Telerastreio Dermatológico: A experiência do Algarve

290 visualizações

Publicada em

Para citar:
Francisco Vilaça Lopes. Telerrastreio Dermatológico: A experiência do Algarve [palestra em mesa redonda]. II Encontro de Telemedicina do Sistema Nacional de Saúde: Lisboa, Auditório do Infarmed, 30-9-2015. Diapositivos em http://bit.ly/1L4Hlvt

Publicada em: Saúde
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Telerastreio Dermatológico: A experiência do Algarve

  1. 1. Mesa Redonda I Telerrastreio Dermatológico A experiência do Algarve Francisco Vilaça Lopes fvlopes@acesbarlavento.min-saude.pt Interno do 3º Ano de Medicina Geral e Familiar no Centro de Saúde de Portimão
  2. 2. Perspectiva ● Continente: ● 1124 Pedidos Inscritos ; 816 consultas ● Algarve: ● 4,3% da População Nacional ● 12 Máquinas nos Centros de Saúde ● 180 Pedidos Inscritos 1º Semestre 2015 16% do total ● 65 consultas realizadas no C.Hosp.Algarve 8% do total
  3. 3. Problemas prácticos... Durante o pedido: Confusão entre Consulta de Dermato-Venereologia e Rastreio Teledermatológico
  4. 4. Problemas prácticos... Não aceita imagens directamente da máquina → copiar primeiro para o ambiente de trabalho Sem formulário de contextualização clínica (início, localização, sintomatologia, evolução, terapêutica, lesões prévias, sintomas extra-cutâneos) → mas com formulário inútil sobre tipo de ficheiro, quem fica com original, etc.
  5. 5. Problemas prácticos... No retorno: Não nos avisa das respostas do dermatologista → Pesquisa por especialidade de destino Não retorna aos resultados da pesquisa → Repetir pesquisa, um a um
  6. 6. Externalidades Positivas ● Anexos para outras especialidades: Fotografias Radiografias Relatórios etc.
  7. 7. Muito obrigado! vilaca.lopes@gmail.com

×