A pessoa do catequista

8.009 visualizações

Publicada em

Slide usado no Eixo Catequético da Escola Paroquial de Catequese

1 comentário
2 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
8.009
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
456
Comentários
1
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A pessoa do catequista

  1. 1. Escola Paroquial de Catequese Eixo Catequético
  2. 2. “A catequese foi, é e será sempre uma tarefa indispensável no âmbito da missão evangelizadora da igreja.” (Dom Javier) O Saber do Catequista O Perfil do Catequista
  3. 3. O Diretório Nacional de Catequese (DNC) cita estas palavras do DGC quando fala da importância da formação inicial e permanente de catequistas, tendo em vista o exercício de sua missão. (ver DNC, nº 252) O Saber do Catequista
  4. 4. O DGC insiste em três aspectos do conhecimento que são importantes no exercício do ministério catequético: 1. A mensagem a ser transmitida; 2. O interlocutor que recebe a mensagem; 3. O contexto social em que vivemos. 4 Escola Paroquial de Catequese - Eixo Catequético
  5. 5. A mensagem “A mensagem é mais que doutrina, pois ela não se limita a propor idéias. A mensagem é vida” (João Paulo II, citado no DNC 97). A mensagem catequética faz ecoar a mensagem de Jesus, que nos comunicou o mistério da Santíssima Trindade, Deus- Comunhão(ver DNC 100).O centro da mensagem catequética é anunciar que “a salvação é oferecida a todas as pessoas, como dom da graça e da misericórdia de Deus” (Paulo VI, Evangelii Nuntiandi 27a). 5 Escola Paroquial de Catequese - Eixo Catequético
  6. 6. O interlocutor Levar em consideração as diferentes etapas da vida humana (idosa, adulta, juvenil, adolescente, infantil), faz-se necessário não esquecer a catequese na diversidade, que inclui os grupos indígenas, afro-brasileiros, as pessoas com deficiência, os marginalizados e excluídos, as pessoas em situações canonicamente irregulares. 6 Escola Paroquial de Catequese - Eixo Catequético
  7. 7. O contexto social O parágrafo 86 do DNC cita a Constituição do Vaticano II, Gaudium et Spes 1: “as alegrias e esperanças, as tristezas e angústias dos homens de hoje, sobretudo dos pobres e de todos os que sofrem, são também as alegrias e as esperanças, as tristezas e as angústias dos discípulos de Cristo”. 7 Escola Paroquial de Catequese - Eixo Catequético
  8. 8. Portanto, a vida humana e tudo aquilo que a envolve faz parte do anúncio catequético, que não pode ignorar o mundo em que vivemos. 8 Escola Paroquial de Catequese - Eixo Catequético
  9. 9. O que um/a catequista precisa conhecer? Levando em consideração a mensagem, o interlocutor e o contexto social, o DNC (nº 269) apresenta os conteúdos que um/a catequista precisa conhecer para desempenhar com qualidade e segurança seu ministério: 9 Escola Paroquial de Catequese - Eixo Catequético
  10. 10. a) a Palavra de Deus, fonte da catequese: “A Sagrada Escritura deverá ser a alma da formação”; b) o núcleo básico da nossa fé: as quatro colunas (credo, sacramentos, mandamentos/ bem-aventuranças, pai-nosso); 10 Escola Paroquial de Catequese - Eixo Catequético
  11. 11. c) as ciências humanas, de modo especial um pouco de pedagogia e psicologia; d) o Catecismo da Igreja e os documentos catequéticos (Catequese Renovada, Catechesi Tradendae, DGC, DNC...); 11 Escola Paroquial de Catequese - Eixo Catequético
  12. 12. e) a pluralidade cultural e religiosa: educação para o diálogo com o diferente; f) os acontecimentos da história: descoberta dos sinais e dos desígnios de Deus; g) a realidade local: história, festas e desafios do lugar em que se vive; 12 Escola Paroquial de Catequese - Eixo Catequético
  13. 13. Um/a catequista bem preparado/a será capaz de formar discípulos de Jesus comprometidos com a causa do Evangelho e do Reino: vida plena para todos. Isto inclui todas as dimensões da vida humana, que precisam ser fecundadas pela semente do Evangelho. A formação é o espaço que temos para nos tornar “adultos na fé rumo à maturidade em Cristo”. 13 Escola Paroquial de Catequese - Eixo Catequético
  14. 14. O saber não é algo isolado, mas está em estreita conexão com o ser (pessoa) e o saber fazer (metodologia) do catequista 14Escola Paroquial de Catequese - Eixo Catequético
  15. 15. O Perfil do Catequista • Não pode ser o (a) DONO (a) da verdade nem do saber. • Não pode confundir ENCONTRO de Catequese com AULA de Catecismo. • Tem que arranjar tempo e disposição para participar dos encontros de PREPARAÇÃO, PLANEJAMENTO e AVALIAÇÃO da Catequese. 15 Escola Paroquial de Catequese - Eixo Catequético
  16. 16. • É pessoa que REZA (oração pessoal, com os demais catequistas, com os catequizandos e nos encontros litúrgicos de preferência sempre com as crianças). • É uma pessoa que ESTUDA, REFLETE. Participa de cursos, busca constante atualização 16 Escola Paroquial de Catequese - Eixo Catequético
  17. 17. • Cultiva o espírito de EQUIPE; faz questão de trabalhar em equipe; nas coisas práticas, sempre procura agir de acordo com aquilo que foi resolvido em comum. • É uma pessoa PONTUAL. Até se antecipa à chegada das crianças e é o último a sair. Os momentos antes e após o encontro de catequese com as crianças, são momentos preciosos para melhor conhecer e fazer amizade com as mesmas. 17 Escola Paroquial de Catequese - Eixo Catequético
  18. 18. • Cria, inventa, mas sempre com o objetivo de melhor transmitir a mensagem proposta para aquele dia. • Tem estima sagrada pela IGREJA, pela BÍBLIA, pela EUCARISTIA, entre outras coisas! 18 Escola Paroquial de Catequese - Eixo Catequético
  19. 19. Contatos Francisco José Rodrigues do Espirito Santo Coordenador Paroquial de Catequese Viçosa do Ceará Facebook www.facebook.com/catequesepnsa 19 Escola Paroquial de Catequese - Eixo Catequético

×