SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 18
Baixar para ler offline
Texto Áureo
“Vigiai e orai,
para que não
entreis em
tentação; na
verdade, o
espírito está
pronto, mas a
carne é fraca” (Mt
26.41).
VERDADE PRÁTICA
Oremos e
vigiemos para
que não
sejamos
surpreendidos
pelas obras da
carne.
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE - Lucas 6.39-49.
39 — E disse-lhes uma parábola: Pode, porventura, um cego guiar
outro cego? Não cairão ambos na cova?
40 — O discípulo não é superior a seu mestre, mas todo o que for
perfeito será como o seu mestre.
41 — E por que atentas tu no argueiro que está no olho do teu irmão e
não reparas na trave que está no teu próprio olho?
42 — Ou como podes dizer a teu irmão: Irmão, deixa-me tirar o
argueiro que está no teu olho, não atentando tu mesmo na trave que
está no teu olho? Hipócrita, tira primeiro a trave do teu olho e, então,
verás bem para tirar o argueiro que está no olho de teu irmão.
43 — Porque não há boa árvore que dê mau fruto, nem má árvore que
dê bom fruto.
44 — Porque cada árvore se conhece pelo seu próprio fruto; pois não
se colhem figos dos espinheiros, nem se vindimam uvas dos abrolhos.
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE - Lucas 6.39-49.
45 — O homem bom, do bom tesouro do seu coração, tira o bem, e o
homem mau, do mau tesouro do seu coração, tira o mal, porque da
abundância do seu coração fala a boca.
46 — E por que me chamais Senhor, Senhor, e não fazeis o que eu digo?
47 — Qualquer que vem a mim, e ouve as minhas palavras, e as
observa, eu vos mostrarei a quem é semelhante.
48 — É semelhante ao homem que edificou uma casa, e cavou, e abriu
bem fundo, e pôs os alicerces sobre rocha; e, vindo a enchente, bateu
com ímpeto a corrente naquela casa e não a pôde abalar, porque
estava fundada sobre rocha.
49 — Mas o que ouve e não pratica é semelhante ao homem que
edificou uma casa sobre terra, sem alicerces, na qual bateu com
ímpeto a corrente, e logo caiu; e foi grande a ruína daquela casa.
INTRODUÇÃO
A lição deste domingo é um
alerta para os que querem
agradar a Deus e ter uma vida
frutífera. Estudaremos o perigo
das obras da carne. Precisamos
ter cuidado, pois dentro de todo
crente habita duas naturezas: a
natureza adâmica, a qual foi
corrompida na Queda, e a nova
natureza, que é resultado da
regeneração, do novo
nascimento (Jo 3.3). Veremos
que a natureza adâmica, se não
for controlada pelo Espírito,
produz frutos que levam o crente
à morte espiritual.
I. A VIDA CONDUZIDA PELA CONCUPISCÊNCIA DA
CARNE1. A concupiscência da carne.
Você sabe o significado da palavra
concupiscência? Segundo o Dicionário
Wycliffe, este é um “termo usado
teologicamente para expressar os
desejos malignos e lascivos que assediam
os homens caídos” (Rm 7.8). A velha
natureza, se não for controlada pelo
Espírito, leva-nos a cometer as piores
ações e abominações. Por isso,
precisamos vigiar e viver constantemente
cheios do Espírito Santo (Ef 5.18). Paulo
advertiu a Igreja, explicando que, quem
semeia na carne, ou seja, vive segundo a
velha natureza, da carne ceifará
corrupção (Gl 6.8). Nossos desejos e
vontades devem ser controlados pelo
Espírito Santo, pois os desejos da velha
natureza são impuros e nos conduzem
para a morte espiritual.
I. A VIDA CONDUZIDA PELA CONCUPISCÊNCIA DA
CARNE
2. A vida guiada pela concupiscência da carne.
Quem controla seus desejos? Temos anseios,
mas estes precisam ser controlados por Deus.
Devemos submeter nossos pensamentos e
desejos ao controle divino. O crente que não
tem uma mente conduzida pelo Espírito Santo
torna-se uma pessoa sem controle, sem
qualquer deferência. A Palavra de Deus nos
ensina que precisamos mortificar nossa natureza
(Cl 3.5). Mortificar é permitir que Deus controle
nossos pensamentos, vontades e ações. Vivemos
em uma sociedade hedonista, onde a busca pelo
prazer tem feito com que muitos sejam
dominados por desejos malignos, praticando,
sem qualquer pudor, toda a sorte de impureza, e
tudo em nome do prazer e da liberdade. Diante
desse triste quadro, a Igreja não pode se calar,
mas deve expressar suas virtudes anunciando a
mensagem da salvação.
I. A VIDA CONDUZIDA PELA CONCUPISCÊNCIA DA
CARNE
3. A vida conduzida pela concupiscência dos olhos.
Longe de Deus e sem o controle do Espírito
Santo, o homem manifesta seus desejos
mais perversos, trazendo sérios prejuízos
para os relacionamentos na Igreja e fora
dela. Quando o homem se torna insensível
à voz de Deus e ao Espírito, sendo
governado apenas por seus instintos, torna-
se semelhante aos animais. Uma vida
conduzida pela velha natureza leva as
pessoas a olharem apenas para os prazeres
momentâneos que o mundo oferece, não
atentando para o que é eterno. Davi viu e
desejou a mulher de Urias, e o seu desejo
descontrolado o levou a cometer um
adultério e um homicídio (2Sm 11.1-4). Ele
não atentou para as consequências dos seus
atos. O crente não pode se deixar seduzir
pelos prazeres deste mundo (1Jo 2.15-17).
II. A DEGRADAÇÃO DO CARÁTER CRISTÃO
1. O caráter.
No grego, caráter
é charaktēr e significa
“estampa”, “impressão” e
“marca”. Contudo, é
importante ressaltar que
esta palavra tem diferentes
significados em distintas
ciências, como a sociologia e
a psicologia. Segundo
o Dicionário Houaiss é “um
conjunto de traços
psicológicos e, ou morais,
que caracterizam um
indivíduo”. O caráter não é
inato e pode ser mudado.
II. A DEGRADAÇÃO DO CARÁTER CRISTÃO
2. O caráter moldado pelo Espírito.
Quando aceitamos Jesus e experimentamos o novo
nascimento, nosso caráter passa por uma
transformação. O Espírito Santo trabalha em nós a fim
de que sejamos semelhantes a Jesus. Mas para que
essa transformação aconteça precisamos nos submeter
inteiramente a Deus. Se quisermos uma vida espiritual
frutífera, precisamos dar oportunidade ao Espírito
Santo para que Ele trabalhe em nossas vidas
produzindo o fruto do Espírito (Gl 5. 22). Não adianta
apenas dizer que é crente, é preciso evidenciar o nosso
caráter cristão mediante as nossas ações (Mt 5.16).
Muitos se dizem crentes, mas suas ações demonstram
que nunca tiveram um encontro real com o Salvador.
Muitos estão na igreja, mas ainda não foram
realmente transformados por Jesus, pois quem está
em Cristo é uma nova criatura e como tal procura
andar em novidade de vida, pois já se despiu do velho
homem, da natureza adâmica (2Co 5.17). Crentes que
vivem causando escândalos, divisões, rebeldias, jamais
II. A DEGRADAÇÃO DO CARÁTER CRISTÃO
3. Ataques ao seu caráter.
Em sua vida cristã, você
terá que lutar com três
inimigos que farão de tudo
para macular o seu caráter:
a carne, o Diabo e o
mundo. Muitos acabam
sendo vencidos por eles.
Para enfrentar e vencer
esses inimigos é preciso ter
uma vida de comunhão
com o Pai. É necessário
orar, ler a Palavra de Deus
e jejuar. Sem a leitura da
Bíblia, a oração e o jejum
não conseguiremos vencer
e ter uma vida frutífera.
III. UMA VIDA QUE NÃO AGRADA A DEUS
1. Viver segundo a carne.
Se o crente vive dominado pelos
desejos carnais, ele não pode agradar
a Deus (Rm 8.8). Fomos criados para
glorificar a Deus e produzir o fruto do
Espírito. Viver segundo a carne causa
males e danos à nossa vida e para o
nosso próximo. Paulo exorta os
crentes da igreja de Corinto para que
vivam no Espírito, pois alguns
estavam vivendo segundo a carne, de
modo que suas ações eram evidentes:
inveja, contendas e dissensões (1Co
3.3). Paulo deixa claro que os que
assim estavam vivendo não poderiam
agradar a Deus e ter uma vida de
comunhão no Espírito Santo.
III. UMA VIDA QUE NÃO AGRADA A DEUS
2. Vivendo como espinheiro.
Sabemos que a árvore é identificada não por suas flores ou
folhas, mas por seus frutos. Jamais vamos colher laranja de
uma macieira, pois cada árvore produz o seu fruto segundo
sua espécie (Gn 1.11). Logo, é impossível um cristão
dominado pelo Espírito Santo produzir as obras da carne. O
homem bom tira de seu íntimo, do seu coração transformado,
coisas boas, mas o homem mau tira do seu mau coração
pelejas, dissensões, prostituição, iras, etc. (Mt 7.18-22).
Jotão apresenta algumas árvores em uma parábola para o seu
povo (Jz 9.7-21). As árvores representam o povo de Siquém
que desejavam um rei. Essas árvores eram boas: uma
produzia azeite que era utilizado na unção dos sacerdotes e
iluminação; outra produzia figos que alimentava o povo; a
videira produzia vinho, que era usado nos sacrifícios de
libações. Porém o espinheiro, arbusto inútil, representava
Abimeleque. Muitos atualmente estão como Abimeleque,
não produzem nada de útil para Deus ou para a próximo e
ainda ferem as pessoas com seus espinhos. Quem vive
segundo a carne se torna um espinheiro, inútil para Deus e
III. UMA VIDA QUE NÃO AGRADA A DEUS
3. Uma vida infrutífera.
Certa vez, Jesus contou uma parábola a
respeito de uma árvore estéril, uma
figueira (Lc 13.6-9). A figueira sem frutos
refere-se primeiramente a Israel, porém
ela também pode ser aplicada aos
crentes que professam a Jesus e, no
entanto, insistem em viver uma vida
carnal, pecaminosa. Na parábola, o
agricultor investe na figueira, adubando,
regando, podando, ou seja, dando todas
as condições para que produza fruto.
Mas caso ela não viesse a frutificar seria
cortada. Deus está investindo em sua
vida e dando todas as condições para
que você produza bons frutos, aproveite
a oportunidade.
CONCLUSÃO
Quem vive segundo a
carne não pode
agradar a Deus. E a
vida sem Deus torna-
se infrutífera. Longe
do Senhor nos
tornamos espinheiros,
nos ferimos e ferimos
ao próximo. Busque a
Deus e seja uma
árvore frutífera.
1)Qual o significado da palavra concupiscência?
É um “termo usado teologicamente para expressar os desejos
malignos e lascivos que assediam os homens caídos”.
2)Para onde nossos desejos impuros nos conduzem?
Nos conduzem para a morte espiritual.
3)O que acontece quando o homem deixa de ouvir a voz de Deus e
passa a ser guiado pelos seus desejos?
O crente que não tem uma mente conduzida pelo Espírito Santo torna-
se uma pessoa sem controle, sem qualquer deferência.
4)O que significa caráter no grego?
No grego, caráter é charaktēr e significa “estampa”, “impressão” e
“marca”.
5)O que é caráter?
Segundo o Dicionário Houaiss é “um conjunto de traços psicológicos e,
ou morais, que caracterizam um indivíduo”.
Vida frutífera em Cristo

