O slideshow foi denunciado.
Seu SlideShare está sendo baixado. ×

Metodologia apresentação PE.ppt

Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Carregando em…3
×

Confira estes a seguir

1 de 26 Anúncio
Anúncio

Mais Conteúdo rRelacionado

Mais recentes (20)

Anúncio

Metodologia apresentação PE.ppt

  1. 1. REUNIÃO DE GESTORES /JUNHO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2010
  2. 2. 1 Fonte: Michael Porter, “What is Strategy”, Harvard Business Review, Nov-Dec 1996 O Que é Estratégia? Estratégia é o modo pelo qual uma organização procura alcançar sua visão e missão. Uma série de metas / objetivos Um método que envolve pessoas, recursos e processos. De acordo com Michael Porter, a estratégia é definida por: Um posicionamento único da empresa Proposta de valor e iniciativas A estratégia especifica o que a empresa faz e o que não faz
  3. 3. 2 O Que é Planejamento Estratégico? É uma metodologia gerencial que permite estabelecer a direção a ser seguida pela organização, visando maior grau de interação com o ambiente Um conjunto coerente de grandes prioridades e de decisões que orientam o desenvolvimento e a construção do futuro de uma organização num horizonte de longo prazo É uma ferramenta gerencial essencial para impor uma racionalidade central às decisões, estimular a convergência de esforços e focalizar a atenção dos decisores nos fatores-chave para o sucesso da organização.
  4. 4. 3 O Que é Planejamento Estratégico? Ele representa o caminho que a instituição escolhe para evoluir desde uma situação presente, até uma situação desejada no futuro ("ano horizonte"), num horizonte de longo prazo e sob condições de incerteza. Definição dos negócios em que a organização está no presente e pretende estar no futuro, segmentação efetiva dos negócios, destacando-se grande parte da atenção estratégica à identificação e escolha de "áreas estratégicas de negócios" da organização. “Em que negócios estamos?" e “Em que negócios pretendemos estar?".
  5. 5. 4 O que é o Plano Estratégico?  é um modelo de decisões coerente, unificado e integrador;  que determina e revela o propósito da organização, em termos de missão, objetivos de longo prazo, programas de ação e prioridades de alocação de recursos;  seleciona os negócios em que a organização deve estar;  tenta alcançar uma vantagem competitiva (desempenho auto-sustentável) de longo prazo em cada um dos seus negócios, respondendo de maneira apropriada às oportunidades e ameaças do ambiente da instituição e às suas forças e fraquezas internas;  engaja todos os níveis hierárquicos da organização (corporativo, de negócios e funcional); e  define a natureza das contribuições econômicas e não-econômicas que ela pretende fornecer a seus parceiros-chave.
  6. 6. 5 INDICADORES E METAS Realização da Estratégia PLANO DE AÇÃO O que precisamos fazer RESULTADOS ACIONISTAS satisfeitos CLIENTES encantados PROCESSOS eficientes e eficazes PESSOAS motivadas e preparadas MISSÃO Por quê existimos? VALORES O que é importante para nós? VISÃO O que queremos ser? ESTRATÉGIA Nosso plano de atuação Lógica do Modelo
  7. 7. 6 Lógica do Modelo de Planejamento Estratégico MISSÃO Por que existimos VISÃO O que queremos ser ESTRATÉGIA Nosso plano de atuação INDICADORES E METAS Realização da estratégia PLANO DE AÇÃO O que precisamos fazer VALORES No que acreditamos Elemento Definição Exemplo Missão • Declaração de propósitos ampla e duradoura que individualiza e distingue a razão de ser da instituição. Identifica o escopo de suas operações em torno de linhas de atuação, públicos-alvo e condições essenciais de desempenho •“Ajudar a criar e manter as condições nas quais os negócios no Reino Unido podem competir e prosperar.” CBI- Confederação Britânica de Negócios Valores • Proposição de conjunto de princípios que norteiam as ações