SlideShare uma empresa Scribd logo

A VERDADEIRA CAUSA DA GUERRA NA UCRÂNIA E DAS GUERRAS ATUAIS NO MUNDO

Este artigo tem por objetivo mostrar os verdadeiros responsáveis pela eclosão de guerras no mundo como a que envolve a Rússia e a Ucrânia no momento atual e das guerras que ocorreram desde o início do século XX até a era contemporânea. A verdadeira causa da guerra entre a Rússia e a Ucrânia não está sendo considerada por muitos analistas de política internacional. Por ignorância ou por estarem a serviço de quem fomenta esta guerra entre tantas que aconteceram a partir do século XX, estes analistas não revelam que a indústria bélica é a verdadeira causa das guerras no mundo. Foi a indústria bélica, sobretudo dos Estados Unidos, que, após o fim da União Soviética, incentivou a manutenção da OTAN, aliança militar criada para fazer frente à União Soviética e seus aliados após a 2ª Guerra Mundial. A decisão lógica e racional seria a dissolução da OTAN após o fim da União Soviética como ocorreu com o Pacto de Varsóvia, aliança militar dos países socialistas europeus.

A VERDADEIRA CAUSA DA GUERRA NA UCRÂNIA E DAS GUERRAS ATUAIS NO MUNDO

1 de 4
Baixar para ler offline
1
A VERDADEIRA CAUSA DA GUERRA NA UCRÂNIA E DAS GUERRAS
ATUAIS NO MUNDO
Fernando Alcoforado*
Este artigo tem por objetivo mostrar os verdadeiros responsáveis pela eclosão de guerras
no mundo como a que envolve a Rússia e a Ucrânia no momento atual e das guerras que
ocorreram desde o início do século XX até a era contemporânea. A verdadeira causa da
guerra entre a Rússia e a Ucrânia não está sendo considerada por muitos analistas de
política internacional. Por ignorância ou por estarem a serviço de quem fomenta esta
guerra entre tantas que aconteceram a partir do século XX, estes analistas não revelam
que a indústria bélica é a verdadeira causa das guerras no mundo. Foi a indústria bélica,
sobretudo dos Estados Unidos, que, após o fim da União Soviética, incentivou a
manutenção da OTAN, aliança militar criada para fazer frente à União Soviética e seus
aliados após a 2ª Guerra Mundial. A decisão lógica e racional seria a dissolução da OTAN
após o fim da União Soviética como ocorreu com o Pacto de Varsóvia, aliança militar dos
países socialistas europeus.
A OTAN (Organização do Tratado do Atlântico Norte) foi criada no contexto da Guerra
Fria, em 1949 tendo como seu principal objetivo conter a expansão do socialismo na
Europa ocidental. A OTAN tem como um de seus pilares garantir a segurança de seus
países-membros, que pode ocorrer de forma diplomática ou com o uso de forças militares.
Os países-membros da OTAN fornecem parte de seu contingente militar para eventuais
ações desse porte, uma vez que a organização não possui força militar própria. Grande
parte das operações realizadas pela OTAN desenvolveu-se no Hemisfério Norte, como
no Afeganistão, Kosovo, norte da África, Oriente Médio, entre outros. Após 1990, a
OTAN realizou a invasão do Iraque sob a liderança dos Estados Unidos. Houve, também,
intervenção da OTAN liderada pelos Estados Unidos na Guerra da Bósnia que levou à
dissolução da antiga Iugoslávia em 1992.
Além da cooperação militar entre seus países-membros, a OTAN também contribui com
a Organização das Nações Unidas (ONU) como seu braço armado intervindo em áreas
consideradas perigosas por esta última organização. No século XXI, sob a liderança dos
Estados Unidos, a OTAN envolveu-se em missões no Iraque (2004) e Afeganistão (2003),
interviu na pirataria no golfo de Aden e no oceano Índico, além de realizar missões
durante a Primavera Árabe, com a derrubada do governo de Gaddafi na Líbia, em 2011 e
na tentativa de derrubada do presidente Bashar El-Assad da Síria, em 2013.
A OTAN contava até a dissolução da União Soviética com 16 países: 1) Alemanha; 2)
Bélgica; 3) Canadá; 4) Dinamarca; 5) Espanha; 6) Estados Unidos; 7) França; 8) Grécia;
9) Holanda; 10) Islândia; 11) Itália; 12) Luxemburgo; 13) Noruega; 14) Portugal; 15)
Turquia; 16) Reino Unidos. Para atender os interesses da indústria bélica, a OTAN se
expandiu, após o fim da União Soviética, atraindo mais 14 países que integraram o
sistema socialista do leste europeu como Albânia, Bulgária, Croácia, Eslováquia,
Eslovênia, Estônia, Hungria, Letônia, Lituânia, Macedônia, Montenegro, Polônia,
República Tcheca e Romênia. Com a adesão desses países iniciou-se o cerco da Rússia
que se completaria com a incorporação da Ucrânia à OTAN (Ver Figura 1). É preciso
entender que, do ponto de vista da indústria bélica, a tentativa de incorporação da Ucrânia
à OTAN levaria à reação da Rússia como está acontecendo e ao aumento de suas vendas
2
de armamentos à Ucrânia e aos países da OTAN que adquiriram mais armas para lidar
com uma possível guerra com a Rússia.
Figura 1- O cerco da Rússia pela OTAN na Europa
Fonte: https://www.bbc.com/portuguese/internacional-60129112
A quem interessa o conflito armado na Ucrânia? Não há dúvidas que o maior interessado
com o conflito é a indústria bélica com a venda de armas. Recentemente, o Congresso
dos Estados Unidos votou um projeto de lei chamado “Proteger a Ucrânia”, no valor de
US$ 500 milhões para fornecer armamento à Ucrânia. O mesmo está acontecendo com
outros países integrantes da OTAN. Pergunta-se: Mesmo bem armada, a Ucrânia teria
condições de vencer a guerra com a Rússia? A resposta é não. Além da ampla
superioridade militar, a Rússia é uma potência atômica, o que torna impossível um
confronto direto dos aliados da OTAN, à exceção dos Estados Unidos, com a Rússia.
Mas quase todos os países da região estão comprando armas, equipamentos militares e
munição.
Com 102 guerras em seu "currículo" belicoso, os Estados Unidos são, provavelmente, um
dos países mais envolvidos em ações militares do mundo que começou com a anexação
de terras do México a seu território. Não é coincidência que os Estados Unidos sejam um
dos países que mais se beneficiam economicamente de confrontos armados, já que as
maiores exportadoras de armas do mundo são norte-americanas. Para além da venda de
3
munição e armas, os Estados Unidos monetiza, também, com contratos de segurança e
treinamento militar, o que faz com que muitos membros do Congresso estadunidense
entendam as guerras como uma máquina de emprego e dinheiro. A paz, para os Estados
Unidos, poderia custar muito caro. São esses fatos que levam muitos a questionarem a
real motivação dos Estados Unidos na defesa da Ucrânia, que há anos vive em estado de
tensão com a Rússia.
Dos 10 maiores fabricantes de armas do mundo, seis são norte-americanas, sendo cinco
delas líder da indústria bélica mundial como mostra o quadro a seguir:
Fonte: https://www.poder360.com.br/internacional/100-maiores-empresas-de-armas-venderam-us-531-
bilhoes-em-2020/
Não há dúvidas que a indústria bélica patrocina a guerra na Ucrânia como promoveu
outras guerras no passado para ganhar dinheiro. A produção recorde de armamentos, cada
vez mais letais e cirúrgicos, necessita ser posta para funcionar na prática. Pudessem ser
exibidos à luz do dia, veríamos que os principais patrocinadores dessa guerra fratricida é
a indústria bélica, de ambos os lados das trincheiras. E pensar que a macabra tecnologia
que fabrica esses moedores de carne humana é desenvolvida por ex-alunos das melhores
universidades do planeta, sendo que muitas dessas máquinas da morte são financiadas
graças aos impostos pagos pela população civil. Nas mãos de celerados, essas tecnologias
mortíferas acabam promovendo o show de horrores que as emissoras de TV transmitem
ao vivo e a cores. O absurdo é observar que os alvos dispostos para receber os tiros
certeiros dos mísseis de última tecnologia, orgulho da capacidade bélica de um povo, são
justamente casas de civis, escolas, hospitais, praças, igrejas e outros monumentos
construídos para celebrarem a vida em comunidade e a paz entre as pessoas. O que o
mundo assiste agora em tempo real é ao show da morte de sempre.
4
Fica evidente que, enquanto houver indústria bélica no mundo, as guerras continuarão a
proliferar em todo o planeta. A paz no mundo só acontecerá quando houver o
desarmamento de todos os países e a cessação da fabricação de armas.
* Fernando Alcoforado, 82, condecorado com a Medalha do Mérito da Engenharia do Sistema
CONFEA/CREA, membro da Academia Baiana de Educação, engenheiro e doutor em Planejamento
Territorial e Desenvolvimento Regional pela Universidade de Barcelona, professor universitário e consultor
nas áreas de planejamento estratégico, planejamento empresarial, planejamento regional e planejamento de
sistemas energéticos, é autor dos livros Globalização (Editora Nobel, São Paulo, 1997), De Collor a FHC-
O Brasil e a Nova (Des)ordem Mundial (Editora Nobel, São Paulo, 1998), Um Projeto para o Brasil
(Editora Nobel, São Paulo, 2000), Os condicionantes do desenvolvimento do Estado da Bahia (Tese de
doutorado. Universidade de Barcelona,http://www.tesisenred.net/handle/10803/1944, 2003),
Globalização e Desenvolvimento (Editora Nobel, São Paulo, 2006), Bahia- Desenvolvimento do Século XVI
ao Século XX e Objetivos Estratégicos na Era Contemporânea (EGBA, Salvador, 2008), The Necessary
Conditions of the Economic and Social Development- The Case of the State of Bahia (VDM Verlag Dr.
Müller Aktiengesellschaft & Co. KG, Saarbrücken, Germany, 2010), Aquecimento Global e Catástrofe
Planetária (Viena- Editora e Gráfica, Santa Cruz do Rio Pardo, São Paulo, 2010), Amazônia Sustentável-
Para o progresso do Brasil e combate ao aquecimento global (Viena- Editora e Gráfica, Santa Cruz do Rio
Pardo, São Paulo, 2011), Os Fatores Condicionantes do Desenvolvimento Econômico e Social (Editora
CRV, Curitiba, 2012), Energia no Mundo e no Brasil- Energia e Mudança Climática Catastrófica no
Século XXI (Editora CRV, Curitiba, 2015), As Grandes Revoluções Científicas, Econômicas e Sociais que
Mudaram o Mundo (Editora CRV, Curitiba, 2016), A Invenção de um novo Brasil (Editora CRV, Curitiba,
2017), Esquerda x Direita e a sua convergência (Associação Baiana de Imprensa, Salvador, 2018, em co-
autoria), Como inventar o futuro para mudar o mundo (Editora CRV, Curitiba, 2019) e A humanidade
ameaçada e as estratégias para sua sobrevivência (Editora Dialética, São Paulo, 2021).

