SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 14
DURKHEIM
SOCIOLOGIA DA EDUCAÇÃO
Profª Flávia M. Motta
FAED/UDESC
Émile Durkheim foi um dos
fundadores da Sociologia
Ao longo de intenso trabalho
intelectual, Durkheim esforcou-se dȩ
modo notavel para construir á
especificidade sociologica é
esclarecer os fundamentos sociais da
educacao.̧ ̃
Sua biografia indica um duplo percurso: de
educador e de sociologo.́
*Aula baseada no texto de Fernando Correia Dias. DURKHEIM E A
SOCIOLOGIA DÁ EDUCACÃO NO BRASIL(Em Aberto. Brasília, ano 9. n.̧
46. abr. jun. 1990).
http://emaberto.inep.gov.br/index.php/emaberto/article/viewFile/726/649
Aspas e número das páginas de que foram retiradas frases e parágrafos
foram evitadas para não sobrecarregar a apresentação, mesmo porque
algumas passagens foram cortadas e/ou refraseadas. Para citar, recorrer ao
texto original de Fernando Correia Dias
Preparou-se, desde muito jovem, para o magisterio.́
Orientando-se para a Filosofia, cursou a Escola Normal Superior de
Paris
Entre 1887 e 1902, leciona Pedagogia e Ciencia Social na Faculdade dê
Letras de Bordeus, epoca em que dedica consideravel parte do tempo eḿ ́ ́
formar mestres primarios. Admitido como professor da Sorbonne, comecoú ̧
pela Ciencia da Educacao; so mais tarde a disciplina que lecionava ganhoû ̧ ̃ ́
o status tambem de ensino sociologico.́ ́
Ocupou-se, do aspecto institucional, isto e, da boa organizacao do sistemá ̧ ̃
nacional de ensino na Franca.̧
A atividade pedagogica e reflexao no plano da teoria se conjugavam ná ̃
pessoa do sociologo.́
O interesse que mantinha pela situacao educacional do pais derivava dȩ ̃ ́
diferentes fontes, relacionadas estas quer com sua formacao intelectual,̧ ̃
quer com as conjunturas politicas em que viveu:́
o conhecimento historico, que dominava,́
tanto da vida social francesa, como das
ideias pedagogicas;́ ́
uma atitude critica e, simultaneamente,́
aberta face a sociedade urbano-industrial̀
nascente;
do desejo de construir uma etica secular,́
fundada na razao e distante de qualquer̃
legado religioso tradicional
a identificacao civica com a Franca̧ ̃ ́ ̧
republicana
OBRA
Embora tenha se dedicado, com a mesma
intensidade, a Educacao e a Sociologia, o certò ̧ ̃ ̀
e que os livros fundamentais de teoria, pesquisá
pioneira e metodologia obscurecem o restante da
producao intelectual durkheimiana, inclusive na̧ ̃
area educacional:́
De Ia division du travail social (1893);
Les regles de Ia methode sociologique (1895);̀ ́
Le suicide (1897)
Les formes elementaires de Ia vie religieusé
(1912).
“ Educacao e sociologia"̧ ̃
Nem sempre a contribuição de Durkheim
à Sociologia da Educação é lembrada
pelos historiadores. No entanto é preciso
destacar sua enorme contribuição deixada
nos escritos publicados por ele, como nos
cursos ministrado e publicados após sua
morte por seus seguidores. Chama-se
especialmente a atencao para o prisma̧ ̃
sociologico adotado nesses estudos, é