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Introdução à Teologia
Introdução à TeologiaIntrodução à Teologia
Introdução à TeologiaMarcos Aurélio
 
Estudos vocação e ministério
Estudos  vocação e ministérioEstudos  vocação e ministério
Estudos vocação e ministérioJoel Silva
 
2019 - 1° trim. - Aula 1 - BATALHA ESPIRITUAL - pdf
2019 - 1° trim. - Aula 1 - BATALHA ESPIRITUAL - pdf2019 - 1° trim. - Aula 1 - BATALHA ESPIRITUAL - pdf
2019 - 1° trim. - Aula 1 - BATALHA ESPIRITUAL - pdfMarina de Morais
 
A peregrinação de Israel no deserto até o Sinai
A peregrinação de Israel no deserto até o SinaiA peregrinação de Israel no deserto até o Sinai
A peregrinação de Israel no deserto até o SinaiMoisés Sampaio
 
Lição 8 O perigo de ser enganado por falsos profetas
Lição 8 O perigo de ser enganado por falsos profetasLição 8 O perigo de ser enganado por falsos profetas
Lição 8 O perigo de ser enganado por falsos profetasÉder Tomé
 
estudo biblico
estudo biblicoestudo biblico
estudo biblicovalmarques
 
2019 - 1° trim. - Aula 1 - BATALHA ESPIRITUAL - PowerPoint
2019 - 1° trim. - Aula 1 - BATALHA ESPIRITUAL - PowerPoint2019 - 1° trim. - Aula 1 - BATALHA ESPIRITUAL - PowerPoint
2019 - 1° trim. - Aula 1 - BATALHA ESPIRITUAL - PowerPointMarina de Morais
 
O desafio de ser um cristão contemporâneo,
O desafio de ser um cristão contemporâneo,O desafio de ser um cristão contemporâneo,
O desafio de ser um cristão contemporâneo,Felicio Araujo
 
A Formação do Caráter Cristão
A Formação do Caráter CristãoA Formação do Caráter Cristão
A Formação do Caráter CristãoMárcio Martins
 
Lição 11 – Discernimento de Espíritos – Um Dom imprescindível
Lição 11 – Discernimento de Espíritos – Um Dom imprescindívelLição 11 – Discernimento de Espíritos – Um Dom imprescindível
Lição 11 – Discernimento de Espíritos – Um Dom imprescindívelÉder Tomé
 
Um estudo em ii timóteo 2:15
Um estudo em ii timóteo 2:15Um estudo em ii timóteo 2:15
Um estudo em ii timóteo 2:15Pedro no Piel
 

Mais procurados (20)

Introdução à Teologia
Introdução à TeologiaIntrodução à Teologia
Introdução à Teologia
 
Estudos vocação e ministério
Estudos  vocação e ministérioEstudos  vocação e ministério
Estudos vocação e ministério
 
2019 - 1° trim. - Aula 1 - BATALHA ESPIRITUAL - pdf
2019 - 1° trim. - Aula 1 - BATALHA ESPIRITUAL - pdf2019 - 1° trim. - Aula 1 - BATALHA ESPIRITUAL - pdf
2019 - 1° trim. - Aula 1 - BATALHA ESPIRITUAL - pdf
 