Recomendados

Fffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffff[1][1]
Fffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffff[1][1]Fffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffff[1][1]
Fffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffff[1][1]Gustavo Assunção
 
Antecedentesgeopoliticoseestrategico
AntecedentesgeopoliticoseestrategicoAntecedentesgeopoliticoseestrategico
Antecedentesgeopoliticoseestrategicoborgesnuria
 
O mundo saído da 2ª guerra mundial
O mundo saído da 2ª guerra mundialO mundo saído da 2ª guerra mundial
O mundo saído da 2ª guerra mundialJosé Palma
 
Guerra Fria - Geometria e História
Guerra Fria - Geometria e HistóriaGuerra Fria - Geometria e História
Guerra Fria - Geometria e Históriakikirinhabt
 
1178 la atu_con_01e_001_021_003_002_005 (1)
1178 la atu_con_01e_001_021_003_002_005 (1)1178 la atu_con_01e_001_021_003_002_005 (1)
1178 la atu_con_01e_001_021_003_002_005 (1)Marcia Valeria
 
Fundamentos da hegemonia dos eua a partir da década de 80 do século xx
Fundamentos da hegemonia dos eua a partir da década de 80 do século xxFundamentos da hegemonia dos eua a partir da década de 80 do século xx
Fundamentos da hegemonia dos eua a partir da década de 80 do século xxAlexandra Matos
 
AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS Nº 618 an 02 maiol 2017.
AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS Nº 618 an 02 maiol 2017.AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS Nº 618 an 02 maiol 2017.
AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS Nº 618 an 02 maiol 2017.Roberto Rabat Chame
 
As aventuras guerreiras do império da pastilha elástica
As aventuras guerreiras do império da pastilha elásticaAs aventuras guerreiras do império da pastilha elástica
As aventuras guerreiras do império da pastilha elásticaGRAZIA TANTA
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A Hegemonia dos EUA
A Hegemonia dos EUAA Hegemonia dos EUA
A Hegemonia dos EUAJoão Lima
 
Aula de Geografia - Pesquisa e Ação
Aula de Geografia - Pesquisa e AçãoAula de Geografia - Pesquisa e Ação
Aula de Geografia - Pesquisa e AçãoEditora Moderna
 
Sim his ge0_09_10
Sim his ge0_09_10Sim his ge0_09_10
Sim his ge0_09_10ledaesteves
 
