Kleiner Instituto - Rough

437 visualizações

Publicada em

Rough de apresentação do Kleiner Instituto que, depois, foi renomeado para Associação IMAGO.

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
437
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Kleiner Instituto - Rough

  1. 1. KLEINER INSTITUTO Ciência2 & Saúde A Associação de Ciência e Saúde “Samuel Kleiner” é uma entidade privada sem finslucrativos que nasceu de um grupo de sonhadores e que hoje trabalham voluntariamente pelo bemestar de mais de 1500 crianças de escolas públicas com dificuldade de aprendizado. A partir daí, surgiu a idéia de somar as habilidades dos profissionais envolvidos neste projetopara ampliar o atendimento a outros tipos de lesões cerebrais ou distúrbios neuropsicológicos, natentativa de suprir parte da lacuna deixada pelos serviços públicos. A proposta é atender uma população de crianças, adultos e idosos; pacientes com TCE(Traumatismo Crânio Encefálico), AVC (Acidente Vascular Cerebral), demência, doençasdegenerativas, distúrbios de aprendizagem, problemas de surdez; inclusive, outros serviços queprecisam de intervenções psicossociais como os jovens institucionalizados em abrigos, que devem teracompanhamento efetivo na sua formação laboral para serem reinseridos na sociedade. No entanto, este grupo de idealistas sabem que, para dar um atendimento digno a todos ospacientes, é necessário a criação de um espaço com recursos adequados a cada caso, de forma quepropicie comodidade e bem estar para a total reabilitação dos mesmos. Um instituto que fosse capazde proporcionar não só as opções de tratamento mas, também, de acolhimento, como forma dediminuir as angústias e sofrimentos causados por tais doenças ou distúrbios. Contudo, por maior que seja o esforço de cada um dos profissionais envolvidos no projeto, aesperança de reabilitação está em, poder contar com verbas vindas de Programas Públicos ou deempresas privadas dispostas a compartilhar de ações como estas, primando sempre por umasociedade mais amparada. Responsabilidade Social é, também, um exercício de Cidadania.
  2. 2. KLEINER INSTITUTO Ciência3 & Saúde MISSÃO Nós do Kleiner Instituto pretendemos contribuir com a criação de programas voltados à áreade atendimento psicológico de alta qualidade à população, bem como, desenvolver projetos junto aosórgãos e instituições públicas, visando a prevenção e a promoção de saúde mental. VISÃO Acreditamos que projetos voltados à prestação de serviço de alta qualidade para apopulação, aliado ao compromisso com o estudo e a pesquisa científica, é uma forma válida decontribuirmos para o desenvolvimento sócio-cultural e científico de nosso País. O Kleiner Institutocom esse trabalho deseja deixar para as futuras gerações um exemplo de dignidade, ética,perseverança e vontade de fazer a diferença em nossas vidas. OBJETIVOS O Kleiner Instituto pretende promover intercâmbios e parcerias de caráter técnico-científicocom instituições acadêmicas públicas e particulares, nacionais e internacionais. Propor programas depromoção e prevenção voltados à saúde mental através dos órgãos municipais, estaduais e federais,assim como institutos nacionais e internacionais, bem como apresentar um conjunto de projetos jáconstituídos em prol de uma sociedade que se encontra no processo de conquista de uma melhorqualidade de vida. A EQUIPE MULTIDISCIPLINAR A equipe de profissionais do Kleiner Instituto atuará em uma diversidade de campos voltadospara o atendimento de distúrbios mentais, com uma grande variedade de técnicas e recursosterapêuticos. A denominação “reabilitação transdisciplinar” consistem em neuropsicólogos, psicólogo,enfermeira, assistente social, pedagogo, fonoaudiólogo e terapeuta ocupacional.
  3. 3. KLEINER INSTITUTO Ciência4 & Saúde PROJETO KI EDUCA Este projeto traz a proposta de intervir, com técnicas psicopedagógicas, no desenvolvimentode crianças com problemas de aquisição de leitura e escrita. Essas técnicas foram consolidadas em 2000, nos cursos ministrados pelo Profº Dr. FernandoCésar Capovilla, no Instituto de Psicologia da USP, à partir de estudos aprofundados emneurociências e psicologia. As técnicas mostraram-se eficazes, dado o grande número de crianças atendidas na RedePública que apresentaram melhoras significativas. O trabalho de atendimento às escolas teve início em 2002, motivado pela necessidadeenfrentada por muitos professores em dispor de ferramentas de intervenção que fizesse a diferençana habilitação do aluno. O processo é desenvolvido da seguinte forma: 1º. Mapea-se as habilidades do aluno no sentido de descobrir em que área apresenta maiordificuldade de aprendizado, através de testagem psicológica. 2º. É feita a proposta de Intervenção Psicossocial na tentativa de levantar soluções para asdificuldades expressas pelos mesmos. Para a obtenção de êxito no processo, é preciso que haja uma participação ativa do aluno,com respaldo da família e escola, isto é conseguido através de entrevistas semi-dirigidas comquestões referentes às suas dificuldades de aprendizado, suas relações sociais e seu comportamentoem sala de aula. A escola é avaliada sob aspectos subjetivos como grau de ansiedade e postura em relaçãoao problema, pré-julgamentos e cristalização de crenças e eficiência na resolução de conflitos. Juntoaos familiares, o objetivo é levantar o maior número de informações significativas como vínculoafetivo, compromisso com a saúde física e mental do aluno e o acompanhamento e suporte às suasnecessidades.