Batalha espiritual
Batalha espiritualBatalha espiritual
Batalha espiritual
 
A peregrinação de Israel no deserto até o Sinai
A peregrinação de Israel no deserto até o SinaiA peregrinação de Israel no deserto até o Sinai
A peregrinação de Israel no deserto até o Sinai
 
Galeria dos heróis da fé
Galeria dos heróis da féGaleria dos heróis da fé
Galeria dos heróis da fé
 
Jejum
JejumJejum
Jejum
 
Lição 8 O perigo de ser enganado por falsos profetas
Lição 8 O perigo de ser enganado por falsos profetasLição 8 O perigo de ser enganado por falsos profetas
Lição 8 O perigo de ser enganado por falsos profetas
 
estudo biblico
estudo biblicoestudo biblico
estudo biblico
 
ESTUDO CORPO ALMA ESPIRITO.pptx
ESTUDO CORPO ALMA ESPIRITO.pptxESTUDO CORPO ALMA ESPIRITO.pptx
ESTUDO CORPO ALMA ESPIRITO.pptx
 
LIBERTAÇÃO
LIBERTAÇÃOLIBERTAÇÃO
LIBERTAÇÃO
 
2019 - 1° trim. - Aula 1 - BATALHA ESPIRITUAL - PowerPoint
2019 - 1° trim. - Aula 1 - BATALHA ESPIRITUAL - PowerPoint2019 - 1° trim. - Aula 1 - BATALHA ESPIRITUAL - PowerPoint
2019 - 1° trim. - Aula 1 - BATALHA ESPIRITUAL - PowerPoint
 
Lição 1 - A Formação do Caráter Cristão
Lição 1 - A Formação do Caráter CristãoLição 1 - A Formação do Caráter Cristão
Lição 1 - A Formação do Caráter Cristão
 
O desafio de ser um cristão contemporâneo,
O desafio de ser um cristão contemporâneo,O desafio de ser um cristão contemporâneo,
O desafio de ser um cristão contemporâneo,
 
A Formação do Caráter Cristão
A Formação do Caráter CristãoA Formação do Caráter Cristão
A Formação do Caráter Cristão
 
Lição 11 – Discernimento de Espíritos – Um Dom imprescindível
Lição 11 – Discernimento de Espíritos – Um Dom imprescindívelLição 11 – Discernimento de Espíritos – Um Dom imprescindível
Lição 11 – Discernimento de Espíritos – Um Dom imprescindível
 
Jonas - A Misericórdia Divina
Jonas - A Misericórdia DivinaJonas - A Misericórdia Divina
Jonas - A Misericórdia Divina
 
A torre de babel
A torre de babelA torre de babel
A torre de babel
 
A Revelação de Deus
A Revelação de DeusA Revelação de Deus
A Revelação de Deus
 
Um estudo em ii timóteo 2:15
Um estudo em ii timóteo 2:15Um estudo em ii timóteo 2:15
Um estudo em ii timóteo 2:15
 

Destaque

Ebd 1° trimestre 2017 lição 8 a bondade que confere a vida.
Ebd  1° trimestre 2017 lição 8 a bondade que confere a vida.Ebd  1° trimestre 2017 lição 8 a bondade que confere a vida.
Ebd 1° trimestre 2017 lição 8 a bondade que confere a vida.GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Ebd 1 trimestre 2017 lição 1 as obras da carne e o fruto do espírito
Ebd 1 trimestre 2017 lição 1  as obras da carne e o fruto do espíritoEbd 1 trimestre 2017 lição 1  as obras da carne e o fruto do espírito
Ebd 1 trimestre 2017 lição 1 as obras da carne e o fruto do espíritoGIDEONE Moura Santos Ferreira
 
EBD CPAD Lições bíblicas 4° trimestre 2015 lição 1 Genesis ,o livro da criaçã...
EBD CPAD Lições bíblicas 4° trimestre 2015 lição 1 Genesis ,o livro da criaçã...EBD CPAD Lições bíblicas 4° trimestre 2015 lição 1 Genesis ,o livro da criaçã...
EBD CPAD Lições bíblicas 4° trimestre 2015 lição 1 Genesis ,o livro da criaçã...GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Ebd 1° trimestre 2017 lição 5 paz de deus ,antídoto contra ás inimizades.
Ebd 1° trimestre 2017 lição 5 paz de deus ,antídoto contra ás inimizades.Ebd 1° trimestre 2017 lição 5 paz de deus ,antídoto contra ás inimizades.
Ebd 1° trimestre 2017 lição 5 paz de deus ,antídoto contra ás inimizades.GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Ebd 1° trimestre 2017 lição 4 Alegria, fruto do espírito; inveja hábito da v...
Ebd 1° trimestre 2017 lição 4  Alegria, fruto do espírito; inveja hábito da v...Ebd 1° trimestre 2017 lição 4  Alegria, fruto do espírito; inveja hábito da v...
Ebd 1° trimestre 2017 lição 4 Alegria, fruto do espírito; inveja hábito da v...GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Ebd 4°trimestre 2016 Lição 8 Rute,Deus trabalha pela família.
Ebd 4°trimestre 2016 Lição 8 Rute,Deus trabalha pela família.Ebd 4°trimestre 2016 Lição 8 Rute,Deus trabalha pela família.
Ebd 4°trimestre 2016 Lição 8 Rute,Deus trabalha pela família.GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Ebd 1° trimestre 2017 lição 7 Benignidade: um Escudo Protetor contra as Por...
Ebd  1° trimestre 2017 lição 7  Benignidade: um Escudo Protetor contra as Por...Ebd  1° trimestre 2017 lição 7  Benignidade: um Escudo Protetor contra as Por...
Ebd 1° trimestre 2017 lição 7 Benignidade: um Escudo Protetor contra as Por...GIDEONE Moura Santos Ferreira
 

Destaque (8)

Ebd 1° trimestre 2017 lição 8 a bondade que confere a vida.
Ebd  1° trimestre 2017 lição 8 a bondade que confere a vida.Ebd  1° trimestre 2017 lição 8 a bondade que confere a vida.
Ebd 1° trimestre 2017 lição 8 a bondade que confere a vida.
 
Ebd 1 trimestre 2017 lição 1 as obras da carne e o fruto do espírito
Ebd 1 trimestre 2017 lição 1  as obras da carne e o fruto do espíritoEbd 1 trimestre 2017 lição 1  as obras da carne e o fruto do espírito
Ebd 1 trimestre 2017 lição 1 as obras da carne e o fruto do espírito
 
EBD CPAD Lições bíblicas 4° trimestre 2015 lição 1 Genesis ,o livro da criaçã...
EBD CPAD Lições bíblicas 4° trimestre 2015 lição 1 Genesis ,o livro da criaçã...EBD CPAD Lições bíblicas 4° trimestre 2015 lição 1 Genesis ,o livro da criaçã...
EBD CPAD Lições bíblicas 4° trimestre 2015 lição 1 Genesis ,o livro da criaçã...
 
Ebd 1° trimestre 2017 lição 5 paz de deus ,antídoto contra ás inimizades.
Ebd 1° trimestre 2017 lição 5 paz de deus ,antídoto contra ás inimizades.Ebd 1° trimestre 2017 lição 5 paz de deus ,antídoto contra ás inimizades.
Ebd 1° trimestre 2017 lição 5 paz de deus ,antídoto contra ás inimizades.
 
