CURSO DE FORMAÇÃO DOCENTE EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS
120 horas
02 de julho a 03 de agosto de 2012
cefop.biologia@gmail.com

A ...
A Evolução do pensamento biológico

A trajetória da evolução do pensamento biológico
atravessou tempos e fez parte da vida...
A Evolução do pensamento biológico

passaram a comer alimentos cozidos, prevenindo desse modo
o desgaste dos dentes, aumen...
A Evolução do pensamento biológico

ARISTOTELES (384-322AC)
Fonte: http://www.google.com.br

A natureza ultrapassa várias ...
A Evolução do pensamento biológico

LEONARDO DA VINCI (1452-1519).
Fonte: http://www.google.com.br

O surgimento de Leonar...
A Evolução do pensamento biológico

É enorme a diferença de visão de mundo, por exemplo,
entre Leonardo e Cristóvão Colomb...
A Evolução do pensamento biológico

Projetou um desvio no Rio Arno. Objetivo: privar de água
os habitantes de Pisa, inimig...
A Evolução do pensamento biológico

Fonte: http://www.google.com.br

É um pentagrama humano, com o corpo de um homem
dentr...
A Evolução do pensamento biológico

Nesse período outros estudiosos como Nicolau
Copérnico (1473-1543) dá inicio aos estud...
A Evolução do pensamento biológico

Isaac Newton foi um personagem muito importante na
história da ciência, principalmente...
A Evolução do pensamento biológico

Fonte: http://www.google.com.br

No mundo biológico surge Charles Darwin (1809- 1882),...
A Evolução do pensamento biológico

Fonte: Estado de S. Paulo
Assunto: Teoria | Nº do texto: 2252

Uma carta que mudou a h...
A Evolução do pensamento biológico

secretamente na mesma teoria, acumulando estudos e experimentos
para o momento de publ...
A Evolução do pensamento biológico

Beccaloni não acredita que Darwin tenha plagiado Wallace: “Não
há evidência disso”. Po...
A Evolução do pensamento biológico

“É, como destacamos de início, uma ‘luta pela sobrevivência’, na
qual os mais fracos e...
A Evolução do pensamento biológico

Suas idéias logo encontrariam fortes oponentes, no
entanto passaria a ser aceita no sé...
A Evolução do pensamento biológico

Fonte: http://www.google.com.br

Á medida que o pensamento evolutivo crescia, as idéia...
A Evolução do pensamento biológico

as inúmeras teorias existentes, este passa a ousar ainda mais ,
chegando a se lançar a...
A Evolução do pensamento biológico

Hoje, este possui ferramentas mais precisas e tecnologia para
as mais minuciosas desco...
A Evolução do pensamento biológico

REFERÊNCIAS
CHASSOT, Attico. A Ciência através dos Tempos. São
Paulo: Moderna, 1995.
G...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Modulo 1 ciencias biologicas

527 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
527
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Modulo 1 ciencias biologicas

