Fbv 02

439 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
439
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
11
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • Fbv 02

    1. 1. Comportamento doConsumidor Online eMarketing deRelacionamento VirtualAula #2: Digital comocatalizador de práticassociais
    2. 2. Buzz marketing?Ou boca-a-boca nainternet?
    3. 3. 1944PaulLazarsfeldTeoria dotwo-stepflow
    4. 4. Two-step flowAs idéias fluem dosmeios de comunicaçãopara os líderes deopinião, e deles para apopulação em geral.
    5. 5. Qual a diferença entre oboca-a-boca na internete o boca-a-bocatradicional?Como é formada aopinião na rede?
    6. 6. laços fortes Xlaços fracos
    7. 7. Laços Fortes
    8. 8. A força de um laço interpessoalé uma combinação de tempo,intensidade emocional,intimidade, confiança einterações positivas.Laços fortes reproduzem capitalsocial entre os indivíduos.
    9. 9. As comunidades virtuaissurgiram a partir do momentoem que os usuários das redesdigitais passaram a usá-laspara atingir objetivos comuns ecolaborar em projetos coletivos.
    10. 10. Desde a sua concepção, a idéiade comunidades virtuais traduztambém o surgimento deenvolvimentos emocionaisentre os usuários da rede e osgrupos aos quais fazem parte.
    11. 11. “Uma cultura participativa é umacultura com relativamente poucasbarreiras para a expressão artística eo engajamento cívico, forte apoio paraa criação e compartilhamento, ealgum tipo de orientação informal emque os participantes mais experientespassam adiante o seu conhecimento. - Henry Jenkins
    12. 12. Quais as motivaçõespara participar?
    13. 13. “The internet runsin love” - Clay Shirky
    14. 14. Shirky argumenta que a ação degrupos é mais do que apenasum conjunto de açõesindividuais.Ele identifica quatro passos:compartilhamento, conversaçãoe colaboração e ação coletiva.
    15. 15. 1. CompartilhamentoOs efeitos sociaissão agregados apóso fato social.
    16. 16. 2. ConversaçãoSincronização entreas pessoas,agregação paraaprender mais.
    17. 17. 1. ColaboraçãoAs pessoas se unemsob o propósito deum esforço emcomum.
    18. 18. 1. Ação ColetivaO destino do grupotorna-se importante.
    19. 19. Os consumidores buscam apoionas comunidades, e sentem-sebem em colaborar com outrosmembros da comunidade.Tendência a comprar a briga dosoutro, desejo de compartilharexperiências positivas ebeneficiar o grupo com boasrecomendações.
    20. 20. Conteúdo como cimento socialda comunidade - as marcaspodem oferecer pretextos para ainteração e o fortalecimento delaços.Comunidades de afeto sãofortalecidas com experiênciaspositivas compartilhadas.Inclusive experiências de marca.
    21. 21. Comunidades virtuais operam naconstrução coletiva de umarelação com a marca.Atitudes e opiniões sãoformadas a partir das interaçõesque a marca tem não apenascom indivíduos, mas com ogrupo como um todo.
    22. 22. Algumas marcas conseguemdesenvolver comunidades demarca.Mas para a imensa maioria dasempresas, interagir com umacomunidade existente é ocaminho mais acessível.
    23. 23. Fernando Fontanellaemail // prof.fontanella@gmail.comtwitter // @fontanellaslideshare// www.slideshare.net/fontanella

    ×