Pregação bíblica 1

3.981 visualizações

Publicada em

resumo douglas vargas

0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.981
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
250
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
173
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Pregação bíblica 1

  1. 1. O D E S E N VO LV I M E N TO E A E N T R E G ADE SERMÕES EXPOSITIVOS D E H A N D D O N W. R O B I N S O N Acadêmico: Douglas Vargas
  2. 2. COMO DESCOBRIR A IDEIA CENTRAL DE UM DETERMINADO TEXTO BÍBLICO? “Marcos 7. 24-30”1. Determinando a ideia exegética• SUJEITO:A resposta completa e definitiva sobre à pergunta: “sobre o queestou falando”• COMPLEMENTO:A resposta à pergunta, “o que estou dizendo exatamente sobreaquilo do qual estou falando.”• IDEIA CENTRAL: Governa o sermão. É uma destilação da vida que abstrai das experiências particulares o que eles têm em comum e os relaciona entre si. Exemplos: Sl 51 e 117, Mc 7.24-31
  3. 3. 2. ANALISANDO A IDEIA EXÉTICASUBMETA A IDEIA EXEGÉTICA A TRÊSPERGUNTAS DE DESENVOLVIMENTO:I. (Explicação) “O que isto significa?”II. (Comprovação) “Ísto é verdade?”III.(Aplicação) “E daí, que diferença faz”
  4. 4. • Transforme a ideia central em sentenças (pontos principais) mais exata e memorável possivél.• Determine o propósito do sermãoPROPÓSITO - O que a pessoa espera que aconteça no ouvintecomo resultado de ouvir o sermão.
  5. 5. DETERMINANDO O PROPÓSITO DO SERMÃO• PENSANDO A RESPEITO DA IDEIA HOMILÉTICA, PERGUNTE A SI MESMO COMO ESTA IDEIA DEVE SER TRATADA, PARA CUMPRIR O PROPÓSITO QUE VOCÊ TEMOS SERMÕES SE DESENVOLVE DE TRÊS MANEIRASIMPORTANTES:1. Dedutiva2. Semi-indutiva3. Indutivamente
  6. 6. 1. DEDUTIVA – a ideia aparece como parte da introdução, e o corpo a explica, comprova ou aplica.2. INDUTIVA - a introdução apresenta apenas o primeiro ponto do sermão, depois com transição forte, cada ponto novo forma um elo com o ponto anterior, até que a ideia venha à tona conclusão.3. TRANSIÇÃO – notifica o auditório que o pregador está indo adiante, declarando (ou, ocasionanalmente, subentendendo) a conexão lógica ou psicológica entre a introdução e o corpo, entre os pontos dentro do corpo, e entre o corpo e a conclusão
  7. 7. ESBOÇO DO SERMÃO• Os esbolços geralmente consistem de uma introdução, um corpo e uma conclusão1. INTRODUÇÃO – introduz a idéia, o assunto, ou no caso de sermões indutivos, o primeiro ponto.2. CORPO DO ESBOÇO – elabora a ideia.3. CONCLUSÃO– traz a ideia a um enfoque e termina o sermão.
  8. 8. DANDO VIDA AOS OSSOS SECOS • PREENCHA O ESBOÇO DO SERMÃO COM MATERIAL DE APOIO QUE EXPLIQUE, COMPROVE, APLIQUE, OU AMPLIE OS PONTOS.1. REFORMULAÇÕES - dizer a mesma coisa em palavras diferentes2. EXPLICAÇÃO E DEFINIÇÃO -3. INFORMAÇÕES FACTUAIS – consiste em observações, exemplos, estatísticas e outros dados que podem ser verificados, indepedentimente do pregador4. Citações – apoiar ou expandir um argumento, para impressionar e para dar autoridade.
  9. 9. 1. NARRAÇÃO -2. ILUSTRAÇÕES -3. REPETIÇÕES -
  10. 10. INTRODUÇÃO E CONCLUSÃO “Comece com um estrondo e termine com tudo completo”.• Durante a introdução, o auditório obtém impressões a seu respeito como pregador, o que frequentemente determina se aceitarão o que você diz, ou não.• Na introdução deve-se apresentar ao auditório, o sujeito de seu sermão, à sua idéia central.1. UMA INTRODUÇÃO EFICAZ PRENDE A ATENÇÃO.2. UMA INTRODUÇÃO EFICAZ TRAZ À TONA AS NECESSIDADES “SEMPRE AGARRE O LEITOR PELA GARGANTA NO PRIMEIRO PARÁGRAFO, AFUNDE OS POLEGARES NA TRAQUÉIA, PARA LHE PRENDER A RESPIRAÇÃO NO SEGUNDO PARÁGRAFO, E SEGURE-O CONTRA A PAREDE, ATÉ O PONTO FINAL.”
  11. 11. • UMA INTRODUÇÃO EFICAZ INTRODUZ O CORPO DO SERMÃOCONCLUSÃO1. Um resumo;2. Uma ilustração3. Uma citação4. Uma pergunta5. Uma oração6. IMPORTANTE! NÃO FAÇA QUALQUER ESFORÇO CONSCIENTE PARA RELEMBRAR SUAS PALAVRAS EXATAS. SIMPLESMENTE PROCURE GUARDAR O FLUXO DE SEU PENSAMENTO BEM CLARO EM SUA MENTE.NO CALOR DA SUA APRESENTAÇÃO, A ESTRUTURA DAS SENTENÇAS MUDARÁ.NOVAS FRASES LHE OCORRERÃO, E SUA FALA CINTILARÁ COMO CONVERSAÇÃOESPONTÂNIA.

×