  1. 1. CURSO DE FORMAÇÃO DOCENTE EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS 120 horas 02 de julho a 03 de agosto de 2012 cefop.biologia@gmail.com A Evolução do pensamento Biológico Jaqueline Camargo Módulo. 1
  2. 2. A Evolução do pensamento biológico A trajetória da evolução do pensamento biológico atravessou tempos e fez parte da vida humana muito antes do que se imagina ter um pensamento biológico foi o resultado da verificação humana de forma primitiva sobre necessidade de proteção da própria vida. Fonte: http://www.google.com.br Fonte: http://blogdasaudade.spaceblog.com.b Na era primitiva a natureza era pouco entendida, exigindo dessa forma o respeito e o temor da humanidade. Os homens mesmo pequenos lutavam em igualdade com os animais e, por muitas vezes, suas lutas eram inúteis. Nos grupos, sempre existia algum que despreocupado com o porquê dos acontecimentos da natureza, buscava ocupar o tempo com suas invenções. Em consequência disso, com o ato de bater pedras uma contra as outras, foi permitido moldar estruturas cortantes, e, por conseguinte, criar ferramentas de defesa para caçar com mais segurança. Toda invenção, com efeito positivo, era copiada entre os demais humanos e aperfeiçoada com o passar dos tempos. Nessa época, o homem entre suas tentativas e erros conseguiu armazenar o fogo. Tal descoberta foi autentica revolução proporcionou-lhes muitos benefícios, pois com o fogo eles Professora: Jaqueline Camargo
  3. 3. A Evolução do pensamento biológico passaram a comer alimentos cozidos, prevenindo desse modo o desgaste dos dentes, aumentando a qualidade de vida na época, pois ao ingerir carne cozida não ingeriam tantas bactérias e germes. Fonte: http://www.google.com.br O homo sapiens, nossa espécie, surgiu há cerca de 200 mil anos. Este era presa fácil de animais, da fome e das doenças. Logo considerado indefeso em um mundo misterioso e pouco conhecimento acerca do aprimoramento de atividades, o homem passava a refletir e dar soluções preciosas para cada evento inesperado, além disso, sua situação nômade começou a diminuir visto que aprendeu a plantar, e a cuidar da terra. O homem se tornou um observador da natureza e iniciou um processo de investigação sobre os animais e as plantas (selecionando raízes, folhas e frutos). Segundo CHASSOT, (1994); As descobertas dos diferentes ciclos vitais é um dos primeiros feitos da Biologia que iniciava. As relações entre: as operações agrícolas e ao aumento das colheitas estas conduziram a elaboração das primeiras teorias, ponto de partida para o surgimento de uma ciência racional. Professora: Jaqueline Camargo
  4. 4. A Evolução do pensamento biológico ARISTOTELES (384-322AC) Fonte: http://www.google.com.br A natureza ultrapassa várias gerações sem ser entendida e os primeiros que buscam interpretar a natureza de uma forma mais concatenada são os gregos, tendo como destaque na época, Aristóteles. Este é hoje considerado o pai da anatomia comparada, uma vez que se dedicou ao estudo da anatomia animal. Além disso, uma das contribuições mais marcantes para a evolução do pensamento biológico, foi propor que nosso planeta era redondo. O pensamento grego propagou-se durante anos, até o século XV de nossa era. Nesse século, estendendo-se para o século XVI, ocorreram transformações significativas na forma de observar a natureza. Tal período ficou conhecido como Revolução Científica e foi marcado pela observação lógica, já que o homem passou a se questionar com mais precisão. Professora: Jaqueline Camargo
  5. 5. A Evolução do pensamento biológico LEONARDO DA VINCI (1452-1519). Fonte: http://www.google.com.br O surgimento de Leonardo da Vinci contribuiu muito para o processo evolutivo ao iniciar seus estudos sobre os fenômenos da natureza. Por intermédio de suas experimentações ele consegue propor a ligação necessária para o equilíbrio entre o homem e o meio em que vive. Seus trabalhos e projetos científicos, quase sempre ficavam escondidos ou escritos em códigos, por esse motivo seu reconhecimento na época foi através de suas artes plásticas. Numa época em que a religiosidade medieval permeava a arte e a ciência, Leonardo atuava como observador independente e livre-pensador. Essa conduta, atípica, viria a ser a marca registrada dos intelectuais somente três ou quatro séculos mais tarde. Ele sentia-se à vontade não apenas para contestar verdades milenares, legadas por sábios antigos, como também para dispensar o fator divino na descrição dos processos da natureza. Professora: Jaqueline Camargo