consistente no entendimento da
Educacao como fenomeno social, a̧ ̃ ̂
ser examinado pelo processo
positivo.”
Com um "pequeno e excelente livro"
(Educacao e sociologia) firma-se um̧ ̃
ponto de partida para a disciplina.
Fernando de Azevedo, o principal discipuló
brasileiro do sociologo frances, saudando ó ̂
aparecimento (tardio)da Sociologia da
Educacao entre nós.̧ ̃
Os sistemas educacionais sao criados pelã
sociedade, nao abstratamente, mas por̃
sociedades concretas, historicamente
determinadas. Constitui-se o homem e constitui-
se o cidadao. Este ultimo e moldado pelas̃ ́ ́
expectativas dos diversos meios (representados
por diferentes grupos sociais) em que se divide
determinado povo.
"A educacao e a acao exercida, pelas geracoeş ̃ ́ ̧ ̃ ̧ ̃
adultas, sobre as geracoes que nao se encontram̧ ̃ ̃
ainda preparadas para a vida social; tem por
objeto suscitar e desenvolver, na crianca, certo̧
numero de estados fisicos, intelectuais e morais,́ ́
reclamados pela sociedade politica, no seú
conjunto, e pelo meio especial a que a crianca,̧
particularmente, se destina" (Durkheim, 1978, p.
41).
a crítica
Durkheim, entretanto, nos apresenta o processo
educativo como regulamentacao social estatica em cada̧ ̃ ́
momento de equilibrio da evolucao social, isto e, em cadá ̧ ̃ ́
vigencia do sistema educacional definido pela sociedadê
atraves da escolha dos fins. Ha pouca possibilidade dé ́
mobilidade social: as pessoas sao preparadas para viver,̃
de modo conformista, no meio social a que se destinam,
nunca para deslocar-se a outro meio. Nao se visualiza,̃
um processo dialogico, mas apenas o rito de inculcaŕ
sobre as criancas os conteudos da mentalidade adulta.̧ ́
Durkheim e a educacao no Brasiļ ̃
Foi pela via do ensino da Pedagogia e pela maõ
ou pela fala dos educadores que a Sociologia
veio a ter status universitario, tendo esse ensinó
sido institucionalizado, no fim da decada de 20 é
inicio da de 30, nos cursos normais, em Recife, nó
Rio de Janeiro e em Sao Paulõ
Influência de Durkheim no
pensamento brasileiro
Fernando de Azevedo (educador e sociólogo). Em 1940
publicou “Sociologia Educacional”.
Seguindo a proposição durkheimiana, considera a
educacao como um dos campos de investigacao sociologica,̧ ̃ ̧ ̃ ́
armada de um sistema de conceitos, procurando definir o
processo educacional no que tem de socializacao, para, em̧ ̃
seguida, estuda-lo em conexao com as instituicoes sociais,́ ̃ ̧ ̃
tanto genericas como a familia e o Estado, quantó ́
especificas, como a escola.́
Fernando Azevedo teve marcante atuação na
implantação da Universidade (USP) e criação da Escola
Nova. Foi o principal personagem na publicação do
Manifesto dos Pioneiros da Educação Nova, de 1932.
Nos anos subsequentes, multiplicaram-se as̈
pesquisas na area da Sociologia da Educacao.́ ̧ ̃
“(…)Durkheim continua vivo na escola brasileira,
quer diretamente, pelos seus textos, quer
indiretamente, pelos trabalhos de seus
seguidores e interpretes.” (DIAS,1990: 42)́