Ebd 1° trimestre 2017 lição 4 Alegria, fruto do espírito; inveja hábito da v...
Ebd 1° trimestre 2017 lição 4  Alegria, fruto do espírito; inveja hábito da v...Ebd 1° trimestre 2017 lição 4  Alegria, fruto do espírito; inveja hábito da v...
Ebd 1° trimestre 2017 lição 4 Alegria, fruto do espírito; inveja hábito da v...
 
Ebd 4°trimestre 2016 Lição 8 Rute,Deus trabalha pela família.
Ebd 4°trimestre 2016 Lição 8 Rute,Deus trabalha pela família.Ebd 4°trimestre 2016 Lição 8 Rute,Deus trabalha pela família.
Ebd 4°trimestre 2016 Lição 8 Rute,Deus trabalha pela família.
 
Ebd 1° trimestre 2017 lição 7 Benignidade: um Escudo Protetor contra as Por...
Ebd  1° trimestre 2017 lição 7  Benignidade: um Escudo Protetor contra as Por...Ebd  1° trimestre 2017 lição 7  Benignidade: um Escudo Protetor contra as Por...
Ebd 1° trimestre 2017 lição 7 Benignidade: um Escudo Protetor contra as Por...
 
Ebd 1° trim 2017 aula 11 Vivendo de forma moderada
Ebd 1° trim 2017 aula 11 Vivendo de forma moderadaEbd 1° trim 2017 aula 11 Vivendo de forma moderada
Ebd 1° trim 2017 aula 11 Vivendo de forma moderada
 

Semelhante a Vida frutífera em Cristo

Os Perigos das Obras da Carne
Os Perigos das Obras da CarneOs Perigos das Obras da Carne
Os Perigos das Obras da CarneMárcio Martins
 
LIÇÃO 03 - O PERIGO DAS OBRAS DA CARNE
LIÇÃO 03 - O PERIGO DAS OBRAS DA CARNELIÇÃO 03 - O PERIGO DAS OBRAS DA CARNE
LIÇÃO 03 - O PERIGO DAS OBRAS DA CARNELourinaldo Serafim
 
O perigo das obras da carne - Lição 3 - 1ºTrimestre 2017
O perigo das obras da carne - Lição 3 - 1ºTrimestre 2017O perigo das obras da carne - Lição 3 - 1ºTrimestre 2017
O perigo das obras da carne - Lição 3 - 1ºTrimestre 2017Pr. Andre Luiz
 
E.b.d adultos 1ºtrimestre 2017 lição 03
E.b.d   adultos 1ºtrimestre 2017 lição 03E.b.d   adultos 1ºtrimestre 2017 lição 03
E.b.d adultos 1ºtrimestre 2017 lição 03Joel Silva
 
Lições biblicas 2017[342]
Lições biblicas 2017[342]Lições biblicas 2017[342]
Lições biblicas 2017[342]Marcio Daudt
 
A Corrupção dos Últimos Dias - Lição 9 - 3º Trimestre de 2015
A Corrupção dos Últimos Dias - Lição 9 - 3º Trimestre de 2015A Corrupção dos Últimos Dias - Lição 9 - 3º Trimestre de 2015
A Corrupção dos Últimos Dias - Lição 9 - 3º Trimestre de 2015Pr. Andre Luiz
 
E.b.d adultos 1ºtrimestre 2017 lição 02
E.b.d   adultos 1ºtrimestre 2017 lição 02E.b.d   adultos 1ºtrimestre 2017 lição 02
E.b.d adultos 1ºtrimestre 2017 lição 02Joel Silva
 
cartas de Paulo - glossario.pptx
cartas de Paulo - glossario.pptxcartas de Paulo - glossario.pptx
cartas de Paulo - glossario.pptxPIB Penha - SP
 
E.b.d adultos 1ºtrimestre 2017 lição 01
E.b.d   adultos 1ºtrimestre 2017 lição 01E.b.d   adultos 1ºtrimestre 2017 lição 01
E.b.d adultos 1ºtrimestre 2017 lição 01Joel Silva
 
LIÇÃO 11 - VIVENDO DE FORMA MODERADA
LIÇÃO 11 - VIVENDO DE FORMA MODERADALIÇÃO 11 - VIVENDO DE FORMA MODERADA
LIÇÃO 11 - VIVENDO DE FORMA MODERADALourinaldo Serafim
 
Curso Evangelismo Bíblico
Curso Evangelismo BíblicoCurso Evangelismo Bíblico
Curso Evangelismo BíblicoPés Descalços
 
O perigo da busca pela autorrealização humana - Lição 10 - 3°Tri.2014
O perigo da busca pela autorrealização humana - Lição 10 - 3°Tri.2014O perigo da busca pela autorrealização humana - Lição 10 - 3°Tri.2014
O perigo da busca pela autorrealização humana - Lição 10 - 3°Tri.2014Pr. Andre Luiz
 
Aula 11 vivendo de forma moderada escola biblica dominical
Aula 11 vivendo de forma moderada escola biblica dominicalAula 11 vivendo de forma moderada escola biblica dominical
Aula 11 vivendo de forma moderada escola biblica dominicalantonio vieira
 
Vivendo de Forma Moderada.
Vivendo de Forma Moderada.Vivendo de Forma Moderada.
Vivendo de Forma Moderada.Márcio Martins
 
80553 a-nova-vida-em-cristo-encontro
80553 a-nova-vida-em-cristo-encontro80553 a-nova-vida-em-cristo-encontro
80553 a-nova-vida-em-cristo-encontroAntonio Ferreira
 
80553 a-nova-vida-em-cristo-encontro
80553 a-nova-vida-em-cristo-encontro80553 a-nova-vida-em-cristo-encontro
80553 a-nova-vida-em-cristo-encontroAntonio Ferreira
 

Semelhante a Vida frutífera em Cristo (20)

Os Perigos das Obras da Carne
Os Perigos das Obras da CarneOs Perigos das Obras da Carne
Os Perigos das Obras da Carne
 
LIÇÃO 03 - O PERIGO DAS OBRAS DA CARNE
LIÇÃO 03 - O PERIGO DAS OBRAS DA CARNELIÇÃO 03 - O PERIGO DAS OBRAS DA CARNE
LIÇÃO 03 - O PERIGO DAS OBRAS DA CARNE
 
Lição 3 aluno
Lição 3 alunoLição 3 aluno
Lição 3 aluno
 
Slide pdf
Slide pdfSlide pdf
Slide pdf
 
O perigo das obras da carne - Lição 3 - 1ºTrimestre 2017
O perigo das obras da carne - Lição 3 - 1ºTrimestre 2017O perigo das obras da carne - Lição 3 - 1ºTrimestre 2017
O perigo das obras da carne - Lição 3 - 1ºTrimestre 2017
 
E.b.d adultos 1ºtrimestre 2017 lição 03
E.b.d   adultos 1ºtrimestre 2017 lição 03E.b.d   adultos 1ºtrimestre 2017 lição 03
E.b.d adultos 1ºtrimestre 2017 lição 03
 
Lições biblicas 2017[342]
Lições biblicas 2017[342]Lições biblicas 2017[342]
Lições biblicas 2017[342]
 
A Corrupção dos Últimos Dias - Lição 9 - 3º Trimestre de 2015
A Corrupção dos Últimos Dias - Lição 9 - 3º Trimestre de 2015A Corrupção dos Últimos Dias - Lição 9 - 3º Trimestre de 2015
A Corrupção dos Últimos Dias - Lição 9 - 3º Trimestre de 2015
 
