Apresentação

1.784 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.784
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.548
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação

  1. 1. CONDIÇÕES CLIMÁTICAS E DECISÕES SOBRE O ABASTECIMENTO DE ÁGUA DAREGIÃO METROPOLITANA DE RECIFESECRETARIA DE RECURSOS HÍDRICOS E ENERGÉTICOS COMPANHIA PERNAMBUCANA DE SANEAMENTO AGÊNCIA PERNAMBUCANA DE ÁGUAS E CLIMA
  2. 2. COMPORTAMENTO DAS CHUVAS EM 2012 60% da Média Climatológica
  3. 3. Temperatura do Atlântico e influência sobre JANEIRO DE 2013 as chuvas JANEIRO DE 2012Fonte: CPTEC/INPE
  4. 4. Imagem de satélite 26/02/2013 12:45Fonte: DSA/CPTEC/INPE
  5. 5. Ocorrência de chuvas - Janeiro e Fevereiro de 2013 Região Metropolitana do RecifeFevereiro: 30% da chuva esperadaMarço: provavelmente com redução de chuvas
  6. 6. PERCENTUAL DE ACUMULAÇÃO DE ÁGUA NAS BARRAGENS
  7. 7. PERCENTUAL DE ACUMULAÇÃO DE ÁGUA NAS BARRAGENS
  8. 8. AVALIAÇÃO DE PIRAPAMA PIRAPAMADados - Para esta simulação foram considerados:• Pluviometria: Histórico de menores chuvas (últimos 30 anos)• Vazão Retirada hoje: QR = 3.500 l/s• A SITUAÇÃO TORNA NECESSÁRIO REDUZIR A RETIRADA EM PIRAPAMA PARA 2.500 l/s• O QUE ISSO SIGNIFICA NA SITUAÇÃO ATUAL? Barragem de Pirapama 60 100,0 Volume (m³ x 10) % Vol. Máximo 6 50 80,0 40 60,0 30 34% 40,0 20 20% 10 12% 20,0 0 0,0 26/2/2013 1/3/2013 1/4/2013 1/5/2013 1/6/2013 1/7/2013 1/8/2013 Período Vol. Previsto Vol. Morto Vol. Máx. Acumulação
  9. 9. A RMR conviveu com racionamento até 2010, quando Pirapama entrou em operaçãoData Racio. Tapacurá D. Unas V. do Una Carpina Goitá Médiaago/83 24 x24 18 20 0 0 0 19mar/88 16 x 8 14,2 13,6 0 0 0 10,5jul/90 14 x 10 50,4 24,6 0 0 0 37,5out/91 12 x 12 55,6 23,8 0 0 0 67,4abr/93 24 x 24 24 9,8 0 0 0 16,9jun/93 20 x 28 13,8 9,6 0 0 0 11,7out/93 14 x 10 8,2 10,6 11,5 0 0 10,1dez/93 20 x 52 4,1 8,2 2,2 0 1,9 4,1abr/98 30 x 42 36,7 4,6 4,5 9,2 2,5 11,5mai/98 20 x 28 33,1 4,4 3,5 7,9 2,5 10,3jul/98 24 x 48 24,3 3,1 2,8 8,4 3,3 8,4dez/98 20 x 72 11,1 6,9 2,6 3,8 0,8 5,0jan/99 20 x 96 8,3 4,6 1,5 0 0,8 3,0abr/99 20 x 216 3,1 2 0 0 0,8 1,9ago/99 20 x 168 10,1 13 2,9 2,1 3,4 6,3mai/00 20 x 96 10,6 19,5 4 9,4 2,6 9,2jul/00 24 x 48 89,3 24,8 11,7 42,1 10,6 35,7jul/01 24 x 48 79,2 24,4 9,1 84,6 32,2 45,9jul/02 24 x 48 89,6 24,5 11,7 80,2 21,1 45,4Ago/03 20 x 28 70,4 99,8 88,32 29,5 8,4 59,4
  10. 10. Registros de 1999
  11. 11. O que mudou com a conclusão de Pirapama?• Demanda por água da RMR: quinze mil litros por segundo;• Capacidade de produção de água até 2010: dez mil litros por segundo;• Capacidade de produção após Pirapama: quinze mil litros por segundo;• Oferta de água na seca de 1999: três mil litros por segundo;• Oferta de água para o período de março a maio deste ano: dez mil litros por segundo.
  12. 12. RODÍZIO DO ABASTECIMENTO POR SETORES (20h x 28h)
  13. 13. Empreendimentos Estruturadores Sustentabilidade Hídrica da RMR Investimentos na RMR R$ 1,0 bilhão :  R$ 600 milhões – Sistema Pirapama   R$ 400 milhões – Rede de Distribuição de Água População beneficiada:  2,5 milhões de habitantes BARRAGEM ENGENHO PEREIRA, EM MORENO: OBRAS INICIADAS. BARRAGEM ENGENHO MARANHÃO, EM IPOJUCA: INÍCIO EM 4 DE MARÇO DE 2013. COM ESTAS DUAS BARRAGENS, A PRODUÇÃO DE ÁGUA NORMAL PASSARÁ DE QUINZE PARA VINTE E DOIS MIL LITROS POR SEGUNDO. CONCLUSÃO ATÉ JUNHO DE 2014. CUSTO: R$ 150 MILHÕES INCLUINDO AS DESAPROPRIAÇÕES14

×