Palestra - Testes de Acessibilidade

1.200 visualizações

Publicada em

Palestra sobre Testes de Acessibilidade ministrada no evento Test Day no dia 22 de setembro de 2012.

Publicada em: Tecnologia
1 comentário
2 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.200
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
1
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Palestra - Testes de Acessibilidade

  1. 1. Engenheiro de Software no laboratório de software da IBM do BrasilProfessor da disciplina de Qualidade de Software na Faculdade Impacta - FIT 11 anos de experiência em T.I Pós graduado em Engenharia de Sistemas Certificado pelo ISTQB – Certified Tester Foundation Level (CTFL) Certificado pela IBM – Software Quality Instrutor de cursos técnicos relacionados a testes de software Um dos Idealizadores e Mantenedores do site Testadores.com E-mail: ruanonet@gmail.com LinkedIn: linkedin.com/ruano
  2. 2. Fonte: CONADE – Conselho Nacional dos Diretos da Pessoa Portadora de Deficiência.
  3. 3. • Cego ou deficiente visual• Surdos ou com deficiência auditiva• Dificuldades de mobilidade ou de uso limitado da mão• Deficiência cognitiva• Epilepsia fotossensível
  4. 4. • Lei 8213/91 - Cotas para Deficientes e Pessoas com Deficiência Art. 93 - a empresa com 100 ou mais funcionários está obrigada a preencher de dois a cinco por cento dos seus cargos com beneficiários reabilitados, ou pessoas portadoras de deficiência, na seguinte proporção: - até 200 funcionários................... 2% (02-04) - de 201 a 500 funcionários........... 3% (06-15) - de 501 a 1000 funcionários......... 4% (20-40) - de 1001 em diante funcionários... 5% (min. 50)
  5. 5. • A World Wide Web Consortium (W3C) é uma comunidadeinternacional onde as organizações-membros, uma equipe defuncionários de tempo integral, trabalham juntos paradesenvolver padrões para Web. WAI (Web Acessibility Initiative) Desenvolve estratégias, guias e recursos que ajudam a tornar conteúdos Web acessíveis.
  6. 6. WCAG – Web Content Accessibility Guide Lines : explica como formatar conteúdo web para pessoas com deficiências WCAG 2.0 – Cardoso, 2011
  7. 7. “Informação e componentes de interface de usuário devem ser apresentadas de maneira que possam ser perceptíveis para o usuário”Orientação 1.1: Alternativa de textos: Fornecer alternativas emtexto para qualquer conteúdo não textual. Critério de Sucesso: 1.1.1 - Conteúdo Não Textual: Todo o conteúdo não texto que é apresentado ao usuário tem um texto alternativo que serve o propósito equivalente. Fonte - http://blog.grahamlicence.co.uk
  8. 8. “Componentes de interface de usuário e navegação devem ser operacionais”Orientação 2.1: Faça toda funcionalidade estar disponível viateclado. Critério de Sucesso: 2.1.1 – Teclado: Toda a funcionalidade do conteúdo é operável através de uma interface de teclado sem requerer temporizações específicas para digitação individual. Teclas de atalho / controle de zoom do IE – Fonte: www.microsoft.com
  9. 9. “Informação e a operação da interface de usuário deve ser compreensível.”Orientação 3.2: Crie páginas Web que sejam e funcionem deforma previsível. Critério de Sucesso: 3.2.1 – Em Foco: Quando um componente recebe o foco, ele não inicia uma mudança de contexto.
  10. 10. “O conteúdo deve ser robusto o suficiente para que possa ser interpretado de forma confiável por uma ampla variedade de usuários, incluindo tecnologias de apoio.”Orientação 4.1: Maximizar a compatibilidade comferramentas atuais e futuras, incluindo tecnologias de apoio.Critério de Sucesso:4.1.1 - Análise:No conteúdo implementado utilizando linguagens demarcação (ex. HTML), elementos devem ter tagsde início e de fim completas, além de nãoconterem atributos duplicados e de todos os IDsserem exclusivos, exceto quando as especificaçõespermitirem estas características. Fonte da imagem: http://www.signupandmakemoney.com/affiliate- tips/build-website/