Aula Sobre QuestõEs PolíTicas Do Brasil E O Mundo
Aula Sobre QuestõEs PolíTicas Do Brasil E O MundoAula Sobre QuestõEs PolíTicas Do Brasil E O Mundo
Aula Sobre QuestõEs PolíTicas Do Brasil E O MundoProfMario De Mori
 
As Guerras do Golfo (Guerra do Golfo e do Iraque)
As Guerras do Golfo (Guerra do Golfo e do Iraque)As Guerras do Golfo (Guerra do Golfo e do Iraque)
As Guerras do Golfo (Guerra do Golfo e do Iraque)Jennifer Helen
 
Artigo arlene clemesha_para_a_mouro_[final]
Artigo arlene clemesha_para_a_mouro_[final]Artigo arlene clemesha_para_a_mouro_[final]
Artigo arlene clemesha_para_a_mouro_[final]Arlene Clemesha
 
O mundo saido da guerra
O mundo saido da guerraO mundo saido da guerra
O mundo saido da guerraJoana Ferreira
 
Guerra fria foi o nome dado a um conflito após a segunda guerra mundial
Guerra fria foi o nome dado a um conflito após a segunda guerra mundialGuerra fria foi o nome dado a um conflito após a segunda guerra mundial
Guerra fria foi o nome dado a um conflito após a segunda guerra mundialJoaquim C S Barbosa
 

Mais procurados (19)

Guerra fria
Guerra friaGuerra fria
Guerra fria
 
A Hegemonia dos EUA
A Hegemonia dos EUAA Hegemonia dos EUA
A Hegemonia dos EUA
 
Guerra fria
Guerra friaGuerra fria
Guerra fria
 
Slide 1
Slide 1Slide 1
Slide 1
 
Texto fragmentado
Texto fragmentadoTexto fragmentado
Texto fragmentado
 
Aula de Geografia - Pesquisa e Ação
Aula de Geografia - Pesquisa e AçãoAula de Geografia - Pesquisa e Ação
Aula de Geografia - Pesquisa e Ação
 
O mundo após a II guerra mundial
O mundo após a II guerra mundialO mundo após a II guerra mundial
O mundo após a II guerra mundial
 
Eua poderio militar
Eua poderio militarEua poderio militar
Eua poderio militar
 
Sim his ge0_09_10
Sim his ge0_09_10Sim his ge0_09_10
Sim his ge0_09_10
 
Nicolas c. 9ºb
Nicolas c. 9ºbNicolas c. 9ºb
Nicolas c. 9ºb
 
Aula Sobre QuestõEs PolíTicas Do Brasil E O Mundo
Aula Sobre QuestõEs PolíTicas Do Brasil E O MundoAula Sobre QuestõEs PolíTicas Do Brasil E O Mundo
Aula Sobre QuestõEs PolíTicas Do Brasil E O Mundo
 
Plano de Aula - Domínios na Guerra Fria
Plano de Aula  - Domínios na Guerra FriaPlano de Aula  - Domínios na Guerra Fria
Plano de Aula - Domínios na Guerra Fria
 
Guerra do-golfo
Guerra do-golfoGuerra do-golfo
Guerra do-golfo
 
A guerra do golfo e do iraque
A guerra do golfo e do iraqueA guerra do golfo e do iraque
A guerra do golfo e do iraque
 
As Guerras do Golfo (Guerra do Golfo e do Iraque)
As Guerras do Golfo (Guerra do Golfo e do Iraque)As Guerras do Golfo (Guerra do Golfo e do Iraque)
As Guerras do Golfo (Guerra do Golfo e do Iraque)
 
Artigo arlene clemesha_para_a_mouro_[final]
Artigo arlene clemesha_para_a_mouro_[final]Artigo arlene clemesha_para_a_mouro_[final]
Artigo arlene clemesha_para_a_mouro_[final]
 
O mundo saido da guerra
O mundo saido da guerraO mundo saido da guerra
O mundo saido da guerra
 
Guerra fria foi o nome dado a um conflito após a segunda guerra mundial
Guerra fria foi o nome dado a um conflito após a segunda guerra mundialGuerra fria foi o nome dado a um conflito após a segunda guerra mundial
Guerra fria foi o nome dado a um conflito após a segunda guerra mundial
 
Geopolítica
GeopolíticaGeopolítica
Geopolítica
 

Semelhante a A VERDADEIRA CAUSA DA GUERRA NA UCRÂNIA E DAS GUERRAS ATUAIS NO MUNDO

Ucrânia em ebulição e suas consequências
Ucrânia em ebulição e suas consequênciasUcrânia em ebulição e suas consequências
Ucrânia em ebulição e suas consequênciasRoberto Rabat Chame
 
Ucrânia em ebulição e suas consequências
Ucrânia em ebulição e suas consequênciasUcrânia em ebulição e suas consequências
Ucrânia em ebulição e suas consequênciasFernando Alcoforado
 
A 3ª GUERRA MUNDIAL E OS RESPONSÁVEIS POR SUA ECLOSÃO.pdf
A 3ª GUERRA MUNDIAL E OS RESPONSÁVEIS POR SUA ECLOSÃO.pdfA 3ª GUERRA MUNDIAL E OS RESPONSÁVEIS POR SUA ECLOSÃO.pdf
A 3ª GUERRA MUNDIAL E OS RESPONSÁVEIS POR SUA ECLOSÃO.pdfFaga1939
 
9º-HIS-4ª-quinzena-2º-corte-pdf-1.pdf
9º-HIS-4ª-quinzena-2º-corte-pdf-1.pdf9º-HIS-4ª-quinzena-2º-corte-pdf-1.pdf
9º-HIS-4ª-quinzena-2º-corte-pdf-1.pdfNivea Neves
 
Módulo 8 unidade 1.2 guerra fria
Módulo 8 unidade 1.2 guerra friaMódulo 8 unidade 1.2 guerra fria
Módulo 8 unidade 1.2 guerra friaangelamoliveira
 
História rafael - guerra fria - cursinho intensivo e sábado
História   rafael  - guerra fria - cursinho intensivo e sábadoHistória   rafael  - guerra fria - cursinho intensivo e sábado
História rafael - guerra fria - cursinho intensivo e sábadoRafael Noronha
 
História 9º ano slide Guerra Fria
História   9º ano slide Guerra FriaHistória   9º ano slide Guerra Fria
História 9º ano slide Guerra FriaJanaína Bindá
 
Guerra fria 1
Guerra fria 1Guerra fria 1
Guerra fria 1luisapint
 
Guerra fria - O mundo bipolar
Guerra fria - O mundo bipolar Guerra fria - O mundo bipolar
Guerra fria - O mundo bipolar Elizangela Silva
 
Guerra Fria - Geometria e História
Guerra Fria - Geometria e HistóriaGuerra Fria - Geometria e História
Guerra Fria - Geometria e Históriakikirinhabt
 
Guerra Fria - História e Geometria
Guerra Fria - História e GeometriaGuerra Fria - História e Geometria
Guerra Fria - História e Geometriakikirinhabt
 
