Anatomia para auriculo beleza de aço

2.198 visualizações

Publicada em

Anatomia para auriculo

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.198
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
50
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Anatomia para auriculo beleza de aço

  1. 1. ANATOMIA PARA AURICULOTERAPIA: ORELHA EXTERNA A orelha externa é constituída pelo pavilhão auricular e pelo meato acústico externo. Pavilhão Auricular O pavilhão auricular ou pinna é uma estrutura flexível, de cartilagem elástica, recoberta pela cútis. A sua superfície anterior é firmemente aderida à derme, não havendo camada de tecido celular subcutâneo, o que a torna bastante suscetível ao frio. Apresenta uma série de irregularidades, sendo que a depressão mais profunda denomina-se concha auricular, e a margem do pavilhão, hélice. Uma saliência anterior, que protege o poro acústico externo, denomina-se tragus. A superfície posterior menos irregular, apresenta tecido celular subcutâneo. A parte inferior, denominada lóbulo, é desprovida de cartilagem, sendo constituída por tecido fibroadiposo recoberto pela cútis. Clique aqui para ver esquema da orelha externa O pavilhão auricular é conectado ao crânio e ao couro cabeludo por três pequenos músculos extrínsecos: os músculos anterior, posterior e superior. Geralmente, eles não conseguem conferir movimento próprio ao pavilhão auricular no homem. Apenas algumas pessoas conseguem imprimir movimento ao pavilhão auricular. A inervação sensitiva do pavilhão auricular é feita pelos nervos auriculotemporal, auricular magno (ramo do plexo cervical) e auricular posterior . O pavilhão é ricamente vascularizado, sendo sua irrigação realizada pela artéria temporal superficial (que emite diversos ramos auriculares posteriores) e pela artéria auricular posterior, ambos ramos da artéria carótica externa. Meato Acústico Externo O meato acústico externo é constituído por um tubo fechado no fundo,de aproximadamente 25mm de comprimento na porção póstero-superior e 31mm na porção antero-inferior (em adultos), comunicando o meio ambiente com a orelha média. Não é um tubo reto, apresentando uma direção ligeiramente posterior e superior na metade lateral, e anterior e inferior na metade medial. Sua luz não apresenta formato uniforme, sendo elíptica, com maior diâmetro no sentido vertical, e praticamente circular junto ao anel timpânico. O diâmetro varia de acordo com a localização no tubo, maior nas extremidades e menor no meio, no local denominado de istmo. Este formato característico do meato (estreito, alongado angulado e estrangulado) tem por finalidade proteger as estruturas mais internas da orelha, ao mesmo tempo que permite a chegada do som. O meato é revestido pela cútis em toda a sua extensão, inclusive na parte externa da membrana do tímpano. O terço lateral, de parede cartilagínea , apresenta folículos pilosos, glândulas sebáceas e glândulas ceruminosas. A cera é uma mistura de secreção das glândulas sebáceas e ceruminosas, servindo de proteção à pele. Os dois terços mediais do meato apresentam parede ósseas, formada pelas partes timpânicas e escamosas do osso temporal. A pele do meato está intimamente aderida ao pericôndrio e ao periósteo, o que explica a intensa dor nos processos infecciosos dessa região. A inervação sensitiva é feita em sua maior parte pelo nervo auriculotemporal (ramo do mandibular) e pelo auricular magno (do plexo cervical). Algumas fibras sensitivas do nervo facial inervam uma pequena área na parte posterior do meato. A irrigação do meato acústico externo é feita pelas artérias auricular posterior e temporal superficial (ramos da carótida externa).
  2. 2. Ear Maps:
  3. 3. Mapa da Orelha: www.bioequilibrio.hpg.com.br bioequilibrio@hotmail.com Tels: 208-6815 e 9746-8361
  4. 4. "Furação" é inimiga da acupuntura da Folha Online A maior contra-indicação à colocação de um piercing é apontada por especialistas em terapias alternativas. Ter um objeto metálico colocado permanentemente em um ponto de acupuntura, por exemplo, é dor de cabeça certa. Em algumas situações, literalmente. Há casos relatados de pessoas que, após colocar um piercing na região da orelha, tiveram sérios problemas de enxaqueca. Com a retirada da jóia, as dores diminuíram ou sumiram. Não há prova de que a dor foi causada pela jóia, mas é certo que o piercing causou um agravamento de algo já existente. Isso se explica porque a presença do metal, dia e noite, sobre o ponto de Colocação de jóias e alargadores acupuntura provoca uma hiperestimulação da parte do corpo inutilizam pontos de acupuntura; a situação é mais grave na orelha onde, referente àquele local da orelha. segundo a acupuntura chinesa, existem 280 pontos diferentes Segundo a acupuntura chinesa, há 280 pontos, relacionados às partes do corpo, em cada orelha. Os pontos localizados no lóbulo sãos os referentes à cabeça, portanto, mesmo a colocação de um brinco pode trazer consequências negativas. Mamilo não deve ser tocado Outra parte delicada para a colocação de jóias são os mamilos. Essa região do