  6. 6. A Evolução do pensamento biológico É enorme a diferença de visão de mundo, por exemplo, entre Leonardo e Cristóvão Colombo, apenas um ano mais velho que ele. O viajado e culto navegador genovês também tinham espírito arrojado, inquisitivo, e, no entanto seus propósitos estavam o tempo inteiro atrelados à religião. Por outro lado, é de se notar que o pensador toscano, atento a tudo, não houvesse se interessado pelas grandes navegações que ocorriam em sua época. Pensador centrado em si, autônomo, itinerante, Leonardo foi mestre em projetos inacabados. Volta e meia movido por explosões de entusiasmo, largava no meio as coisas que começava. Por causa disso, os inimigos o malhavam. Michelangelo, rival jovem e virulento, chegou a insultá-lo em público. Porém, quando Leonardo virou uma lenda viva, uma grife na Europa inteira, esse traço desabonador converteu-se em algo que hoje se chamaria "um diferencial no mercado". O que Leonardo por vezes considerava obra inacabada (Última Ceia, por exemplo) era algo muito superior ao que os demais eram capazes de fazer. Portanto, sua dita inconstância também podia ser explicada por uma alta exigência, sobretudo consigo próprio. Leonardo ia e vinha entre a ciência e a arte. Era capaz de interromper uma pintura magistral, com prazo marcado, para passar dias dedicados a estudar a fisiologia das moscas que pousavam no mel. Além de libertar passarinhos nas ruas, fazia imprecações na frente dos açougues que exibiam animais esquartejados. Isso não o impediu, entretanto, de dissecar cadáveres humanos e escarafunchar, por exemplo, a medula de uma rã viva. Professora: Jaqueline Camargo
  7. 7. A Evolução do pensamento biológico Projetou um desvio no Rio Arno. Objetivo: privar de água os habitantes de Pisa, inimigos de Florença, e assim forçá-los à rendição. Por aí se vê que o sábio deve ter aprendido alguma coisa com Maquiavel, que conheceu pessoalmente. Leonardo dissecou ao todo cerca de 30 corpos humanos, conforme confessou no leito de morte. Espalhou provocações por todo lado, seja ao pintar o enigmático sorriso da Monalisa, seja com a mania de escrever da direita para a esquerda. Tudo somado, atraiu sobre si o interesse de sucessivas gerações. Sua vida rende novas biografias a cada ano - em uma década e meia, saíram mais de cem. Se Leonardo é assim, inesgotável, isso sugere que sua época, o Renascimento, não é aquela coisa sépia que ficou lá atrás, mas um processo contínuo. Ocorreu também nessa época, a invenção tecnológica como: máquina voadora, máquina escavadora, isqueiro, páraquedas, besta gigante sobre as rodas e máquina a vapor. Outra grande contribuição científica foi a proposta do homem vitruviano (equilíbrio simétrico), o estudo do tronco, pé, perna, olhos, o estudo da gravidez e mesmo com pouquíssima tecnologia já estudava embriões. Contribuiu também para o projeto arquitetônico da primeira cidade. Inspirado no trabalho do arquiteto romano Vitruvius Pollio, De Architetura, que explica a relação entre simetria e perfeição, Leonardo Da Vinci elaborou o seu desenho mais famoso, que veio a ser o desenho mais famoso do mundo também: o “Homem vitruviano”. Professora: Jaqueline Camargo
  8. 8. A Evolução do pensamento biológico Fonte: http://www.google.com.br É um pentagrama humano, com o corpo de um homem dentro de um círculo. Deitado de barriga para cima com as mãos e pernas abertas, o corpo masculino poderia ser circunscrito tendo o umbigo como centro do círculo. Sugere ainda, que a figura pode também estar contida exatamente dentro de um quadrado. CHASSOT, (1994); “Não há na história da humanidade, um homem com um histórico tão completo. (...) Leonardo da Vinci abordou ciência pelo seu lado prático; devido a essa feliz coincidência, resulta tão moderna sua atitude intelectual.” Após o Leonardo da Vinci, o pensamento evolutivo tornase mais aguçado e a humanidade inicia novos questionamentos sobre o universo. Professora: Jaqueline Camargo
