Teníase e malária<br />Instituto Profissional Maria Auxiliadora<br />Equipe: <br />	Ana Karla<br />	Beatriz Gambôa<br />	B...
teníase<br />O complexo Teníase/Cisticercose constitui-se de duas entidades mórbidas distintas, causadas pela mesma espéci...
Análise cronológica<br />Período de Incubação: Varia de 15 dias à muitos anos.<br />Período de Transmissibilidade: Podem p...
Aspectos clínicos<br />Descrição: o complexo teníase/cisticercose é uma zoonose e manifesta-se no homem sob duas formas cl...
Medidas  de controle<br />Trabalho Educativo da População: como uma das medidas mais eficazes no controle da teníase/cisti...
Bloqueio de Foco do Complexo<br />Teníase/Cisticercose: o foco do complexo teníase/cisticercose pode ser definido como sen...
Malária<br />A malária é uma doença infecciosa, causada por parasitas protozoários, transmitida por mosquitos. Malária esp...
Tipos de malária<br />Sintomas de malária severa<br />		Malária severa é quase sempre causada por infecção pelo protozoári...
Causas da malária<br />A malária é causada por parasitas protozoários do gênero Plasmodium (phylumApicomplexa). Em humanos...
profilaxia<br />Os métodos usado para prevenir a dispersão da malária ou proteger as pessoas em áreas endêmicas incluem: e...
Vacinação<br />	Vacinas contra malária estão em desenvolvimento, porém ainda não está disponível nenhuma vacina completame...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Teníase e malária