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Tendências Pedagógicas
Tendências PedagógicasTendências Pedagógicas
Tendências PedagógicasMarcelo Assis
 
Slides Sextas inclusivas- práticas pedagógicas
Slides Sextas inclusivas- práticas pedagógicasSlides Sextas inclusivas- práticas pedagógicas
Slides Sextas inclusivas- práticas pedagógicasMarily Oliveira
 
Filosofia da Educação
Filosofia da Educação  Filosofia da Educação
Filosofia da Educação unieubra
 
Teorias curriculo ESCOLAR
Teorias curriculo ESCOLARTeorias curriculo ESCOLAR
Teorias curriculo ESCOLARAndrea Lima
 
Introdução à Sociologia
Introdução à SociologiaIntrodução à Sociologia
Introdução à SociologiaAlison Nunes
 
Políticas Públicas da Educação
Políticas Públicas da EducaçãoPolíticas Públicas da Educação
Políticas Públicas da EducaçãoCÉSAR TAVARES
 
Documentos de identidade currículo
Documentos de identidade currículoDocumentos de identidade currículo
Documentos de identidade currículoUlisses Vakirtzis
 
Educação básica no brasil
Educação básica no brasil Educação básica no brasil
Educação básica no brasil Darlan Campos
 
Identidade, diferença e cultura
Identidade, diferença e culturaIdentidade, diferença e cultura
Identidade, diferença e culturaComunidados
 
Enem em foco sociologia - pptx
Enem em foco   sociologia - pptxEnem em foco   sociologia - pptx
Enem em foco sociologia - pptxGustavo Soares
 
Seminário Paulo Freire- Pedagogia do Oprimido
Seminário  Paulo Freire- Pedagogia do OprimidoSeminário  Paulo Freire- Pedagogia do Oprimido
Seminário Paulo Freire- Pedagogia do OprimidoFabio Rolim
 
Metodologia da pesquisa em educação
Metodologia da pesquisa em educaçãoMetodologia da pesquisa em educação
Metodologia da pesquisa em educaçãoMagno Oliveira
 

Mais procurados (20)

Tendências Pedagógicas
Tendências PedagógicasTendências Pedagógicas
Tendências Pedagógicas
 
Filosofia da educacao
Filosofia da educacaoFilosofia da educacao
Filosofia da educacao
 
Curriculo
CurriculoCurriculo
Curriculo
 
Slides Sextas inclusivas- práticas pedagógicas
Slides Sextas inclusivas- práticas pedagógicasSlides Sextas inclusivas- práticas pedagógicas
Slides Sextas inclusivas- práticas pedagógicas
 
Filosofia da Educação
Filosofia da Educação  Filosofia da Educação
Filosofia da Educação
 
Filosofia da educação
Filosofia da educaçãoFilosofia da educação
Filosofia da educação
 
Teorias curriculo ESCOLAR
Teorias curriculo ESCOLARTeorias curriculo ESCOLAR
Teorias curriculo ESCOLAR
 
Introdução à Sociologia
Introdução à SociologiaIntrodução à Sociologia
Introdução à Sociologia
 
Políticas Públicas da Educação
Políticas Públicas da EducaçãoPolíticas Públicas da Educação
Políticas Públicas da Educação
 
Documentos de identidade currículo
Documentos de identidade currículoDocumentos de identidade currículo
Documentos de identidade currículo
 
Democracia
DemocraciaDemocracia
Democracia
 
Currículo escolar
Currículo escolarCurrículo escolar
Currículo escolar
 
Educação básica no brasil
Educação básica no brasil Educação básica no brasil
Educação básica no brasil
 
Grupos sociais
Grupos sociaisGrupos sociais
Grupos sociais
 
Aula de filosofia
Aula de filosofia Aula de filosofia
Aula de filosofia
 
Identidade, diferença e cultura
Identidade, diferença e culturaIdentidade, diferença e cultura
Identidade, diferença e cultura
 
Foucault e a escola
Foucault e a escolaFoucault e a escola
Foucault e a escola
 
Enem em foco sociologia - pptx
Enem em foco   sociologia - pptxEnem em foco   sociologia - pptx
Enem em foco sociologia - pptx
 
Seminário Paulo Freire- Pedagogia do Oprimido
Seminário  Paulo Freire- Pedagogia do OprimidoSeminário  Paulo Freire- Pedagogia do Oprimido
Seminário Paulo Freire- Pedagogia do Oprimido
 
Metodologia da pesquisa em educação
Metodologia da pesquisa em educaçãoMetodologia da pesquisa em educação
Metodologia da pesquisa em educação
 

Destaque (20)

A Sociologia De Émile Durkheim
A Sociologia De Émile DurkheimA Sociologia De Émile Durkheim
A Sociologia De Émile Durkheim
 
EMILE DURKHEIM EDUCAÇÃO E SOCIOLOGIA
EMILE DURKHEIM EDUCAÇÃO E SOCIOLOGIAEMILE DURKHEIM EDUCAÇÃO E SOCIOLOGIA
EMILE DURKHEIM EDUCAÇÃO E SOCIOLOGIA
 
Emile durkheim
Emile durkheimEmile durkheim
Emile durkheim
 
Marx conceitos continuação rev
Marx conceitos continuação revMarx conceitos continuação rev
Marx conceitos continuação rev
 
Durkheim: a educação como fato social!
Durkheim: a educação como fato social!Durkheim: a educação como fato social!
Durkheim: a educação como fato social!
 
