Yamamoto	
  New	
  Scalp	
  
Acupunture	
  -­‐	
  YNSA	
  
CESAC	
  –	
  2012	
  
Dr.	
  Roberto	
  Caron	
  
Histórico	
  
•  Toshikatsu	
  Yamamoto:	
  	
  
–  1956	
   -­‐	
   Formado	
   em	
   medicina	
   na	
   Nippon	
   Med...
Histórico	
  
•  1988	
   –	
   Fundação	
   da	
   Clínica	
   de	
   Reabilitação	
  
Yamamoto	
  (Miyazaki)	
  
O	
  Que	
  é	
  YNSA?	
  
•  É	
   uma	
   somatotopia	
   localizada	
   no	
   crânio,	
   onde	
  
um	
   microssistem...
ECIWO	
  
•  Embryo	
   Containing	
   the	
   InformaXon	
   of	
   Whole	
  
Organism	
  (ECIWO)	
  
–  Yingqing	
  Zhan...
ECIWO	
  
Somatotopia	
  YNSA	
  
Craniopuntura	
  Chinesa	
  
•  Baseia	
   -­‐se	
   na	
   distribuição	
   funcional	
   da	
   córtex	
  
cerebral;	
  ...
Microssistemas	
  
• 
• 
• 
• 
• 
• 
• 
• 

Auriculoterapia	
  
Su	
  Jok	
  
Somatotopia	
  do	
  2°	
  Metacarpiano	
  
...
YNSA	
  
•  Principais	
  Microssistemas	
  
–  8	
  terapêuXcos	
  	
  	
  
•  Somatotopia	
  Craniana	
  
•  Somatotopia...
Indicações	
  da	
  YNSA	
  
•  Todas	
  as	
  condições	
  reversíveis!	
  
–  Distúrbios	
  dos	
  Órgãos	
  Internos	
 ...
A	
  Experiência	
  de	
  Campinas	
  (SP)	
  
•  2006	
   –	
   criação	
   do	
   ambulatório	
   de	
   YNSA	
   da	
  ...
Divisão	
  Yin	
  –	
  Yang	
  do	
  Corpo	
  
Divisão	
  Yin	
  –	
  Yang	
  do	
  Crânio	
  
Divisão	
  Yin	
  –	
  Yang	
  do	
  Crânio	
  
Divisão	
  Yin	
  –	
  Yang	
  do	
  Crânio	
  

YIN	
  

YANG	
  
Pontos	
  da	
  YNSA	
  
Pontos	
  Cranianos	
  
•  Pontos	
  Básicos	
  (11)	
  =	
  letra	
  A	
  até	
  K	
  
•  Pontos	
  Sensoriais	
  (4)	
  ...
Pontos	
  Cranianos	
  
Pontos	
  Básicos	
  
Ponto	
  A	
  
•  Situado	
  0,5	
  a	
  1	
  cm	
  lateralmente	
  a	
  linha	
  sagital,	
  
na	
  linha	
  de	
  implan...
Ponto	
  A	
  
•  Indicações	
  
–  Cefaléias	
  
–  Dor	
  em	
  coluna	
  cervical	
  
–  RadiculopaXa	
  Cervical	
  
–...
Ponto	
  B	
  
•  Localizado	
  0,5	
  a	
  1	
  cm	
  lateralmente	
  ao	
  ponto	
  A	
  
na	
   linha	
   de	
   implan...
Ponto	
  B	
  
•  Indicações	
  
–  Cervicobraquialgia	
  
–  Hemiplegia	
  
–  Sd.	
  do	
  Ombro	
  Doloroso	
  
	
  
Ponto	
  C	
  
•  Localizado	
  2,5	
  cm	
  lateralmente	
  ao	
  ponto	
  B	
  ou	
  
5	
   cm	
   lateral	
   a	
   lin...
Ponto	
  C	
  
•  Indicações	
  
–  Sd.	
  Ombro	
  Doloroso	
  
–  Hemiplegia	
  
–  Dça.	
  de	
  Raynaud	
  
–  Sd.	
  ...
Ponto	
  D	
  
•  Localizado	
   na	
   região	
   temporal,	
   3	
   a	
   4	
   cm	
   a	
  
frente	
   da	
   hélice	
...
Ponto	
  D	
  
•  Possui	
  mais	
  6	
  pontos	
  =	
  pontos	
  lombares.	
  
