Lei da Empresa Limpa

1.490 visualizações

Publicada em

Gráficos sobre a Lei da Empresa Limpa, por Dalton Sardenberg.

Publicada em: Negócios
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.490
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
12
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Lei da Empresa Limpa

  1. 1. Pesquisa sobre a Lei da Empresa Limpa Dalton Sardenberg Novembro de 2014
  2. 2. Perfil dos Respondentes 50.8% Função 1.2% 13.3% 25.0% 1.6% 1.6% 6.6% Proprietário / Acionista da empresa / Herdeiro Conselheiro da empresa Executivo de 1º nível da empresa Responsável pela função compliance em sua empresa (seja da auditoria, jurídico, governança, ou área própria de compliance) Administrativo Outros Média Gerência No. de respondentes = 286
  3. 3. Perfil dos Respondentes Natureza do Controle 3.1% 9.4% 0.8% 44.5% 35.2% 4.3% 2.3% 0.4% Cooperativa Empresa de controle compartilhado (um ou mais indivíduos ou grupos empresariais detêm o controle) Empresa de controle estatal (integral ou sociedade de economia mista) Empresa de controle familiar ou multifamiliar Empresa de controle institucional (controlada por investidores institucionais) Empresa multinacional (controle estrangeiro) Entidade do terceiro setor Outros No. de respondentes = 286
  4. 4. Perfil dos Respondentes Volume do faturamento que advém do setor público 29.3% 0.4% 2.7% 60.9% 1.2% 4.3% 1.2% 0 (zero) 1% – 24% 25% – 49% 50% - 74% 75% – 99% No. de respondentes = 286
  5. 5. Perfil dos Respondentes Porte da Empresa 5.86% 14.06% 31.25% 26.17% 21.88% 0.78% Microempresa (faturamento 2013 =< R$ 2,4 milhões) Pequena empresa (faturamento 2013 > R$ 2,4 milhões e =< R$ 16 milhões) Média empresa (faturamento 2013 > R$ 16 milhões e =< R$ 90 milhões) Média-grande empresa (faturamento 2013 > R$ 90 milhões e =< R$ 300 milhões) Grande empresa (faturamento 2013 > R$ 300 milhões) Não informado No. de respondentes = 286
  6. 6. Grau de Compreensão da Lei da Empresa Limpa É alto o meu grau de compreensão do que representa a nova legislação, riscos envolvidos, suas consequências e as maneiras de mitigá-las. Discordam 31% Neutros 19% Concordam 50%
  7. 7. Grau de Compreensão da Lei da Empresa Limpa Entendimento por Função do Respondente 25.0% 41.5% 41.2% 70.6% 66.7% 60.9% Gestor (ou da equipe) responsável pela função compliance em sua empresa… Conselheiro da empresa Executivo de 1º nível da empresa Proprietário / Acionista da empresa / Herdeiro Média Gerência Administrativo
  8. 8. Grau de Compreensão da Lei da Empresa Limpa 42.1% 63.6% 54.2% 52.2% Entendimento por Natureza de Controle Empresa multinacional (controle estrangeiro) Empresa de controle compartilhado (um ou mais indivíduos ou grupos empresariais detêm o controle) Empresa de controle institucional (controlada por investidores institucionais) Empresa de controle familiar ou multifamiliar
  9. 9. Grau de Compreensão da Lei da Empresa Limpa Entendimento por Porte da Empresa 39.29% 33.75% 70.15% Grande empresa (faturamento 2013 > R$ 300 milhões) Média-grande empresa (faturamento 2013 > R$ 90 milhões e =< R$ 300 milhões) Média empresa (faturamento 2013 > R$ 16 milhões e =< R$ 90 milhões)
  10. 10. Prontidão para a Conformidade O nível dos procedimentos, processos de controle e disseminação de uma cultura de conformidade em nossa empresa é elevado (e já era independentemente da atual legislação). Discordam, 16% Neutros, 14% Concordam, 70%
  11. 11. 81.8% 75.0% 70.0% 64.9% Prontidão para a Conformidade Empresa multinacional (controle estrangeiro) Empresa de controle compartilhado (um ou mais indivíduos ou grupos empresariais detêm o controle) Empresa de controle institucional (controlada por investidores institucionais) Empresa de controle familiar (familiar ou multifamiliar)