Guerra Fria - Geometria e História
Guerra Fria - Geometria e HistóriaGuerra Fria - Geometria e História
Guerra Fria - Geometria e Históriakikirinhabt
 
Guerra Fria - História e Geometria
Guerra Fria - História e GeometriaGuerra Fria - História e Geometria
Guerra Fria - História e Geometriakikirinhabt
 
Guerra Fria - Geometria e História
Guerra Fria - Geometria e HistóriaGuerra Fria - Geometria e História
Guerra Fria - Geometria e Históriakikirinhabt
 
Guerra Fria - Geometria e História
Guerra Fria - Geometria e HistóriaGuerra Fria - Geometria e História
Guerra Fria - Geometria e Históriakikirinhabt
 
Guerra Fria - Geometria e História
Guerra Fria - Geometria e HistóriaGuerra Fria - Geometria e História
Guerra Fria - Geometria e Históriakikirinhabt
 

Semelhante a A VERDADEIRA CAUSA DA GUERRA NA UCRÂNIA E DAS GUERRAS ATUAIS NO MUNDO (20)

QUIZ PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL.pptx
QUIZ PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL.pptxQUIZ PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL.pptx
QUIZ PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL.pptx
 
Ucrânia em ebulição e suas consequências
Ucrânia em ebulição e suas consequênciasUcrânia em ebulição e suas consequências
Ucrânia em ebulição e suas consequências
 
Ucrânia em ebulição e suas consequências
Ucrânia em ebulição e suas consequênciasUcrânia em ebulição e suas consequências
Ucrânia em ebulição e suas consequências
 
A 3ª GUERRA MUNDIAL E OS RESPONSÁVEIS POR SUA ECLOSÃO.pdf
A 3ª GUERRA MUNDIAL E OS RESPONSÁVEIS POR SUA ECLOSÃO.pdfA 3ª GUERRA MUNDIAL E OS RESPONSÁVEIS POR SUA ECLOSÃO.pdf
A 3ª GUERRA MUNDIAL E OS RESPONSÁVEIS POR SUA ECLOSÃO.pdf
 
19-GUERRA-FRIA-2019-LISTA.pdf
19-GUERRA-FRIA-2019-LISTA.pdf19-GUERRA-FRIA-2019-LISTA.pdf
19-GUERRA-FRIA-2019-LISTA.pdf
 
9º-HIS-4ª-quinzena-2º-corte-pdf-1.pdf
9º-HIS-4ª-quinzena-2º-corte-pdf-1.pdf9º-HIS-4ª-quinzena-2º-corte-pdf-1.pdf
9º-HIS-4ª-quinzena-2º-corte-pdf-1.pdf
 
O mundo bipolar
O mundo bipolarO mundo bipolar
O mundo bipolar
 
Módulo 8 unidade 1.2 guerra fria
Módulo 8 unidade 1.2 guerra friaMódulo 8 unidade 1.2 guerra fria
Módulo 8 unidade 1.2 guerra fria
 
História rafael - guerra fria - cursinho intensivo e sábado
História   rafael  - guerra fria - cursinho intensivo e sábadoHistória   rafael  - guerra fria - cursinho intensivo e sábado
História rafael - guerra fria - cursinho intensivo e sábado
 
História 9º ano slide Guerra Fria
História   9º ano slide Guerra FriaHistória   9º ano slide Guerra Fria
História 9º ano slide Guerra Fria
 
Guerra fria 1
Guerra fria 1Guerra fria 1
Guerra fria 1
 
Guerra fria - O mundo bipolar
Guerra fria - O mundo bipolar Guerra fria - O mundo bipolar
Guerra fria - O mundo bipolar
 
Guerra fria
Guerra friaGuerra fria
Guerra fria
 
Guerra Fria - Geometria e História
Guerra Fria - Geometria e HistóriaGuerra Fria - Geometria e História
Guerra Fria - Geometria e História
 
Guerra Fria - História e Geometria
Guerra Fria - História e GeometriaGuerra Fria - História e Geometria
Guerra Fria - História e Geometria
 
Guerra Fria - Geometria e História
Guerra Fria - Geometria e HistóriaGuerra Fria - Geometria e História
Guerra Fria - Geometria e História
 
Guerra Fria - História e Geometria
Guerra Fria - História e GeometriaGuerra Fria - História e Geometria
Guerra Fria - História e Geometria
 
Guerra Fria - Geometria e História
Guerra Fria - Geometria e HistóriaGuerra Fria - Geometria e História
Guerra Fria - Geometria e História
 
Guerra Fria - Geometria e História
Guerra Fria - Geometria e HistóriaGuerra Fria - Geometria e História
Guerra Fria - Geometria e História
 
Guerra Fria - Geometria e História
Guerra Fria - Geometria e HistóriaGuerra Fria - Geometria e História
Guerra Fria - Geometria e História
 

Mais de Fernando Alcoforado

LES GRANDES INVENTIONS DU TRANSPORT PAR EAU À TRAVERS L'HISTOIRE ET LEUR ÉVOL...
LES GRANDES INVENTIONS DU TRANSPORT PAR EAU À TRAVERS L'HISTOIRE ET LEUR ÉVOL...LES GRANDES INVENTIONS DU TRANSPORT PAR EAU À TRAVERS L'HISTOIRE ET LEUR ÉVOL...
LES GRANDES INVENTIONS DU TRANSPORT PAR EAU À TRAVERS L'HISTOIRE ET LEUR ÉVOL...Fernando Alcoforado
 
THE GREAT INVENTIONS IN WATERWAY TRANSPORT THROUGHOUT HISTORY AND THEIR FUTUR...
THE GREAT INVENTIONS IN WATERWAY TRANSPORT THROUGHOUT HISTORY AND THEIR FUTUR...THE GREAT INVENTIONS IN WATERWAY TRANSPORT THROUGHOUT HISTORY AND THEIR FUTUR...
THE GREAT INVENTIONS IN WATERWAY TRANSPORT THROUGHOUT HISTORY AND THEIR FUTUR...Fernando Alcoforado
 
AS GRANDES INVENÇÕES NO TRANSPORTE HIDROVIÁRIO AO LONGO DA HISTÓRIA E SUA FUT...
AS GRANDES INVENÇÕES NO TRANSPORTE HIDROVIÁRIO AO LONGO DA HISTÓRIA E SUA FUT...AS GRANDES INVENÇÕES NO TRANSPORTE HIDROVIÁRIO AO LONGO DA HISTÓRIA E SUA FUT...
AS GRANDES INVENÇÕES NO TRANSPORTE HIDROVIÁRIO AO LONGO DA HISTÓRIA E SUA FUT...Fernando Alcoforado
 
