Meu produto não tem um milhão de usuários, e agora

856 visualizações

Publicada em

Palestra apresentada no Agile Brasil 2012 em São Paulo.

Design Thinking, User Centered Design, Customer Development, Inbound Marketing, Social Media Strategy e mais algumas dicas para dar uma luz para os empreendedores modernos.

Publicada em: Negócios
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
856
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
19
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • \n
  • kit do empreendedor moderno nas mãos. \nMeu produto está pronto! Já coloquei todas as features do mundo nele, o meu código está lindo (100% de cobertura de teste), já fiz um site (padrão landing page) e pra fechar vou usar o cupom de R$150,00 que o google me deu. Pronto. É só esperar 1 milhão de cadastros e é claro, as compras.\n\nAí, vem a injeção de realidade e no 2º dia os meus R$150,00 acabam, os usuários param de usar meu produto e não tenho mais nenhum cadastro. Como assim? Justo o meu produto? O melhor produto de todos? Como pode? \n\nA verdade do dia seguinte é que manter um produto não é uma tarefa trivial. Um produto precisa de cuidado e atenção igualzinho a uma empresa que é igualzinha a um filho.\n\nVocê tem que medir, monitorar, traçar estratégia, melhorar, ensinar.\n\nNos últimos 3 anos tenho trabalhado com o desenvolvimento de produtos e aprendi algumas coisas que eu gostaria de compartilhar aqui com vcs.\n
  • kit do empreendedor moderno nas mãos. \nMeu produto está pronto! Já coloquei todas as features do mundo nele, o meu código está lindo (100% de cobertura de teste), já fiz um site (padrão landing page) e pra fechar vou usar o cupom de R$150,00 que o google me deu. Pronto. É só esperar 1 milhão de cadastros e é claro, as compras.\n\nAí, vem a injeção de realidade e no 2º dia os meus R$150,00 acabam, os usuários param de usar meu produto e não tenho mais nenhum cadastro. Como assim? Justo o meu produto? O melhor produto de todos? Como pode? \n\nA verdade do dia seguinte é que manter um produto não é uma tarefa trivial. Um produto precisa de cuidado e atenção igualzinho a uma empresa que é igualzinha a um filho.\n\nVocê tem que medir, monitorar, traçar estratégia, melhorar, ensinar.\n\nNos últimos 3 anos tenho trabalhado com o desenvolvimento de produtos e aprendi algumas coisas que eu gostaria de compartilhar aqui com vcs.\n
  • kit do empreendedor moderno nas mãos. \nMeu produto está pronto! Já coloquei todas as features do mundo nele, o meu código está lindo (100% de cobertura de teste), já fiz um site (padrão landing page) e pra fechar vou usar o cupom de R$150,00 que o google me deu. Pronto. É só esperar 1 milhão de cadastros e é claro, as compras.\n\nAí, vem a injeção de realidade e no 2º dia os meus R$150,00 acabam, os usuários param de usar meu produto e não tenho mais nenhum cadastro. Como assim? Justo o meu produto? O melhor produto de todos? Como pode? \n\nA verdade do dia seguinte é que manter um produto não é uma tarefa trivial. Um produto precisa de cuidado e atenção igualzinho a uma empresa que é igualzinha a um filho.\n\nVocê tem que medir, monitorar, traçar estratégia, melhorar, ensinar.\n\nNos últimos 3 anos tenho trabalhado com o desenvolvimento de produtos e aprendi algumas coisas que eu gostaria de compartilhar aqui com vcs.\n
  • kit do empreendedor moderno nas mãos. \nMeu produto está pronto! Já coloquei todas as features do mundo nele, o meu código está lindo (100% de cobertura de teste), já fiz um site (padrão landing page) e pra fechar vou usar o cupom de R$150,00 que o google me deu. Pronto. É só esperar 1 milhão de cadastros e é claro, as compras.\n\nAí, vem a injeção de realidade e no 2º dia os meus R$150,00 acabam, os usuários param de usar meu produto e não tenho mais nenhum cadastro. Como assim? Justo o meu produto? O melhor produto de todos? Como pode? \n\nA verdade do dia seguinte é que manter um produto não é uma tarefa trivial. Um produto precisa de cuidado e atenção igualzinho a uma empresa que é igualzinha a um filho.\n\nVocê tem que medir, monitorar, traçar estratégia, melhorar, ensinar.\n\nNos últimos 3 anos tenho trabalhado com o desenvolvimento de produtos e aprendi algumas coisas que eu gostaria de compartilhar aqui com vcs.\n