  12. 12. Prontidão para a Conformidade Há um programa de compliance estabelecido? Se sim, há quanto tempo? Não há programa de compliance 60.5% Menos de 1 ano 3.9% De 1 a 5 anos 17.2% De 5 a 10 anos 8.2% Há 10 anos ou mais Não informado 8.2% 2,0%
  13. 13. Há um código de conduta? Se sim, há quanto tempo? Não há código de conduta formal 33.2% Menos de 1 ano 7.8% De 1 a 5 anos 22.7% De 5 a 10 anos 14.1% Há 10 anos ou mais 21.1% Não informado 1,2% Prontidão para a Conformidade
  14. 14. Reação à chegada a Lei da Empresa Limpa A entrada em vigor da nova Lei da Empresa Limpa deflagrou uma série de iniciativas necessárias para minimizar riscos quanto à não conformidade legal. Discordam 39% Neutros 23% Concordam 38%
  15. 15. Reação à chegada a Lei da Empresa Limpa Certificação NBR16001 Contratação de consultoria especializada 2,3% Formalização de responsável interno (p.ex. criação de área de compliance) 2,0% Treinamento de pessoal 16,4% Nenhuma ação específica foi tomada 32,4% Não informado 38,7% Ações de comunicação 1,6% Adesão ao Pacto Global 0,4% Aditivos contratuais 0,8% Auditorias 1,2% 0,4% Código de conduta 1,6% Comissão de ética 0,4% Treinamento, área específica e consultoria 0,4% Reuniões de conscientização 1,6% Outras opções 8,2% Ações tomadas
  16. 16. Focos de Atenção para Evitar Falhas de Conformidade 8.2% 2.7% 1.6% 2.3% 10.5% 25.0% 19.9% 19.5% 49.2% Tributário Normas de órgãos reguladores Trabalho e Previdência Licitações / Concorrências públicas Meio ambiente Defesa do Consumidor Comércio Exterior Mercado de Capitais Não informado
  17. 17. Credibilidade de Lei da Empresa Limpa Em minha opinião, a Lei 12.846/13 é uma medida essencial no combate à corrupção e será decisiva para a elevação do padrão ético da relação entre os setores público e privado e na preservação de um ambiente competitivo saudável. Discordam 7% Neutros 20% Concordam, 73% * Ambos blocos temporais
  18. 18. 85.3% Credibilidade de Lei da Empresa Limpa 82.4% 75.0% 63.8% 81.3% 100.0% Conselheiro da empresa Gestor (ou da equipe) responsável pela função compliance em sua empresa… Média Gerência Executivo de 1º nível da empresa Administrativo Proprietário / Acionista da empresa / Herdeiro Por Função do Respondente
  19. 19. 90.91% Credibilidade de Lei da Empresa Limpa 70.00% 54.17% 76.32% Por Natureza de Controle Empresa multinacional (controle estrangeiro) Empresa de controle familiar (familiar ou multifamiliar) Empresa de controle institucional (controlada por investidores institucionais) Empresa de controle compartilhado (um ou mais indivíduos ou grupos empresariais detêm o controle)
  20. 20. Credibilidade de Lei da Empresa Limpa 58.8% 85.1% 76.8% Por Porte da Empresa Grande empresa (faturamento 2013 > R$ 300 milhões) Média-grande empresa (faturamento 2013 > R$ 90 milhões e =< R$ 300 milhões) Média empresa (faturamento 2013 > R$ 16 milhões e =< R$ 90 milhões)
  21. 21. Credibilidade de Lei da Empresa Limpa 74.4% 76.0% 57.1% 100.0% 54.5% 33.3% 100% 75% – 99% 50% - 74% 25% – 49% 1% – 24% 0 (zero) Por volume do faturamento que advém do setor público Baixa representatividade estatística
  22. 22. Agentes mais propensos à corrupção 0.62% 15.54% 15.26% 13.53% 11.23% 10.12% 8.04% 10.61% 15.06% Governo estadual (Secretarias, Polícias, Agências Reguladoras e de Fiscalização) Governo federal (Ministérios, Polícia, Agências Reguladoras e de Fiscalização) Governo municipal (Secretarias, Polícias, Agências Reguladoras e de Fiscalização) Legislativo (Federal, Estadual e Municipal) Sindicatos Despachantes aduaneiros Judiciário Mídia Outras Opções % da Contagem / Qtde Respondentes
  23. 23. Estatais 0.07% Agentes mais propensos à corrupção * Ambos blocos temporais Compras 0,04% Detran 0.08% Empresas Privadas 0,05% Entidades de Classe 0.07% Fornecedores 0.07% ONGs 0.11% Segmento Médico 0.13% Das 0,62% de “Outras Opções” definidas pelos respondentes
  24. 24. Pontos para Reflexão • Corrupção na empresa versus corrupção da empresa • Motivação intrínseca, extrínseca ou combinada

×