da organização •“Compromisso com o cliente •Credibilidade e transparência •Pensamento inovador •Ética nas atitudes e ações •Respeito aos funcionários” BCP Visão • Configuração de uma situação desejada para a instituição no ano-horizonte do Plano Estratégico. •“Ser a maior e a mais lucrativa empresa de transportes aéreos” TAM Objetivos Estratégicos • Conjunto de resultados que se almeja concretizar no horizonte temporal do Plano Estratégico •Aumentar a participação no mercado de educação a distância •Ampliar a sustentabilidade financeira por meio da prestação de serviços Indicadores Estratégicos • Macro-variáveis ou combinação de variáveis utilizadas para medir desempenho estratégico •Participação no mercado •Índice de sustentabilidade Metas Estratégicas • Valor a ser alcançado para determinado indicador •20% de Participação no Mercado •50% de índice de sustentabilidade financeira Plano de Ação • Projetos e processos orçados que compõem o plano de ação anual •Implantação de curso a distância Legenda Gestão Estratégica Gestão Tático-Operacional
  8. 8. 7 Principais insumos para elaboração do planejamento estratégico Insumo O que é? Diretrizes da alta direção • Aspectos críticos/pilares para a elaboração do plano estratégico (ex: foco no cliente, transparência, alto desempenho e representatividade) Estudos prospectivos • Cenários prospectivos, análises da economia brasileira, indústria e mercado de trabalho. Pesquisa institucional • Estudo para identificar demandas e analisar a percepção sobre papel das entidades e imagem no segmento industrial Análise “SWOT” • Análise de pontos fortes e fracos da empresa em face de oportunidades e desafios apresentados no ambiente externo
  9. 9. 8 Produtos do planejamento estratégico • Missão • Valores • Visão de Futuro • Objetivos estratégicos • Indicadores de Desempenho • Metas Estratégicas • Identificação de linhas de projetos para subsidiar a elaboração dos planos de ação
  10. 10. 9 Missão POR QUE EXISTIMOS Declaração de propósitos ampla e duradoura que individualiza e distingue a razão de ser da instituição. Identifica o escopo de suas operações em torno de linhas de atuação, públicos-alvo e condições essenciais de desempenho. Visão O QUE QUEREMOS SER Configuração de uma situação desejada para a organização no ano- horizonte do Plano Estratégico.
  11. 11. 10 Princípios e Valores NO QUE ACREDITAMOS Proposição de conjunto de princípios que norteiam as ações da organização
  12. 12. 11 Processo formulação estratégica Tradicional – Como fazer escolhas? Fonte: Mintzberg, Ahlstrand e Lampel (1998).
  13. 13. 12 Formulação Estratégica ANÁLISE AMBIENTAL EXTERNA OPORTUNIDADES - as situações, tendências ou fenômenos externos a empresa, atuais ou potenciais, que podem contribuir para a a realização de sua missão e visão de futuro e/ou para um bom desempenho competitivo. AMEAÇAS - são as situações, tendências ou fenômenos externos a empresa, atuais ou potenciais, que se não forem neutralizadas ou minimizadas, podem prejudicar substancialmente o cumprimento da sua missão e visão de futuro e/ou bom desempenho da Instituição.
  14. 14. 13 Formulação Estratégica ANÁLISE AMBIENTAL INTERNA FORÇAS - fenômenos ou condições internas capazes de auxiliar substancialmente e por longo tempo o bom desempenho da organização: FRAQUEZAS - fenômenos ou condições internas à Instituição, atuais ou potenciais, capazes de dificultar substancialmente e por longo tempo o seu desempenho ou o cumprimento de sua missão.
  15. 15. 14 Formulação Estratégica AVALIAÇÃO ESTRATÉGICA A Avaliação Estratégica é uma análise sistêmica que visualiza os efeitos do conjunto de interações entre os fatores internos (forças, fraquezas) e externos (oportunidades, ameaças) à organização. Trata-se de uma análise sistêmica que visualiza os efeitos do conjunto de interações entre os fatores internos (forças, fraquezas) e externos (oportunidades, ameaças) à organização. AMB. EXTERNO AMB. INTERNO Oportunidades Ameaças Forças (I) Potencialidades de Atuação Ofensiva (II) Capacidade Defensiva Fraquezas (III) Debilidades de Atuação Ofensiva (IV) Vulnerabilidades