•  Localizados	
  próximo	
  ao	
  ponto	
...
Ponto	
  D	
  
•  Indicações	
  
–  Lombociatalgia	
  
–  Parestesia,	
  paresia	
  e	
  paralisia	
  de	
  MMII	
  
–  Lo...
Ponto	
  D	
  
•  O	
   ponto	
   D	
   mais	
   doloroso	
   é	
   o	
   local	
   de	
  
aplicação	
   da	
   agulha.	
 ...
Ponto	
  E	
  
•  Localizado	
   na	
   mesma	
   linha	
   verXcal	
   do	
   ponto	
  
A,	
   	
   aproximadamente	
   1...
Ponto	
  E	
  

E12	
  

E1	
  
Ponto	
  E	
  
•  Indicações	
  
–  Doenças	
  torácicas	
  
–  Neuralgia	
  intercostal	
  
–  Doenças	
  pulmonares	
  (...
Ponto	
  F	
  
•  Localizado	
  na	
  região	
  retroauricular,	
  na	
  porção	
  
mais	
  proeminente	
  do	
  processo	...
F	
  
Ponto	
  G	
  
•  O	
   ponto	
   G	
   Yang	
   está	
   localizado	
   na	
   região	
  
retroauricular	
   ao	
   longo...
Ponto	
  G	
  
•  Indicações	
  
–  Doenças	
  do	
  joelho	
  
Pontos	
  H	
  e	
  I	
  
•  Ponto	
  H	
  	
  
–  Localizado	
  0,5	
  cm	
  acima	
  do	
  ponto	
  B.	
  
–  Ponto	
  e...
Pontos	
  	
  J	
  e	
  K	
  
•  Ponto	
  J	
  
–  Localizado	
  ao	
  lado	
  do	
  ponto	
  do	
  cérebro	
  na	
  regiã...
Pontos	
  	
  J	
  e	
  K	
  
Pontos	
  Sensoriais	
  
Pontos	
  Sensoriais	
  
Ponto	
  Olho	
  
•  Localizado	
   a	
   1	
   cm	
   da	
   linha	
   média	
   e	
   1	
   cm	
  
abaixo	
  do	
  ponto...
Ponto	
  Nariz	
  
•  Localizado	
   a	
   1	
   cm	
   da	
   linha	
   média	
   e	
   2	
   cm	
  
abaixo	
  do	
  pont...
Ponto	
  Boca	
  
•  Localizado	
  localizado	
  a	
  1	
  cm	
  da	
  linha	
  média	
  e	
  
3	
  cm	
  abaixo	
  do	
  ...
Ponto	
  Ouvido	
  
•  Localizado	
  a	
  meia	
  distância	
  entre	
  o	
  ponto	
  E1	
  e	
  
o	
   ponto	
   C,	
   n...
Linha	
  do	
  Tinitus	
  
Pontos	
  Cerebrais	
  
Pontos	
  Cerebrais	
  
Pontos	
  Cerebrais	
  
•  Pontos	
  Cérebro	
  
–  Localizado	
   logo	
   acima	
   do	
   ponto	
   A,	
   a	
   1	
   ...
Pontos	
  Cerebrais	
  
•  Indicado	
   no	
   tratamento	
   das	
   doenças	
   neurológicas	
  
centrais	
  
–  Hemiple...
Pontos	
  Cerebrais	
  
•  Pacientes	
   parkinsonianos	
   devem	
   ser	
   tratados	
  
bilateralmente!	
  
•  Portador...
Pontos	
  Y	
  
Pontos	
  Y	
  
•  Dividem-­‐se	
  em	
  4	
  regiões	
  
–  Yin	
  forte	
  
–  Yin	
  fraco	
  
–  Yang	
  fraco	
  
–  ...
Pontos	
  Y	
  
•  Se	
   a	
   área	
   escolhida	
   e	
   a	
   aplicação	
   forem	
  
corretas,	
   instantaneamente	...
Pontos	
  Y	
  
•  Indicações	
  
–  Disfunções	
  relacionadas	
  aos	
  órgãos	
  internos	
  
–  Distúrbios	
  psíquico...
Pontos	
  dos	
  Pares	
  Cranianos	
  
Pontos	
  dos	
  Pares	
  Cranianos	
  
Pontos	
  dos	
  Pares	
  Cranianos	
  
•  São	
   12	
   pontos	
   representando	
   todos	
   os	
   pares	
  
craniano...
Pontos	
  dos	
  Pares	
  Cranianos	
  
•  Cada	
  par	
  craniano	
  corresponde	
  a	
  um	
  órgão	
  ou	
  
uma	
   ví...
Pontos	
  dos	
  Pares	
  Cranianos	
  
Par	
  Craniano	
  

Zang	
  Fu	
  

I	
  Par	
  –	
  N.	
  Olfatório	
  

Rim	
  ...
Lateralidade	
  
Lateralidade	
  
•  Doenças	
   acima	
   do	
   diafragma	
   =	
   avaliar	
  
sensibilidade	
  de	
  IG4.	
  
•  Doença...
Lateralidade	
  
•  Hemiplegias	
   e	
   hemiparesias	
   quase	
   sempre	
  
p o s s u e m	
   o	
   p o n t o	
   m a ...
Lateralidade	
  
•  Dores	
   musculoesqueléXcas,	
   via	
   de	
   regra,	
   são	
  
tratadas	
  ipsilateralmente.	
  
