Educacao rodoviaria

583 visualizações

Publicada em

Trabalho a p

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
583
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Educacao rodoviaria

  1. 1. Educação rodoviária [Ano] Área projecto 8ºC Educação rodoviária Trabalho elaborado por: Filipe M. Nº10 Miguel Nº19 Grupo 9 Grupo 9
  2. 2. Educação rodoviáriaÍndiceIntrodução ........................................................ 2Desenvolvimento do projecto .......................... 3Novas tecnologias que acabarão com ascolisões na estrada ........................................... 4Sinais ................................................................. 6Conclusão.......................................................... 7 Grupo 9 1
  3. 3. Educação rodoviária IntroduçãoNos realizamos este trabalho em área projecto. Este trabalhotem o tema de educação rodoviária. Nos criamos um blog(http://educacaorodoviariaap8ano.blogspot.com) e um vídeoque aborda o tema que escolhemos. Grupo 9 2
  4. 4. Educação rodoviária Desenvolvimento do projectoTarefa 3 10 17 24 31 7 14 21 28 14 21 28 4Cronograma2ºPeríodoPesquisasubordinada aotemaElaboração de umfilme noPhotoStory ouMovieMakersubordinado aotema do projectoApresentação dofilme à turmaPublicação do filmeno blogElaboração derelatório em WordApresentação dorelatório para préavaliaçãoActualização doblog, indicando anetgrafiapesquisada eindicando o pontode situaçãoApresentação doprojecto à turma Grupo 9 3
  5. 5. Educação rodoviária Novas tecnologias que acabarão com as colisões na estradaMais de um milhão de pessoas morre anualmente em acidentes na estrada e, na maior partedas vezes, segundo vários estudos, erros de julgamento do condutor são as principais causas.No futuro não haverá mais colisões, nem acidentes fatais com veículos. Quem o diz é umaequipa de cientistas e engenheiros que está a desenvolver um conjunto de tecnologias quepermitam reduzir o número de colisões e torna-las menos fatais. Os protótipos integramsistemas que prevêem e corrigem problemas causados por más condições climáticas e porerros do condutor. Há ainda outros programas e dispositivos que permitem minimizar danosprovocados aos passageiros e tornam o atendimento médico mais eficiente.Os protótipos integram sistemas que prevêem e corrigem problemas causados por máscondições climáticas e por erros do condutor. Há ainda outros programas e dispositivos quepermitem minimizar danos provocados aos passageiros e tornam o atendimento médico maiseficiente.Numa pista de testes da Volvo, na Suécia, o cientista Erik Coelingh experimentou umatecnologia de travagem automática – um sistema de sensores e um GPS – para garantir que osveículos parem quando detectarem a aproximação de outro carro. Os testes preliminaresobtiveram bons resultados. Por exemplo, já dentro do carro, Coelingh pisou no acelerador, masparou na pista antes de atingir o outro veículo usado para a experiência. Os investigadoresasseveram que “os acidentes não são inevitáveis".Investigadores do laboratório da General Motors em Detroit, nos Estados Unidos, estudamdiferentes formas de fazer com que o carro compense falhas da visão do motorista. Para isso,desenvolveram um protótipo de pára-brisa – Sistema de Visão Avançada (Advanced VisionSystem) – que pode dar aos condutores uma espécie de visão aumentada sobre determinadospontos da estrada. Câmaras infravermelhas monitorizam tanto a posição da cabeça como adirecção do olhar do condutor.E em situações de pouca visibilidade, o sistema realça determinados pontos da estrada.Quando há nevoeiro, por exemplo, salienta margens, aumenta a realidade e torna-a maisaparente.Os bonecos actuais usados em simulações, têm dimensões, proporções de peso e articulaçõesdo corpo, mas os dados não são suficientemente representativos dos humanos. Para calcularmelhor as variáveis físicas envolvidas num acidente, vários cientistas tentam descobrir qual é aforça máxima do impacto que cada parte do corpo consegue suportar antes que ocorramdanos irreparáveis. Grupo 9 4
  6. 6. Educação rodoviáriaWarren Hardy, um dos cientistas que trabalha no projecto, acredita que os robôs virtuais vãorevolucionar a segurança nesta área. O programa "Algoritmo de Urgência" (UrgencyAlgorithm) é um projecto que aproveita uma tecnologia de localização, já disponível emmilhares de veículos dos Estados Unidos, que alerta os centros de emergência enviando umamensagem com a localização do condutor a um destinatário escolhido. O aparelho instaladotambém transmite informações detalhadas sobre a força da colisão a que os passageirosforam expostos durante um acidente.Médicos do Jackson Memorial Hospital em Miami (EUA) estão igualmente a trabalhar numprojecto – um robô – que pode ser controlado remotamente por um cirurgião. A tecnologia éconhecida como "telemedicina" avançada. A tecnologia garante que as vítimas sejam tratadasainda na primeira hora após o impacto, considerada como a mais crítica. Entretanto, a GeneralMotors também se aliou à Nasa no desenvolvimento de tecnologias de ponta. Grupo 9 5
  7. 7. Educação rodoviária SinaisTipo de sinais: Sinais de Regularização Sinais de Advertência Sinais de obras e … Grupo 9 6
  8. 8. Educação rodoviária Conclusão Fizemos este trabalho com algumas dificuldades masconseguimos acaba-lo. Conhecemos técnicas novas eminformática e também mais sobre educação rodoviária. Grupo 9 7

×