  • Profundidade palavras\n\nProduto não está só relacionado só a entrega de um software. Quando você entrega um produto você está entregando a resolução de um problema por uma série de atividades. \n\nSegundo, Pronto. Pronto significa que algo já está concluído, terminado. Então, ter um produto pronto significa que temos um problema resolvido.\n\nE aí, você tem um produto pronto? O seu produto está pronto pra quem? Pra você? Você está fazendo um produto pra você? Então guarde seu cupom do adwords.\n\nExiste um problema da natureza, principalmente de nós desenvolvedores, de abaixar a cabeça e sair fazendo. Ah, eu sei o que o meu produto tem que ter. É só essa featurezinha, e mais essa e mais essa... Oh man, show me the code ahhhhh tec tec tec tec. \n\nIsso não funciona! Assim como ficar meses parado pensando e tendo idéias também não funciona! É preciso achar o meio termo disso tudo.\nA grande verdade...\n
  • O fato, o grande fato é que o seu produto só vai estar pronto quando o seu público disser que ele está. O mais cruel da história é que provavelmente eles não dirão mas, as receitas dirão. O melhor feedback são as receitas.\n\nParafraseando o professor Matheus Haddad, contra fatos não há argumentos, amigo.\n\nBom, então se seu produto só está pronto quando seu cliente disser que ele está, a pergunta mais óbvia é: Quem é o seu público Alvo?\n
  • Se você ainda não sabe quem é o seu público, você não sabe nada. É sério isso. Por muito, muito tempo eu não enxerguei a importância de ter definido QUEM eu iria atender. Me perguntavam: "Mas quem são os seus clientes?" Eu respondia: "Ah, Todo mundo!". Aprendi na dor que antes de qualquer movimento é preciso saber QUEM é o nosso público Alvo.\n\nDefinir uma Persona ajudou muito a nortear nossas ações com o Granatum.\n
  • Este é um exemplo de persona que definimos no Granatum. \n\nSem frescura, só com o que importa para nós.\n\nExistem varias formas de se definir uma persona. Se vocês procurarem na internet irão encontrar infinitas. É importante dizer que uma persona DEVE ser baseada em um perfil real, de pessoas reais. Definimos esta depois de algumas pesquisas com mais de 3000 empreendedores no site do Granatum. Não foi um chute.\n
  • Coloque sempre a sua persona no centro do desenvolvimento do seu projeto. \n\nVocê ganha foco e elimina conflitos de opiniões dentro da equipe. Pessoas no centro do desenvolvimento ajudam na resolução de problemas baseado na empatia, observação e experimentação de fatos.\n\nPor isso é importante saber quem é o seu público.\n\nA keyword que pode ajudar mais nesse assunto é design thinking.\n\n
  • Depois que você encontrou qual é o seu público, descubra quais são os seus problemas. \n\nUm bom produto resolve bem um problema real. \n\nSe você ainda não sabe quais são os problemas do seu público, pergunte.\n
  • Para descobrir onde está a verdadeira DOR do seu público, é importante fazer as perguntas certas. Fazer as perguntas certas não é tão simples quanto parece. Sem querer, você pode induzir o seu público a dar uma resposta que pode não ser a que você precisa.\n\nSe voce começa a desenvolver uma idéia baseado em dados errados você só vai gastar gasolina. \n\nFazer a pergunta certa não é uma tarefa tão simples. É preciso estar preparado para perguntar e para ouvir.\n
  • Exemplo\n\nQuem acha que essa é uma boa pergunta?\n\nQuem falou que eu tenho um problema para fazer gestão financeira? E se o problema que eu quero resolver for outro?\n\nPerguntas diretas não estimulam a persona a falar e nem te ajudam a encontrar a causa raiz do problema.\n\nÉ preciso investigar, contextualizar.\n
  • Exemplo\n\nQuem acha que essa é uma boa pergunta?\n\nQuem falou que eu tenho um problema para fazer gestão financeira? E se o problema que eu quero resolver for outro?\n\nPerguntas diretas não estimulam a persona a falar e nem te ajudam a encontrar a causa raiz do problema.\n\nÉ preciso investigar, contextualizar.\n