corpo é evitada até durante sessões normais de acupuntura, por ser extremamente sensível e estar diretamente ligada ao coração. Sendo assim, estimular esse ponto é algo arriscado. Para a acupuntura, o mamilo é relacionado ao coração e não deve ser furado de maneira nenhuma Há ainda diferenças quanto o material de fabricação das jóias. O ouro é um forte estimulador, enquanto a prata promove sedação, tudo segundo a teoria da acupuntura. Um outro problema apontado para a colocação do piercing é a perda de pontos. Quando a jóia é colocada, há um alargamento da pele e os pontos existentes naquele lugar são perdidos. Se algum dia o dono do piercing resolver fazer um tratamento alternativo (de do-in, acupuntura ou auriculoterapia), já não vai ter mais como atingir determinadas partes do corpo, referentes ao local no qual foi colocado o piercing. Fonte: Luiz Bernardo Leonelli, professor do Centro de Pós-Graduação em Acupuntura Tradicional Chinesa da Faculdade de Ciências da Saúde da USP (Universidade de São Paulo)
  5. 5. ACUPUNTURA AURICULAR: A Acupuntura Auricular é uma técnica de tratamento, que consiste no estímulo de pontos determinados da orelha externa (acus = agulha e punctura = punção), através da inserção de agulhas ou da estimulação eletrônica desses pontos. Essa técnica, há alguns anos, provocou uma revolução no sistema de saúde chinês, permitindo não só a eliminação de inúmeras doenças endêmicas, como também o estabelecimento de um sistema de prevenção eficaz. Apesar da utilização de agulhas ser a mais comum, a estimulação eletrônica, por ser um método que pode ser utilizado pelo paciente em sua própria casa, vem obtendo excelentes resultados, substituindo muitas vezes a utilização das agulhas. Como não perfura a orelha não oferece risco de contaminação como no caso da utilização de agulhas não esterilizadas corretamente. Diferentemente da acupuntura clássica, a Acupuntura Auricular não exige conhecimentos e formação muito especiais a respeito do diagnóstico e da distribuição da energia vital para saber como regulála. A orelha humana, ricamente dotada de nervos e vasos sangüíneos, possui uma analogia com o feto humano. Apresenta relação neurológica com os pares cranianos, fazendo o arco reflexo. Cerca de 200 pontos energéticos, correspondentes aos meridianos acupunturais e aos órgãos internos do corpo, podem ser localizados na orelha. Seus pontos acupunturais correspondem a níveis energéticos e a nódulos nervosos que, uma vez estimulados, permitem a regularização e o reequilibro dos órgãos ou funções alteradas. O Doctor Needle é um aparelho que identifica quais são os pontos acupunturais que necessitam ser estimulados. Após esse diagnóstico, o aparelho estimula tais pontos através de uma diferença de potencial. Isso é verificado na pele da orelha em torno do ponto que apresenta uma baixa energia. As sessões de Eletro Auriculoacupuntura são bem menores que as de acupuntura tradicional e seus efeitos costumam ser imediatos. Os médicos orientais sempre viram na orelha uma espécie de "antena cósmica", capaz de captar a energia sutil, canalizando-a para o interior dos meridianos. Não é sem razão, que a orelha tem uma forma espiralóide, funcionando como uma área de diagnóstico. Um único ponto da orelha serve para muitos tratamentos, a posição do ponto, contudo, pode variar de pessoa para pessoa devido às diferenças anatômicas. O tratamento através da Acupuntura Auricular visa a normalização dos órgãos doentes, seja por estimulação ou pelo simples fato de equilibrar os pontos reflexos, alcançando-se assim ótimos resultados. A Acupuntura Auricular, através do estímulo dos pontos, mantém o equilíbrio energético do corpo, estimula a produção de substâncias que possuem ação sobre receptores do sistema nervoso (neurotransmissores e neuromediadores), propiciando dessa forma, como resultado final a normalização das funções alteradas. A Acupuntura Auricular possui, também, ação antiinflamatória, por estimular a produção de corticóides pela glândula supra-renal. A Acupuntura Auricular além de ser analgésica, combate a dor. A Eletro Auriculoacupuntura, se utilizada juntamente com a acupuntura tradicional, proporciona excelentes resultados. Fisioterapia, remédios naturais, alopatias, psicoterapias, homeopatia, florais, também recebem uma grande contribuição da Eletro Auriculoacupuntura, contribuição essa que vai desde a aceleração e facilitação dos processos terapêuticos até a redução das doses dos remédios utilizados. Com relação a efeitos colaterais, alguns pacientes podem se sentir sonolentos e relaxados após a sessão. Em certos casos, pode haver a piora dos sintomas, geralmente é seguida pela melhoria da condição do paciente. Pontos muito sensíveis podem se tornar dolorosos se manipulados em excesso, mas em seguida há melhoria das condições do paciente. Algumas doenças tratadas pela Acupuntura Auricular: acne, alergias, anemia, ansiedade, artrite, artrose, asma, bico de papagaio, bronquite, cálculo renal, circulação, ciática, cistite, cólicas, coluna, conjuntivite, constipação, contusões esportivas, dermatites, distúrbios menstruais, distúrbios hormonais, dores lombares, dores cervicais, dores em geral, enxaquecas, epilepsia, falta de energia, frigidez, gastrite, hemorróidas, hipertensão, impotência, incontinência urinária, insônia, intestino preso, labirintite, má circulação, memória fraca, músculoesquelético, obesidade, paralisia facial, próstata, queda de cabelo, raiva, rinite, síndrome do pânico, stress, sinusite, tensão, traumas psíquicos, tristeza, úlceras, varizes, vícios, entre outras.