E.b.d adultos 1ºtrimestre 2017 lição 02
E.b.d   adultos 1ºtrimestre 2017 lição 02E.b.d   adultos 1ºtrimestre 2017 lição 02
E.b.d adultos 1ºtrimestre 2017 lição 02
 
cartas de Paulo - glossario.pptx
cartas de Paulo - glossario.pptxcartas de Paulo - glossario.pptx
cartas de Paulo - glossario.pptx
 
E.b.d adultos 1ºtrimestre 2017 lição 01
E.b.d   adultos 1ºtrimestre 2017 lição 01E.b.d   adultos 1ºtrimestre 2017 lição 01
E.b.d adultos 1ºtrimestre 2017 lição 01
 
LIÇÃO 11 - VIVENDO DE FORMA MODERADA
LIÇÃO 11 - VIVENDO DE FORMA MODERADALIÇÃO 11 - VIVENDO DE FORMA MODERADA
LIÇÃO 11 - VIVENDO DE FORMA MODERADA
 
Curso Evangelismo Bíblico
Curso Evangelismo BíblicoCurso Evangelismo Bíblico
Curso Evangelismo Bíblico
 
O perigo da busca pela autorrealização humana - Lição 10 - 3°Tri.2014
O perigo da busca pela autorrealização humana - Lição 10 - 3°Tri.2014O perigo da busca pela autorrealização humana - Lição 10 - 3°Tri.2014
O perigo da busca pela autorrealização humana - Lição 10 - 3°Tri.2014
 
Licao 1
Licao 1Licao 1
Licao 1
 
Aula 11 vivendo de forma moderada escola biblica dominical
Aula 11 vivendo de forma moderada escola biblica dominicalAula 11 vivendo de forma moderada escola biblica dominical
Aula 11 vivendo de forma moderada escola biblica dominical
 
Vivendo de Forma Moderada.
Vivendo de Forma Moderada.Vivendo de Forma Moderada.
Vivendo de Forma Moderada.
 
Colhemos que plantamos
Colhemos que plantamosColhemos que plantamos
Colhemos que plantamos
 
80553 a-nova-vida-em-cristo-encontro
80553 a-nova-vida-em-cristo-encontro80553 a-nova-vida-em-cristo-encontro
80553 a-nova-vida-em-cristo-encontro
 
80553 a-nova-vida-em-cristo-encontro
80553 a-nova-vida-em-cristo-encontro80553 a-nova-vida-em-cristo-encontro
80553 a-nova-vida-em-cristo-encontro
 

Mais de GIDEONE Moura Santos Ferreira

EBD 1°TRIMESTRE 2017 Lição 10 Mansidão:Torna o crente apto para evitar pelejas.
EBD 1°TRIMESTRE 2017 Lição 10 Mansidão:Torna o crente apto para evitar pelejas.EBD 1°TRIMESTRE 2017 Lição 10 Mansidão:Torna o crente apto para evitar pelejas.
EBD 1°TRIMESTRE 2017 Lição 10 Mansidão:Torna o crente apto para evitar pelejas.GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Ebd 1° trimestre 2017 lição 9 fidelidade, firmes na fé.
Ebd 1° trimestre 2017 lição 9  fidelidade, firmes na fé.Ebd 1° trimestre 2017 lição 9  fidelidade, firmes na fé.
Ebd 1° trimestre 2017 lição 9 fidelidade, firmes na fé.GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
EBD 1°TRIMESTRE 2017 Lição 6 Paciência: Evitando as dissensões.
EBD 1°TRIMESTRE 2017 Lição 6 Paciência: Evitando as dissensões.EBD 1°TRIMESTRE 2017 Lição 6 Paciência: Evitando as dissensões.
EBD 1°TRIMESTRE 2017 Lição 6 Paciência: Evitando as dissensões.GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Lições bíblicas do 1° trimestre de 2017 lição 2 O propósito do fruto do espí...
Lições bíblicas do 1° trimestre de 2017 lição 2  O propósito do fruto do espí...Lições bíblicas do 1° trimestre de 2017 lição 2  O propósito do fruto do espí...
Lições bíblicas do 1° trimestre de 2017 lição 2 O propósito do fruto do espí...GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Ebd aula 12 4° trimestre 2016 Sabedoria divina para tomada de decisões .
Ebd aula 12   4° trimestre 2016 Sabedoria divina para tomada de decisões .Ebd aula 12   4° trimestre 2016 Sabedoria divina para tomada de decisões .
Ebd aula 12 4° trimestre 2016 Sabedoria divina para tomada de decisões .GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Ebd aula 11 4°trimestre 2016 O socorro de deus para livrar o seu povo
Ebd aula 11   4°trimestre 2016  O socorro de deus para livrar o seu povoEbd aula 11   4°trimestre 2016  O socorro de deus para livrar o seu povo
Ebd aula 11 4°trimestre 2016 O socorro de deus para livrar o seu povoGIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Ebd aula 10 4°trim 2016 Adorando a Deus em meio a calamidade.
Ebd aula 10   4°trim 2016 Adorando a Deus em meio a calamidade.Ebd aula 10   4°trim 2016 Adorando a Deus em meio a calamidade.
Ebd aula 10 4°trim 2016 Adorando a Deus em meio a calamidade.GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Ebd 4°trimestre 2016 aula 9 O milagre está em sua casa
Ebd 4°trimestre 2016 aula 9 O milagre está em sua casaEbd 4°trimestre 2016 aula 9 O milagre está em sua casa
Ebd 4°trimestre 2016 aula 9 O milagre está em sua casaGIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Ebd aula 7 4°trimestre 2016 José,fé em meio as injustiças.
Ebd aula 7 4°trimestre 2016 José,fé em meio as injustiças.Ebd aula 7 4°trimestre 2016 José,fé em meio as injustiças.
Ebd aula 7 4°trimestre 2016 José,fé em meio as injustiças.GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Ebd 4°trimestre 2016 aula 6 Deus: o nosso provedor.
Ebd 4°trimestre 2016 aula 6 Deus: o nosso provedor.Ebd 4°trimestre 2016 aula 6 Deus: o nosso provedor.
Ebd 4°trimestre 2016 aula 6 Deus: o nosso provedor.GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Ebd 4°trimestre 2016 aula 5 As consequências das escolhas precipitadas.
Ebd 4°trimestre 2016 aula 5 As consequências das escolhas precipitadas.Ebd 4°trimestre 2016 aula 5 As consequências das escolhas precipitadas.
Ebd 4°trimestre 2016 aula 5 As consequências das escolhas precipitadas.GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Ebd 4°trimestre 2016 Lição 4 A provisão de Deus no monte do sacrifício.
Ebd 4°trimestre 2016  Lição 4 A provisão de Deus no monte do sacrifício.Ebd 4°trimestre 2016  Lição 4 A provisão de Deus no monte do sacrifício.
Ebd 4°trimestre 2016 Lição 4 A provisão de Deus no monte do sacrifício.GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Ebd aula 3 4°trimestre 2016 Abraão,a esperança do Pai da fé.
Ebd aula 3  4°trimestre 2016 Abraão,a esperança do Pai da fé.Ebd aula 3  4°trimestre 2016 Abraão,a esperança do Pai da fé.
Ebd aula 3 4°trimestre 2016 Abraão,a esperança do Pai da fé.GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Ebd aula 2 4°trimestre 2016 A proviisão de Deus em tempos difíceis.
Ebd aula 2  4°trimestre 2016 A proviisão de Deus em tempos difíceis.Ebd aula 2  4°trimestre 2016 A proviisão de Deus em tempos difíceis.
Ebd aula 2 4°trimestre 2016 A proviisão de Deus em tempos difíceis.GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Ebd 4°trimestre 2016 lição 1 A Sobrevivência em tempos de crise.
Ebd 4°trimestre 2016 lição 1  A Sobrevivência em tempos de crise.Ebd 4°trimestre 2016 lição 1  A Sobrevivência em tempos de crise.
Ebd 4°trimestre 2016 lição 1 A Sobrevivência em tempos de crise.GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Ebd lições bíblicas lição 4 3° trim 2016 O trabalho e atributos do ganhador d...
Ebd lições bíblicas lição 4 3° trim 2016 O trabalho e atributos do ganhador d...Ebd lições bíblicas lição 4 3° trim 2016 O trabalho e atributos do ganhador d...
Ebd lições bíblicas lição 4 3° trim 2016 O trabalho e atributos do ganhador d...GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
EBD lições bíblicas 2°trimestre 2016 Lição 13 O cultivo das relações interpes...
EBD lições bíblicas 2°trimestre 2016 Lição 13 O cultivo das relações interpes...EBD lições bíblicas 2°trimestre 2016 Lição 13 O cultivo das relações interpes...
EBD lições bíblicas 2°trimestre 2016 Lição 13 O cultivo das relações interpes...GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Ebd lições bíblicas 2°trimestre 2016 aula 12 Cosmovisão missionária.
Ebd lições bíblicas 2°trimestre 2016 aula 12 Cosmovisão missionária.Ebd lições bíblicas 2°trimestre 2016 aula 12 Cosmovisão missionária.
Ebd lições bíblicas 2°trimestre 2016 aula 12 Cosmovisão missionária.GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Ebd lições bíblicas lição 11 A tolerância cristã.
Ebd lições bíblicas lição 11 A tolerância cristã.Ebd lições bíblicas lição 11 A tolerância cristã.
Ebd lições bíblicas lição 11 A tolerância cristã.GIDEONE Moura Santos Ferreira
 

