O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

resumo sobre globalização

16.697 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

resumo sobre globalização

  1. 1. Globalização e seus mitos.A globalização apresenta vários mitos e alguns exageros em torno de sua superioridade sobreestados nacionais fragilizados e muitas vezes inoperantes. A globalização apresenta-se como sendo“salvador da economia mundial”. Vejamos alguns mitos.Primeiro: A ‘globalização’ inaugura nova etapa na história econômica mundial; constituiprocesso irreversível, que conduziu a uma integração sem precedentes das economias nacionais.O mundo já era "globalizado" até mesmo antes de Cristo. Essa concepção atual de "novaglobalização" nada mais é, do que um modelo de dominação entre países fortes sobre os maisfracos, de igual teor, mas de cara nova.Segundo: Nas últimas duas ou três décadas, a ‘globalização’ produziu um sistema econômicofortemente integrado, de caráter supranacional, que tende inexoravelmente a unificar o mercadomundial, a dissolver as fronteiras nacionais e a reduzir a relevância dos mercados doméstica.O processo de internacionalização da “globalização” cresceu junto com os avanços tecnológicos,de comunicação e informática, desenvolveu maior integração no comercio internacional, mas estálonge de enfrentar os Estados Nacionais e derrubar suas fronteiras. Pois, os mercados internosainda são os maiores demandadores de mão-de-obra e de mercadorias. Portanto é enganoso otratamento dado a uma “economia global” e sim deveria ser chamado de uma “economiainternacional”, que seria mais compatível.Terceiro: Em conseqüência da ‘globalização’ e do predomínio das políticas ‘neoliberais’, osEstado nacionais entraram em processo de inevitável declínio e estão compelidos a reduzir a suapresença na economia. A teoria de base da “globalização” é o neoliberalismo. E está foiimplementado somente nos países em desenvolvimento e nos desenvolvidos não foiimplementado, pois, não diminui o tamanho do Estado nesses países, há uma grande diferençaentre o discurso e a prática.Quarto: A economia ‘global’ vem sendo crescentemente dominada por empresas ‘transnacionais’,livres de identificação e lealdades nacionais. São raras as empresas que perdem o vínculo com a“terra natal”, a grande maioria mantém o grosso de ativos, vendas, empregados na sua basenacional. Na verdade elas deveriam ser chamadas de firmas nacionais com operaçõesinternacionais.Assim entendida, a "globalização" é um mito. Um fenômeno ideológico nem sempre muitosofisticado, que serve a propósitos variados. No plano editorial, por exemplo, ajuda a venderjornais, revistas e livros superficiais. Nos planos econômicos e político, contribui para apanharpaíses ingênuos e despreparados na malha dos interesses internacionais dominantes. Paulo Nogueira Batista Jr.

×