O slideshow foi denunciado.
Seu SlideShare está sendo baixado. ×

2016 1 ebm_exercício 6_análise de casos_gabarito

Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Carregando em…3
×

Confira estes a seguir

1 de 2 Anúncio

Mais Conteúdo rRelacionado

Diapositivos para si (19)

Quem viu também gostou (19)

Anúncio

Semelhante a 2016 1 ebm_exercício 6_análise de casos_gabarito (20)

Mais de Flora Couto (20)

Anúncio

Mais recentes (20)

2016 1 ebm_exercício 6_análise de casos_gabarito

  1. 1. Especialização em SAÚDE MENTAL E ATENÇÃO BÁSICA Entrevista Breve Motivacional – Prof.ª Flora Couto Professora: Psicóloga clínica e social Flora Couto Contato: (071)99148-6876 flora.couto@gmail.com 2016_1 Escola baiana de medicina e saúde pública - http://pos.bahiana.edu.br/ GABARITO - Exercícios de desconstrução Semântica 1. Abaixo está descrito um trecho de entrevista clássica do método biomédico com perguntas fechadas. No diálogo terapeuta pode ser um médico, enfermeira, educador físico, psicólogo ou qualquer outro profissional de saúde. Identifique os tipos de perguntas fechadas e proponha uma modificação semântica para perguntas tipo aberta, evocativa de motivação para facilitar a Entrevista Motivacional. Má prática: baseada em perguntas fechadas(Adaptada Miller, 2012) A seguinte interação começa com o que chamamos uma questão aberta “desperdiçada”- evidente também mais adiante -, que começa aberta, mas termina fechada. Profissional: Médico, enfermeiro Ambiente: Consulta ambulatorial Desafio: revisão breve do uso da medicação; promover auto-gerenciamento. Profissional: Como você está se acertando com os remédios?(pergunta aberta) Você os tem tomado regularmente?(pergunta fechada) Paciente: Eu os tomo quase sempre, e me sinto muito bem, a menos que tenha uma crise. Profissional: O antidepressivo é o mais importante de tomar todos os dias. Vc o toma regularmente?(pergunta fechada) Paciente: Sim, quase sempre. Profissional: E o que você quis dizer com quase sempre? Todos os dias, ou às vezes você pula um dia por ter algum problema?(pergunta fechada) Paciente: Eu não diria que perco muitos dias, mas nem sempre é fácil. Profissional: Você está em um regime de dose alta, e é importante que tome todos os dias, está bem?(pergunta fechada- enfática) Paciente: Sim, sei que é importante, e tento, honestamente. Profissional: E o que acontece quando você tem crise? (pergunta aberte). O uso do Rivotril ajuda?(pergunta fechada) Paciente: Um pouco. Meu marido fica assustado. Profissional: Bem, é bom que ele ajude com isso. Você vai lembrar de tomar o antidepressivo e o Rivotril, não apenas quando tiver uma crise?(pergunta fechada) Paciente: Sim.
  2. 2. Especialização em SAÚDE MENTAL E ATENÇÃO BÁSICA Entrevista Breve Motivacional – Prof.ª Flora Couto Professora: Psicóloga clínica e social Flora Couto Contato: (071)99148-6876 flora.couto@gmail.com 2016_1 Escola baiana de medicina e saúde pública - http://pos.bahiana.edu.br/ GABARITO: Melhor prática: perguntas abertas (Adaptada Miller, 2012) Profissional: Como você vai?(pergunta aberta) Paciente: Nada mal, obrigada. Sinto-me bem a maior parte do tempo, mas, quando tenho uma crise, é diferente. Sabe como é. Profissional: O que acontece?(pergunta aberta) Paciente: Bem, meu marido fica realmente assustado, e grita comigo para tomar o antidepressivo. Em diz que qualquer dia vai ligar para você porque fica muito assustado. Profissional: o que você faz então?(pergunta aberta) Paciente: Uso meu Rivotril de SOS, e as coisas acalmam. Então, acho que consigo lidar, se você entende. Não fico muito preocupada, mas também tenho que acalmá-lo. Profissional: E você tem usado o antidepressivo?(pergunta fechada) Paciente: Sim, mais ou menos. Profissional: Como você tem se saído com ele?(pergunta aberta) Paciente: Não gosto muito, para ser honesta, pois não gosto de pensar em toda aquela química entrando no meu corpo. Fico com roxões por todo o corpo que me deixam envergonhada. Minhas mãos tremem tanto que assustam os meus netos.

×