  • Perguntas como:... Ajudam a você entrar no universo do seu público.\n\nPerceba que aumentar o campo de pesquisa ao redor do problema que você quer investigar pode dar uma série de novas idéias para resolver este mesmo problema.\n
  • A Dica é Observar. Muitas vezes o problema raiz do seu público pode não estar onde ele acha que está.\n\nA keyword é HCD ou Human Centered Design. A partir dele você vai ter contato com uma série de técnicas que podem te ajudar a fazer isso.\n
  • \n
  • Bom, ok. Agora que você já sabe quem é o seu público e quais são os problemas do seu público, você já pode criar um produto.\n\nE o que eu quero compartilhar aqui é que para manter um produto você tem que estar atento a uma série de tarefas que rodeiam o seu público-alvo. Eu agrupei essas tarefas em 3 momentos: Nutrição, Conversão e Retenção.\n\nPara que um produto se mantenha ativo, é preciso que exista um movimento contínuo entre esses tres momentos. Vamos ver cada um deles:\n
  • Uma atividade que irá ajudar o seu produto ter uma boa conversão é o foco.\n\nTenha um produto que resolva bem UM problema não precisa de mais que isso. \n\nAh, mas eu tenho todas as features do mundo no meu produto, tenho certeza que uma delas vai resolver o problema. Pode ser, mas o seu usuário pode não estar disposto a passar por 20 funcionalidades até encontrar a que ele realmente precisa. Se não houver disposição (e na maioria das vezes não existe), com certeza ele irá abandonar o seu produto.\n\nPor isso é importante dar 1 poder e de preferencia um SUPER-poder.\n
  • > Seja acessível\n\nMuitos produtos são idéias fantásticas mas na prática são difíceis de serem usados.\n\nFaça teste de usabilidade com o seu cliente, se possível no ambiente do seu cliente. É surpreendente! Já fizemos algumas vezes no Granatum e os resultados são sempre inacreditáveis.\n\nVocê vai perceber como o seu cliente usa o seu produto e saber exatamente onde ele sente mais dificuldade de uso. Ter uma curva de aprendizado baixa, fazendo com que nos primeiros instantes, sem fazer muitas tarefas o super-poder pule na cara do seu cliente é imbatível. Esse é chamado o efeito WOW!\n\nPense que você concorre com muitas soluções e neste caso, a primeira impressão é a que faz toda a diferença para que seu cliente se torne fiel. \n\nO que eu quero dizer é que as vezes para o seu público não é tão óbvio como o seu produto funciona. \n
  • O momento de nutrição é aquele momento onde o seu potencial cliente está procurando algo ao redor da sua área de atuação. Muitas vezes o seu público ainda não está preparado para receber uma oferta do seu produto, por isso é importante criar um ambiente que o prepare para uma possível compra.\n\nDentro deste momento de nutrição as tarefas que dou mais destaque são:\n\n> Fale quem você é:\n\nÉ importante que você tenha uma página com a sua proposta de valor clara e um call-to-action eficiente para aqueles clientes que já estejam preparados para receber a sua oferta.\n\nExistem sites que ensinam boas práticas para a criação de landing pages mas, a melhor landing page é aquela que converte mais. Uma coisa interessante é que pequenos elementos podem influenciar em muito a taxa de conversão de uma landing page. A cor de um botão, uma foto, um texto ou até mesmo o posicionamento de um elemento influenciam diretamente nessa taxa. \n\nE otimize suas páginas para os buscadores.\n\nÉ possível testar combinações desses elementos no seu site com a ferramenta do Google Experiments dentro do Analytics.\n
  • Qual a diferença entre essas duas landing pages?\n\nE qual é melhor?\n\nA diferença é que fazendo um teste multivariável, meu público provou para meu designer que alto contraste atrapalha na conversão. Ah mas azul em cima do azul... Pois é...\n\nRelembrando denovo o grande professor Matheus Haddad, contra fatos não há argumentos.\n
