slids

235 visualizações

Publicada em

Publicada em: Turismo
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
235
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
63
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

slids

  1. 1. Drive de CD-Rom Gravador de CD Tipos de mídia (CD;CD- Rom;DVD;DVD-RW
  2. 2. Fonte: http://fr.slideshare.ne t/mortaza/apostila- de-informtica-para- concursos
  3. 3. Entenda as principais diferenças entre os tipos de dvds: DVD-ROM - é o tipo mais comum, utilizado para armazenar filmes. Não permitem regravação de dados. DVD-RAM – é o tipo gravável e regravável. Suporta mais de 100 mil gravações. DVD-R – é o tipo com maior aceitação nos aparelhos. Só aceita gravação uma única vez e tem capacidade de armazenamento de 4,7 GB. DVD+R – é um tipo equivalente ao DVD-R. DVD-RW – é um tipo equivalente ao CD-RW, que permite gravação e regravação de dados. DVD+RW – é o tipo que possui maior velocidade de gravação. Dual Layer e Double Layer – são capazes de armazenar 8,5 GB de dados por padrão. Permitem gravação em ambos os lados do DVD. HD-DVD – tem capacidade padrão de armazenamento de dados de 15 GB. É apropriado para aplicações de vídeo com alta qualidade de imagem. Blu-Ray – tem capacidade de armazenamento de dados de 25 GB.
  4. 4. Fonte: http://www.sitedecuriosidades.com/ curiosidade/quais-os-tipos-de-dvds- que-existem.html
  5. 5. Formato AVI AVI é a sigla de "Audio Video Interleave". Trata-se de um formato encapsulador de áudio e vídeo criado pela Microsoft cuja extensão oficial é .avi. É um dos formatos mais populares no mundo, sendo nativamente reconhecido pela maioria das versões do Windows e por todos os leitores de DVD que são compatíveis com o codec DivX. Fonte: http://www.tecmundo.com.br/t ira-duvidas/67780
  6. 6. Formato JPEG(JPG) JPEG (ou JPG) é um método comum usado para comprimir imagens fotográficas. O grau de redução pode ser ajustado, o que permite a você escolher o tamanho de armazenamento e seu compromisso com a qualidade da imagem. Geralmente se obtém uma compressão com pouco perceptível perda na qualidade da imagem. Além de ser um método de compressão, é frequentemente considerado como um formato de arquivo. JPEG / Exif é o formato de imagem mais comum usado por câmeras digitais e outros dispositivos de captura de imagem, juntamente de JPEG / JFIF, que também é um outro formato para o armazenamento e transmissão de imagens na World Wide Web. JPEG / JFIF é o formato usado para armazenar fotos e transmiti-las através da Internet. Geralmente desconsideram-se os formatos e dizemos simplesmente JPEG. Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Joint_photographic_experts_g roup
  7. 7. Formato GIF GIF (Graphics Interchange Format ou formato de intercâmbio de gráficos) é um formato de imagem muito usado na Internet, e que foi lançado em 1987 pela CompuServe, para disponibilizar um formato de imagem com cores em substituição do formato RLE, que era apenas preto e branco. Apesar do formato GIF atualmente ainda ser muito utilizado na web por conta de seu tamanho compacto, ele tem uma paleta limitada de cores - 256 no máximo -, impossibilitando o seu uso prático na compactação de fotografias. Por causa disso, o formato GIF é utilizado apenas para armazenar ícones e pequenas animações. Fonte: http://www.techtudo.com.br/artigos/noticia/2012/04/o-que- e-gif.html
  8. 8. Qual a diferença entre os formatos de MP3, WMV,MPG-4 e MIDI? Um formato MP3 é um sistema de compressão para música. Este formato ajuda a reduzir o número de bytes em uma música sem prejudicar a qualidade de som. O objetivo do formato MP3 é comprimir uma música com qualidade de CD a um fator entre 10 e 14, sem afetar a sua qualidade original de forma perceptível. Com o MP3, uma música de 32 megabytes (MB) de um CD é comprimida a aproximadamente 3 MB. Isto permite a transferência de uma música em minutos, ao invés de várias horas, e o armazenamento de centenas de músicas no disco rígido de seu computador sem tomar tanto espaço. Um arquivo WMV é um vídeo no formato proprietário Windows Media Video criado por Microsoft. Um arquivo no formato WMV possui dados áudio e vídeo, comprimidos, para poder ser difundidos em streaming, como o MPEG-2 ou MPEG-4. Existe diversas variantes do formato WMV HD ou ainda VC-1, reconhecidas como um standard de fato pela industria audiovisual