Palpação	
  Cervical	
  
Palpação	
  Cervical	
  
•  Palpação	
  do	
  ponto	
  do	
  Rim:	
  
–  Área	
   muito	
   sensível	
   e	
   endurecida	...
Palpação	
  Cervical	
  
Palpação	
  Cervical	
  
Palpação	
  Cervical	
  
Palpação	
  Abdominal	
  
Palpação	
  Abdominal	
  
Palpação	
  Abdominal	
  
• 
• 
• 
• 
• 

Bexiga	
  –	
  VC3	
  
Triplo	
  Aquecedor	
  –	
  VC7	
  
Estômago	
  –	
  VC12...
Palpação	
  Abdominal	
  
•  Ao	
  lado	
  do	
  Pericárdio	
  
–  Vesícula	
  biliar	
  a	
  direita	
  
–  Baço-­‐Pâncre...
Tratamento	
  
Tratamento	
  
•  YNSA	
   é	
   indicado	
   em	
   todas	
   as	
   doenças	
  
reversíveis.	
  
Tratamento	
  
•  Os	
   pontos	
   básicos	
   e	
   sensoriais	
   são	
   uXlizados	
  
homolateralmente	
  ao	
  lado	...
Tratamento	
  
•  Os	
   pontos	
   Y	
   são	
   uXlizados	
   homolaterais	
   ao	
  
IG4	
   mais	
   sensível,	
   sen...
Tratamento	
  
•  Se	
   mais	
   de	
   uma	
   área	
   diagnósXco	
   esXver	
  
alterada,	
   e	
   uma	
   delas	
   ...
Outros	
  Microssistemas	
  
SOMATOTOPIA	
  SAGITAL-­‐MEDIANA	
  
•  Indicações:	
  paresias,	
  
parestesias,	
  distúrbios	
  
circulatórios	
  e	
  ...
SOMATOTOPIA	
  SAGITAL-­‐MEDIANA	
  
SOMATOTOPIAS	
  	
  “J”	
  	
  	
  E	
  	
  “K”	
  
•  Situadas	
  sobre	
  a	
  sutura	
  sagital,	
  
são	
  2	
  miniat...
SOMATOTOPIA	
  PUBIANA	
  
•  corresponde	
  em	
  
distribuição	
  aos	
  pontos	
  da	
  
craniopuntura,	
  mas	
  
loca...
SOMATOTOPIA	
  TORÁCICA	
  
• 

O	
   corpo	
   humano	
   é	
   representado	
   ao	
  
longo	
   do	
   osso	
   esterno...
SOMATOTOPIA	
  VERTEBRAL	
  CÉRVICO	
  -­‐	
  
TORÁCICA	
  
• 

Temos	
   a	
   figura	
   humana	
   em	
   decúbito	
  
v...
SOMATOTOPIA	
  VERTEBRAL	
  CÉRVICO	
  -­‐	
  
TORÁCICA	
  
Somatotopia	
  Vertebral	
  Tóraco-­‐Lombar	
  
PONTOS	
  LOMBOSSACROS	
  DO	
  CÉREBRO	
  
•  Localizados	
  ao	
  nível	
  da	
  
junção	
  L5-­‐S1.	
  
•  Para	
  loca...
PONTOS	
  LOMBOSSACROS	
  DO	
  CÉREBRO	
  
SOMATOTOPIA	
  C6-­‐T2	
  
•  Pontos	
  localizados	
  nas	
  
linhas	
  horizontais	
  que	
  
passam	
  abaixo	
  dos	
 ...
PONTOS	
  MASTERKEY	
  	
  (CHAVE	
  MESTRA)	
  
•  Ponto	
   para	
   tratamento	
   de	
   Xnido	
  
localiza-­‐se	
   n...
PONTOS	
  MASTERKEY	
  	
  (CHAVE	
  MESTRA)	
  
Bibliografia	
  
•  YAMAMOTO,	
   T.;	
   YAMAMOTO,	
   H.	
   Nova	
  
craniopuntura	
   de	
   Yamamoto	
   (NCY).	
   Ed...
Craniopunturadeamamoto blzdeaco
Craniopunturadeamamoto blzdeaco
Craniopunturadeamamoto blzdeaco
Craniopunturadeamamoto blzdeaco
Craniopunturadeamamoto blzdeaco
Craniopunturadeamamoto blzdeaco
Craniopunturadeamamoto blzdeaco
Craniopunturadeamamoto blzdeaco
Craniopunturadeamamoto blzdeaco
Craniopunturadeamamoto blzdeaco
Craniopunturadeamamoto blzdeaco
Craniopunturadeamamoto blzdeaco
Craniopunturadeamamoto blzdeaco
Craniopunturadeamamoto blzdeaco
Craniopunturadeamamoto blzdeaco
Craniopunturadeamamoto blzdeaco
Craniopunturadeamamoto blzdeaco
Craniopunturadeamamoto blzdeaco
Craniopunturadeamamoto blzdeaco
Craniopunturadeamamoto blzdeaco
Craniopunturadeamamoto blzdeaco
Craniopunturadeamamoto blzdeaco
Craniopunturadeamamoto blzdeaco
Craniopunturadeamamoto blzdeaco
Craniopunturadeamamoto blzdeaco
Craniopunturadeamamoto blzdeaco
Craniopunturadeamamoto blzdeaco
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Craniopunturadeamamoto blzdeaco