Émile Durkheim
Émile DurkheimÉmile Durkheim
Émile Durkheim
 
Resenha
ResenhaResenha
Resenha
 
Sociologia Marx
Sociologia Marx Sociologia Marx
Sociologia Marx
 
Slide sociologia 1
Slide sociologia 1Slide sociologia 1
Slide sociologia 1
 
Aula durkheim
Aula durkheimAula durkheim
Aula durkheim
 
éMile durkheim
éMile durkheiméMile durkheim
éMile durkheim
 
Antropologia: conceitos basicos
 Antropologia: conceitos basicos Antropologia: conceitos basicos
Antropologia: conceitos basicos
 
Sociologia metodo sistemico
Sociologia metodo sistemicoSociologia metodo sistemico
Sociologia metodo sistemico
 
Entrevista sociologia
Entrevista sociologiaEntrevista sociologia
Entrevista sociologia
 
Aula Émile Durkheim
Aula Émile DurkheimAula Émile Durkheim
Aula Émile Durkheim
 
Antropologia: O trabalho de campo etnográfico
Antropologia: O trabalho de campo etnográficoAntropologia: O trabalho de campo etnográfico
Antropologia: O trabalho de campo etnográfico
 
éMile durkheim
éMile durkheiméMile durkheim
éMile durkheim
 
Sociologia da Educação - Max Weber Sociologia compreensiva, Desencantamento e...
Sociologia da Educação - Max Weber Sociologia compreensiva, Desencantamento e...Sociologia da Educação - Max Weber Sociologia compreensiva, Desencantamento e...
Sociologia da Educação - Max Weber Sociologia compreensiva, Desencantamento e...
 
A sociologia de Max Weber
A  sociologia de Max WeberA  sociologia de Max Weber
A sociologia de Max Weber
 
Max Weber
Max WeberMax Weber
Max Weber
 

Semelhante a Durkheim sociologia da educação

Durkheim e a sociologia da educação no brasil
Durkheim e a sociologia da educação no brasilDurkheim e a sociologia da educação no brasil
Durkheim e a sociologia da educação no brasilNataly Souza
 
Aula 2 4a FEUSP A instituição escolar.pdf
Aula 2 4a FEUSP A instituição escolar.pdfAula 2 4a FEUSP A instituição escolar.pdf
Aula 2 4a FEUSP A instituição escolar.pdfjonathanmartins084
 
DURKHEIM, Émile - Educação e Sociologia.pdf
DURKHEIM, Émile - Educação e Sociologia.pdfDURKHEIM, Émile - Educação e Sociologia.pdf
DURKHEIM, Émile - Educação e Sociologia.pdfRaiana Lima
 
Compreensao soc da ed text2
Compreensao soc da ed text2Compreensao soc da ed text2
Compreensao soc da ed text2Ana Deisi
 
Apostila políticas básicas da educação habilitação senador pompeu - pdf
Apostila políticas básicas da educação   habilitação senador pompeu - pdfApostila políticas básicas da educação   habilitação senador pompeu - pdf
Apostila políticas básicas da educação habilitação senador pompeu - pdfProf. Antônio Martins de Almeida Filho
 
34992931 emilio-rousseau
34992931 emilio-rousseau34992931 emilio-rousseau
34992931 emilio-rousseauPatty C Batista
 
FERNANDO AZEVEDO. AD1 DE DIDÁDICA (1).pdf
FERNANDO AZEVEDO. AD1 DE DIDÁDICA (1).pdfFERNANDO AZEVEDO. AD1 DE DIDÁDICA (1).pdf
FERNANDO AZEVEDO. AD1 DE DIDÁDICA (1).pdfanacarolinad105
 
