óPtica na medicina final

798 visualizações

Publicada em

0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
798
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
17
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

óPtica na medicina final

  1. 1. A importância da Física na Medicina AO VIVO – 02/JUN – 20h Fabrício SchefferPaulo VicenteIdelfranio Moreira
  2. 2. 02/06/2014 2 Óptica na Medicina Prof. Fabricio Scheffer
  3. 3. 02/06/2014 3 Endoscopia
  4. 4. 02/06/2014 4 Tipos de exames No trato gastrointestinal:  esôfago, estômago e duodeno (esofagogastroduodenoscopia)  cólon (colonoscopia, proctosigmoidoscopia)  intestino delgado (enteroscopia) No trato respiratório  nariz (rinoscopia)  trato respiratório inferior (broncoscopia) No trato urinário (cistoscopia) No sistema reprodutor feminino  útero (histeroscopia)  trompa de Falópio (Faloscopia) Cavidades corporais normalmente fechadas (através de uma pequena incisão):  Cavidades pélvicas ou abdominais (laparoscopia)  Interior de um articulação (artroscopia)  Órgãos do peito (toracoscopia e mediastinoscopia) Durante a gravidez  âmnio (amnioscopia)  feto (fetoscopia)
  5. 5. 02/06/2014 5 Tipos • Fibroscópios, que transmitem a imagem através de uma fibra óptica. • Vídeo-endoscópios, que transmitem as imagens através de uma micro câmera e com isso gera-se uma imagem eletrônica.
  6. 6. 02/06/2014 6 Fibra óptica
  7. 7. Funcionamento
  8. 8. 02/06/2014 8 Refração da Luz Desvio angular do raio refratado Normal i r ∆ Normal i r ∆ Física da fibra óptica
  9. 9. n N Ângulo Limite de Incidência Normal i= L r= 90º Raio incidente Raio refratado O ângulo de incidência é chamado de ângulo limite (L) se o ângulo de refração for igual a 90o.
  10. 10. 02/06/2014 10 N n Reflexão Total da Luz    > −→+ ⇒ Li Condições para que ocorra reflexão total: N i=0o r=0o i < L N i = Li > L N Neste caso tivemos uma reflexão total
  11. 11. LASER
  12. 12. LASER na Medicina  cirurgia a laser de varizes.  cirurgia a laser de pedra na vesícula.  cirurgia a laser miopia.  cirurgia a laser para estrias.  cirurgia a laser para cálculo renal.  cirurgia a laser para hérnia de disco.
  13. 13. LASER no cotidiano  Leitor de CD / DVD.  Impressora LASER.  Leitor de código de barras num supermercado.  Comunicações. Dados de internet de alta velocidade são transmitidos por fibras ópticas.
  14. 14. Significado L A S E R IGTH MPLIFICATION BY TIMULATED MISSION OF ADIATION
  15. 15. Característica da luz do LASER A Luz branca incoerente contém diversas frequências que estão fora de fase. A Luz de uma única frequência contém ainda uma mistura de fases. A Luz coerente: todas as ondas são idênticas e estão em fase.
  16. 16. Modelo quântico do átomo
  17. 17. Absorção n=1 Estado fundamental n=2 n=3 n=3 n=4 Estados excitados hf
  18. 18. Emissão n=1 Estado fundamental n=2 n=3 n=3 n=4 Estados excitados hf
  19. 19. Emissão estimulada n=1 Estado fundamental n=2 n=3 n=3 n=4 Estados excitados hf hf hf
  20. 20. Esquema de um laser
  21. 21. Funcionamento de um laser 1. O laser no estado em que não gera emissões
  22. 22. 2. O tubo de flash dispara e injeta luz no cilindro de rubi. A luz excita os átomos do rubi.
  23. 23. 3. Alguns desses átomos emitem fótons
  24. 24. 4. Alguns desses fótons correm em uma direção paralela ao eixo do rubi, constantemente rebatendo nos espelhos. Enquanto eles passam pelo cristal, estimulam a emissão em outros átomos.
  25. 25. 5. Luz monocromática, monofásica e alinhada sai do rubi através do semi-espelho: luz do laser!

×