3.852 visualizações

Publicada em

Craniopuntura de Yamamoto é um microssistema de acupuntura

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

Craniopunturadeamamoto blzdeaco

  1. 1. Yamamoto  New  Scalp   Acupunture  -­‐  YNSA   CESAC  –  2012   Dr.  Roberto  Caron  
  2. 2. Histórico   •  Toshikatsu  Yamamoto:     –  1956   -­‐   Formado   em   medicina   na   Nippon   Medical   School  (Tóquio)   –  1958   -­‐   Especializado   em   anestesiologia   no   St.   Lukes   Hospital  (New  York)   –  1960   –   Especializado   em   Ginecologia   e   Obstetrícia   (Köln)   –  1966   -­‐   Fundou   o   InsXtuto   de   Acupuntura   em   Nichinan,  na  província  de  Miyazaki  (Japão)   –  1973   –   Apresenta   no   25º   Congresso   de   Ryodoraku   (Japão)  a  YNSA  
  3. 3. Histórico   •  1988   –   Fundação   da   Clínica   de   Reabilitação   Yamamoto  (Miyazaki)  
  4. 4. O  Que  é  YNSA?   •  É   uma   somatotopia   localizada   no   crânio,   onde   um   microssistema   representa   o   organismo   humano  como  um  todo.   A   C   E   D   B  
  5. 5. ECIWO   •  Embryo   Containing   the   InformaXon   of   Whole   Organism  (ECIWO)   –  Yingqing  Zhang  (1986)   –  Holograma  sob  a  forma  de  um  embrião.   –  O  organismo  é  consXtuído  de  inúmeros  embriões   (ECIWO)  que  convivem  de  forma  simbióXca.  
  6. 6. ECIWO  
  7. 7. Somatotopia  YNSA  
  8. 8. Craniopuntura  Chinesa   •  Baseia   -­‐se   na   distribuição   funcional   da   córtex   cerebral;   não   há   pontos,   e   sim   áreas     do   escalpe   localizadas   sobre   áreas   funcionais   do   cérebro.     •  Idealizado  por  Jiao  Shun-­‐Fa,    em  1970.    
  9. 9. Microssistemas   •  •  •  •  •  •  •  •  Auriculoterapia   Su  Jok   Somatotopia  do  2°  Metacarpiano   Somatotopia  do  Nariz   Craniopuntura  Chinesa   Somatotopia  Abdominal   Arcada  dentária   YNSA  
  10. 10. YNSA   •  Principais  Microssistemas   –  8  terapêuXcos       •  Somatotopia  Craniana   •  Somatotopia  Pubiana     •  Somatotopias  J  e  K   •  Somatotopia  Torácica   •  Somatotopia  Vertebral  Cérvico-­‐Torácica   •  Somatotopia  Vertebral  Tóraco-­‐Lombar     •  Somatotopia  C6  –  T2   •  Pontos  Lombossacrais  do  Cérebro   –  2  diagnósXcos  =  cervical  e  abdominal  
  11. 11. Indicações  da  YNSA   •  Todas  as  condições  reversíveis!   –  Distúrbios  dos  Órgãos  Internos   –  Distúrbios  motores   –  Distúrbios  sensiXvos  
  12. 12. A  Experiência  de  Campinas  (SP)   •  2006   –   criação   do   ambulatório   de   YNSA   da   rede  pública  de  Campinas     •  60   médicos   da   rede   municipal   (10%)   uXlizaram  YNSA.   •  Redução   de   12,5%   da   necessidade   de   AINH   em  2006.  
  13. 13. Divisão  Yin  –  Yang  do  Corpo  
  14. 14. Divisão  Yin  –  Yang  do  Crânio  
  15. 15. Divisão  Yin  –  Yang  do  Crânio  
  16. 16. Divisão  Yin  –  Yang  do  Crânio   YIN   YANG  
  17. 17. Pontos  da  YNSA  
  18. 18. Pontos  Cranianos   •  Pontos  Básicos  (11)  =  letra  A  até  K   •  Pontos  Sensoriais  (4)  =  olho,  nariz,  boca  e   ouvido   •  Pontos  Cerebrais  (3)  =  cérebro,  cerebelo  e   gânglios  da  base   •  Pontos  Ypsilon  (12)  =  todos  os  órgãos  internos   •  Pontos  dos  12  pares  cranianos  
  19. 19. Pontos  Cranianos  
  20. 20. Pontos  Básicos  
  21. 21. Ponto  A   •  Situado  0,5  a  1  cm  lateralmente  a  linha  sagital,   na  linha  de  implantação  do  cabelo.   •  Comprimento   verXcal   de   2   cm,   dividido   ao   meio  pela  linha  de  implantação  do  cabelo.   •  Possui     7   pontos   (A1   a   A7),   correspondentes   a   cabeça  e  coluna  cervical.   •  O   ponto   A3   situa-­‐se   aproximadamente   na   linha  de  inserção  do  cabelo.  
  22. 22. Ponto  A   •  Indicações   –  Cefaléias   –  Dor  em  coluna  cervical   –  RadiculopaXa  Cervical   –  Tontura   –  Neuralgia  do  Trigêmeo   –  Odontalgia   –  Paralisia  Facial   –  Seqüelas  de  Doenças  Encefalovasculares  