  9. 9. A Evolução do pensamento biológico Nesse período outros estudiosos como Nicolau Copérnico (1473-1543) dá inicio aos estudos dos astros; Ambrosie Paré (1510 - 1590) dá inicio a uma técnica hoje conhecida como Assepsia (é o conjunto de medidas que permitem manter um ser vivo ou um meio inerte isento de bactérias.). Galileu Galilei (1564-1642) descobre através de observações pela batida do seu pulso a constância do movimento pendular. Dentre suas inúmeras contribuições, ele realizava experiências causadoras de polêmica e visto que a humanidade não possuía preparo intelectual suficiente para compreendê-lo, morreu condenado por defender suas teorias. Segundo Leopoldo Méis (2007); Galileu foi condenado pela inquisição quando já contava mais de 70 anos. Após Galileu iniciava-se a dúvida, e com ela o pensamento evolutivo é ampliado por diversos pensadores, dentre eles, destaca-se Sir. Isaac Newton (1642-1727), descrevendo através de observações a gravidade ao movimento orbital dos planetas. Fonte: http://www.google.com.br Professora: Jaqueline Camargo
  10. 10. A Evolução do pensamento biológico Isaac Newton foi um personagem muito importante na história da ciência, principalmente nas áreas da física e da matemática. Nascido em 1642, mesmo ano da morte do físico Galileu Galilei, em uma pequena cidade localizada na Inglaterra, Newton foi um gênio da sua época. Além de física e matemática, ele estudou filosofia, astronomia, alquimia, teologia, astrologia entre outras ciências. Ele, juntamente com vários outros cientistas e pensadores da época, acreditavam que o estudo dessas ciências possibilitaria a compreensão e estudo dos fenômenos naturais. Newton ficou muito conhecido por todos os trabalhos, pesquisas e investigações experimentais que realizou. As investigações experimentais eram cheias de rigor matemático, e se tornaram um verdadeiro modelo de investigação para as ciências dos séculos posteriores. Dentre os muitos trabalhos que Isaac Newton elaborou, podemos citar: • O desenvolvimento da série de potência de um binômio, que hoje é conhecido pelo nome de binômio de Newton; • A criação e desenvolvimento do cálculo diferencial e cálculo integral, o que é uma ferramenta muito importante para o estudo dos fenômenos físicos. Além de ser ele o criador dessa ferramenta, foi também ele quem a utilizou pela primeira vez; • O estudo sobre os fenômenos óticos que possibilitaram a elaboração da teoria sobre a cor dos corpos; • O estudo das leis dos movimentos, lançando as bases da Mecânica; • O desenvolvimento das primeiras ideias sobre a Gravitação Universal. Professora: Jaqueline Camargo
  11. 11. A Evolução do pensamento biológico Fonte: http://www.google.com.br No mundo biológico surge Charles Darwin (1809- 1882), que descreve de maneira minuciosa a evolução do homem, substituindo o pensamento intacto de que a humanidade era descendente de Adão e Eva. Seu trabalho foi resultado de um processo gradual em locais diferentes com muitas anotações e rápidos lembretes. Defendendo várias de suas teorias, Darwin foi o primeiro cientista a propor que a natureza influência nas condições físicas da humanidade e dos animais, criando por meio de seus estudos a certeza desta interação. Desse modo, descreveu as espécies existentes resultantes da evolução; descartando o pensamento criacionista o qual Adão e Eva eram aceitos como nossos antepassados. Vale ressaltar que apesar de todo mérito merecido Charles Darwin não trabalhou sozinho se tivessem que premiar a melhor idéia que alguém já teve, o prêmio seria dado a Darwin e Wallace, adiante mesmo de Newton, Einstein e de alguém mais. Professora: Jaqueline Camargo
