A utilização da rede social
Facebook nas bibliotecas
escolares portuguesas
(2010-2011)
Filipa Marinho
Março 2014
CONTEXTO, RELEVÂNCIA E ESCOLHA DO TEMA
INTERNET Web 2.0
Mudanças na forma
como se produz e
acede à informação
Surgimento d...
SOFTWARE
SOCIAL
REDES SOCIAIS
VIRTUAIS
Novas formas de
comunicação interpessoal e
interinstitucional
Permitem que as pesso...
SOFTWARE
SOCIAL
BIBLIOTECAS
ESCOLARES
FACEBOOK COMO UMA DAS REDES SOCIAIS VIRTUAIS MAIS
UTILIZADAS EM TODO O MUNDO
ADESÃO ...
CONTEXTO, RELEVÂNCIA E ESCOLHA DO TEMA (4)
PROBLEMÁTICA
A ADESÃO DAS BIBLIOTECAS ESCOLARES
AO FACEBOOK FOI UMA QUESTÃO DE
...
PERGUNTA DE PARTIDA
DE QUE FORMA É QUE AS BIBLIOTECAS
ESCOLARES PORTUGUESAS UTILIZAM A
REDE SOCIAL FACEBOOK?
OBJECTIVOS
Conhecer as formas de utilização do Facebook pelas bibliotecas escolares
portuguesas
PERSPETIVAS
UTILIZAÇÃO DA ...
METODOLOGIA
CAMPO DE ANÁLISE MÉTODO
QUALITATIVO
INSTRUMENTOSCAMPO DE ANÁLISE
• Universo das BE portuguesas com presença no...
METODOLOGIA (2)
PESQUISA DE BIBLIOTECAS ESCOLARES COM PRESENÇA NO FB
• Detetadas 111 BE (até Outubro de 2011)
AMOSTRA
• Ex...
DISTRIBUIÇÃO GEOGRÁFICA
Até Outubro de 2011
8
1
6
1
8
2
4
8
21
2
4
5
16
3
3
2
8
8
0 5 10 15 20 25
Localização indeterminad...
DISTRIBUIÇÃO GEOGRÁFICA (2)
Até Setembro de 2013
DISTRIBUIÇÃO GEOGRÁFICA (3)
Outubro
2011
Setembro
2013
111 BE 240 BE
+ 129 BE
RESULTADOS - OBSERVAÇÃO
INFORMAÇÃO INSTITUCIONAL
• Com exceção do e-mail, a maioria das BE não preencheu os restantes camp...
RESULTADOS - INTERAÇÃO
INTERAÇÃO
• A percentagem de interação varia entre os 0,04% e os 2,91% - interação baixa
ID DA BE A...
RESULTADOS - INQUÉRITO
INQUÉRITO POR QUESTIONÁRIO
• Dos 11 objetivos apontados pelas BE, destacam-se:
OBJETIVO N.º DE BE Q...
RESULTADOS – INQUÉRITO (2)
VANTAGENS
Alcance
Contacto com outras
experiências/instituições
Interação com a comunidade educ...
CONCLUSÕES
• Adesão das BE ao FB não se prendeu com uma questão de moda; percecionaram nesta rede
social uma mais valia pa...
CONCLUSÕES (2)
• Algumas BE consideram que a interação com a comunidade educativa aumentou com a
utilização do FB – pode t...
RECOMENDAÇÕES FABE
Das 10 recomendações FABE, destacamos:
RECOMENDAÇÃO #1
BE-1 Nome da Escola (Concelho – Distrito)
BE-2/3...
CONCLUSÕES (5)
OBRIGADA
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A utilização da rede social Facebook nas bibliotecas escolares portuguesas

458 visualizações

Publicada em

Publicada em: Mídias sociais
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
458
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A utilização da rede social Facebook nas bibliotecas escolares portuguesas