INTRODUZINDO A QUESTÃO DO PLANEJAMENTO: GLOBALIZAÇÃO, INTERDISCIPLINARIDADE E...
INTRODUZINDO A QUESTÃO DO PLANEJAMENTO: GLOBALIZAÇÃO, INTERDISCIPLINARIDADE E...INTRODUZINDO A QUESTÃO DO PLANEJAMENTO: GLOBALIZAÇÃO, INTERDISCIPLINARIDADE E...
INTRODUZINDO A QUESTÃO DO PLANEJAMENTO: GLOBALIZAÇÃO, INTERDISCIPLINARIDADE E...Julhinha Camara
 
APRESENT. CURSO DE PEDAGOGIA - PAULO FREIRE.pptx
APRESENT. CURSO DE PEDAGOGIA - PAULO FREIRE.pptxAPRESENT. CURSO DE PEDAGOGIA - PAULO FREIRE.pptx
APRESENT. CURSO DE PEDAGOGIA - PAULO FREIRE.pptxisabellysantospessan
 
Paulo freire para iniciantes
Paulo freire para iniciantesPaulo freire para iniciantes
Paulo freire para iniciantesAna Jorge
 
Fundamentos sociologicos da educação
Fundamentos sociologicos da educaçãoFundamentos sociologicos da educação
Fundamentos sociologicos da educaçãoceliferreira
 
Paulo Freire, um olhar além do tempo...
Paulo Freire, um olhar além do tempo...Paulo Freire, um olhar além do tempo...
Paulo Freire, um olhar além do tempo...Gilvana Santos Sena
 
FUNDAMENTOS-DA-EDUCAÇÃO_ASPECTOS-HISTÓRICOS-E-SOCIOLÓGICOS.pdf
FUNDAMENTOS-DA-EDUCAÇÃO_ASPECTOS-HISTÓRICOS-E-SOCIOLÓGICOS.pdfFUNDAMENTOS-DA-EDUCAÇÃO_ASPECTOS-HISTÓRICOS-E-SOCIOLÓGICOS.pdf
FUNDAMENTOS-DA-EDUCAÇÃO_ASPECTOS-HISTÓRICOS-E-SOCIOLÓGICOS.pdfLuizCarlosPereiraSan1
 

Semelhante a Durkheim sociologia da educação (20)

Durkheim e a sociologia da educação no brasil
Durkheim e a sociologia da educação no brasilDurkheim e a sociologia da educação no brasil
Durkheim e a sociologia da educação no brasil
 
Aula 2 4a FEUSP A instituição escolar.pdf
Aula 2 4a FEUSP A instituição escolar.pdfAula 2 4a FEUSP A instituição escolar.pdf
Aula 2 4a FEUSP A instituição escolar.pdf
 
DURKHEIM, Émile - Educação e Sociologia.pdf
DURKHEIM, Émile - Educação e Sociologia.pdfDURKHEIM, Émile - Educação e Sociologia.pdf
DURKHEIM, Émile - Educação e Sociologia.pdf
 
Compreensao soc da ed text2
Compreensao soc da ed text2Compreensao soc da ed text2
Compreensao soc da ed text2
 
Apostila políticas básicas da educação habilitação senador pompeu - pdf
Apostila políticas básicas da educação   habilitação senador pompeu - pdfApostila políticas básicas da educação   habilitação senador pompeu - pdf
Apostila políticas básicas da educação habilitação senador pompeu - pdf
 
34992931 emilio-rousseau
34992931 emilio-rousseau34992931 emilio-rousseau
34992931 emilio-rousseau
 
Educacao ed1
Educacao ed1Educacao ed1
Educacao ed1
 
Vladimir leni madeira cavalheiro
Vladimir leni madeira cavalheiroVladimir leni madeira cavalheiro
Vladimir leni madeira cavalheiro
 
Sociologia
SociologiaSociologia
Sociologia
 
FERNANDO AZEVEDO. AD1 DE DIDÁDICA (1).pdf
FERNANDO AZEVEDO. AD1 DE DIDÁDICA (1).pdfFERNANDO AZEVEDO. AD1 DE DIDÁDICA (1).pdf
FERNANDO AZEVEDO. AD1 DE DIDÁDICA (1).pdf
 
INTRODUZINDO A QUESTÃO DO PLANEJAMENTO: GLOBALIZAÇÃO, INTERDISCIPLINARIDADE E...
INTRODUZINDO A QUESTÃO DO PLANEJAMENTO: GLOBALIZAÇÃO, INTERDISCIPLINARIDADE E...INTRODUZINDO A QUESTÃO DO PLANEJAMENTO: GLOBALIZAÇÃO, INTERDISCIPLINARIDADE E...
INTRODUZINDO A QUESTÃO DO PLANEJAMENTO: GLOBALIZAÇÃO, INTERDISCIPLINARIDADE E...
 