LA GUERRE EN UKRAINE ET LA FIN DE LA MONDIALISATION CONTEMPORAINE
LA GUERRE EN UKRAINE ET LA FIN DE LA MONDIALISATION CONTEMPORAINELA GUERRE EN UKRAINE ET LA FIN DE LA MONDIALISATION CONTEMPORAINE
LA GUERRE EN UKRAINE ET LA FIN DE LA MONDIALISATION CONTEMPORAINEFernando Alcoforado
 
A GUERRA NA UCRÂNIA E O FIM DA GLOBALIZAÇÃO CONTEMPORÂNEA
A GUERRA NA UCRÂNIA E O FIM DA GLOBALIZAÇÃO CONTEMPORÂNEAA GUERRA NA UCRÂNIA E O FIM DA GLOBALIZAÇÃO CONTEMPORÂNEA
A GUERRA NA UCRÂNIA E O FIM DA GLOBALIZAÇÃO CONTEMPORÂNEAFernando Alcoforado
 
COMO PROMOVER O DESENVOLVIMENTO DO SISTEMA DE EDUCAÇÃO DA BAHIA
COMO PROMOVER O DESENVOLVIMENTO DO SISTEMA DE EDUCAÇÃO DA BAHIA COMO PROMOVER O DESENVOLVIMENTO DO SISTEMA DE EDUCAÇÃO DA BAHIA
COMO PROMOVER O DESENVOLVIMENTO DO SISTEMA DE EDUCAÇÃO DA BAHIA Fernando Alcoforado
 
FOUS ET AVEUGLES CONDUISENT LE MONDE VERS LA NOUVELLE GUERRE MONDIALE
FOUS ET AVEUGLES CONDUISENT LE MONDE VERS LA NOUVELLE GUERRE MONDIALEFOUS ET AVEUGLES CONDUISENT LE MONDE VERS LA NOUVELLE GUERRE MONDIALE
FOUS ET AVEUGLES CONDUISENT LE MONDE VERS LA NOUVELLE GUERRE MONDIALEFernando Alcoforado
 
MADMEN AND BLIND LEAD THE WORLD TOWARDS THE NEW WORLD WAR
MADMEN AND BLIND LEAD THE WORLD TOWARDS THE NEW WORLD WAR MADMEN AND BLIND LEAD THE WORLD TOWARDS THE NEW WORLD WAR
MADMEN AND BLIND LEAD THE WORLD TOWARDS THE NEW WORLD WAR Fernando Alcoforado
 
LEÇONS DE LA GUERRE ENTRE LA RUSSIE ET L'UKRAINE
LEÇONS DE LA GUERRE ENTRE LA RUSSIE ET L'UKRAINE  LEÇONS DE LA GUERRE ENTRE LA RUSSIE ET L'UKRAINE
LEÇONS DE LA GUERRE ENTRE LA RUSSIE ET L'UKRAINE Fernando Alcoforado
 
A ENGENHARIA COMO SOLUÇÃO PARA EVITAR ALAGAMENTOS, ENCHENTES E INUNDAÇÕES NAS...
A ENGENHARIA COMO SOLUÇÃO PARA EVITAR ALAGAMENTOS, ENCHENTES E INUNDAÇÕES NAS...A ENGENHARIA COMO SOLUÇÃO PARA EVITAR ALAGAMENTOS, ENCHENTES E INUNDAÇÕES NAS...
A ENGENHARIA COMO SOLUÇÃO PARA EVITAR ALAGAMENTOS, ENCHENTES E INUNDAÇÕES NAS...Fernando Alcoforado
 
CENÁRIOS FUTUROS DA GUERRA ENTRE RÚSSIA E UCRÂNIA
CENÁRIOS FUTUROS DA GUERRA ENTRE RÚSSIA E UCRÂNIACENÁRIOS FUTUROS DA GUERRA ENTRE RÚSSIA E UCRÂNIA
CENÁRIOS FUTUROS DA GUERRA ENTRE RÚSSIA E UCRÂNIAFernando Alcoforado
 
COMO LIDAR COM AS ENCHENTES NO BRASIL
COMO LIDAR COM AS ENCHENTES NO BRASILCOMO LIDAR COM AS ENCHENTES NO BRASIL
COMO LIDAR COM AS ENCHENTES NO BRASILFernando Alcoforado
 
A GÊNESE DA RIQUEZA E DA POBREZA NA ERA CONTEMPORÂNEA
A GÊNESE DA RIQUEZA E DA POBREZA NA ERA CONTEMPORÂNEAA GÊNESE DA RIQUEZA E DA POBREZA NA ERA CONTEMPORÂNEA
A GÊNESE DA RIQUEZA E DA POBREZA NA ERA CONTEMPORÂNEAFernando Alcoforado
 
THE GREAT INVENTIONS OF LAND AND PIPELINE TRANSPORT IN HISTORY AND ITS FUTURE...
THE GREAT INVENTIONS OF LAND AND PIPELINE TRANSPORT IN HISTORY AND ITS FUTURE...THE GREAT INVENTIONS OF LAND AND PIPELINE TRANSPORT IN HISTORY AND ITS FUTURE...
THE GREAT INVENTIONS OF LAND AND PIPELINE TRANSPORT IN HISTORY AND ITS FUTURE...Fernando Alcoforado
 
AS GRANDES INVENÇÕES NO TRANSPORTE TERRESTRE E DUTOVIÁRIO DA HISTÓRIA E SUA F...
AS GRANDES INVENÇÕES NO TRANSPORTE TERRESTRE E DUTOVIÁRIO DA HISTÓRIA E SUA F...AS GRANDES INVENÇÕES NO TRANSPORTE TERRESTRE E DUTOVIÁRIO DA HISTÓRIA E SUA F...
AS GRANDES INVENÇÕES NO TRANSPORTE TERRESTRE E DUTOVIÁRIO DA HISTÓRIA E SUA F...Fernando Alcoforado
 
O CONFLITO RÚSSIA E UCRÂNIA COMO NOVO FOCO DE GUERRA NO MUNDO
O CONFLITO RÚSSIA E UCRÂNIA COMO NOVO FOCO DE GUERRA NO MUNDO O CONFLITO RÚSSIA E UCRÂNIA COMO NOVO FOCO DE GUERRA NO MUNDO
O CONFLITO RÚSSIA E UCRÂNIA COMO NOVO FOCO DE GUERRA NO MUNDO Fernando Alcoforado
 
THE RUSSIA AND UKRAINE CONFLICT AS A NEW FOCUS OF WAR IN THE WORLD
THE RUSSIA AND UKRAINE CONFLICT AS A NEW FOCUS OF WAR IN THE WORLDTHE RUSSIA AND UKRAINE CONFLICT AS A NEW FOCUS OF WAR IN THE WORLD
THE RUSSIA AND UKRAINE CONFLICT AS A NEW FOCUS OF WAR IN THE WORLDFernando Alcoforado
 
