TFC Didaktos

430 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
430
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

TFC Didaktos

  1. 1. Formação para a Cidadania e desenvolvimento de Comunidades de Prática por recurso às TIC Oficina de Formação
  2. 2. Teoria da Flexibilidade Cognitiva [1] Teoria de aprendizagem , ensino e representação do conhecimento; Implementação da metodologia de casos , direccionada para a aquisição e transferência de conhecimento em níveis avançados . Flexibilidade Cognitiva : capacidade de (re)estruturação e (re)construção de representações mentais adaptadas a uma dada situação que depende, em larga escala, da posse de múltiplas representações de conhecimento sobre as quais o indivíduo possa operar.
  3. 3. Teoria da Flexibilidade Cognitiva [2] <ul><li>Princípios-chave: </li></ul><ul><li>enfatização da natureza intrincada e “tecida” do conhecimento; </li></ul><ul><li>representações múltiplas do conhecimento que encorajem a ligação de </li></ul><ul><li>conhecimentos relevantes a partir de casos e fontes diferentes ; </li></ul><ul><li>revisitação do mesmo material em tempos, contextos e com propósitos e </li></ul><ul><li>perspectivas conceptuais diferentes enquanto elemento essencial para a </li></ul><ul><li>compreensão num domínio de conhecimento complexo; </li></ul><ul><li>ligação explícita dos conceitos à prática (situando o conhecimento em contextos </li></ul><ul><li>reais que sejam semelhantes aos requeridos para a sua aplicação). </li></ul>
  4. 4. Hipertextos da Flexibilidade Cognitiva [1] Sistemas hipertexto : sistemas de informação caracterizados pela sua mutabilidade e capacidade de reestruturação ao longo de diferentes dimensões, propósitos e tempos.  ferramentas promotoras do desenvolvimento de flexibilidade cognitiva.  Características fundamentais : - natureza não linear e associativa; - redução da sobrecarga cognitiva dos utilizadores; - arquitectura distribuída e coordenada; - estrutura aberta.  Enquadramento em ambientes de aprendizagem construtivistas: - envolvimento no processamento activo e significativo da informação; - contextualização da aprendizagem  baseada em casos ou problemas; - complexificação da aprendizagem  múltiplas representações do conhecimento.
  5. 5. Hipertextos da Flexibilidade Cognitiva [2] Características-chave dos Hipertextos de Flexibilidade Cognitiva: - análise dos domínios de conhecimento em termos de temas ou perspectivas conceptuais múltiplas; - utilização de uma gama vasta de exemplos ( casos ) sub-divididos em unidades educativas íntegras ( mini-casos ); - análise dessas unidades a partir de várias perspectivas conceptuais de análise; - fornecimento de comentários especializados contextualizados que liguem as dimensões abstractas do conhecimento (perspectivas conceptuais) aos exemplos práticos (mini-casos); - possibilidade de cruzamento temático da base de conhecimento  reedição da base e dos percursos sequenciais com propósitos úteis do ponto de vista didáctico.
  6. 6. DidaktosOnLine (DOL) [1] Selecção de casos ilustradores do domínio de conhecimento; Unicidade conceptual contextualizada. Desconstrução /truncagem dos casos em mini-casos , entidades cognitivamente tragáveis; Mini-casos = unidades íntegras de ensino que retêm alguma da complexidade e da riqueza conceptual dos casos de que resultam e que minimizam os efeitos de sobrecarga cognitiva dos aprendentes, facilitando os seus processos de estruturação de conhecimento; Implementação de um princípio fundamental da TFC  centração do objecto de estudo em unidades de ensino que explicitam a variedade de aplicação conceptual ;
  7. 7. DidaktosOnLine [2] Essência da Desconstrução temática = múltiplas análises conceptuais para uma c ompreensão global do domínio de conhecimento; O conhecimento é indexado pela situação em que aparece e é usado. Assim, as circunstâncias contextuais fornecem, de forma eficiente, partes essenciais da sua estrutura e significado, muito à semelhança da imagem final de um puzzle que está disseminada pelas suas partes constituintes. Revelação das ocorrências casuísticas em que um dado conceito é relevante; Processamento da Desconstrução temática = aplicação de múltiplas perspectivas de análise conceptual a mini-casos diferentes, explicitadas por comentários temáticos , i.e., comentários que evidenciam a natureza e características dessa aplicação;
  8. 8. DidaktosOnLine [3] Ciclo de alternância = alternância do estudo de casos com o estudo de uma determinada perspectiva conceptual ; Sequências especiais = revisitação de casos e conceitos a partir de diferentes direcções e propósitos didácticos; Realce de aspectos de complexidade que poderiam ser omitidos numa única visita ou com um único propósito de estudo; Criação de sequências especiais = enriquecimento das representações conceptuais e multiplicação exponencial dos enfoques conceptuais de análise, mediante proposta do professor.

×