Mais de GIDEONE Moura Santos Ferreira (20)

EBD 1°TRIMESTRE 2017 Lição 10 Mansidão:Torna o crente apto para evitar pelejas.
EBD 1°TRIMESTRE 2017 Lição 10 Mansidão:Torna o crente apto para evitar pelejas.EBD 1°TRIMESTRE 2017 Lição 10 Mansidão:Torna o crente apto para evitar pelejas.
EBD 1°TRIMESTRE 2017 Lição 10 Mansidão:Torna o crente apto para evitar pelejas.
 
Ebd 1° trimestre 2017 lição 9 fidelidade, firmes na fé.
Ebd 1° trimestre 2017 lição 9  fidelidade, firmes na fé.Ebd 1° trimestre 2017 lição 9  fidelidade, firmes na fé.
Ebd 1° trimestre 2017 lição 9 fidelidade, firmes na fé.
 
EBD 1°TRIMESTRE 2017 Lição 6 Paciência: Evitando as dissensões.
EBD 1°TRIMESTRE 2017 Lição 6 Paciência: Evitando as dissensões.EBD 1°TRIMESTRE 2017 Lição 6 Paciência: Evitando as dissensões.
EBD 1°TRIMESTRE 2017 Lição 6 Paciência: Evitando as dissensões.
 
Lições bíblicas do 1° trimestre de 2017 lição 2 O propósito do fruto do espí...
Lições bíblicas do 1° trimestre de 2017 lição 2  O propósito do fruto do espí...Lições bíblicas do 1° trimestre de 2017 lição 2  O propósito do fruto do espí...
Lições bíblicas do 1° trimestre de 2017 lição 2 O propósito do fruto do espí...
 
Ebd aula 13 4°trimestre 2016 A fidelidade de Deus.
Ebd aula 13  4°trimestre  2016 A fidelidade de Deus.Ebd aula 13  4°trimestre  2016 A fidelidade de Deus.
Ebd aula 13 4°trimestre 2016 A fidelidade de Deus.
 
Ebd aula 12 4° trimestre 2016 Sabedoria divina para tomada de decisões .
Ebd aula 12   4° trimestre 2016 Sabedoria divina para tomada de decisões .Ebd aula 12   4° trimestre 2016 Sabedoria divina para tomada de decisões .
Ebd aula 12 4° trimestre 2016 Sabedoria divina para tomada de decisões .
 
Ebd aula 11 4°trimestre 2016 O socorro de deus para livrar o seu povo
Ebd aula 11   4°trimestre 2016  O socorro de deus para livrar o seu povoEbd aula 11   4°trimestre 2016  O socorro de deus para livrar o seu povo
Ebd aula 11 4°trimestre 2016 O socorro de deus para livrar o seu povo
 
Ebd aula 10 4°trim 2016 Adorando a Deus em meio a calamidade.
Ebd aula 10   4°trim 2016 Adorando a Deus em meio a calamidade.Ebd aula 10   4°trim 2016 Adorando a Deus em meio a calamidade.
Ebd aula 10 4°trim 2016 Adorando a Deus em meio a calamidade.
 
Ebd 4°trimestre 2016 aula 9 O milagre está em sua casa
Ebd 4°trimestre 2016 aula 9 O milagre está em sua casaEbd 4°trimestre 2016 aula 9 O milagre está em sua casa
Ebd 4°trimestre 2016 aula 9 O milagre está em sua casa
 
Ebd aula 7 4°trimestre 2016 José,fé em meio as injustiças.
Ebd aula 7 4°trimestre 2016 José,fé em meio as injustiças.Ebd aula 7 4°trimestre 2016 José,fé em meio as injustiças.
Ebd aula 7 4°trimestre 2016 José,fé em meio as injustiças.
 
Ebd 4°trimestre 2016 aula 6 Deus: o nosso provedor.
Ebd 4°trimestre 2016 aula 6 Deus: o nosso provedor.Ebd 4°trimestre 2016 aula 6 Deus: o nosso provedor.
Ebd 4°trimestre 2016 aula 6 Deus: o nosso provedor.
 
Ebd 4°trimestre 2016 aula 5 As consequências das escolhas precipitadas.
Ebd 4°trimestre 2016 aula 5 As consequências das escolhas precipitadas.Ebd 4°trimestre 2016 aula 5 As consequências das escolhas precipitadas.
Ebd 4°trimestre 2016 aula 5 As consequências das escolhas precipitadas.
 
Ebd 4°trimestre 2016 Lição 4 A provisão de Deus no monte do sacrifício.
Ebd 4°trimestre 2016  Lição 4 A provisão de Deus no monte do sacrifício.Ebd 4°trimestre 2016  Lição 4 A provisão de Deus no monte do sacrifício.
Ebd 4°trimestre 2016 Lição 4 A provisão de Deus no monte do sacrifício.
 
Ebd aula 3 4°trimestre 2016 Abraão,a esperança do Pai da fé.
Ebd aula 3  4°trimestre 2016 Abraão,a esperança do Pai da fé.Ebd aula 3  4°trimestre 2016 Abraão,a esperança do Pai da fé.
Ebd aula 3 4°trimestre 2016 Abraão,a esperança do Pai da fé.
 
Ebd aula 2 4°trimestre 2016 A proviisão de Deus em tempos difíceis.
Ebd aula 2  4°trimestre 2016 A proviisão de Deus em tempos difíceis.Ebd aula 2  4°trimestre 2016 A proviisão de Deus em tempos difíceis.
Ebd aula 2 4°trimestre 2016 A proviisão de Deus em tempos difíceis.
 