LE CONFLIT RUSSIE ET UKRAINE COMME NOUVEAU FOYER DE GUERRE DANS LE MONDE
LE CONFLIT RUSSIE ET UKRAINE COMME NOUVEAU FOYER DE GUERRE DANS LE MONDELE CONFLIT RUSSIE ET UKRAINE COMME NOUVEAU FOYER DE GUERRE DANS LE MONDE
LE CONFLIT RUSSIE ET UKRAINE COMME NOUVEAU FOYER DE GUERRE DANS LE MONDEFernando Alcoforado
 
THE MODEL OF ECONOMIC AND SOCIAL DEVELOPMENT BRAZIL NEEDS
THE MODEL OF ECONOMIC AND SOCIAL DEVELOPMENT BRAZIL NEEDSTHE MODEL OF ECONOMIC AND SOCIAL DEVELOPMENT BRAZIL NEEDS
THE MODEL OF ECONOMIC AND SOCIAL DEVELOPMENT BRAZIL NEEDSFernando Alcoforado
 
O MODELO DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL DE QUE O BRASIL PRECISA
O MODELO DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL DE QUE O BRASIL PRECISA O MODELO DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL DE QUE O BRASIL PRECISA
O MODELO DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL DE QUE O BRASIL PRECISA Fernando Alcoforado
 

Mais de Fernando Alcoforado (20)

LES GRANDES INVENTIONS DU TRANSPORT PAR EAU À TRAVERS L'HISTOIRE ET LEUR ÉVOL...
LES GRANDES INVENTIONS DU TRANSPORT PAR EAU À TRAVERS L'HISTOIRE ET LEUR ÉVOL...LES GRANDES INVENTIONS DU TRANSPORT PAR EAU À TRAVERS L'HISTOIRE ET LEUR ÉVOL...
LES GRANDES INVENTIONS DU TRANSPORT PAR EAU À TRAVERS L'HISTOIRE ET LEUR ÉVOL...
 
THE GREAT INVENTIONS IN WATERWAY TRANSPORT THROUGHOUT HISTORY AND THEIR FUTUR...
THE GREAT INVENTIONS IN WATERWAY TRANSPORT THROUGHOUT HISTORY AND THEIR FUTUR...THE GREAT INVENTIONS IN WATERWAY TRANSPORT THROUGHOUT HISTORY AND THEIR FUTUR...
THE GREAT INVENTIONS IN WATERWAY TRANSPORT THROUGHOUT HISTORY AND THEIR FUTUR...
 
AS GRANDES INVENÇÕES NO TRANSPORTE HIDROVIÁRIO AO LONGO DA HISTÓRIA E SUA FUT...
AS GRANDES INVENÇÕES NO TRANSPORTE HIDROVIÁRIO AO LONGO DA HISTÓRIA E SUA FUT...AS GRANDES INVENÇÕES NO TRANSPORTE HIDROVIÁRIO AO LONGO DA HISTÓRIA E SUA FUT...
AS GRANDES INVENÇÕES NO TRANSPORTE HIDROVIÁRIO AO LONGO DA HISTÓRIA E SUA FUT...
 
LA GUERRE EN UKRAINE ET LA FIN DE LA MONDIALISATION CONTEMPORAINE
LA GUERRE EN UKRAINE ET LA FIN DE LA MONDIALISATION CONTEMPORAINELA GUERRE EN UKRAINE ET LA FIN DE LA MONDIALISATION CONTEMPORAINE
LA GUERRE EN UKRAINE ET LA FIN DE LA MONDIALISATION CONTEMPORAINE
 
A GUERRA NA UCRÂNIA E O FIM DA GLOBALIZAÇÃO CONTEMPORÂNEA
A GUERRA NA UCRÂNIA E O FIM DA GLOBALIZAÇÃO CONTEMPORÂNEAA GUERRA NA UCRÂNIA E O FIM DA GLOBALIZAÇÃO CONTEMPORÂNEA
A GUERRA NA UCRÂNIA E O FIM DA GLOBALIZAÇÃO CONTEMPORÂNEA
 
COMO PROMOVER O DESENVOLVIMENTO DO SISTEMA DE EDUCAÇÃO DA BAHIA
COMO PROMOVER O DESENVOLVIMENTO DO SISTEMA DE EDUCAÇÃO DA BAHIA COMO PROMOVER O DESENVOLVIMENTO DO SISTEMA DE EDUCAÇÃO DA BAHIA
COMO PROMOVER O DESENVOLVIMENTO DO SISTEMA DE EDUCAÇÃO DA BAHIA
 
FOUS ET AVEUGLES CONDUISENT LE MONDE VERS LA NOUVELLE GUERRE MONDIALE
FOUS ET AVEUGLES CONDUISENT LE MONDE VERS LA NOUVELLE GUERRE MONDIALEFOUS ET AVEUGLES CONDUISENT LE MONDE VERS LA NOUVELLE GUERRE MONDIALE
FOUS ET AVEUGLES CONDUISENT LE MONDE VERS LA NOUVELLE GUERRE MONDIALE
 
MADMEN AND BLIND LEAD THE WORLD TOWARDS THE NEW WORLD WAR
MADMEN AND BLIND LEAD THE WORLD TOWARDS THE NEW WORLD WAR MADMEN AND BLIND LEAD THE WORLD TOWARDS THE NEW WORLD WAR
MADMEN AND BLIND LEAD THE WORLD TOWARDS THE NEW WORLD WAR
 
LEÇONS DE LA GUERRE ENTRE LA RUSSIE ET L'UKRAINE
LEÇONS DE LA GUERRE ENTRE LA RUSSIE ET L'UKRAINE  LEÇONS DE LA GUERRE ENTRE LA RUSSIE ET L'UKRAINE
LEÇONS DE LA GUERRE ENTRE LA RUSSIE ET L'UKRAINE
 
A ENGENHARIA COMO SOLUÇÃO PARA EVITAR ALAGAMENTOS, ENCHENTES E INUNDAÇÕES NAS...
A ENGENHARIA COMO SOLUÇÃO PARA EVITAR ALAGAMENTOS, ENCHENTES E INUNDAÇÕES NAS...A ENGENHARIA COMO SOLUÇÃO PARA EVITAR ALAGAMENTOS, ENCHENTES E INUNDAÇÕES NAS...
A ENGENHARIA COMO SOLUÇÃO PARA EVITAR ALAGAMENTOS, ENCHENTES E INUNDAÇÕES NAS...
 