  1. 1. A utilização da rede social Facebook nas bibliotecas escolares portuguesas (2010-2011) Filipa Marinho Março 2014
  2. 2. CONTEXTO, RELEVÂNCIA E ESCOLHA DO TEMA INTERNET Web 2.0 Mudanças na forma como se produz e acede à informação Surgimento de ferramentas interativas Novas formas de comunicação interpessoal e interinstitucional Web social Web 1.0 Inteligência coletiva Utilizadores são, simultaneamente, consumidores e produtores de conteúdos
  3. 3. SOFTWARE SOCIAL REDES SOCIAIS VIRTUAIS Novas formas de comunicação interpessoal e interinstitucional Permitem que as pessoas comuniquem, colaborem e construam comunidades em linha O sucesso de algumas destas ferramentas impulsionou a sua utilização a nível institucional BIBLIOTECAS ESCOLARES Escassez de estudos sobre esta temática, na abordagem escolhida neste estudo ESTUDO RELEVANTE CONTEXTO, RELEVÂNCIA E ESCOLHA DO TEMA (2)
  4. 4. SOFTWARE SOCIAL BIBLIOTECAS ESCOLARES FACEBOOK COMO UMA DAS REDES SOCIAIS VIRTUAIS MAIS UTILIZADAS EM TODO O MUNDO ADESÃO SIGNIFICATIVA DAS BIBLIOTECAS ESCOLARES AO FACEBOOK “PEDIDOS DE AMIZADE” DE BIBLIOTECAS ESCOLARES ATRAVÉS DA NOSSA CONTA PESSOAL DO FACEBOOK CONTEXTO, RELEVÂNCIA E ESCOLHA DO TEMA (2)CONTEXTO, RELEVÂNCIA E ESCOLHA DO TEMA (3)
  5. 5. CONTEXTO, RELEVÂNCIA E ESCOLHA DO TEMA (4) PROBLEMÁTICA A ADESÃO DAS BIBLIOTECAS ESCOLARES AO FACEBOOK FOI UMA QUESTÃO DE MODA? AS BIBLIOTECAS ESCOLARES PERCECIONARAM NO FACEBOOK UMA MAIS VALIA PARA AS SUAS UNIDADES DE INFORMAÇÃO? CONHECEM BEM O FACEBOOK ENQUANTO FERRAMENTA E FAZEM USO DAS SUAS POTENCIALIDADES? QUAL A INTERAÇÃO ENTRE AS BIBLIOTECAS ESCOLARES E OS UTILIZADORES ATRAVÉS DO FACEBOOK? QUAIS AS VANTAGENS E DESVANTAGENS DA UTILIZAÇÃO DO FACEBOOK NAS BIBLIOTECAS ESCOLARES?
  6. 6. PERGUNTA DE PARTIDA DE QUE FORMA É QUE AS BIBLIOTECAS ESCOLARES PORTUGUESAS UTILIZAM A REDE SOCIAL FACEBOOK?
  7. 7. OBJECTIVOS Conhecer as formas de utilização do Facebook pelas bibliotecas escolares portuguesas PERSPETIVAS UTILIZAÇÃO DA FERRAMENTA EM SI PERSPECTIVA DOS RESPONSÁVEIS DAS BE INTERAÇÃO Objetivos Específicos • Conhecer os objetivos das bibliotecas escolares portuguesas aquando da sua adesão ao Facebook; • Saber se os objetivos foram ou não cumpridos; • Saber de que forma as bibliotecas escolares utilizam o Facebook como ferramenta; • Conhecer a interação entre as bibliotecas escolares e os seus utilizadores através do Facebook; • Conhecer as vantagens e desvantagens da utilização do Facebook nas bibliotecas escolares portuguesas; • Criação de uma lista de recomendações quanto à utilização do Facebook nas bibliotecas escolares portuguesas.
  8. 8. METODOLOGIA CAMPO DE ANÁLISE MÉTODO QUALITATIVO INSTRUMENTOSCAMPO DE ANÁLISE • Universo das BE portuguesas com presença no FB MÉTODO Qualitativo INSTRUMENTOS DE RECOLHA DE DADOS • Grelha de recolha de dados • Observação externa • Inquérito por questionário com perguntas abertas • Adaptação da fórmula da SocialBakers para conhecer a interação
  9. 9. METODOLOGIA (2) PESQUISA DE BIBLIOTECAS ESCOLARES COM PRESENÇA NO FB • Detetadas 111 BE (até Outubro de 2011) AMOSTRA • Excluídas as BE com adesão ao FB posterior a Setembro de 2010 • Excluídas as BE que não apresentavam informação quanto à tipologia • Amostra de 34 BE (30,6%) OBSERVAÇÃO • Observação da atividade das 34 BE durante 1 ano letivo • Observação de outros elementos dos perfis/páginas das BE • Utilização de uma grelha de recolha de dados INTERAÇÃO • Fórmula adaptada da SocialBakers (é uma plataforma que se dedica à análise dos media sociais e está ligado às principais plataformas: Twitter, Facebook, Youtube, LinkedIn e Google+) INQUÉRITO POR QUESTIONÁRIO • Aplicação de três questões abertas às 111 BE detetadas na pesquisa inicial • Responderam 23 BE (20,7%) RECOMENDAÇÕES FABE • Criação de 10 recomendações quanto à utilização do FB nas BE
  10. 10. DISTRIBUIÇÃO GEOGRÁFICA Até Outubro de 2011 8 1 6 1 8 2 4 8 21 2 4 5 16 3 3 2 8 8 0 5 10 15 20 25 Localização indeterminada Açores Aveiro Beja Braga Castelo Branco Coimbra Évora Faro Leiria Lisboa Portalegre Porto Santarém Setúbal Viana do Castelo Vila Real Viseu N.º BE
  11. 11. DISTRIBUIÇÃO GEOGRÁFICA (2) Até Setembro de 2013
  12. 12. DISTRIBUIÇÃO GEOGRÁFICA (3) Outubro 2011 Setembro 2013 111 BE 240 BE + 129 BE