Ebd 4°trimestre 2016 lição 1 A Sobrevivência em tempos de crise.
Ebd 4°trimestre 2016 lição 1  A Sobrevivência em tempos de crise.Ebd 4°trimestre 2016 lição 1  A Sobrevivência em tempos de crise.
Ebd 4°trimestre 2016 lição 1 A Sobrevivência em tempos de crise.
 
Ebd lições bíblicas lição 4 3° trim 2016 O trabalho e atributos do ganhador d...
Ebd lições bíblicas lição 4 3° trim 2016 O trabalho e atributos do ganhador d...Ebd lições bíblicas lição 4 3° trim 2016 O trabalho e atributos do ganhador d...
Ebd lições bíblicas lição 4 3° trim 2016 O trabalho e atributos do ganhador d...
 
EBD lições bíblicas 2°trimestre 2016 Lição 13 O cultivo das relações interpes...
EBD lições bíblicas 2°trimestre 2016 Lição 13 O cultivo das relações interpes...EBD lições bíblicas 2°trimestre 2016 Lição 13 O cultivo das relações interpes...
EBD lições bíblicas 2°trimestre 2016 Lição 13 O cultivo das relações interpes...
 
Ebd lições bíblicas 2°trimestre 2016 aula 12 Cosmovisão missionária.
Ebd lições bíblicas 2°trimestre 2016 aula 12 Cosmovisão missionária.Ebd lições bíblicas 2°trimestre 2016 aula 12 Cosmovisão missionária.
Ebd lições bíblicas 2°trimestre 2016 aula 12 Cosmovisão missionária.
 
Ebd lições bíblicas lição 11 A tolerância cristã.
Ebd lições bíblicas lição 11 A tolerância cristã.Ebd lições bíblicas lição 11 A tolerância cristã.
Ebd lições bíblicas lição 11 A tolerância cristã.
 

Último

Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxkarinasantiago54
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024GleyceMoreiraXWeslle
 
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdfSlides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdfpaulafernandes540558
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdfDemetrio Ccesa Rayme
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileirosMary Alvarenga
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveaulasgege
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...Martin M Flynn
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxGislaineDuresCruz
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAlexandreFrana33
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxDeyvidBriel
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresaulasgege
 
AULA 7 - REFORMA PROTESTANTE SIMPLES E BASICA.pptx
AULA 7 - REFORMA PROTESTANTE SIMPLES E BASICA.pptxAULA 7 - REFORMA PROTESTANTE SIMPLES E BASICA.pptx
AULA 7 - REFORMA PROTESTANTE SIMPLES E BASICA.pptxrenatacolbeich1
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parteDança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira partecoletivoddois
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfIedaGoethe
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas BrasileirosMary Alvarenga
 
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptAlineSilvaPotuk
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosAntnyoAllysson
 
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptxErivaldoLima15
 

Último (20)

Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
 
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdfSlides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
 
(76- ESTUDO MATEUS) A ACLAMAÇÃO DO REI..
(76- ESTUDO MATEUS) A ACLAMAÇÃO DO REI..(76- ESTUDO MATEUS) A ACLAMAÇÃO DO REI..
(76- ESTUDO MATEUS) A ACLAMAÇÃO DO REI..
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
 
AULA 7 - REFORMA PROTESTANTE SIMPLES E BASICA.pptx
AULA 7 - REFORMA PROTESTANTE SIMPLES E BASICA.pptxAULA 7 - REFORMA PROTESTANTE SIMPLES E BASICA.pptx
AULA 7 - REFORMA PROTESTANTE SIMPLES E BASICA.pptx
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parteDança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
 