CENÁRIOS FUTUROS DA GUERRA ENTRE RÚSSIA E UCRÂNIA
CENÁRIOS FUTUROS DA GUERRA ENTRE RÚSSIA E UCRÂNIACENÁRIOS FUTUROS DA GUERRA ENTRE RÚSSIA E UCRÂNIA
CENÁRIOS FUTUROS DA GUERRA ENTRE RÚSSIA E UCRÂNIA
 
COMO LIDAR COM AS ENCHENTES NO BRASIL
COMO LIDAR COM AS ENCHENTES NO BRASILCOMO LIDAR COM AS ENCHENTES NO BRASIL
COMO LIDAR COM AS ENCHENTES NO BRASIL
 
A GÊNESE DA RIQUEZA E DA POBREZA NA ERA CONTEMPORÂNEA
A GÊNESE DA RIQUEZA E DA POBREZA NA ERA CONTEMPORÂNEAA GÊNESE DA RIQUEZA E DA POBREZA NA ERA CONTEMPORÂNEA
A GÊNESE DA RIQUEZA E DA POBREZA NA ERA CONTEMPORÂNEA
 
THE GREAT INVENTIONS OF LAND AND PIPELINE TRANSPORT IN HISTORY AND ITS FUTURE...
THE GREAT INVENTIONS OF LAND AND PIPELINE TRANSPORT IN HISTORY AND ITS FUTURE...THE GREAT INVENTIONS OF LAND AND PIPELINE TRANSPORT IN HISTORY AND ITS FUTURE...
THE GREAT INVENTIONS OF LAND AND PIPELINE TRANSPORT IN HISTORY AND ITS FUTURE...
 
AS GRANDES INVENÇÕES NO TRANSPORTE TERRESTRE E DUTOVIÁRIO DA HISTÓRIA E SUA F...
AS GRANDES INVENÇÕES NO TRANSPORTE TERRESTRE E DUTOVIÁRIO DA HISTÓRIA E SUA F...AS GRANDES INVENÇÕES NO TRANSPORTE TERRESTRE E DUTOVIÁRIO DA HISTÓRIA E SUA F...
AS GRANDES INVENÇÕES NO TRANSPORTE TERRESTRE E DUTOVIÁRIO DA HISTÓRIA E SUA F...
 
O CONFLITO RÚSSIA E UCRÂNIA COMO NOVO FOCO DE GUERRA NO MUNDO
O CONFLITO RÚSSIA E UCRÂNIA COMO NOVO FOCO DE GUERRA NO MUNDO O CONFLITO RÚSSIA E UCRÂNIA COMO NOVO FOCO DE GUERRA NO MUNDO
O CONFLITO RÚSSIA E UCRÂNIA COMO NOVO FOCO DE GUERRA NO MUNDO
 
THE RUSSIA AND UKRAINE CONFLICT AS A NEW FOCUS OF WAR IN THE WORLD
THE RUSSIA AND UKRAINE CONFLICT AS A NEW FOCUS OF WAR IN THE WORLDTHE RUSSIA AND UKRAINE CONFLICT AS A NEW FOCUS OF WAR IN THE WORLD
THE RUSSIA AND UKRAINE CONFLICT AS A NEW FOCUS OF WAR IN THE WORLD
 
LE CONFLIT RUSSIE ET UKRAINE COMME NOUVEAU FOYER DE GUERRE DANS LE MONDE
LE CONFLIT RUSSIE ET UKRAINE COMME NOUVEAU FOYER DE GUERRE DANS LE MONDELE CONFLIT RUSSIE ET UKRAINE COMME NOUVEAU FOYER DE GUERRE DANS LE MONDE
LE CONFLIT RUSSIE ET UKRAINE COMME NOUVEAU FOYER DE GUERRE DANS LE MONDE
 
THE MODEL OF ECONOMIC AND SOCIAL DEVELOPMENT BRAZIL NEEDS
THE MODEL OF ECONOMIC AND SOCIAL DEVELOPMENT BRAZIL NEEDSTHE MODEL OF ECONOMIC AND SOCIAL DEVELOPMENT BRAZIL NEEDS
THE MODEL OF ECONOMIC AND SOCIAL DEVELOPMENT BRAZIL NEEDS
 
O MODELO DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL DE QUE O BRASIL PRECISA
O MODELO DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL DE QUE O BRASIL PRECISA O MODELO DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL DE QUE O BRASIL PRECISA
O MODELO DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL DE QUE O BRASIL PRECISA
 