3.888 visualizações

Publicada em

Seminário sobre vermes - teníase e malária. 04.10.2010 - IPMA Filipe Bispo

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

Teníase e malária

  1. 1. Teníase e malária<br />Instituto Profissional Maria Auxiliadora<br />Equipe: <br /> Ana Karla<br /> Beatriz Gambôa<br /> Bianca Pedrosa<br /> Daniela Alcântara<br /> Filipe Bispo<br />IallyMazza<br /> Lizandra Albuquerque<br /> Lucas Carlos<br />Michellayne Viana<br /> Paulo Velloso<br />Disciplina: Biologia<br />Professor: Ladiell Tavares<br />
  2. 2. teníase<br />O complexo Teníase/Cisticercose constitui-se de duas entidades mórbidas distintas, causadas pela mesma espécie de cestódio, em fases diferentes do seu ciclo de vida. A teníase é provocada pela presença da forma adulta da Taeniasolium ou da Taeniasaginata, no intestino delgado do homem. A cisticercose é uma entidade clínica provocada pela presença da forma larvária nos tecidos de suínos, bovinos ou do homem.<br />Agente Etiológico: Taeniasolium e  Taeniasaginata <br />Modo de Transmissão: o homem que tem teníase, ao evacuar a céu aberto, contamina o meio ambiente com ovos eliminados nas fezes, o suíno ou o bovino ao ingerirem fezes humanas (direta ou indiretamente), contendo ovos de Taeniasolium ou Taeniasaginata, adquirem a cisticercose. Ao alimentar-se com carne suína ou bovina, mal cozida, contendo cisticercos, o homem adquire a teníase. A cisticercose humana é transmitida através das mãos, da água e de alimentos contaminados com ovos de Taeniasolium.<br />
  3. 3. Análise cronológica<br />Período de Incubação: Varia de 15 dias à muitos anos.<br />Período de Transmissibilidade: Podem permanecer viáveis por vários meses no meio ambiente, principalmente em presença de umidade.<br />Susceptibilidade e Imunidade: Tem-se observado que a presença de uma espécie de Taenia garante certa imunidade, pois dificilmente um indivíduo apresenta mais de um exemplar da mesma espécie no seu intestino; porém não existem muitos estudos abordando este aspecto da infestação.<br />
  4. 4. Aspectos clínicos<br />Descrição: o complexo teníase/cisticercose é uma zoonose e manifesta-se no homem sob duas formas clínicas:<br />Parasitose intestinal - Teníase: causa retardo no crescimento e no desenvolvimento das crianças, e baixa produtividade no adulto. A sintomatologia mais freqüente são dores abdominais, náuseas, debilidade, perda de peso, flatulência, diarréia ou constipação. O prognóstico, é bom. Excepcionalmente é causa de complicações cirúrgicas, resultantes do tamanho do parasita ou de sua penetração em estruturas do aparelho digestivo tais como apêndice, colédoco e ducto pancreático.<br />Parasitose extra-intestinal - Cisticercose: infecção causada pela forma larvária da Taeniasolium cujas manifestações clínicas estão na dependência da localização, tipo morfológico, número e fase de desenvolvimento dos cisticercos e da resposta imunológica do hospedeiro. As manifestações clínicas variam desde a simples presença de cisticerco subcutâneo até graves distúrbios neuropsiquiátricos (convulsões epileptiformes, hipertensão intracraniana, quadros psiquiátricos como demência ou loucura), com seqüelas graves e óbito.<br />
  5. 5. Medidas de controle<br />Trabalho Educativo da População: como uma das medidas mais eficazes no controle da teníase/cisticercose deve ser promovido extenso e permanente trabalho educativo da população nas escolas e nas comunidades. A aplicação prática dos princípios básicos de higiene pessoal e o conhecimento dos principais meios de contaminação constituem medidas importantes de profilaxia.<br />
  6. 6. Bloqueio de Foco do Complexo<br />Teníase/Cisticercose: o foco do complexo teníase/cisticercose pode ser definido como sendo a unidade habitacional com pelo menos:<br />a. nos indivíduos com sorologia positiva para cisticercose;<br />b. um indivíduo com teníase;<br />c. um indidíduo eliminando proglótides;<br />d. um indivíduo com sintomas neurológicos suspeitos de cisticercose;<br />e. nos animais com cisticercose (suína/bivina).  <br />Vale lembrar!<br /> Fiscalização da carne<br /> Fiscalização dos vegetais.<br />
  7. 7. Malária<br />A malária é uma doença infecciosa, causada por parasitas protozoários, transmitida por mosquitos. Malária espalha-se em regiões tropicais e sub-tropicais, como partes das Américas, Ásia e África. A malária está presente em mais de 100 países. No Brasil é encontrada principalmente na região da Amazônia legal. . Malária é uma das doenças mais comuns e um grande problema de saúde pública em vários países. A doença é causada por parasitas protozoários do gênero Plasmodium. Os parasitas da malária são transmitidos por mosquitos fêmeas do gênero Anofeles.<br />
  8. 8. Tipos de malária<br />Sintomas de malária severa<br /> Malária severa é quase sempre causada por infecção pelo protozoário P. falciparum e geralmente aparece 6-14 dias depois do contágio. Conseqüências da malária severa incluem coma e morte caso não seja tratada, sendo que crianças pequenas e mulheres grávidas são especialmente vulneráveis. Podem ocorrer dor de cabeça forte, baço inchado, isquemia cerebral, fígado inchado, hipoglicemia, e hemoglobinúria com insuficiência renal. <br />Malária crônica<br /> Malária crônica pode ser decorrente de infecção pelos protozoários P. vivax e P. ovale, mas não do P. falciparum. Na malária crônica a doença pode reincidir meses ou anos depois da exposição devido à presença latente de parasitas no fígado. Desta forma, pode ser enganador considerar a pessoa curada ao observar o desaparecimento de parasitas na corrente sanguínea.<br />
  9. 9. Causas da malária<br />A malária é causada por parasitas protozoários do gênero Plasmodium (phylumApicomplexa). Em humanos a malária é causada pelos protozoários P. falciparum, P. malariae, P. ovale, P. vivax e P. knowlesi. Destes, o P. falciparum é a causa mais comum da infecção, e responsável por em torno de 80% dos casos de malária e 90% das mortes decorrentes da doença<br />
  10. 10. profilaxia<br />Os métodos usado para prevenir a dispersão da malária ou proteger as pessoas em áreas endêmicas incluem: erradicação do mosquito, drogas profiláticas, e prevenção de picadas de mosquitos. A transmissão da malária pode ser reduzida prevenindo-se as picadas de mosquito com repelentes e redes contra mosquitos, assim como controlando a proliferação dos mosquitos com inseticidas e drenagem de água parada onde eles depositam seus ovos.<br />
  11. 11. Vacinação<br /> Vacinas contra malária estão em desenvolvimento, porém ainda não está disponível nenhuma vacina completamente eficiente. Atualmente, uma vacina para a doença vem sendo testada em Moçambique e os testes iniciais vêm mostrando bons resultados.<br />

×