  12. 12. A Evolução do pensamento biológico Fonte: Estado de S. Paulo Assunto: Teoria | Nº do texto: 2252 Uma carta que mudou a história Alfred Russel Wallace descobriu a seleção natural durante um surto de febre de malária nas Ilhas Moluccas (Indonésia), em fevereiro de 1858. Ele já pensava sobre a origem das espécies há muitos anos, mas a peça que faltava no quebra-cabeça - o mecanismo básico da evolução - só lhe ocorreu naquele momento. Wallace esperou a temperatura baixar e, assim que possível, agarrou algumas folhas de papel para registrar sua teoria. Em seguida, tomou a decisão que mudaria para sempre a história de sua vida e da biologia. Isto porque a teoria de Darwin e Wallace da evolução pela seleção natural é a explicação não somente para a vida em nosso planeta, mas da vida em geral. Se a vida for encontrada em algum outro lugar, há fortes evidências de que ela possa diferir da encontrada na terra em detalhes, mas a explicação de sua diversidade, se houver, seguirá os mesmos princípios estabelecidos na Terra, ou seja, os descobertos por Darwin e Wallace. Daí a razão da premiação, pois as leis da física que valem por aqui não serão as mesmas de outros planetas. Isto significa que a obra de Darwin e Wallace ultrapassa nossas fronteiras espaciais. A vida inteligente em um planeta surge quando alguém começa questionar a razão de sua própria existência. A primeira pergunta que criaturas superiores vindas do espaço para visitar a Terra interessadas em avaliar nosso grau de civilização fariam seria: será que eles já descobriram a evolução? Organismos vivos tem existido na terra sem saber por que há mais de trezentos milhões de anos, antes da verdade ter sido descoberta por dois deles. Seus nomes: Darwin e Wallace. Sem saber que Darwin trabalhava exatamente na mesma idéia, Wallace enviou o manuscrito de sua descoberta para ele. Wallace admirava Darwin e já havia trocado correspondências elogiosas com ele sobre seus primeiros trabalhos no Arquipélago Malaio. O manuscrito foi acompanhado de uma carta pessoal, na qual ele pedia a Darwin que avaliasse o mérito da teoria e, se possível, encaminhasse o texto ao colega Charles Lyell, um dos cientistas mais influentes da época. Ao receber a carta, Darwin se desesperou. Há vinte anos ele trabalhava Professora: Jaqueline Camargo
  13. 13. A Evolução do pensamento biológico secretamente na mesma teoria, acumulando estudos e experimentos para o momento de publicá-la em uma grande obra. Agora, a glória passaria toda para Wallace. “Em ciência, o que conta é a publicação”, diz George Beccaloni, do Museu de História Natural britânico. “Não importa que Darwin estava trabalhando na teoria há 20 anos; o crédito da descoberta seria de quem publicasse primeiro.” “Darwin estava vivendo o pior dos pesadelos científicos: a perda de precedência”, escreve o pesquisador Andrew Berry, professor de biologia evolutiva da Universidade Harvard. As teorias eram praticamente idênticas. “Toda a minha originalidade será esmagada”, escreveu Darwin a Lyell, seu amigo e confidente. “Nunca vi coincidência tão impressionante.” A carta a Lyell, escrita em 18 de junho de 1858, é o primeiro registro de que Darwin recebeu o texto de Wallace. O dia exato em que a correspondência chegou não é conhecido. A carta e o manuscrito originais de Wallace desapareceram - fato que alimenta várias teorias conspiratórias. Há quem acredite que Darwin recebeu a carta várias semanas antes, mas a manteve em segredo, o que teria lhe dado tempo para “roubar” algumas das idéias de Wallace. O que se passou foi um arranjo, orquestrado por Lyell e Joseph Hooker (outro amigo de Darwin e influente cientista), para que os dois trabalhos fossem apresentados simultaneamente à Sociedade Lineana de Londres, o mais importante fórum de história natural da GrãBretanha. Foi então que, em 1º de julho de 1858, as teorias de Darwin e Wallace foram lidas publicamente pela primeira vez. Nenhum dos autores estava presente. Darwin estava em casa, chorando a perda do filho mais novo, morto por escarlatina dois dias antes. Wallace estava do outro lado do mundo, na Nova Guiné, sem saber de nada. Não havia telefone, e o correio levava de três a quatro meses para chegar até ele. Darwin respondeu à Wallace em 13 de julho de 1858, com uma carta de Hooker explicando o que se passara na Sociedade Lineana. Essas cartas também nunca foram encontradas, nem a resposta de Wallace a Darwin. “Tudo que temos é a resposta de Wallace a Hooker, escrita em 6 de outubro de 1858”, diz Beccaloni. “É no mínimo estranho que as correspondências mais importantes tenham desaparecido.” Professora: Jaqueline Camargo
