JOGO 
DYNAMO KIYV 2 x 0 RIO AVE FUTEBOL CLUBE 
ESTÁDIO/DATA 
OL. NATIONAL SPORTS COMPLEX / 27-11-2014 18h:00m 
FASE 
UEFA ...
NOTAS EXTRA 
D. KIYV 
ESTATÍSTICAS 
RIO AVE 
57 % 
POSSE DE BOLA 
43 % 
21 
REMATES 
9 
12 
REMATES À BALIZA 
2 
13 
CANTO...
TRANSIÇÃO OFENSIVA: 
Optam quase sempre por lançar na faixa para os seus extremos (todos eles muito fortes na condução) qu...
Organização Ofensiva: 
Equipa organizada em 4x2x3x1. Sabem ter bola (excelente meio-campo para isso) mas são mais perigoso...
TRANSIÇÃO DEFENSIVA: Excelente reacção à perda por parte do sector intermédio que sobe para encurtar e permite aos laterai...
Organização Defensiva: 
Equipa organizada em 4x2x3x1 (claro no terreno). Espaçados, correm o risco de ‘partirem’ o seu blo...
Bolas Paradas Ofensivas: 
Cantos: 
Luiz Gustavo na marcação e procuram colocar 5 jogadores na 
área (Hassan, Boateng, Pedr...
Bolas Paradas Defensivas: 
Cantos: 
Marcação individual aos jogadores no interior e exterior da 
grande área. Agressivos e...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Rio Ave FC

489 visualizações

Publicada em

Análise aos comandados de Pedro Martins. Uma das equipas europeias e, para já, a equipa em Portugal com mais jogos.

Publicada em: Esportes
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
489
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Rio Ave FC