  9. 9. O MP4 é um algoritmo de compressão de arquivos de vídeo que funciona de modo similar ao MP3 com relação aos arquivos de música, só que de maneira mais complexa. Os vídeos são comprimidos com a mínima redução de qualidade por meio de uma tecnologia denominada CODEC, que minimiza certos aspectos como redundância espacial e temporal. Sua origem está no desenvolvimento do algoritmo Eureka, em 1987, pelos pesquisadores do Instituto Fraunhofer na Alemanha. Esse código mais tarde seria a base para o nosso velho conhecido MP3. O formato MIDI é um dos mais antigos formatos de som para computadores, e ainda um dos mais utilizados. Tem a vantagem de poder ser facilmente editado - há diversos programas para isso, do mais simples ao mais complexo - mas a qualidade do que é ouvido varia conforme a placa de som do micro. Fonte: http://www.tecmundo.com.br/tira-duvidas/35903
  10. 10. O que é MIDI? (Musical Instrument Digital Interface) é uma forma de armazenar em pequenos arquivos de computador, músicas instrumentais que podem ser executadas por uma placa de som. Fonte: http://www.centralmidi.com.br/
  11. 11. MIXER Em áudio profissional, mixer, misturador ou mesa de som é um aparelho eletrônico de formato analógico ou digital, usado para combinar (ou "mixar") várias fontes de som, de forma a somá-las em um único sinal de saída. Mesas mais complexas podem "rotear" o sinal, formando várias mixagens simultâneas e independentes, além de alterar parâmetros do som como seu volume, timbre e faixa dinâmica. Um exemplo bastante simples de uso de uma mesa de som seria permitir que sinais originados de dois microfones diferentes (cada um sendo usado por cantores em um dueto, por exemplo) possam ser ouvidos simultaneamente em um único alto-falante. Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Mixer
  12. 12. O que é o som ? O som é uma vibração do ar, isto é, uma sequência de sobrepressões edepressões do ar em relação a uma média, que é a pressão atmosférica. Mas, para realmente se convencer disto, basta que coloque um objeto barulhento (despertador, por exemplo) debaixo duma cúpula vazia para perceber que o objeto inicialmente barulhento não emite nenhum som se não estiver rodeado de ar! A maneira mais simples de reproduzir um som atualmente é fazer vibrar um objeto. Desta maneira, um violino emite um som quando o arco faz vibrar as suas cordas, um piano emite uma nota quando se bate uma tecla porque um martelo vai bater numa corda e fazê-la vibrar. Para reproduzir sons, utilizam-se geralmente alto-falantes. Trata-se, com efeito, de uma membrana ligada a um eletroímã que, de acordo com as solicitações de uma corrente eléctrica vai avançar e recuar muito rapidamente, o que provoca uma vibração do ar situado à frente dele, isto é, som!
  13. 13. Desta maneira, produzem-se ondas sonoras que podem ser representadas num gráfico como as variações da pressão do ar (ou da eletricidade no eletroímã) em função do tempo. Obtém-se então uma representação da forma seguinte: Esta representação de um som chama-se espectro de modulação de amplitude (modulação da amplitude de um som em função do tempo). Osonograma representa em contrapartida a variação das frequências sonoras em função do tempo. Pode-se observar que um sonograma apresenta umafrequência fundamental, à qual se sobrepõem frequências mais elevadas, chamadas harmônicas. É o que permite distinguir várias fontes sonoras:os sons graves terão frequências baixas, e os sons agudos frequências elevadas.