  14. 14. A Evolução do pensamento biológico Beccaloni não acredita que Darwin tenha plagiado Wallace: “Não há evidência disso”. Porém, acha que Wallace deveria ter sido consultado sobre a leitura dos trabalhos. “Acho que ele não teria concordado.” Se o próprio Wallace se sentiu trapaceado, ele nunca expressou esse sentimento. Pelo contrário: todas as suas cartas e discursos sempre foram elogiosos a Darwin, Lyell e Hooker. Wallace reconhecia o pioneirismo de Darwin e se declarava honrado em ter publicado sua teoria ao lado do grande naturalista. Documentos históricos confirmam que Darwin já tinha sua teoria completa em 1858, segundo Janet Browne, historiadora de Harvard e biógrafa de Darwin. “Wallace não disse nada a Darwin que ele já não soubesse.” OBJETIVIDADE O manuscrito de Wallace impressiona pela clareza e objetividade. Em poucas páginas, ele sintetiza de maneira brilhante aquilo que Darwin planejava explicar em um enciclopédia. Wallace, assim como Darwin, percebeu que os indivíduos de uma mesma espécie não são idênticos - cada animal ou planta é um pouco diferente do outro (hoje sabemos que isso se deve a fatores genéticos, mas nada se sabia sobre isso na época). Em alguns casos, essas variações - um rabo de macaco mais forte para se pendurar num galho, uma língua de sapo mais longa para capturar uma mosca, uma flor mais colorida para atrair a atenção de um polinizador - são benéficas. Conseqüentemente, os indivíduos portadores dessas variações sobrevivem por mais tempo e se reproduzem com mais freqüência, enquanto variações prejudiciais ou menos eficientes são gradativamente exterminadas. Professora: Jaqueline Camargo
  15. 15. A Evolução do pensamento biológico “É, como destacamos de início, uma ‘luta pela sobrevivência’, na qual os mais fracos e menos perfeitamente organizados devem sempre sucumbir”, escreveu Wallace. Esse é o princípio da seleção natural. A divulgação das teorias chamou a atenção dos especialistas logo de início. Mas a seleção natural só se tornou um fenômeno cultural e científico a partir da publicação de A Origem das Espécies, em novembro de 1859, no qual Darwin resumia em 500 páginas seus 20 anos de pesquisa. Wallace também foi reconhecido como grande cientista de sua época, mas caiu no esquecimento depois de sua morte em 1913. Seja como for, é “pai” da seleção natural tanto quanto Darwin. Se tivesse enviado seu manuscrito diretamente para uma revista científica, a história seria diferente. Como diz Andrew Berry, “Darwin teria acordado um dia e descoberto que havia sido ‘furado’ por um coletor de insetos desconhecido, metido em algum lugar das Ilhas Moluccas”. Wallace seria Darwin, e Darwin seria Wallace. Fonte: http://www.google.com.br A carta acima mencionada, não tem o intuito de negar o valor de Charles Darwin para ciência, a mesma só traz informações complementares e relevantes sobre o estudo de dois pesquisadores que mudaram a história. Em 1859, foi publicada a grande obra de Charles Darwin, “A origem das Espécies” e tal foi o impacto de sua teoria que a primeira edição de 1250 exemplares, esgotou-se no primeiro dia. Professora: Jaqueline Camargo
  16. 16. A Evolução do pensamento biológico Suas idéias logo encontrariam fortes oponentes, no entanto passaria a ser aceita no século XX, depois da descoberta de Mendel, a cerca da transmissão hereditária de caracteres. Somente em 1997, 115 anos após a sua morte, que sua teoria recebeu anuência do Papa João Paulo II, representante Maximo da Igreja Católica. Sua teoria revolucionou definitivamente o modo como o mundo cientifico e o homem, passaram a compreender a existência da vida no planeta terra. Darwin continuou a trabalhar em suas pesquisas até a sua morte em 19 de abril de 1882, aos 74 anos de idade. GRAIEB; Carlos “Origens das Origens” Revista veja Ed.164º de 15 de Mar 2000. “Embora os gênios costumem ser representados como pessoas” inspiradas, que tem idéias brilhantes a partir do vácuo, o fato é que quase sempre o inverso é verdadeiro. Em vez de ser atingido por um raio fulminante, homens que entram para história trabalham anos e anos em suas teses revolucionárias. O naturalista inglês Charles Darwin (1809-1882) é um ótimo exemplo disso. Ele ficou conhecido como o pai do evolucionismo. Sua teoria diz que várias espécies de vida não foram criadas já “prontas”, mas evoluíram no correr das eras, obedecendo ao princípio da “seleção natural”. Professora: Jaqueline Camargo