  1. 1. JOGO DYNAMO KIYV 2 x 0 RIO AVE FUTEBOL CLUBE ESTÁDIO/DATA OL. NATIONAL SPORTS COMPLEX / 27-11-2014 18h:00m FASE UEFA LIGA EUROPA – 5ª JORNADA – FASE DE GRUPOS RES. INTERVALO DYNAMO KIYV 0 x 0 RIO AVE FUTEBOL CLUBE ALTERAÇÕES X RESTANTE PLANTEL: 1- Cássio (GR) 98 – Carlos Alves (GR) 3 – Prince (DC) 44 – Nélson Monte (DC) 46 – Marcelo (DC) 16 – Nuno Lopes (DLD) 5 – Jordy Ñiguez (Mdef/MC) 8 – Tarantini (Mdef/MC) 18 – Júlio Alves (Mdef) 22 – Sunday Abalo (Mdef) 30 – Wakaso (Mdef/MC) 10 – Diego Lopes (MCO) 17 – Ukra (Ex.) 19 – Ohemeng (Ex.) 21 – Marvin (Ex.) 87 – Renato Santos (Ex.) 33 – William Jebor (PL) 77 – Esmael (PL)
  2. 2. NOTAS EXTRA D. KIYV ESTATÍSTICAS RIO AVE 57 % POSSE DE BOLA 43 % 21 REMATES 9 12 REMATES À BALIZA 2 13 CANTOS 4 16 FALTAS 15 0 FORAS-DE-JOGO 1 17 LANÇAMENTOS 36 MELHORES MARCADORES (LIGA) NOME GOLOS Hassan (6 JOGOS) 6 D. Lopes (10 JOGOS) 4 P. Moreira (7 JOGOS) 2 Ukra (10 JOGOS) 2 CAMPEONATO -> 10 JOGOS – 17 PONTOS – 5V, 2E e 3D – +9 DG: 19 GM, 10 GS TAÇA DE PORTUGAL -> 2 JOGOS – 2 VITÓRIAS – +3 DG: 3 GM, 0 GS SUPERTAÇA -> 1 JOGO – 1 EMPATE (perdeu nos penalties) – 0 DF: 0 GM, 0 GS LIGA EUROPA -> 5 JOGOS – 2 PONTO – 1E e 4D – -7 DF: 3 GM, 10 GS TOTAL -> 18 JOGOS – 7V, 4E e 7D – +5 DF – 25 GM, 18 GS
  3. 3. TRANSIÇÃO OFENSIVA: Optam quase sempre por lançar na faixa para os seus extremos (todos eles muito fortes na condução) que conduzem por fora e só solicitam o corredor central mais perto da grande área. Quando optam por sair curto podem fazê-lo para os laterais ou para os médios-centro. Saem longo para Hassan ou para as costas da linha defensiva.
  4. 4. Organização Ofensiva: Equipa organizada em 4x2x3x1. Sabem ter bola (excelente meio-campo para isso) mas são mais perigosos quando conseguem imprimir um jogo mais partido fruto da velocidade, mobilidade e irreverência dos seus homens mais adiantados. Compactos nas duas primeiras fases, soltam-se a partir de fase de criação onde sobressaem as individualidades num jogo de procura da profunidade (ora por dentro, ora por fora). Na 1ª fase gostam de sair pelos centrais que tem qualidade técnica para assegurarem qualidade na saída de bola. Laterais à largura e com um dos médios-centro (normalmente Luiz Gustavo!) a aproximar-se dos centrais serve de alternativa para uma saída por dentro mais segura. Contudo, quer Pedro Moreira quer os laterais também são opção bem como uma saída mais longa para Hassan ou para o espaço. Na sua 2ª fase, quando saem curto, é um momento em que Boateng e Del Valle sobem no terreno enquanto Bressan baixa (sendo mais médio centro do que propriamente médio centro ofensivo), algumas vezes até para entre os médios e é aqui (aos médios-centro) que mais voltam para rodar o jogo. Procuram Hassan à profundidade ou entre linhas mas também procurar as faixas para colocarem nos extremos ou nos laterais que vão forçar com a entrada em 3ª fase, um movimento vertical com bola (especialmente Boateng, Lionn e Tiago Pinto) enquanto que também podem procurar uma diagonal com bola (o mais provável é ser de Del Valle). Quando Hassan baixa para servir de ‘tabela’ também pode arrancar para solução individual,t ambém surge no espaço exterior onde faz boas diagonais (com e sem bola!). Bressan não é tão capaz de saltar metro com a bola controlada optando por progredir sem bola ou através de passes curtos. Na fase de finalização especial ATENÇÃO: Meia-distância de Bressan e Del Valle; Jogo aéreo de Hassan; Movimentos diagonais de Hassan, Boateng e Del Valle seuigods de remates; Movimentação nas costas e finalização de Hassan. OUTAS REFERÊNCIAS: Nuno Lopes melhor que Lionn na condução; Ukra melhor que Boateng pelo corredor; Hipótese de retirar Hassan e apostar num avançado centro (mais) móvel – Boateng/Esmael – não retira agressividade nem aposta no jogo aéreo; Diego Lopes é um MCO mais rompedor com bola que Bressan (capaz de resolver individualmente).
  5. 5. TRANSIÇÃO DEFENSIVA: Excelente reacção à perda por parte do sector intermédio que sobe para encurtar e permite aos laterais recuperarem posicionamento e ajustarem a linha defensiva. Avançados também pressionam mas são mais facilmente ultrapassados. Explorar linha defensiva subida e espaço nos corredores laterais.