  11. 11. Imagem
  12. 12.  Usar métodos de validação nas fases iniciais do desenvolvimento, defeitos identificados precocemente são mais fáceis de evitar ou corrigir. São necessários o uso de ferramentas automáticas e da revisão humana. Os métodos automáticos são geralmente rápidos, mas não pode identificar todos os problemas de acessibilidade. A avaliação humana pode ajudar a garantir a clareza da linguagem e a facilidade de navegação.
  13. 13. Navegação por teclado: Verifique a ordem de tabulação é lógica. Se as barras de rolagem estiverem visíveis, verifique se você pode fazer a rolagem das mesmas utilizando apenas o teclado. Verifique se não ocorrem mudanças inesperadas durante a navegação. Verificar se nenhuma ação foi inesperadamente ativada ao navegar com o teclado. Verifique se você não ficou preso em qualquer conteúdo. Verifique se um indicador de foco visual é fornecido para todos os elementos visíveis quando recebem o foco do teclado.
  14. 14. Formatação visual e de alto contraste: Verifique se todo o texto é visível e legível utilizando o contraste padrão. Verifique se o conteúdo pode ser lido sob a cor de fundo ou quando tiver alterações na cor do texto. Verifique se o tamanho do texto pode ser ampliado / reduzido. Verifique se o conteúdo pode ser exibido em alto contraste e modo de fonte grande, e que o foco visual não fica perdido nestes modos
  15. 15. Cada um dos critérios de sucesso da WCAG tem um nível de conformidadenecessárioNível A: o nível mínimo de conformidade onde a página Web cumpre todosos Critérios de Sucesso classificados como Nível A, ou apresentam umaalternativa em conformidade.Nível AA: a página Web cumpre todos os Critérios de Sucesso níveis A e AA(Nível 2), ou apresentam uma alternativa em conformidade para o nível AA.Nível AAA: a página Web cumpre todos os Critérios deSucesso níveis A, AA e AAA (Nível 3), ou apresentam uma alternativa emconformidade para o nível AAA.
  16. 16. Exemplo de Nível A:• Serão fornecidas legendas para todo o conteúdo de áudio pré-gravado em multimídia sincronizada. Exemplo de Nível AA:• Exceto para legendas e imagens de texto, o texto em si pode serredimensionado, sem tecnologia de apoio, em até 200 por cento,sem perda de conteúdo ou funcionalidade. Exemplo de Nível AAA:• Quando uma sessão autenticada expira, o usuário pode continuara atividade sem a perda de dados após a re-autenticação.
  17. 17. Firefox Plug-In
  18. 18. Violation (V) – Todas as violação devem ser completamentecorrigidas.Potential Violation (PV) – Possíveis violações que precisam seravaliadas manualmente. PVs podem ou não necessitar de umteste manual ou da utilização de um leitor de tela para verificarse o critério foi atingido.Manual – Todas violações manuais precisam de testes manuaisou letiores de tela para verificar se o critério foi atingido.Recommendation (R) – Iindica que o HTML não está emconformidade com boas práticas mas que não necessariamenteprecisa ser corrigido.
  19. 19. • JAWS é um software projetado para substituir a interface gráficavisual do usuário (GUI) por uma interface de áudio.• Não é uma ferramenta de teste.• É indicada aos usuários que não possuem visão, tem visãodebilitada e/ou possuem mobilidade reduzida. Fonte da imagem: http://www.freedomscientific.com/products/fs/jaws-product-page.asp
  20. 20. Fonte: Youtube
  21. 21. Web Content Accessibility Guidelines (WCAG) 2.0http://www.w3.org/TR/WCAG/WAI-ARIA, the Accessible Rich Internet Applications Suite(Ajax, HTML, JavaScript, etc.)http://www.w3.org/WAI/intro/aria.phpAcessibilidade Brasilhttp://www.acessobrasil.org.br/ Cardoso, Alverto Luis Libório. Verificação de Requisitos de Acessibilidade em Artefatos de Software – USP - São Paulo
  22. 22. Fonte: Youtube

×