  6. 6. ACUPUNTURA AURICULAR: A Acupuntura Auricular é uma técnica de tratamento, que consiste no estímulo de pontos determinados da orelha externa (acus = agulha e punctura = punção), através da inserção de agulhas ou da estimulação eletrônica desses pontos. Essa técnica, há alguns anos, provocou uma revolução no sistema de saúde chinês, permitindo não só a eliminação de inúmeras doenças endêmicas, como também o estabelecimento de um sistema de prevenção eficaz. Apesar da utilização de agulhas ser a mais comum, a estimulação eletrônica, por ser um método que pode ser utilizado pelo paciente em sua própria casa, vem obtendo excelentes resultados, substituindo muitas vezes a utilização das agulhas. Como não perfura a orelha não oferece risco de contaminação como no caso da utilização de agulhas não esterilizadas corretamente. Diferentemente da acupuntura clássica, a Acupuntura Auricular não exige conhecimentos e formação muito especiais a respeito do diagnóstico e da distribuição da energia vital para saber como regulála. A orelha humana, ricamente dotada de nervos e vasos sangüíneos, possui uma analogia com o feto humano. Apresenta relação neurológica com os pares cranianos, fazendo o arco reflexo. Cerca de 200 pontos energéticos, correspondentes aos meridianos acupunturais e aos órgãos internos do corpo, podem ser localizados na orelha. Seus pontos acupunturais correspondem a níveis energéticos e a nódulos nervosos que, uma vez estimulados, permitem a regularização e o reequilibro dos órgãos ou funções alteradas. O Doctor Needle é um aparelho que identifica quais são os pontos acupunturais que necessitam ser estimulados. Após esse diagnóstico, o aparelho estimula tais pontos através de uma diferença de potencial. Isso é verificado na pele da orelha em torno do ponto que apresenta uma baixa energia. As sessões de Eletro Auriculoacupuntura são bem menores que as de acupuntura tradicional e seus efeitos costumam ser imediatos. Os médicos orientais sempre viram na orelha uma espécie de "antena cósmica", capaz de captar a energia sutil, canalizando-a para o interior dos meridianos. Não é sem razão, que a orelha tem uma forma espiralóide, funcionando como uma área de diagnóstico. Um único ponto da orelha serve para muitos tratamentos, a posição do ponto, contudo, pode variar de pessoa para pessoa devido às diferenças anatômicas. O tratamento através da Acupuntura Auricular visa a normalização dos órgãos doentes, seja por estimulação ou pelo simples fato de equilibrar os pontos reflexos, alcançando-se assim ótimos resultados. A Acupuntura Auricular, através do estímulo dos pontos, mantém o equilíbrio energético do corpo, estimula a produção de substâncias que possuem ação sobre receptores do sistema nervoso (neurotransmissores e neuromediadores), propiciando dessa forma, como resultado final a normalização das funções alteradas. A Acupuntura Auricular possui, também, ação antiinflamatória, por estimular a produção de corticóides pela glândula supra-renal. A Acupuntura Auricular além de ser analgésica, combate a dor. A Eletro Auriculoacupuntura, se utilizada juntamente com a acupuntura tradicional, proporciona excelentes resultados. Fisioterapia, remédios naturais, alopatias, psicoterapias, homeopatia, florais, também recebem uma grande contribuição da Eletro Auriculoacupuntura, contribuição essa que vai desde a aceleração e facilitação dos processos terapêuticos até a redução das doses dos remédios utilizados. Com relação a efeitos colaterais, alguns pacientes podem se sentir sonolentos e relaxados após a sessão. Em certos casos, pode haver a piora dos sintomas, geralmente é seguida pela melhoria da condição do paciente. Pontos muito sensíveis podem se tornar dolorosos se manipulados em excesso, mas em seguida há melhoria das condições do paciente. Algumas doenças tratadas pela Acupuntura Auricular: acne, alergias, anemia, ansiedade, artrite, artrose, asma, bico de papagaio, bronquite, cálculo renal, circulação, ciática, cistite, cólicas, coluna, conjuntivite, constipação, contusões esportivas, dermatites, distúrbios menstruais, distúrbios hormonais, dores lombares, dores cervicais, dores em geral, enxaquecas, epilepsia, falta de energia, frigidez, gastrite, hemorróidas, hipertensão, impotência, incontinência urinária, insônia, intestino preso, labirintite, má circulação, memória fraca, músculoesquelético, obesidade, paralisia facial, próstata, queda de cabelo, raiva, rinite, síndrome do pânico, stress, sinusite, tensão, traumas psíquicos, tristeza, úlceras, varizes, vícios, entre outras.

×