  4. 4. KLEINER INSTITUTO Ciência5 & Saúde SÍNDROME DE BURNOUT Hoje, vários professores são acometidos por pressões pessoais, pois a cada dia que passaeleva-se o nível de exigência profissional vindas de alunos e do próprio mundo globalizado, com suasconstantes mutações sócio-culturais. Estes, por sua vez, podem apresentar a “Síndrome de Burnout” ou estresse intenso. Noentanto, esse fenômeno pode ser medido por um questionário desenvolvido com base no MaslachBurnout Inventory, onde os professores são avaliados em três dimensões: • Exaustão Emocional, ou fadiga devido o trabalho. • Despersonalização, ou atitudes de indiferença com as pessoas, devido o trabalho. • Realização Pessoal, ou seja, se conseguiu atingir o efeito desejado quanto a suarealização profissional. O projeto “Síndrome de Burnout” vem auxiliar Instituições de Ensino no sentido de orientar ocorpo docente a participar de uma análise detalhada utilizando-se deste questionário de forma que osprofissionais do Instituto Kleiner possam promover intervenções apropriadas, objetivando a melhorada qualidade de vida do professor e, consequentemente, do grupo em que trabalha. PALESTRA “Entender como o cérebro funciona é uma viagem incrível.” As características pessoais são muito ressaltadas em nossa sociedade, como sendo fatoresdefinitivos. O sujeito é reconhecido pelos seus pares por seus atributos físicos e, principalmente, porsuas habilidades e capacidades intelectuais, emocionais, de comunicação, entre outras. Enfim, a todominuto estamos sendo avaliados, testados, criticados e, consequentemente, aceitos, escolhidos,preteridos ou excluídos. E como podemos nos instrumentalizar para alcançarmos nossos objetivos? Nós, profissionais da área, acreditamos que os conhecimentos desenvolvidos pelaneurociência cognitiva podem contribuir para decodificar aspectos de nossa personalidade,percepção, comportamento que possibilitam implementar mudanças baseados em determinadosobjetivos. E como aprender? Através do treino metalingüístico. PROJETO DE MUSICALIZAÇÃO INFANTIL
  5. 5. KLEINER INSTITUTO Ciência6 & Saúde Objetivo geral Os profissionais do Instituto Kleiner entendem que, através do brincar, do cantar, e dautilização da música em suas múltiplas possibilidades, contribui para o pleno desenvolvimento dascrianças. Objetivos específicos • Desenvolver a musicalidade e o prazer de ouvir e fazer música. • Contribuir para o resgate de nosso patrimônio cultural através de cantigas pertencentes aonosso folclore. • Proporcionar a participação em atividades musicais com outras crianças numa atmosferapositiva e agradável. • Favorecer o desenvolvimento da auto-estima. • Promover o aumento do vocabulário e melhor articulação das palavras. • Levar a criança a respeitar regras e conhecer limites. • Desenvolver o senso rítmico. • Desenvolver a capacidade de descriminar, identificar e classificar sons. • Desenvolver a capacidade de concentração, atenção e raciocínio. • Contribuir para o desenvolvimento da psicomotricidade e tomada de consciência dasrelações espaciais e temporais. Este projeto pode ser aplicado em escolas da rede pública para alunos da Educação Infantil eEnsino Fundamental I, além de sua aplicabilidade no próprio Instituto. PROJETO DE ATENDIMENTO PSICOLÓGICO À CRIANÇA E À FAMÍLIA. Há um grande número de famílias que enfrentam dificuldades psicossociais. As causas sãodas mais diversas e resulta em diversos problemas, dentre eles, o abandono da escola por parte dascrianças. Os profissionais do Instituto, preocupados com a importância deste tema e, visando contribuirpara uma harmonização dentro dos lares, desenvolveu um projeto com procedimentos adequadospara um acompanhamento psicológico dessas pessoas. Os atendimentos serão estendidos, também, à crianças que apresentam deficiência auditiva(DAS) e, receberão o mesmo tratamento oferecido aos demais, porém com recursos adequados aoseu grau de surdez. Todos os procedimentos para a realização do diagnóstico e acompanhamento, terão respaldonas Teorias da Psicologia Clínica Pseudodinâmica e Cognitiva, onde serão utilizados os recursosinstrumentais autorizados pelo Conselho Federal de Psicologia.

×