  6. 6. Organização Defensiva: Equipa organizada em 4x2x3x1 (claro no terreno). Espaçados, correm o risco de ‘partirem’ o seu bloco pela pouca apetência defensiva dos extremos (nomeadamente Del Valle) e pela pouquíssima agressividade táctica e intensidade de Bressan. Na sua 1ª fase de pressão percebemos a distribuição de papéis no sector intermédio com Pedro Moreira um pouco mais solto e que Bressan procura vigiar os movimentos do médio mais defensivo. Quando muito ‘mastigado’ o jogo em 2ª fase (apostar!!) Pedro Moreira tende a subir no terreno e a ‘largar’ Luiz Gustavo criando algum espaço entre linhas (defensiva e média) e havendo espaço por fora também. Não acontece este tipo de movimentação com Luiz Gustavo. Equipa procurar realizar um ‘campo pequeno’ basculando com alguma facilidade (médios-centro e defesas…) mas a grande dificuldade, principalmente na basculação do lado esquerdo para o lado direito (de quem ataca!) porque Del Valle não fecha bem, Bressan não baixa para ‘alargar’ linha e vai gerar situações de 2x1 ou 1x1 com Tiago Pinto (isto em 3ª fase pelo espaço exterior). No entanto, se procurarmos explorar o corredor central podemos contar com espaço nos corredores porque a linha defensiva tende a encurtar, extremos não fecham e geram espaço por fora para criar perigo sempre que a bola entre nesse espaço para forçar um contra-movimento de linha defensiva. Atenção: Não jogam em linha! (Central do lado oposto ao da bola opta por uma postura de cobertura em relação ao central do lado da bola. Assim sendo, podemos tentar explorar o espaço entre centrais e centrais e laterais para buscar a profundidade a partir da 3ª fase! Na última fase ter em especial atenção a presença de marcação ao 2º poste dos laterais que não só são pouco astutos no jogo aéreo como dão algum espaço. A explorar também o espaço entre os centrais que alargam um pouco o seu espaço e que permite a entrada da bola no espaço entre si. Guarda-redes não encurta o espaço entre si e a linha defensiva mas tem excelentes reflexos entre os postes.
  7. 7. Bolas Paradas Ofensivas: Cantos: Luiz Gustavo na marcação e procuram colocar 5 jogadores na área (Hassan, Boateng, Pedro Moreira, Roderick e A. Vilas Boas). Tiago Pinto/Lionn dão alternativa de saída curta e colocam jogadores (Bressan + Del Valle) na entrada da área para uma eventual 2ª bola. Colocam lateral que não sobe a proteger. Predominância de ocupação: 2º poste (tapar!!). Livres laterais: Luiz Gustavo na marcação. Tiago Pinto e Lionn ficam atrás a proteger eventual transição do adversário. Bressan + Del Valle fora da área na expectativa de uma 2ª bola. Hassan (entra ao 1º poste) tem a companhia de AVB, Roderick, Pedro Moreira e Boateng (baixo mas de grande impulsão) na grande área. ATENÇÃO: 1º poste com Hassan e ao 2º poste que é sempre bem preenchido. Penalty: Tarantini (falhou) bateu fraco, para a meia-direita e a altura média-baixa; Ukra (marcou) bateu forte para o ângulo superior esquerdo; D. Lopes (falhou) bateu com força média, baixo mas não rasteiro e para o lado direito; T. Pinto (falhou) bateu fraco para o seu lado direito a média altura, fraco. Livres directos: Colocam Boateng a importunar a barreira procurando ‘abri-la’ e colocam 3 jogadores na área: Del Valle, Hassan e Pedro Moreira. Para a marcação: Gustavo (mais colocado) ou Bressan (mais colocado) ou ainda Tiago Pinto (recorrendo a maior força e menos precisão). * Ukra assume marcação das b.p. ofensivas quando entrou;
  8. 8. Bolas Paradas Defensivas: Cantos: Marcação individual aos jogadores no interior e exterior da grande área. Agressivos e fortes no acompanhamento não cobrem o 2º poste (a explorar!) e colocam 2 elementos no 1º poste/marca inicial da pequena área (Boateng e Hassan). Colocam os seus melhores jogadores com os jogadores mais perigosos do adversário. Livres laterais: Marcação zonal linear com a colocação de 2 jogadores na barreria (Luiz Gustavo/Del Valle) e Bressan na frente da linha de defesa. Por ordem: Boateng, T. Pinto, Hassan, AVB, Pedro Moreira, Roderick e Lionn (do 1º para o 2º poste). Evitar colocar bola no centro. Explorar 1º e 2º homens zonais e procurar o 2º poste. Penalty: Por norma, tende a lançar-se antes do jogador rematar. Procura adivinhar os lances. Rápido e ágil na queda. Cássio caiu, alternadamente, primeiro para o seu lado direito, depois para o seu lado esquerdo, voltou a cair para a direita e depois para o seu lado esquerdo. Apenas parou o primeiro: média-altura e fraco. Livres directos:

×