A VERDADEIRA CAUSA DA GUERRA NA UCRÂNIA E DAS GUERRAS ATUAIS NO MUNDO

  • 1. 1 A VERDADEIRA CAUSA DA GUERRA NA UCRÂNIA E DAS GUERRAS ATUAIS NO MUNDO Fernando Alcoforado* Este artigo tem por objetivo mostrar os verdadeiros responsáveis pela eclosão de guerras no mundo como a que envolve a Rússia e a Ucrânia no momento atual e das guerras que ocorreram desde o início do século XX até a era contemporânea. A verdadeira causa da guerra entre a Rússia e a Ucrânia não está sendo considerada por muitos analistas de política internacional. Por ignorância ou por estarem a serviço de quem fomenta esta guerra entre tantas que aconteceram a partir do século XX, estes analistas não revelam que a indústria bélica é a verdadeira causa das guerras no mundo. Foi a indústria bélica, sobretudo dos Estados Unidos, que, após o fim da União Soviética, incentivou a manutenção da OTAN, aliança militar criada para fazer frente à União Soviética e seus aliados após a 2ª Guerra Mundial. A decisão lógica e racional seria a dissolução da OTAN após o fim da União Soviética como ocorreu com o Pacto de Varsóvia, aliança militar dos países socialistas europeus. A OTAN (Organização do Tratado do Atlântico Norte) foi criada no contexto da Guerra Fria, em 1949 tendo como seu principal objetivo conter a expansão do socialismo na Europa ocidental. A OTAN tem como um de seus pilares garantir a segurança de seus países-membros, que pode ocorrer de forma diplomática ou com o uso de forças militares. Os países-membros da OTAN fornecem parte de seu contingente militar para eventuais ações desse porte, uma vez que a organização não possui força militar própria. Grande parte das operações realizadas pela OTAN desenvolveu-se no Hemisfério Norte, como no Afeganistão, Kosovo, norte da África, Oriente Médio, entre outros. Após 1990, a OTAN realizou a invasão do Iraque sob a liderança dos Estados Unidos. Houve, também, intervenção da OTAN liderada pelos Estados Unidos na Guerra da Bósnia que levou à dissolução da antiga Iugoslávia em 1992. Além da cooperação militar entre seus países-membros, a OTAN também contribui com a Organização das Nações Unidas (ONU) como seu braço armado intervindo em áreas consideradas perigosas por esta última organização. No século XXI, sob a liderança dos Estados Unidos, a OTAN envolveu-se em missões no Iraque (2004) e Afeganistão (2003), interviu na pirataria no golfo de Aden e no oceano Índico, além de realizar missões durante a Primavera Árabe, com a derrubada do governo de Gaddafi na Líbia, em 2011 e na tentativa de derrubada do presidente Bashar El-Assad da Síria, em 2013. A OTAN contava até a dissolução da União Soviética com 16 países: 1) Alemanha; 2) Bélgica; 3) Canadá; 4) Dinamarca; 5) Espanha; 6) Estados Unidos; 7) França; 8) Grécia; 9) Holanda; 10) Islândia; 11) Itália; 12) Luxemburgo; 13) Noruega; 14) Portugal; 15) Turquia; 16) Reino Unidos. Para atender os interesses da indústria bélica, a OTAN se expandiu, após o fim da União Soviética, atraindo mais 14 países que integraram o sistema socialista do leste europeu como Albânia, Bulgária, Croácia, Eslováquia, Eslovênia, Estônia, Hungria, Letônia, Lituânia, Macedônia, Montenegro, Polônia, República Tcheca e Romênia. Com a adesão desses países iniciou-se o cerco da Rússia que se completaria com a incorporação da Ucrânia à OTAN (Ver Figura 1). É preciso entender que, do ponto de vista da indústria bélica, a tentativa de incorporação da Ucrânia à OTAN levaria à reação da Rússia como está acontecendo e ao aumento de suas vendas
  • 2. 2 de armamentos à Ucrânia e aos países da OTAN que adquiriram mais armas para lidar com uma possível guerra com a Rússia. Figura 1- O cerco da Rússia pela OTAN na Europa Fonte: https://www.bbc.com/portuguese/internacional-60129112 A quem interessa o conflito armado na Ucrânia? Não há dúvidas que o maior interessado com o conflito é a indústria bélica com a venda de armas. Recentemente, o Congresso dos Estados Unidos votou um projeto de lei chamado “Proteger a Ucrânia”, no valor de US$ 500 milhões para fornecer armamento à Ucrânia. O mesmo está acontecendo com outros países integrantes da OTAN. Pergunta-se: Mesmo bem armada, a Ucrânia teria condições de vencer a guerra com a Rússia? A resposta é não. Além da ampla superioridade militar, a Rússia é uma potência atômica, o que torna impossível um confronto direto dos aliados da OTAN, à exceção dos Estados Unidos, com a Rússia. Mas quase todos os países da região estão comprando armas, equipamentos militares e munição. Com 102 guerras em seu "currículo" belicoso, os Estados Unidos são, provavelmente, um dos países mais envolvidos em ações militares do mundo que começou com a anexação de terras do México a seu território. Não é coincidência que os Estados Unidos sejam um dos países que mais se beneficiam economicamente de confrontos armados, já que as maiores exportadoras de armas do mundo são norte-americanas. Para além da venda de
  • 3. 3 munição e armas, os Estados Unidos monetiza, também, com contratos de segurança e treinamento militar, o que faz com que muitos membros do Congresso estadunidense entendam as guerras como uma máquina de emprego e dinheiro. A paz, para os Estados Unidos, poderia custar muito caro. São esses fatos que levam muitos a questionarem a real motivação dos Estados Unidos na defesa da Ucrânia, que há anos vive em estado de tensão com a Rússia. Dos 10 maiores fabricantes de armas do mundo, seis são norte-americanas, sendo cinco delas líder da indústria bélica mundial como mostra o quadro a seguir: Fonte: https://www.poder360.com.br/internacional/100-maiores-empresas-de-armas-venderam-us-531- bilhoes-em-2020/ Não há dúvidas que a indústria bélica patrocina a guerra na Ucrânia como promoveu outras guerras no passado para ganhar dinheiro. A produção recorde de armamentos, cada vez mais letais e cirúrgicos, necessita ser posta para funcionar na prática. Pudessem ser exibidos à luz do dia, veríamos que os principais patrocinadores dessa guerra fratricida é a indústria bélica, de ambos os lados das trincheiras. E pensar que a macabra tecnologia que fabrica esses moedores de carne humana é desenvolvida por ex-alunos das melhores universidades do planeta, sendo que muitas dessas máquinas da morte são financiadas graças aos impostos pagos pela população civil. Nas mãos de celerados, essas tecnologias mortíferas acabam promovendo o show de horrores que as emissoras de TV transmitem ao vivo e a cores. O absurdo é observar que os alvos dispostos para receber os tiros certeiros dos mísseis de última tecnologia, orgulho da capacidade bélica de um povo, são justamente casas de civis, escolas, hospitais, praças, igrejas e outros monumentos construídos para celebrarem a vida em comunidade e a paz entre as pessoas. O que o mundo assiste agora em tempo real é ao show da morte de sempre.
  • 4. 4 Fica evidente que, enquanto houver indústria bélica no mundo, as guerras continuarão a proliferar em todo o planeta. A paz no mundo só acontecerá quando houver o desarmamento de todos os países e a cessação da fabricação de armas. * Fernando Alcoforado, 82, condecorado com a Medalha do Mérito da Engenharia do Sistema CONFEA/CREA, membro da Academia Baiana de Educação, engenheiro e doutor em Planejamento Territorial e Desenvolvimento Regional pela Universidade de Barcelona, professor universitário e consultor nas áreas de planejamento estratégico, planejamento empresarial, planejamento regional e planejamento de sistemas energéticos, é autor dos livros Globalização (Editora Nobel, São Paulo, 1997), De Collor a FHC- O Brasil e a Nova (Des)ordem Mundial (Editora Nobel, São Paulo, 1998), Um Projeto para o Brasil (Editora Nobel, São Paulo, 2000), Os condicionantes do desenvolvimento do Estado da Bahia (Tese de doutorado. Universidade de Barcelona,http://www.tesisenred.net/handle/10803/1944, 2003), Globalização e Desenvolvimento (Editora Nobel, São Paulo, 2006), Bahia- Desenvolvimento do Século XVI ao Século XX e Objetivos Estratégicos na Era Contemporânea (EGBA, Salvador, 2008), The Necessary Conditions of the Economic and Social Development- The Case of the State of Bahia (VDM Verlag Dr. Müller Aktiengesellschaft & Co. KG, Saarbrücken, Germany, 2010), Aquecimento Global e Catástrofe Planetária (Viena- Editora e Gráfica, Santa Cruz do Rio Pardo, São Paulo, 2010), Amazônia Sustentável- Para o progresso do Brasil e combate ao aquecimento global (Viena- Editora e Gráfica, Santa Cruz do Rio Pardo, São Paulo, 2011), Os Fatores Condicionantes do Desenvolvimento Econômico e Social (Editora CRV, Curitiba, 2012), Energia no Mundo e no Brasil- Energia e Mudança Climática Catastrófica no Século XXI (Editora CRV, Curitiba, 2015), As Grandes Revoluções Científicas, Econômicas e Sociais que Mudaram o Mundo (Editora CRV, Curitiba, 2016), A Invenção de um novo Brasil (Editora CRV, Curitiba, 2017), Esquerda x Direita e a sua convergência (Associação Baiana de Imprensa, Salvador, 2018, em co- autoria), Como inventar o futuro para mudar o mundo (Editora CRV, Curitiba, 2019) e A humanidade ameaçada e as estratégias para sua sobrevivência (Editora Dialética, São Paulo, 2021).