  16. 16. 15 AMBIENTE EXTERNO X AMBIENTE INTERNO Oportunidades Ameaças Potencialidades Vulnerabilidades Defesas Debilidades Ações ofensivas Ações defensivas Fraqueza Força Formulação Estratégica
  17. 17. 16 16 • ATÉ QUE PONTO A FORÇA ANALISADA PODE COLABORAR PARA O APROVEITAMENTO DA OPORTUNIDADE OU PODE AJUDAR A SUPERAR A AMEAÇA EM CONSIDERAÇÃO. • ATÉ QUE PONTO A FRAQUEZA ANALISADA PODE PREJUDICAR O APROVEITAMENTO DA OPORTUNIDADE OU PODE AGRAVAR A CONCRETIZAÇÃO DA AMEAÇA. Avaliação Estratégica
  18. 18. 17 17 I)potencialidades de atuação ofensiva da empresa que indicam a capacidade de suas forças “capturarem” as oportunidades associadas ao ambiente em questão II) capacidade defensiva que se refere ao poder do conjunto de forças da empresa em neutralizar ou minimizar ameaças do ambiente externo III) debilidades de atuação ofensiva as quais estimam o quanto as fraquezas atuais dificultam ou impedem a empresa de aproveitar oportunidades IV) vulnerabilidades que dimensionam o quanto as fraquezas atuais acentuam os riscos das ameaças impactarem a empresa Avaliação Estratégica
  19. 19. 18 0 % 100 % 0 % 100 % Mais desfavorável possível Escala de Posicionamento -200 % -100 % -20 % 0 % + 20 % + 100 % + 200 % Muito desfavorável Desfavorável Equilíbrio Favorável Muito favorável 100 % 0 % 100 % 0 % Mais favorável possível Posicionamento Estratégico Global
  20. 20. 19 “Pontuação” da Análise Estratégica PEG “Natureza” da Opção (predominante) -101% a -200% Favorável Muito favorável -21% a -100% 20% a -20% 100% a 21% 200% a 101% Desfavorável Equilibrado Altamente agressiva Mto desfavorável Predominant. defensiva Essencialmente seletiva Predominant. agressiva Sobrevivência Natureza das opções estratégicas
  21. 21. 20 Resultados prioritários formulados em termos qualitativos - que devem ser alcançados ou mantidos no horizonte do Plano Estratégico. São formulados geralmente para aproveitar oportunidades relevantes, para eliminar ou reduzir ameaças ou para dar maior precisão a uma opção estratégica. Aquele que indica, denota. É um padrão utilizado para avaliar e comunicar um desempenho alcançado frente a um resultado esperado. É a quantificação do objetivo e fornece a base de comparação para avaliação do alcance dos resultados OBJETIVOS Objetivos, indicadores e Metas INDICADORES METAS
  22. 22. 21 GESTÃO TÁTICO - OPERACIONAL PLANO DE AÇÃO É a administração do processo de desdobramento do Plano Estratégico em Planos de Ação, abrangendo as fases de planejamento, elaboração, monitoramento, controle e avaliação. É o produto do planejamento tático-operacional, que consolida a proposta de ações a serem realizadas em um determinado exercício bem como os recursos necessários. O Plano de Ação compõe-se de: METAS ESTRATÉGICAS + PROJETOS + PROCESSOS + ORÇAMENTO Planejamento Tático-Operacional representa a passagem da intenção, expressa no Plano Estratégico, para a ação.
  23. 23. 22 Desdobramento do Planejamento Estratégico
  24. 24. 23 MISSÃO Promover a educação profissional e tecnológica, a inovação e a transferência de tecnologias industriais, contribuindo para elevar a competitividade da indústria brasileira”.
  25. 25. 24 VISÃO “Consolidar-se como o líder nacional em educação profissional e tecnologica e ser reconhecido como indutor da inovação e da transferência de tecnologias para a indústria brasileira, atuando com padrão internacional de excelência”.
  26. 26. 25 Livre iniciativa Ética Transparência Satisfação dos clientes Alta performance Valorização das pessoas PRINCÍPIOS E VALORES

×