  14. 14. Taxa de amostragem Qualidade do som 44 100 Hz qualidade CD 22 000 Hz qualidade rádio 8 000 Hz qualidade telefone Amostragem do som Para poder representar um som num computador, é necessário conseguir convertê-lo em valores digitais, porque este só sabe trabalhar com este tipo de valores. Trata-se, assim, de aumentar pequenas amostras de som (o que corresponde a aumentar as diferenças de pressão) em intervalos de tempos precisos. Chama-se esta ação de amostragem ou de digitalização do som. O intervalo de tempo entre duas amostras chama- se taxa de amostragem. Dado que para restituir um som que parece contínuo para os nossos ouvidos são necessárias amostras de cada 100 000i de segundo, é mais prático raciocinar sobre o número de amostras por segundo, expressadas em Hertz (Hz). Eis alguns exemplos de taxas de amostragem e qualidades dos sons associados :
  15. 15. O valor da taxa de amostragem, para um CD áudio por exemplo, não é arbitrário, decorre realmente do teorema de Shannon. A frequência de amostragem deve ser suficientemente grande, a fim de preservar a forma do sinal. O Teorema de Nyquist - Shannon estipula que a frequência de amostragem deve ser igual ou superior ao dobro da frequência máxima contida neste sinal. O nosso ouvido percebe os sons até cercq de 20 000 Hz, é necessário, desta forma, uma frequência de amostragem de aproximadamente 40 000 Hz, ni mínimo para obter uma qualidade satisfatória. Existem diversas frequências de amostragem normalizadas: • 32 kHz : para a rádio FM digital (banda concorrida limitada a 15 kHz) • 44.1 kHz : para o áudio profissional e os discos compactos • 48 kHz : para os registadores numéricos multipistas profissionais e o registrogrande público (DAT, MiniDisc...)
  16. 16. Representação informática do som A cada amostra (que corresponde a um intervalo de tempos) é associado um valor que determina o valor da pressão do ar nesse momento, o som por conseguinte não é representado como uma curva contínua que apresenta variações, mas como uma sequência de valores para cada intervalo de tempo: O computador trabalha com bits, é necessário por isso determinar o número de valores que a amostra pode tomar, isso implica fixar o número de bits no qual se codificam os valores das amostras. Com uma codificação de 8 bits, tem-se 28 possibilidades de valores, quer dizer de 256 valores possíveis Com uma codificação das 16 bits, tem-se 216 possibilidades de valores, quer dizer de 65536 valores possíveis Com a segunda representação, ter-se-á, obviamente, uma qualidade de som bem melhor, mas também uma necessidade de memória muito mais importante. Por último, a estereofonia precisa de dois canais sobre os quais se regista individualmente um som, que será fornecido ao altifalante da esquerda, bem como um som que será difundido no da direita.
  17. 17. Um som é então representado (informaticamente) por vários parâmetros: • a frequência de amostragem • o número de bits de uma amostra • o número de vias (só uma corresponde ao mono, duas ao estéreo, e quatro à quadrifonia) Memória requerida para armazenar um som É simples de calcular a dimensão de uma sequência sonora não comprimida. Com efeito, conhecendo o número de bits sobre o qual é codificada uma amostra, conhece-se a dimensão deste (a dimensão de uma amostra é o número de bits...). Para conhecer a dimensão de uma via, basta conhecer a taxa de amostragem, que vai permitir-nos saber o número de amostras por segundo, e por conseguinte a dimensão que ocupa um segundo de música. Este vale : Taxa de amostragem x Número de bits Assim, para saber o espaço memória que consome um extracto sonoro de vários segundos, basta multiplicar o valor precedente pelo número de segundos: Taxa de amostragem x Número de bits x Número de segundos Por último, a dimensão final do extracto deve multiplicar-se pelo número de vias (será então duas vezes mais importante em estéreo que em mono...).
  18. 18. Taxa de amostragem x Número de bits x Número de segundos x Número de vias Fonte: http://pt.kioskea.net/contents/50-o-som-digital

×