  • > Crie conteúdo relevante para o mercado.\n\nConteúdo é a chave do sucesso do chamado Inbound Marketing. Seus potenciais clientes podem chegar até você por este tipo de conteúdo e a partir daí estar muito mais preparado para comprar a sua oferta.\n\nEnsine seu cliente sobre seu mercado: dê dicas, monte tutoriais, faça manuais, estruture e-books, crie vídeos. Assim eles estarão muito mais preparados para receber uma proposta sua.\n\nIsso vai ajudar a trazer público mais qualificado para o seu produto e a economizar com publicidade. Mais trafego orgânico, menos investimento em anuncios.\n
  • \n
  • \n
  • >Crie conteúdo rico\n\nA moeda de hoje é informação. Se você der informação, os seus clientes irão te dar informação. Você pode pedir dados em troca de materiais ricos. Por exemplo, no Granatum temos uma série de materiais gratuitos onde você só precisa colocar o seu e-mail para fazer o download. Este email é uma porta para contatos futuros. \n\nClaro, não vai me enviar SPAM! É preciso analisar muito bem o comportamento do lead para poder nutrí-lo com outros conteúdos relevantes até que ele esteja preparado para receber a oferta do meu produto.\n
  • \n
  • > Seja social\n\nEsteja nas redes sociais mas, ESTEJA PRESENTE. As redes sociais são um ótimo caminho para falar com seu público e viralizar sua proposta de valor. Faça publicações diárias, se possível mais de uma vez por dia. As redes sociais seguem a lógica de timeline, então, algo que voc6e publicou há 1 ou 2 horas atras corre o risco de nunca ser lido.\n\nUma estratégia que tem funcionado bastante com o Granatum é compartilhar o conteúdo gerado no Blog. É preciso estar com a informação que o público quer, na hora que ele quer.\n
  • \n
  • > Cuide da experiência\n\nCiclo de vida do usuário. Desde o momento em que o usuário ativa na mente dele a necessidade de algo parecido com o seu produto até o momento que ele deixa de usar o seu produto, ele entra em contato com uma série de "touch points". \n\nVocê pode interferir em cada um desses pontos para tornar a experiência do usuário com o seu produto, a melhor possível. \n\nO que nos ajudou muito no Granatum foi pensa-lo como um serviço e não somente como um produto. O Software é só parte de um serviço. Nós pensamos em cada etapa desde os anúncios que fazemos, ao conteúdo que produzimos, a forma de pagamento e no pós venda.\n\nIsso está nos ajudando a fazer um novo Granatum otimizado para cada etapa da experiência dos nossos clientes. E isso é contínuo. Melhoria contínua na experiência do usuário é ponto chave para ter um bom produto.\n
  • \n
  • > Monitore\n\nMedir, medir, medir, medir e medir. Você tem que medir tudo que você faz para saber para onde o seu produto está indo e para onde você deve corrigir a rota.\n\nDesde os acessos aos conteúdos que você produz até estatísticas de uso do sistema. Por exemplo, se você percebe que o seu cliente ainda não fez nennhuma tarefa relevante no seu produto, voc6e pode abrir um diálogo com ele para tentar entender o seu comportamento. Você pode descobrir melhorias na interface, nos termos, na lógica, enfim... A resposta esatrá com este cliente.\n\nOs números ajudam a guiar a trajetória do produto.\n\nCom o tempo você pode reconhecer padrões, criar regras e automatizar uma série dessas tarefas. Por exemplo: Usuário se cadastrou e não fez nenhum registro em X dias. Dispare o emailX.\n\nFunciona.\n
  • \n
  • \n
  • Manter um produto é mais do que “falhar” uma landing page. Mantenha atividades de Nutrição, Conversão e Retenção para o seu produto e veja onde ele pode chegar. Você irá perceber a médio prazo que estas atividades irão contribuir para um crescimento significante do seu produto. \n\nA idéia dessa palestra foi dar um empurrão. Tem muito conhecimento na internet. Quem quiser continuar a falar sobre esses assuntos fique a vontade para entrar em contato.\n\nObrigado.\n
  • \n
  • Meu produto não tem um milhão de usuários, e agora

    1. 1. Meu produto não tem 1milhão de usuários, eagora?Flavio Logullo
    2. 2. Kit do empreendedor moderno
    3. 3. Kit do empreendedor modernoProduto Pronto!