APRESENT. CURSO DE PEDAGOGIA - PAULO FREIRE.pptx
APRESENT. CURSO DE PEDAGOGIA - PAULO FREIRE.pptxAPRESENT. CURSO DE PEDAGOGIA - PAULO FREIRE.pptx
APRESENT. CURSO DE PEDAGOGIA - PAULO FREIRE.pptx
 
Paulo freire para iniciantes
Paulo freire para iniciantesPaulo freire para iniciantes
Paulo freire para iniciantes
 
Ainda Paulo Freire
Ainda Paulo FreireAinda Paulo Freire
Ainda Paulo Freire
 
Fundamentos sociologicos da educação
Fundamentos sociologicos da educaçãoFundamentos sociologicos da educação
Fundamentos sociologicos da educação
 
Paulo Freire, um olhar além do tempo...
Paulo Freire, um olhar além do tempo...Paulo Freire, um olhar além do tempo...
Paulo Freire, um olhar além do tempo...
 
FUNDAMENTOS-DA-EDUCAÇÃO_ASPECTOS-HISTÓRICOS-E-SOCIOLÓGICOS.pdf
FUNDAMENTOS-DA-EDUCAÇÃO_ASPECTOS-HISTÓRICOS-E-SOCIOLÓGICOS.pdfFUNDAMENTOS-DA-EDUCAÇÃO_ASPECTOS-HISTÓRICOS-E-SOCIOLÓGICOS.pdf
FUNDAMENTOS-DA-EDUCAÇÃO_ASPECTOS-HISTÓRICOS-E-SOCIOLÓGICOS.pdf
 
SOCILOGIA DA EDUCAÇÃO.pptx
SOCILOGIA DA EDUCAÇÃO.pptxSOCILOGIA DA EDUCAÇÃO.pptx
SOCILOGIA DA EDUCAÇÃO.pptx
 
Revista em aberto
Revista em abertoRevista em aberto
Revista em aberto
 
Teorias do curriculo
Teorias do curriculoTeorias do curriculo
Teorias do curriculo
 

Último

Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...LuizHenriquedeAlmeid6
 
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptxSlides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxprofbrunogeo95
 
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)Centro Jacques Delors
 
13_mch9_hormonal.pptx............................
13_mch9_hormonal.pptx............................13_mch9_hormonal.pptx............................
13_mch9_hormonal.pptx............................mariagrave
 
São Damião, missionário entre os leprosos de Molokai, Havaí.pptx
São Damião, missionário entre os leprosos de Molokai, Havaí.pptxSão Damião, missionário entre os leprosos de Molokai, Havaí.pptx
São Damião, missionário entre os leprosos de Molokai, Havaí.pptxMartin M Flynn
 
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfUFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfManuais Formação
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdfCarinaSofiaDiasBoteq
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
nocoes-basicas-de-hereditariedade 9º ano.ppt
nocoes-basicas-de-hereditariedade 9º ano.pptnocoes-basicas-de-hereditariedade 9º ano.ppt
nocoes-basicas-de-hereditariedade 9º ano.pptElifabio Sobreira Pereira
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEblogdoelvis
 
Teatro como estrategias de ensino secundario
Teatro como estrategias de ensino secundarioTeatro como estrategias de ensino secundario
Teatro como estrategias de ensino secundarioWyngDaFelyzitahLamba
 
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - GeoprocessamentoDados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - GeoprocessamentoVitor Vieira Vasconcelos
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...azulassessoria9
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfGisellySobral
 
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco LeiteReligiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leiteprofesfrancleite
 
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMaio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMary Alvarenga
 
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfManuais Formação
 

Último (20)

662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
 
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptxSlides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
 
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
 
13_mch9_hormonal.pptx............................
13_mch9_hormonal.pptx............................13_mch9_hormonal.pptx............................
13_mch9_hormonal.pptx............................
 