  13. 13. RESULTADOS - OBSERVAÇÃO INFORMAÇÃO INSTITUCIONAL • Com exceção do e-mail, a maioria das BE não preencheu os restantes campos da secção “sobre”. LOGÓTIPO • A maioria das BE não apresenta uma imagem personalizada; • Regra geral, utilizam uma fotografia da BE como imagem de perfil. PUBLICAÇÕES DOS AMIGOS/FÃS NO MURAL DA BE • A maioria das BE permite que os amigos/fãs publiquem no mural; • A maior parte das publicações dos amigos/fãs não se enquadram no contexto “biblioteca” (vídeos do Youtube, publicações relativas a jogos). PUBLICAÇÕES DAS BE • A maioria das BE publicou entre 1 a 50 “estados” no FB, o que equivale a aproximadamente 1 publicação por semana (maioritariamente sobre atividades das BE).
  14. 14. RESULTADOS - INTERAÇÃO INTERAÇÃO • A percentagem de interação varia entre os 0,04% e os 2,91% - interação baixa ID DA BE AMIGOS/FÃS GOSTOS COMENTÁRIOS PUBLICAÇÕES INTERAÇÃO (%) ID8 125 549 65 460 1,07 % ID24 175 37 19 11 2,91 % Percentagem média de interação com publicações no FB = Gostos + comentários + partilhas (1 ano letivo) N.º de publicações da página/perfil (1 ano letivo) Total de amigos/fãs 100
  15. 15. RESULTADOS - INQUÉRITO INQUÉRITO POR QUESTIONÁRIO • Dos 11 objetivos apontados pelas BE, destacam-se: OBJETIVO N.º DE BE QUE REFERIRAM ESTE PONTO Divulgar as atividades da BE 19 Estreitar laços com a comunidade 14 Promoção da leitura e do livro 9 Marketing dos serviços e da equipa da BE 9 OS OBJETIVOS FORAM ALCANÇADOS? N.º DE BE SIM 16 PARCIALMENTE 5 NÃO 2
  16. 16. RESULTADOS – INQUÉRITO (2) VANTAGENS Alcance Contacto com outras experiências/instituições Interação com a comunidade educativa Marketing dos serviços e recursos Partilha de informação Abertura às novas tendências (estar onde estão os alunos) Rapidez na divulgação da informação Acessível 24h Maior rentabilização dos recursos da BE Alunos identificam-se com a BE através do FB vs DESVANTAGENS Dificuldade em manter o perfil/página atualizada Necessidade de ter alguns cuidados com a informação disponibilizada “Amigos” com móbil comercial Questões relacionadas com a privacidade Condicionantes técnicas no acesso Falta de formação na área
  17. 17. CONCLUSÕES • Adesão das BE ao FB não se prendeu com uma questão de moda; percecionaram nesta rede social uma mais valia para atingir determinados objetivos, sendo os principais o estreitar laços com a comunidade, a promoção do livro e da leitura e a questão do marketing dos serviços e da equipa da BE. • Aperceberam-se das novas tendências de comunicação e estiveram atentas às que eram mais utilizadas pela comunidade educativa, e consideram o FB como um meio rápido, fácil e gratuito de divulgar as atividades das suas unidades de informação. • A maioria das BE atingiu os seus objetivos, mas apontam a falta de tempo e falta de formação na área, como entraves para alcançar os objetivos na sua totalidade. • Consideram que o FB tem cabimento no contexto das BE e destacam mais vantagens que desvantagens na utilização desta ferramenta (algumas não reconheceram nenhuma desvantagem na sua utilização). DE QUE FORMA É QUE AS BIBLIOTECAS ESCOLARES PORTUGUESAS UTILIZAM A REDE SOCIAL FACEBOOK?
  18. 18. CONCLUSÕES (2) • Algumas BE consideram que a interação com a comunidade educativa aumentou com a utilização do FB – pode ter aumentado na realidade real, mas os resultados evidenciam uma baixa interação virtual. • Vêm no FB um meio de cooperar com outras escolas e instituições, no que diz respeito à elaboração de projetos e de partilha de experiências. • Não têm o devido cuidado com a imagem institucional, assim como com o nome a apresentar no FB. • Embora a média de publicações apurada neste estudo seja de 1 publicação por semana, grande parte das BE não mantém a página ativa, sendo que algumas dessas publicações são dos amigos/fãs (uma vez que a maioria das BE o permite). • Não dominam o FB enquanto ferramenta: desconhecem as potencialidades da criação de Páginas, não configuram as opções de privacidade e utilizam a ferramenta com as definições estabelecidas por defeito pela própria plataforma.
  19. 19. RECOMENDAÇÕES FABE Das 10 recomendações FABE, destacamos: RECOMENDAÇÃO #1 BE-1 Nome da Escola (Concelho – Distrito) BE-2/3 Nome da Escola (Concelho – Distrito) BE-S Nome da Escola (Concelho – Distrito) BE-A Nome do Agrupamento (Concelho – Distrito) RECOMENDAÇÃO #4 Criação de Página em vez de perfil. RECOMENDAÇÃO #7 Definir as situações relativas à privacidade. https://www.facebook.com/pages/FABE/366878830063452
  20. 20. CONCLUSÕES (5) OBRIGADA

×