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
 
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
 

Vida frutífera em Cristo

  • 1.
  • 2. Texto Áureo “Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; na verdade, o espírito está pronto, mas a carne é fraca” (Mt 26.41).
  • 3. VERDADE PRÁTICA Oremos e vigiemos para que não sejamos surpreendidos pelas obras da carne.
  • 4. LEITURA BÍBLICA EM CLASSE - Lucas 6.39-49. 39 — E disse-lhes uma parábola: Pode, porventura, um cego guiar outro cego? Não cairão ambos na cova? 40 — O discípulo não é superior a seu mestre, mas todo o que for perfeito será como o seu mestre. 41 — E por que atentas tu no argueiro que está no olho do teu irmão e não reparas na trave que está no teu próprio olho? 42 — Ou como podes dizer a teu irmão: Irmão, deixa-me tirar o argueiro que está no teu olho, não atentando tu mesmo na trave que está no teu olho? Hipócrita, tira primeiro a trave do teu olho e, então, verás bem para tirar o argueiro que está no olho de teu irmão. 43 — Porque não há boa árvore que dê mau fruto, nem má árvore que dê bom fruto. 44 — Porque cada árvore se conhece pelo seu próprio fruto; pois não se colhem figos dos espinheiros, nem se vindimam uvas dos abrolhos.
  • 5. LEITURA BÍBLICA EM CLASSE - Lucas 6.39-49. 45 — O homem bom, do bom tesouro do seu coração, tira o bem, e o homem mau, do mau tesouro do seu coração, tira o mal, porque da abundância do seu coração fala a boca. 46 — E por que me chamais Senhor, Senhor, e não fazeis o que eu digo? 47 — Qualquer que vem a mim, e ouve as minhas palavras, e as observa, eu vos mostrarei a quem é semelhante. 48 — É semelhante ao homem que edificou uma casa, e cavou, e abriu bem fundo, e pôs os alicerces sobre rocha; e, vindo a enchente, bateu com ímpeto a corrente naquela casa e não a pôde abalar, porque estava fundada sobre rocha. 49 — Mas o que ouve e não pratica é semelhante ao homem que edificou uma casa sobre terra, sem alicerces, na qual bateu com ímpeto a corrente, e logo caiu; e foi grande a ruína daquela casa.
  • 6. INTRODUÇÃO A lição deste domingo é um alerta para os que querem agradar a Deus e ter uma vida frutífera. Estudaremos o perigo das obras da carne. Precisamos ter cuidado, pois dentro de todo crente habita duas naturezas: a natureza adâmica, a qual foi corrompida na Queda, e a nova natureza, que é resultado da regeneração, do novo nascimento (Jo 3.3). Veremos que a natureza adâmica, se não for controlada pelo Espírito, produz frutos que levam o crente à morte espiritual.
  • 7. I. A VIDA CONDUZIDA PELA CONCUPISCÊNCIA DA CARNE1. A concupiscência da carne. Você sabe o significado da palavra concupiscência? Segundo o Dicionário Wycliffe, este é um “termo usado teologicamente para expressar os desejos malignos e lascivos que assediam os homens caídos” (Rm 7.8). A velha natureza, se não for controlada pelo Espírito, leva-nos a cometer as piores ações e abominações. Por isso, precisamos vigiar e viver constantemente cheios do Espírito Santo (Ef 5.18). Paulo advertiu a Igreja, explicando que, quem semeia na carne, ou seja, vive segundo a velha natureza, da carne ceifará corrupção (Gl 6.8). Nossos desejos e vontades devem ser controlados pelo Espírito Santo, pois os desejos da velha natureza são impuros e nos conduzem para a morte espiritual.
  • 8. I. A VIDA CONDUZIDA PELA CONCUPISCÊNCIA DA CARNE 2. A vida guiada pela concupiscência da carne. Quem controla seus desejos? Temos anseios, mas estes precisam ser controlados por Deus. Devemos submeter nossos pensamentos e desejos ao controle divino. O crente que não tem uma mente conduzida pelo Espírito Santo torna-se uma pessoa sem controle, sem qualquer deferência. A Palavra de Deus nos ensina que precisamos mortificar nossa natureza (Cl 3.5). Mortificar é permitir que Deus controle nossos pensamentos, vontades e ações. Vivemos em uma sociedade hedonista, onde a busca pelo prazer tem feito com que muitos sejam dominados por desejos malignos, praticando, sem qualquer pudor, toda a sorte de impureza, e tudo em nome do prazer e da liberdade. Diante desse triste quadro, a Igreja não pode se calar, mas deve expressar suas virtudes anunciando a mensagem da salvação.
  • 9. I. A VIDA CONDUZIDA PELA CONCUPISCÊNCIA DA CARNE 3. A vida conduzida pela concupiscência dos olhos. Longe de Deus e sem o controle do Espírito Santo, o homem manifesta seus desejos mais perversos, trazendo sérios prejuízos para os relacionamentos na Igreja e fora dela. Quando o homem se torna insensível à voz de Deus e ao Espírito, sendo governado apenas por seus instintos, torna- se semelhante aos animais. Uma vida conduzida pela velha natureza leva as pessoas a olharem apenas para os prazeres momentâneos que o mundo oferece, não atentando para o que é eterno. Davi viu e desejou a mulher de Urias, e o seu desejo descontrolado o levou a cometer um adultério e um homicídio (2Sm 11.1-4). Ele não atentou para as consequências dos seus atos. O crente não pode se deixar seduzir pelos prazeres deste mundo (1Jo 2.15-17).
  • 10. II. A DEGRADAÇÃO DO CARÁTER CRISTÃO 1. O caráter. No grego, caráter é charaktēr e significa “estampa”, “impressão” e “marca”. Contudo, é importante ressaltar que esta palavra tem diferentes significados em distintas ciências, como a sociologia e a psicologia. Segundo o Dicionário Houaiss é “um conjunto de traços psicológicos e, ou morais, que caracterizam um indivíduo”. O caráter não é inato e pode ser mudado.
  • 11. II. A DEGRADAÇÃO DO CARÁTER CRISTÃO 2. O caráter moldado pelo Espírito. Quando aceitamos Jesus e experimentamos o novo nascimento, nosso caráter passa por uma transformação. O Espírito Santo trabalha em nós a fim de que sejamos semelhantes a Jesus. Mas para que essa transformação aconteça precisamos nos submeter inteiramente a Deus. Se quisermos uma vida espiritual frutífera, precisamos dar oportunidade ao Espírito Santo para que Ele trabalhe em nossas vidas produzindo o fruto do Espírito (Gl 5. 22). Não adianta apenas dizer que é crente, é preciso evidenciar o nosso caráter cristão mediante as nossas ações (Mt 5.16). Muitos se dizem crentes, mas suas ações demonstram que nunca tiveram um encontro real com o Salvador. Muitos estão na igreja, mas ainda não foram realmente transformados por Jesus, pois quem está em Cristo é uma nova criatura e como tal procura andar em novidade de vida, pois já se despiu do velho homem, da natureza adâmica (2Co 5.17). Crentes que vivem causando escândalos, divisões, rebeldias, jamais
  • 12. II. A DEGRADAÇÃO DO CARÁTER CRISTÃO 3. Ataques ao seu caráter. Em sua vida cristã, você terá que lutar com três inimigos que farão de tudo para macular o seu caráter: a carne, o Diabo e o mundo. Muitos acabam sendo vencidos por eles. Para enfrentar e vencer esses inimigos é preciso ter uma vida de comunhão com o Pai. É necessário orar, ler a Palavra de Deus e jejuar. Sem a leitura da Bíblia, a oração e o jejum não conseguiremos vencer e ter uma vida frutífera.
  • 13. III. UMA VIDA QUE NÃO AGRADA A DEUS 1. Viver segundo a carne. Se o crente vive dominado pelos desejos carnais, ele não pode agradar a Deus (Rm 8.8). Fomos criados para glorificar a Deus e produzir o fruto do Espírito. Viver segundo a carne causa males e danos à nossa vida e para o nosso próximo. Paulo exorta os crentes da igreja de Corinto para que vivam no Espírito, pois alguns estavam vivendo segundo a carne, de modo que suas ações eram evidentes: inveja, contendas e dissensões (1Co 3.3). Paulo deixa claro que os que assim estavam vivendo não poderiam agradar a Deus e ter uma vida de comunhão no Espírito Santo.
  • 14. III. UMA VIDA QUE NÃO AGRADA A DEUS 2. Vivendo como espinheiro. Sabemos que a árvore é identificada não por suas flores ou folhas, mas por seus frutos. Jamais vamos colher laranja de uma macieira, pois cada árvore produz o seu fruto segundo sua espécie (Gn 1.11). Logo, é impossível um cristão dominado pelo Espírito Santo produzir as obras da carne. O homem bom tira de seu íntimo, do seu coração transformado, coisas boas, mas o homem mau tira do seu mau coração pelejas, dissensões, prostituição, iras, etc. (Mt 7.18-22). Jotão apresenta algumas árvores em uma parábola para o seu povo (Jz 9.7-21). As árvores representam o povo de Siquém que desejavam um rei. Essas árvores eram boas: uma produzia azeite que era utilizado na unção dos sacerdotes e iluminação; outra produzia figos que alimentava o povo; a videira produzia vinho, que era usado nos sacrifícios de libações. Porém o espinheiro, arbusto inútil, representava Abimeleque. Muitos atualmente estão como Abimeleque, não produzem nada de útil para Deus ou para a próximo e ainda ferem as pessoas com seus espinhos. Quem vive segundo a carne se torna um espinheiro, inútil para Deus e
  • 15. III. UMA VIDA QUE NÃO AGRADA A DEUS 3. Uma vida infrutífera. Certa vez, Jesus contou uma parábola a respeito de uma árvore estéril, uma figueira (Lc 13.6-9). A figueira sem frutos refere-se primeiramente a Israel, porém ela também pode ser aplicada aos crentes que professam a Jesus e, no entanto, insistem em viver uma vida carnal, pecaminosa. Na parábola, o agricultor investe na figueira, adubando, regando, podando, ou seja, dando todas as condições para que produza fruto. Mas caso ela não viesse a frutificar seria cortada. Deus está investindo em sua vida e dando todas as condições para que você produza bons frutos, aproveite a oportunidade.
  • 16. CONCLUSÃO Quem vive segundo a carne não pode agradar a Deus. E a vida sem Deus torna- se infrutífera. Longe do Senhor nos tornamos espinheiros, nos ferimos e ferimos ao próximo. Busque a Deus e seja uma árvore frutífera.
  • 17. 1)Qual o significado da palavra concupiscência? É um “termo usado teologicamente para expressar os desejos malignos e lascivos que assediam os homens caídos”. 2)Para onde nossos desejos impuros nos conduzem? Nos conduzem para a morte espiritual. 3)O que acontece quando o homem deixa de ouvir a voz de Deus e passa a ser guiado pelos seus desejos? O crente que não tem uma mente conduzida pelo Espírito Santo torna- se uma pessoa sem controle, sem qualquer deferência. 4)O que significa caráter no grego? No grego, caráter é charaktēr e significa “estampa”, “impressão” e “marca”. 5)O que é caráter? Segundo o Dicionário Houaiss é “um conjunto de traços psicológicos e, ou morais, que caracterizam um indivíduo”.