  23. 23. Ponto  B   •  Localizado  0,5  a  1  cm  lateralmente  ao  ponto  A   na   linha   de   implantação   do   cabelo   ou   2   cm   lateral  a  linha  mediana.   •  Não  há  subdivisões.   •  Corresponde  a  cintura  escapular  e  ombro.  
  24. 24. Ponto  B   •  Indicações   –  Cervicobraquialgia   –  Hemiplegia   –  Sd.  do  Ombro  Doloroso    
  25. 25. Ponto  C   •  Localizado  2,5  cm  lateralmente  ao  ponto  B  ou   5   cm   lateral   a   linha   mediana,   no   ângulo   formado   pela   implantação   frontal   e   temporal   dos  cabelos.   •  Possui  2  cm  de  extensão,  com  uma  angulação   de  45  graus.   •  Possui  11  segmentos:  ombro,  braço,  cotovelo,   antebraço,  punho,  mão  e  os  cinco  dedos.   •  O   cotovelo   está   na   linha   de   implantação   do   cabelo.  
  26. 26. Ponto  C   •  Indicações   –  Sd.  Ombro  Doloroso   –  Hemiplegia   –  Dça.  de  Raynaud   –  Sd.  Túnel  do  Carpo   –  Dça.  De  Parkinson   –  Epicondilites   –  Luxações   –  Todas  as  dores  e  parestesias  de  membro  superior  
  27. 27. Ponto  D   •  Localizado   na   região   temporal,   3   a   4   cm   a   frente   da   hélice   da   orelha   e   1   cm   acima   da   arco  zigomáXco.   •  Situado   na   linha   de   implantação   dos   cabelos   na   região   temporal,   paralelamente   a   uma   linha   que   vai   do   conto   dos   olhos   ao   ângulo   superior  da  orelha.  
  28. 28. Ponto  D   •  Possui  mais  6  pontos  =  pontos  lombares.   •  Localizados  próximo  ao  ponto  de  implantação   da  orelha  na  região  temporal,  com  extensão   de  1  cm.   •  Representam  L1,  L2,  L3,  L4,  L5  e  S1.  
  29. 29. Ponto  D   •  Indicações   –  Lombociatalgia   –  Parestesia,  paresia  e  paralisia  de  MMII   –  Lombalgia   –  Impotência  sexual   –  Hipertrofia  prostáXca   –  Doença  de  Parkinson   –  Osteoartrose  de  MMII   –  Doenças  vasculares  de  MMII  
  30. 30. Ponto  D   •  O   ponto   D   mais   doloroso   é   o   local   de   aplicação   da   agulha.   PersisXndo   a   dor,   pesquisar  pontos  D1  a  D6.  
  31. 31. Ponto  E   •  Localizado   na   mesma   linha   verXcal   do   ponto   A,     aproximadamente   1   a   1,5   cm   acima   das   sobrancelhas,   com   uma   extensão   de   2cm,   formando  um  ângulo  de  15°  de  inclinação.   •  Possui  12  pontos  (E1  a  E12),  representando  a   caixa  torácica  e  coluna  dorsal  (T1  a  T12).   •  E1   situa-­‐se   2   cm   acima   do   ponto   médio   da   sobrancelha.  
  32. 32. Ponto  E   E12   E1  
  33. 33. Ponto  E   •  Indicações   –  Doenças  torácicas   –  Neuralgia  intercostal   –  Doenças  pulmonares  (asma,  DPOC)   –  Doenças  de  nariz  e  laringe   –  Dor  em  coluna  dorsal  
  34. 34. Ponto  F   •  Localizado  na  região  retroauricular,  na  porção   mais  proeminente  do  processo  mastóide.   •  Indicado  em  lombociatalgia.   •  Usado  juntamente  com  o  ponto  D  (D1  a  D6).   •  Na  região  Yin  está  situado  entre  o  ponto  D  e  o   pontos   lombares   (D1   a   D6),   logo   acima   do   arco  zigomáXco.  
  35. 35. F  
  36. 36. Ponto  G   •  O   ponto   G   Yang   está   localizado   na   região   retroauricular   ao   longo   da   borda   inferior   do   processo   mastóide,   sendo   composto   por   3   pontos:     –  G1  =  parte  interna  do  joelho   –  G2  =  parte  anterior  do  joelho   –  G3  =  parte  lateral  do  joelho   •  Os  pontos  G  Yin  situam-­‐se  a  cerca  de  1  a  2  mm   acima  do  ponto  D.  
  37. 37. Ponto  G   •  Indicações   –  Doenças  do  joelho  
  38. 38. Pontos  H  e  I   •  Ponto  H     –  Localizado  0,5  cm  acima  do  ponto  B.   –  Ponto  extra  para  lombalgia.   •  Ponto  I     –  Localizado  4  a  5  cm  posterior  ao  ponto  C.   –  Indicado  para  compromeXmento  dos  MMII.   –  Ponto  extra  para  lombalgia.   •  São  associados  com  os  pontos  D  e  F.  
