A argumentação/dissertação 
... implica discussão, organização de 
pensamento, defesa de pontos de 
vista, descoberta de s...
Quem quer comunicar e ser bem 
compreendido precisa ser claro, bem 
organizado nos seus atos de 
comunicação.
Um texto argumentativo precisa ter uma 
estrutura bem organizada. Por isso os maiores 
problemas de um texto deste tipo sã...
O texto argumentativo se organiza 
em 3 partes: 
INTRODUÇÃO 
DESENVOLVIMENTO 
(ARGUMENTOS) 
CONCLUSÃO
INTRODUÇÃO 
Apresenta a ideia que será discutida, de 
modo que o leitor saiba sobre o que o 
texto irá tratar. Corresponde...
DESENVOLVIMENTO 
É a parte encarregada pelo 
desdobramento da ideia central. 
Corresponde à exposição dos 
argumentos que ...
CONCLUSÃO 
É o acabamento da redação, parte que 
“amarra” o texto. 
Apresenta 2 aspectos: 
1. Retomada da tese inicial. 
2...
Uma vida meia boca 
Cris Manfro 
A pessoa tem um emprego meia-boca, aonde 
chega, bate o cartão-ponto, apenas executa o qu...
Argumento 1 
Um casal meia-boca, na maioria das vezes não se 
separa. Mas também não se junta. Passeiam, viajam, 
se relac...
Argumento 2 
O casal mais ou menos ou meia-boca tem medi, 
não se arrisca na discussão, não se arrisca no 
investimento no...
Argumento 3 
Ser um casal meia-boca é agonizar no coma. É 
respeitar com dificuldade. É se contentar com pouco, 
muito pou...
CONCLUSÃO 
Uma vida meia-boca é uma vida desperdiçada, 
transforma todas as possibilidades em ilusão. Amputa 
caminhos e e...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Slides partes da argumentação

381 visualizações

Publicada em

Slides Argumentação

Publicada em: Internet
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
381
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Slides partes da argumentação

  1. 1. A argumentação/dissertação ... implica discussão, organização de pensamento, defesa de pontos de vista, descoberta de soluções. Significa refletir sobre nós mesmos ou sobre o mundo que nos cerca.
  2. 2. Quem quer comunicar e ser bem compreendido precisa ser claro, bem organizado nos seus atos de comunicação.
  3. 3. Um texto argumentativo precisa ter uma estrutura bem organizada. Por isso os maiores problemas de um texto deste tipo são: • Jogar as ideias desordenadas no papel, • Falta de uma linha de raciocínio (coerência) • Não relacionar uma ideia com outra (coesão)
  4. 4. O texto argumentativo se organiza em 3 partes: INTRODUÇÃO DESENVOLVIMENTO (ARGUMENTOS) CONCLUSÃO
  5. 5. INTRODUÇÃO Apresenta a ideia que será discutida, de modo que o leitor saiba sobre o que o texto irá tratar. Corresponde geralmente a um parágrafo.
  6. 6. DESENVOLVIMENTO É a parte encarregada pelo desdobramento da ideia central. Corresponde à exposição dos argumentos que comprovam o ponto de vista apresentado na introdução.
  7. 7. CONCLUSÃO É o acabamento da redação, parte que “amarra” o texto. Apresenta 2 aspectos: 1. Retomada da tese inicial. 2. Resumo das ideias principais apresentadas e discutidas.
  8. 8. Uma vida meia boca Cris Manfro A pessoa tem um emprego meia-boca, aonde chega, bate o cartão-ponto, apenas executa o que está prescrito para ser feito, volta a bater cartão-ponto e vai para casa. No outro dia, a mesma coisa. Todos os meses, durante tida uma vida. Não tem dramas, não tem projetos. Tem um emprego mais ou menos meia-boca. A pessoa tem amizades mais ou menos. Come mais ou menos, se diverte mais ou menos, e o que é pior, ama mais ou menos.
  9. 9. Argumento 1 Um casal meia-boca, na maioria das vezes não se separa. Mas também não se junta. Passeiam, viajam, se relacionam; tudo meia-boca. Coabitam, não convivem. Conviver seria ter uma vida inteira. O casal meia-boca tem filhos e estes nunca o veem brigar, mas também não se veem amar. E, infelizmente, aprendem, aprendem com os pais a se tornarem também pessoas meia-boca e terem relacionamentos futuros do mesmo tipo.
  10. 10. Argumento 2 O casal mais ou menos ou meia-boca tem medi, não se arrisca na discussão, não se arrisca no investimento no casamento. Pode até se arriscar fora, mas não na relação. Esse casal põem tudo embaixo do tapete: raivas, ressentimentos, mágoas. Mas também põe sonhos, projetos e esperanças. Não dialoga! Apenas falam e trocam palavras.
  11. 11. Argumento 3 Ser um casal meia-boca é agonizar no coma. É respeitar com dificuldade. É se contentar com pouco, muito pouco. Este casal não pensa em se separar, nem em casar ou voltar a castrar. Pensa em sobreviver. Levando uma vida meia-boca, sem sobressaltos e sem emoções, Sem maiores medos, cheios de medo, Não enfrenta, não recua.
  12. 12. CONCLUSÃO Uma vida meia-boca é uma vida desperdiçada, transforma todas as possibilidades em ilusão. Amputa caminhos e enterra desejos. Uma civilização meia-boca estagna, congela e para de crescer. É preciso coragem para viradas de mesa. Suportando o desconforto. Uma vida meia-boca é desespero silencioso. Disponível em: Jornal NH Acesso em 22 de set. de 2014

×