  17. 17. A Evolução do pensamento biológico Fonte: http://www.google.com.br Á medida que o pensamento evolutivo crescia, as idéias surgiam de forma mais racional. Assim, mais um grande nome que contribuiu foi Albert Einstein (1879- 1955). Fonte: http://www.google.com.br Einstein descreveu a teoria da relatividade, na qual dois corpos não podem ocupar o mesmo lugar ao mesmo tempo. Com tantas descobertas a vida do homem no planeta muda em alta velocidade, e com o pensamento evolutivo unido Professora: Jaqueline Camargo
  18. 18. A Evolução do pensamento biológico as inúmeras teorias existentes, este passa a ousar ainda mais , chegando a se lançar a lua, em 1969. Uma visita ainda questionada por estudiosos. Fonte: http://www.google.com.br Muitas descobertas foram resultantes de um pensamento evolutivo ou até mesmo de um acaso, podemos trazer como exemplo do acaso a descoberta da Penicilina por Alexander Fleming (1881-1955). Ele ao deixar uma cultura de germes descoberta por alguns dias percebeu uma partícula de mofo que ali havia caído, e em volta dessas partículas as bactérias não se desenvolviam. Conforme MÉIS (2007), Estava criada uma das mais revolucionárias substâncias da história do homem, agora já não tão indefeso e vivendo num mundo cada vez mais hostil para ele. Tudo isso graças a sua capacidade de buscar, de maneira incansável, a razão das coisas. Tais descobertas refletiram de maneira direta na busca da identidade humana, uma vez que a evolução do pensamento biológico sempre teve como intuito tentar desvendar o sentido da vida e a ação entre o homem e natureza. O avanço da ciência foi o resultado da capacidade de pensar e agir que o homem desenvolveu ao longo dos anos. Professora: Jaqueline Camargo
  19. 19. A Evolução do pensamento biológico Hoje, este possui ferramentas mais precisas e tecnologia para as mais minuciosas descobertas; já se tornou possível descrever processos que ocorrem no interior da célula; pode-se manipular genes, sendo nosso patrimônio genético. Vivemos á era da globalização, da liberdade de expressão, e as pesquisas seguem em constante crescimento. Contudo, o homem tem utilizado a natureza em favor de uma atitude individualizadora, deixando de lado muitas vezes, a ética, para concretizar objetivos almejados pela ciência. Nesse sentido, é fundamental que não só os profissionais da área da Biologia, assim como também a população, adote uma postura positiva perante a natureza, contribuindo para sua preservação e não para a sua degradação. Como cita SANTOS, Antônio (2008); “ Homem-natureza: a nova relação ética... Devemos observar também, que toda sociedade é responsável pela degradação ambiental, pois: o rico polui com sua atividade industrial, comercial etc; o pobre polui por falta de condições econômicas de viver condignamente e por falta de informações, já que a maioria é semi-analfabeta; o estado polui por falta de informações ecológicas de seus administradores, gerando uma política desvinculada dos compromissos com o meio ambiente...” Assim, a evolução do pensamento biológico não é de responsabilidade individual, mas de todos envolvidos no processo, desde os mais renomados cientistas até as donas de casa, despertar o pensamento biológico nas escolas é uma forma de investir em cientistas do futuro. Sugiro que assistam ao filme: “Guerra do Fogo” para o acréscimo de conhecimento referente ao assunto explorado, é um filme que retrata de maneira antropológica e biológica a vida dos homens da pré-história, mesmo sendo uma ficção é um ótimo referencial para despertar em sala de aula o passado. Professora: Jaqueline Camargo
  20. 20. A Evolução do pensamento biológico REFERÊNCIAS CHASSOT, Attico. A Ciência através dos Tempos. São Paulo: Moderna, 1995. GRAIEB, Carlos. “Origens das Origens”. Revista Veja ed. Abril 1640 15 MAR,2000. MÉIS, Leopoldo de; RANGEL, Diucênio Afonso do Carmo. O método Científico. Universidade São Paulo. 5ª ed. Rio de Janeiro- RJ. SANTOS, Gislene.Org. Universidade Formação e Cidadania. São Paulo-SP, 2001. Professora: Jaqueline Camargo

×