  39. 39. Pontos    J  e  K   •  Ponto  J   –  Localizado  ao  lado  do  ponto  do  cérebro  na  região   frontal.   –  CompromeXmento  da  região  dorsal  do  pé  (Yin).   •  Ponto  K   –  CompromeXmento  da  região  plantar  do  pé.   –  Localizado  ao  lado  do  ponto  do  cérebro  na  região   occipital  (Yang).  
  40. 40. Pontos    J  e  K  
  41. 41. Pontos  Sensoriais  
  42. 42. Pontos  Sensoriais  
  43. 43. Ponto  Olho   •  Localizado   a   1   cm   da   linha   média   e   1   cm   abaixo  do  ponto  A.   •  I n d i c a d o   e m   t o d o s   o s   d i s t ú r b i o s   o}almológicos.   •  O   ideal   é   uXlizar   este   ponto   na   região   Yang   (1cm  lateral  à  tuberosidade  occipital).  
  44. 44. Ponto  Nariz   •  Localizado   a   1   cm   da   linha   média   e   2   cm   abaixo  do  ponto  A.   •  Indicado  em  todas  as  condições  que  afetam  o   nariz.  
  45. 45. Ponto  Boca   •  Localizado  localizado  a  1  cm  da  linha  média  e   3  cm  abaixo  do  ponto  A.   •  Indicado   em   todos   os   distúrbios   da   cavidade   oral,  disfasias  e  doenças  da  garganta.  
  46. 46. Ponto  Ouvido   •  Localizado  a  meia  distância  entre  o  ponto  E1  e   o   ponto   C,   na   linha   que   passa   entre   o   ponto   Olho  e  Nariz.   •  Indicado   em   distúrbios   do   ouvido,   incluindo   Xnitus,  oXtes  e  verXgens  otológicas.   •  Para   tratar   Xnitus   uXlizar   a   assim   chamada   “Linha   do   Tinitus”   –   pontos   Yin   e   Yang   do   ouvido  e  mais  dois  pontos  extras.  
  47. 47. Linha  do  Tinitus  
  48. 48. Pontos  Cerebrais  
  49. 49. Pontos  Cerebrais  
  50. 50. Pontos  Cerebrais   •  Pontos  Cérebro   –  Localizado   logo   acima   do   ponto   A,   a   1   cm   da   linha   média.     •  Ponto  Cerebelo   –  Localizado   logo   acima   do   ponto   Cérebro,   a   1   cm   da  linha  média.   •  Ponto  Gânglios  da  Base   –  Localizado   na   linha   média,   entre   os   pontos   do   Cérebro  e  Cerebelo.  
  51. 51. Pontos  Cerebrais   •  Indicado   no   tratamento   das   doenças   neurológicas   centrais   –  Hemiplegia   –  Migrânea   –  Neuralgia  do  trigêmeo   –  Doença  de  Parkinson   –  Esclerose  MúlXpla   –  Disfasias   –  Demências   –  Insônia   –  Doenças  Psiquiátricas   –  Epilepsias   –  Dores  Crônicas  
  52. 52. Pontos  Cerebrais   •  Pacientes   parkinsonianos   devem   ser   tratados   bilateralmente!   •  Portadores   de   Esclerose   MúlXpla   são   quase   sempre  tratados  nos  pontos  Yang  do  Cérebro.   •  Nos   casos   de   hemiplegia   o   tratamento   é   contralateral.  
  53. 53. Pontos  Y  
  54. 54. Pontos  Y   •  Dividem-­‐se  em  4  regiões   –  Yin  forte   –  Yin  fraco   –  Yang  fraco   –  Yang  forte   Yin  Fraco   Yang  Fraco   Yin  Forte   •  Em  90%  dos  casos,  uXliza-­‐se    a  região  Yin  Forte!   Yang  Forte  
  55. 55. Pontos  Y   •  Se   a   área   escolhida   e   a   aplicação   forem   corretas,   instantaneamente   a   dor   e   a   alteração   da   consistência   do   ponto   cervical   ou   abdominal  desaparece!   •  Os   pontos   Y   devem   sempre   serem   uXlizados   quando  a  origem  do  distúrbio  é  interna.   •  Cada   ponto   Y   contém   a   totalidade   do   meridiano  que  representa.  
  56. 56. Pontos  Y   •  Indicações   –  Disfunções  relacionadas  aos  órgãos  internos   –  Distúrbios  psíquicos,  motores  ou  funcionais   –  Distúrbios  do  trânsito  intesXnal   –  Doenças  pulmonares  e  cardíacas   –  Doenças  renais  e  hepáXcas   –  Cefaléias,  paralisia  facial,  neuralgia  do  trigêmeo   –  Hemiplegias   –  Esclerose  múlXpla   –  Dores  arXculares  
  57. 57. Pontos  dos  Pares  Cranianos  
  58. 58. Pontos  dos  Pares  Cranianos  