    4. 4. Kit do empreendedor modernoProduto Pronto! Site
    5. 5. Kit do empreendedor moderno ords Google AdW 0,00 R$ 15Produto Pronto! Site Cupom
    6. 6. Kit do empreendedor moderno ords Google AdW l 0,00 Reali dade 100m R$ 15Produto Pronto! Site Cupom
    7. 7. Produto Pronto!
    8. 8. Seu produto só está prontoquando o seu cliente disserque ele está.As receita$ irão te provar i$$o.
    9. 9. 1. Conheça o seupúblico.
    10. 10. Ana e Joãode 18 a 34 anos  - Possui uma micro empresa há mais de 1 ano.- Não separa as finanças pessoais das da empresa.- Mantém um histórico mês a mês das receitas.- Sabe o total das despesas do último mês.- Acompanha se teve lucro ou prejuízo levando em consideração as despesas e receitas.- Não possui departamentos na empresa.- Não faz nenhuma classificação das movimentações.- Não faz nenhuma analise de viabilidade antes de adquirir um bem.- Sabe quanto deve ganhar no próximo mês apenas para cobrir as dívidas.- Usa papel e caneta e excel para controlar
    11. 11. Keyword: Design ThinkingColoque as pessoas nocentro do projeto
    12. 12. 2. Conheça o problemado seu público.
    13. 13. Faça a pergunta certa para tera resposta certa.
    14. 14. Qual é o problema que você tem ao fazer agestão financeira da sua empresa?
    15. 15. Errado!Qual é o problema que você tem ao fazer agestão financeira da sua empresa?
    16. 16. Certo!Como você trabalha?Onde você trabalha?Quais são as suas atividades?O que você mais gosta de fazer?O que você menos gosta de fazer?Como seria melhor?
    17. 17. Keyword: (HCD) Human Centered Design TIPObserve. O real problema pode não estar onde ocliente acha que está.
    18. 18. Vamos começar...
    19. 19. Conversão Público-alvoNutrição Retenção
    20. 20. Conversão ‣Resolva bem 1 problema Super-poder ‣ Foco no problema principal ‣ Tenha um ótimo produto
    21. 21. Conversão ‣Seja acessível Combo Seu público consegue usar + + + A + B o seu produto? B + A + + + ‣ Super poder instantâneo ‣ Teste de usabilidade ‣ Curva de aprendizado baixa Keyword: (UX) User Experience
    22. 22. Conversão ‣Seja acessível Combo Seu público consegue usar + + + A + B o seu produto? B + A + + + ‣ Super poder instantâneo ‣ Teste de usabilidade ‣ Curva de aprendizado baixa Keyword: (UX) User Experience
    23. 23. Nutrição ‣Fale quem é você Landing page ‣ Proposta de valor clara Clique aqui! ‣ SEO ‣ Call-to-action ‣ Analytics
    24. 24. +17%
    25. 25. Nutrição ‣Crie conteúdo relevante para o mercado Blog da empresa Blog ‣ Ensine sobre o seu mercado ‣ Dê dicas ‣ Crie vídeos
    26. 26. Tráfego Orgânico
    27. 27. Nutrição ‣Crie conteúdo rico Download Grátis! eBooks, Posters... ‣ Crie landing pages ‣ Disponibilize materiais ‣ Gere LeadsKeyword: Inbound Marketing
    28. 28. Landing pages
    29. 29. Nutrição ‣Seja Social Comunique-se ‣ Crie conteúdo ‣ Responda a dúvidas ‣ InterajaKeyword: Social Media
    30. 30. Origem: Redes Sociais
    31. 31. Retenção ‣Cuide da experiência Domine o caminho ‣ Experience Map ‣ Touch pointsKeyword: Service Blue Print
    32. 32. Retenção ‣Monitore Meça o uso do sistema ‣ Monitore os acessos ‣ Monitore o uso das funcionalidades ‣ Entenda o comportamento dos usuarios ‣ Envie e-mails de retenção ‣ Mantenha o cliente ativoKeyword: Web Analytics
    33. 33. CENSURAD O
    34. 34. Nutrição Público-alvoRetenção Conversão
    35. 35. about.me/flozfloz@webgoal.com.br@flozlogullo

    ×