São Damião, missionário entre os leprosos de Molokai, Havaí.pptx
São Damião, missionário entre os leprosos de Molokai, Havaí.pptxSão Damião, missionário entre os leprosos de Molokai, Havaí.pptx
São Damião, missionário entre os leprosos de Molokai, Havaí.pptx
 
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfUFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
nocoes-basicas-de-hereditariedade 9º ano.ppt
nocoes-basicas-de-hereditariedade 9º ano.pptnocoes-basicas-de-hereditariedade 9º ano.ppt
nocoes-basicas-de-hereditariedade 9º ano.ppt
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
Teatro como estrategias de ensino secundario
Teatro como estrategias de ensino secundarioTeatro como estrategias de ensino secundario
Teatro como estrategias de ensino secundario
 
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - GeoprocessamentoDados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
 
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco LeiteReligiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
 
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMaio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
 
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
 

Durkheim sociologia da educação

  • 1. DURKHEIM SOCIOLOGIA DA EDUCAÇÃO Profª Flávia M. Motta FAED/UDESC
  • 2. Émile Durkheim foi um dos fundadores da Sociologia
  • 3. Ao longo de intenso trabalho intelectual, Durkheim esforcou-se dȩ modo notavel para construir á especificidade sociologica é esclarecer os fundamentos sociais da educacao.̧ ̃ Sua biografia indica um duplo percurso: de educador e de sociologo.́ *Aula baseada no texto de Fernando Correia Dias. DURKHEIM E A SOCIOLOGIA DÁ EDUCACÃO NO BRASIL(Em Aberto. Brasília, ano 9. n.̧ 46. abr. jun. 1990). http://emaberto.inep.gov.br/index.php/emaberto/article/viewFile/726/649 Aspas e número das páginas de que foram retiradas frases e parágrafos foram evitadas para não sobrecarregar a apresentação, mesmo porque algumas passagens foram cortadas e/ou refraseadas. Para citar, recorrer ao texto original de Fernando Correia Dias
  • 4. Preparou-se, desde muito jovem, para o magisterio.́ Orientando-se para a Filosofia, cursou a Escola Normal Superior de Paris Entre 1887 e 1902, leciona Pedagogia e Ciencia Social na Faculdade dê Letras de Bordeus, epoca em que dedica consideravel parte do tempo eḿ ́ ́ formar mestres primarios. Admitido como professor da Sorbonne, comecoú ̧ pela Ciencia da Educacao; so mais tarde a disciplina que lecionava ganhoû ̧ ̃ ́ o status tambem de ensino sociologico.́ ́ Ocupou-se, do aspecto institucional, isto e, da boa organizacao do sistemá ̧ ̃ nacional de ensino na Franca.̧ A atividade pedagogica e reflexao no plano da teoria se conjugavam ná ̃ pessoa do sociologo.́
  • 5. O interesse que mantinha pela situacao educacional do pais derivava dȩ ̃ ́ diferentes fontes, relacionadas estas quer com sua formacao intelectual,̧ ̃ quer com as conjunturas politicas em que viveu:́ o conhecimento historico, que dominava,́ tanto da vida social francesa, como das ideias pedagogicas;́ ́ uma atitude critica e, simultaneamente,́ aberta face a sociedade urbano-industrial̀ nascente; do desejo de construir uma etica secular,́ fundada na razao e distante de qualquer̃ legado religioso tradicional a identificacao civica com a Franca̧ ̃ ́ ̧ republicana
  • 6. OBRA Embora tenha se dedicado, com a mesma intensidade, a Educacao e a Sociologia, o certò ̧ ̃ ̀ e que os livros fundamentais de teoria, pesquisá pioneira e metodologia obscurecem o restante da producao intelectual durkheimiana, inclusive na̧ ̃ area educacional:́ De Ia division du travail social (1893); Les regles de Ia methode sociologique (1895);̀ ́ Le suicide (1897) Les formes elementaires de Ia vie religieusé (1912).