  59. 59. Pontos  dos  Pares  Cranianos   •  São   12   pontos   representando   todos   os   pares   cranianos.   •  Alinham-­‐se  em  uma  linha  verXcal,  iniciando-­‐se  na   linha   de   implantação   do   cabelo,   sobrepondo-­‐se   ao  ponto  A  (segmento  A3).   •  Seguem   de   forma   seqüencial,   linear,   um   ponto   após  o  outro,  até  a  região  do  VG  21.   •  A   distância   total   entre   o   início   e   o   fim   desta   seqüência  de  pontos  é  mais  ou  menos  6  a  8  cm.  
  60. 60. Pontos  dos  Pares  Cranianos   •  Cada  par  craniano  corresponde  a  um  órgão  ou   uma   víscera,   podendo   ser   uXlizado   para   equilibrar   a   função   do   Zang-­‐Fu   alterado   ou   como   ponto   relacionado   à   função   do   próprio   nervo  craniano.  
  61. 61. Pontos  dos  Pares  Cranianos   Par  Craniano   Zang  Fu   I  Par  –  N.  Olfatório   Rim   II  Par  –  N.  ÓpXco   Bexiga   III  Par  –  N.  Oculomotor   Pericárdio   IV  Par  –  N.  Troclear   Coração   V  Par  –  N.  Trigêmeo   Estômago   VI  Par  –  N.  Abducente   Triplo  Aquecedor   VII  Par  –  N.  Facial   IntesXno  Delgado   VIII  Par  –  N.  VesXbulococlear   Baço-­‐Pâncreas   IX  Par  –  N.  Glossofaríngeo   Pulmão   X  Par  –  N.  Vago   Fígado   XI  Par  –  N.  Acessório   Vesícula  Biliar   XII  Par  –  N.  Hipoglosso   IntesXno  Grosso  
  62. 62. Lateralidade  
  63. 63. Lateralidade   •  Doenças   acima   do   diafragma   =   avaliar   sensibilidade  de  IG4.   •  Doenças   abaixo   do   diafragma     =   avaliar   sensibilidade  do  ponto  cervical  do  Rim.   •  O   lado   mais   sensível   determina   o   lado   a   ser   pesquisado  na  região  cervical.  
  64. 64. Lateralidade   •  Hemiplegias   e   hemiparesias   quase   sempre   p o s s u e m   o   p o n t o   m a i s   s e n s í v e l   contralateralmente.   •  O   tratamento   destas   doenças,   portanto,   normalmente  se  faz  do  lado  oposto.  
  65. 65. Lateralidade   •  Dores   musculoesqueléXcas,   via   de   regra,   são   tratadas  ipsilateralmente.  
  66. 66. Palpação  Cervical  
  67. 67. Palpação  Cervical   •  Palpação  do  ponto  do  Rim:   –  Área   muito   sensível   e   endurecida   =   yang   =     usar   área  Yin  dos  pontos  Y.   –  Área   muito   sensível   e   amolecida   ou   edemaciada   =   yin  =  usar  área  Yang  dos  pontos  Y.  
  68. 68. Palpação  Cervical  
  69. 69. Palpação  Cervical  
  70. 70. Palpação  Cervical  
  71. 71. Palpação  Abdominal  
  72. 72. Palpação  Abdominal  
  73. 73. Palpação  Abdominal   •  •  •  •  •  Bexiga  –  VC3   Triplo  Aquecedor  –  VC7   Estômago  –  VC12   Coração  –  VC14   Pericárdio  –  VC15  
  74. 74. Palpação  Abdominal   •  Ao  lado  do  Pericárdio   –  Vesícula  biliar  a  direita   –  Baço-­‐Pâncreas  a  esquerda   •  Nos  lados  da  Bexiga,  estão  os  Rins   •  Ao  lado  do  Estômago  e  um  pouco  abaixo   –  Pulmões  a  direita   –  Fígado  a  esquerda   •  Ao  lado  do  Triplo  Aquecedor  e  logo  acima   –  IntesXno  Delgado  a  direita   –  IntesXno  Grosso  a  esquerda  
  75. 75. Tratamento  
  76. 76. Tratamento   •  YNSA   é   indicado   em   todas   as   doenças   reversíveis.  
  77. 77. Tratamento   •  Os   pontos   básicos   e   sensoriais   são   uXlizados   homolateralmente  ao  lado  doente,  exceto  nos   casos  de  hemiparesia.   •  Em  relação  aos  pontos  cerebrais,  o  lado  onde   IG4  é  mais  sensível  deve  ser  tratado  primeiro   e,   após   nova   pesquisa,   caso   ocorra   mudança   de  lado  com  o  tratamento,  o  mesmo  também   deverá  ser  agulhado.    
  78. 78. Tratamento   •  Os   pontos   Y   são   uXlizados   homolaterais   ao   IG4   mais   sensível,   sendo   este   também   o   lado   da  pesquisa  cervical.  
  79. 79. Tratamento   •  Se   mais   de   uma   área   diagnósXco   esXver   alterada,   e   uma   delas   for   o   ponto   do   Rim   ou   do   Fígado,   agulhar   inicialmente   estes   pontos,   assim  os  demais  poderão  ser  neutralizados.  
