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 EGÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
 

CIC e Espírito Santo

  • 1. CIC CATECISCMO DA IGREJA CATÓLICA CNBB 1998 ADORAÇÃO AO SANTÍSSIMO 1378.O culto da Eucaristia. Na liturgia da missa, exprimimos nossa fé na presença real de Cristo sob as espécies do pão e do vinho, entre outras coisas, dobrando os joelhos, ou inclinando-nos profundamente em sinal de adoração do Senhor. "A Igreja católica professou e professa este culto de adoração que é devido ao sacramento da Eucaristia não somente durante a Missa, mas também fora da celebração dela, conservando com o máximo cuidarem com solenidade, levando-as em procissão. CARISMAS 2003.A graça é antes de tudo e principalmente o dom do Espírito que nos justifica e nos santifica. Mas a graça compreende igualmente os dons que o Espírito nos concede, para nos a associar à sua obra, para nos tornar capazes de colaborar com a salvação dos outros e com o crescimento do corpo de Cristo, a Igreja. São as graças sacramentais dons próprios dos diferentes sacramentos. São, além disso, as graças especiais, chamadas também "carismas", segundo a palavra grega empregada por S. Paulo e que significa favor, dom gratuito, benefício. Seja qual for seu caráter, às vezes extraordinário, como o dom dos milagres ou das línguas, os carismas se ordenam à graça santificante e têm como meta o bem comum da Igreja. Acham-se a serviço da caridade, que edifica a Igreja. 2004.Entre as graças especiais, convém mencionar as graças de estado, que acompanham o exercício das responsabilidades da vida cristã e dos ministérios no seio da Igreja: Tendo, porém, dons diferentes, segundo a graça que nos foi dada, aquele que tem o dom da profecia, que o exerça segundo a proporção de nossa fé; aquele que tem o dom do serviço, que o exerça servindo; quem tem o dom do ensino, ensinando; quem tem o dom da exortação, exortando. Aquele que distribui seus bens, que o faça com simplicidade; aquele que preside, com diligência; aquele que exerce misericórdia, com alegria (Rm 12,6-8).
  • 2. ESPÍRITO SANTO 2010.Como a iniciativa pertence a Deus na ordem da graça, ninguém pode merecer a graça primeira, na origem da versão, do perdão e da justificação. Sob a moção do Espírito Santo e da caridade, podemos em seguida merecer para nós mesmos e para os outros as graças úteis à nossa santificação crescimento da graça e da caridade, e também para ganhar a vida eterna. Os próprios bens temporais, como a saúde, a amizade, podem ser merecidos segundo a sabedoria divina. Essas graças e esses bens são o objeto da oração cristã. Esta atende à nossa necessidade da graça para as ações meritórias. 2017.A graça do Espírito Santo nos dá a justiça de Deus. Unindo-nos pela fé e pelo Batismo à Paixão e à Ressurreição de Cristo, o Espírito nos faz participar de sua vida. 2018.A justificação, como a conversão, apresenta duas faces. Sob a moção da graça, o homem se volta para Deus e se afasta do pecado, acolhendo, assim, o perdão e a justiça que vêm do alto. 2023.A graça santificante é o dom gratuito que Deus nos faz de sua vida, infundida pelo Espírito Santo em nossa alma, para curá-la do pecado e santificá- la. 2024.A graça santificante nos faz "agradáveis a Deus". Os carismas, graças especiais do Espírito Santo, são ordenados à graça santificante e têm como alvo o bem comum da Igreja. Deus opera também por graças atuais múltiplas, que se distinguem da graça habitual, permanente em nós. 2617.A oração de Maria nos é revelada na aurora da plenitude dos tempos. Antes da Encarnação do Filho de Deus e antes da efusão do Espírito Santo, sua oração coopera de maneira única com o plano benevolente do Pai; na Anunciação para a concepção de Cristo, em Pentecostes para a formação da Igreja, Corpo de Cristo. Na fé de sua humilde serva, o Dom de Deus encontra o acolhimento que esperava desde o começo dos tempos. Aquela que o Todo- Poderoso tornou "cheia de graça" responde pela oferenda de todo seu ser: "Eis a serva do Senhor, faça-se em mim segundo tua palavra". Fiat, esta é a oração cristã: ser todo dele porque Ele é todo nosso.
  • 3. 2634.A intercessão é uma oração de pedido que nos conforma de perto com a oração de Jesus. Ele é o único Intercessor junto do Pai em favor de todos os homens, dos pecadores, sobretudo. Ele é "capaz de salvar de modo definitivo aqueles que por meio dele se aproximam de Deus, visto que Ele vive para sempre para interceder por eles" (Hb 7,25). O próprio Espírito Santo "intercede por nós... pois é segundo Deus que ele intercede pelos santos" (Rm 8,26-27). 2650.A oração não se reduz ao surgir espontâneo de um impulso interior; para rezar é preciso. Não basta saber o que as Escrituras revelam sobre a oração; também é indispensável aprender a rezar. E é por uma transmissão viva (a sagrada Tradição) que o Espírito Santo, na "Igreja crente e orante", ensina os filhos de Deus a rezar. 2672.O Espírito Santo, cuja Unção impregna todo o nosso ser, é o Mestre interior da oração cristã. E o artífice da tradição viva da oração. Sem dúvida, existem tantos caminhos na oração quantos orantes, mas é o mesmo Espírito que atua em todos e com todos. Na comunhão do Espírito Santo, a oração cristã se torna oração da Igreja. 2711.Entrar em oração é algo análogo ao que ocorre na Liturgia Eucarística: reunir" o coração, recolher todo o nosso ser sob a moção do Espírito Santo, habitar na morada do Senhor (e esta morada somos nós), despertar a fé, para entrar na Presença daquele que nos espera, fazer cair nossas máscaras e voltar nosso coração para o Senhor que nos ama, a fim de nos 0 entregar a Ele como uma oferenda que precisa ser purificada e transformada