  • 7. “ Educacao e sociologia"̧ ̃ Nem sempre a contribuição de Durkheim à Sociologia da Educação é lembrada pelos historiadores. No entanto é preciso destacar sua enorme contribuição deixada nos escritos publicados por ele, como nos cursos ministrado e publicados após sua morte por seus seguidores. Chama-se especialmente a atencao para o prisma̧ ̃ sociologico adotado nesses estudos, é consistente no entendimento da Educacao como fenomeno social, a̧ ̃ ̂ ser examinado pelo processo positivo.”
  • 8. Com um "pequeno e excelente livro" (Educacao e sociologia) firma-se um̧ ̃ ponto de partida para a disciplina. Fernando de Azevedo, o principal discipuló brasileiro do sociologo frances, saudando ó ̂ aparecimento (tardio)da Sociologia da Educacao entre nós.̧ ̃
  • 9. Os sistemas educacionais sao criados pelã sociedade, nao abstratamente, mas por̃ sociedades concretas, historicamente determinadas. Constitui-se o homem e constitui- se o cidadao. Este ultimo e moldado pelas̃ ́ ́ expectativas dos diversos meios (representados por diferentes grupos sociais) em que se divide determinado povo.
  • 10. "A educacao e a acao exercida, pelas geracoeş ̃ ́ ̧ ̃ ̧ ̃ adultas, sobre as geracoes que nao se encontram̧ ̃ ̃ ainda preparadas para a vida social; tem por objeto suscitar e desenvolver, na crianca, certo̧ numero de estados fisicos, intelectuais e morais,́ ́ reclamados pela sociedade politica, no seú conjunto, e pelo meio especial a que a crianca,̧ particularmente, se destina" (Durkheim, 1978, p. 41).
  • 11. a crítica Durkheim, entretanto, nos apresenta o processo educativo como regulamentacao social estatica em cada̧ ̃ ́ momento de equilibrio da evolucao social, isto e, em cadá ̧ ̃ ́ vigencia do sistema educacional definido pela sociedadê atraves da escolha dos fins. Ha pouca possibilidade dé ́ mobilidade social: as pessoas sao preparadas para viver,̃ de modo conformista, no meio social a que se destinam, nunca para deslocar-se a outro meio. Nao se visualiza,̃ um processo dialogico, mas apenas o rito de inculcaŕ sobre as criancas os conteudos da mentalidade adulta.̧ ́
  • 12. Durkheim e a educacao no Brasiļ ̃ Foi pela via do ensino da Pedagogia e pela maõ ou pela fala dos educadores que a Sociologia veio a ter status universitario, tendo esse ensinó sido institucionalizado, no fim da decada de 20 é inicio da de 30, nos cursos normais, em Recife, nó Rio de Janeiro e em Sao Paulõ
  • 13. Influência de Durkheim no pensamento brasileiro Fernando de Azevedo (educador e sociólogo). Em 1940 publicou “Sociologia Educacional”. Seguindo a proposição durkheimiana, considera a educacao como um dos campos de investigacao sociologica,̧ ̃ ̧ ̃ ́ armada de um sistema de conceitos, procurando definir o processo educacional no que tem de socializacao, para, em̧ ̃ seguida, estuda-lo em conexao com as instituicoes sociais,́ ̃ ̧ ̃ tanto genericas como a familia e o Estado, quantó ́ especificas, como a escola.́ Fernando Azevedo teve marcante atuação na implantação da Universidade (USP) e criação da Escola Nova. Foi o principal personagem na publicação do Manifesto dos Pioneiros da Educação Nova, de 1932.
  • 14. Nos anos subsequentes, multiplicaram-se as̈ pesquisas na area da Sociologia da Educacao.́ ̧ ̃ “(…)Durkheim continua vivo na escola brasileira, quer diretamente, pelos seus textos, quer indiretamente, pelos trabalhos de seus seguidores e interpretes.” (DIAS,1990: 42)́