  80. 80. Outros  Microssistemas  
  81. 81. SOMATOTOPIA  SAGITAL-­‐MEDIANA   •  Indicações:  paresias,   parestesias,  distúrbios   circulatórios  e  dores  no   aparelho  locomotor.   •  Ao  nível  de  DM20  (Bai   hui),  2  cm  lateral,  temos   a  área  de  tratamento  da   coluna  lombar.  
  82. 82. SOMATOTOPIA  SAGITAL-­‐MEDIANA  
  83. 83. SOMATOTOPIAS    “J”      E    “K”   •  Situadas  sobre  a  sutura  sagital,   são  2  miniaturas,  Yin  e  Yang,   opostas  pela  cabeça  na  altura  de   DM20,  com  os  pés  ladeando  os   pontos  cerebrais.   •  A  figura  anterior    (J)  está  em   decúbito  dorsal  e  tem  os  pés  na   visão  dorsal.   •  A  figura  posterior  (K)    está  em   decúbito  ventral  e  apresenta  a   visão  plantar  dos  pés.   YNSA                                          chum   110  
  84. 84. SOMATOTOPIA  PUBIANA   •  corresponde  em   distribuição  aos  pontos  da   craniopuntura,  mas   localizados  sobre  a  borda   superior  da  sínfise  púbica.   •  UXlizada  para  aquelas   situações  em  que  o   tratamento  na  localização   craniana  deixa  de  ser   eficiente.  
  85. 85. SOMATOTOPIA  TORÁCICA   •  O   corpo   humano   é   representado   ao   longo   do   osso   esterno,   junto   às   arXculações  esternocostais,  onde:   –  A   c a b e ç a   s e   l o c a l i z a   n o     manúbrio.     –  O   pescoço   na   arXculação   entre   manúbrio  e  corpo  do  esterno.   –  Os   membros   superiores   se   estendem    à  primeira  costela.   –  A   coluna   torácica   sobre   as   arXculações   esternocostais   2ª   e   3ª.   –  O   restante   da   coluna   sobre   as   arXculações  4ª,  5ª  e  6ª.   –  os   membros   inferiores   ao   longo   da   borda   condrocostal   estando   os  pés  ao  nível    da    6ª  costela.  
  86. 86. SOMATOTOPIA  VERTEBRAL  CÉRVICO  -­‐   TORÁCICA   •  Temos   a   figura   humana   em   decúbito   ventral:   –  A  cabeça  ao  nível  da  T5.   –  Palmas  das  mãos  pouco  acima  da   região  supra-­‐escapular   –  Quadril  ao  nível  da  C7.     –  O s   m e m b r o s   i n f e r i o r e s   percorrem   o   pescoço   ao   longo   das   vértebras   cervicais   e   os   pés   se   situam   ao   nível   da   linha   posterior   do   cabelo,   planta   dos   pés  virada  para  cima.  
  87. 87. SOMATOTOPIA  VERTEBRAL  CÉRVICO  -­‐   TORÁCICA  
  88. 88. Somatotopia  Vertebral  Tóraco-­‐Lombar  
  89. 89. PONTOS  LOMBOSSACROS  DO  CÉREBRO   •  Localizados  ao  nível  da   junção  L5-­‐S1.   •  Para  localização  é   necessária  palpação   profunda.     •  UXliza-­‐se    homolateral   nas  dores,  e   contralateral  em   paresias  e  parestesias.   YNSA                                          chum   116  
  90. 90. PONTOS  LOMBOSSACROS  DO  CÉREBRO  
  91. 91. SOMATOTOPIA  C6-­‐T2   •  Pontos  localizados  nas   linhas  horizontais  que   passam  abaixo  dos   processos  espinhosos  das   vértebras  entre  C6  e  T2  e  a   linha  verXcal  1  a  2  cm     lateral  à  linha  média   posterior.   •  Tratam  dores  do  aparelho   locomotor  com   agulhamento  homolateral  à   dor,  e  nas  paresias  e   parestesias  agulhamento   contralateral.  
  92. 92. PONTOS  MASTERKEY    (CHAVE  MESTRA)   •  Ponto   para   tratamento   de   Xnido   localiza-­‐se   na   linha   média,   imediatamente  acima  de  C1.   •  Lateralmente   ao   primeiro,   um   pouco   mais   acima,   localizam-­‐se   pontos   para   tratamento   da   metade  inferior  do  corpo   •  Logo   acima   a   estes   localizam-­‐se   os   pontos   para   tratamento   da   metade  superior  do  corpo.     •  Abaixo   de   C1,   bilateralmente   pontos   para   tratamento   de   rouquidão.  
  93. 93. PONTOS  MASTERKEY    (CHAVE  MESTRA)  
  94. 94. Bibliografia   •  YAMAMOTO,   T.;   YAMAMOTO,   H.   Nova   craniopuntura   de   Yamamoto   (NCY).   Editora   Roca.  São  Paulo,  2007.  

×