Regionalização brasileira regiões geoeconômicas atualidades_colcha de retalhos

23.189 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
1 comentário
3 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
23.189
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
13.054
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
346
Comentários
1
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Regionalização brasileira regiões geoeconômicas atualidades_colcha de retalhos

  1. 1. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  2. 2. ARQUIPÉLAGO GEOGRÁFICO Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  3. 3. O homem começa a se sobrepor aoimpério da natureza a partir do momento que o mesmo começa a construir e fazer uso de sistemas técnicos Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  4. 4. A vigência desse meio geográfico é composta de váriossubperíodos, durante os quais o território brasileiroincorporou máquinas, como telégrafos, ferrovias, portos, de forma seletiva, caracterizando-se esse meio por desigualdades regionais. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  5. 5. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  6. 6. Associando as modificações ocorridas entre os mapas de 1890 e 1940, é possível salientar odesenvolvimento da economia cafeeira no Sudeste e um novo processo de valorização do território brasileiro, observando a transição entre o meio natural e o técnico. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  7. 7. Nesse período ocorre uma relativa integração doterritório, uma industrialização intensa em São Paulo earredores, permitindo que a cidade e o Estado adquirissempapel central na vida econômica do país e a construçãode Brasília durante o governo de Juscelino Kubitschek (1956-1961), marco representativo do processo de interiorização do país. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  8. 8. Embora os dados naturais expliquem aspectos dasatuais diferenças regionais do território brasileiro, nas últimas décadas o crescente acréscimo de ciência etecnologia ao território configura-se como o elemento central da diferenciação. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  9. 9. O território brasileiro apresenta novas e significativas transformações como: infraestrutura e integraçãonacional; diversificação econômica e desconcentração industrial; nova fase de urbanização, onde a urbanização e povoamento que estavam exclusivamente no litoral passam agora para todo o território brasileiro, surgindo novas cidades médias em todo o país Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  10. 10. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  11. 11. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  12. 12. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  13. 13. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  14. 14. Araguaína – TO120 mil habitantes Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  15. 15. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  16. 16. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  17. 17. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  18. 18. Vários aspectos dificultam a regionalização brasileira:1)Grande superfície Quinto maior país em extensão territorial 1)Rússia – 17.075.400 km2 2)Canadá – 9.976.139 km2 3)China – 9.596.961 km2 4)EUA – 9.363.520 km2 5)Brasil – 8.514.876 km2 Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  19. 19. O país figura entre os maiores do mundo, atrás apenas de Rússia, Canadá, China e Estados Unidos.Entretanto, apenas a dimensão territorial não é capaz de refletir as dinâmicas e a complexidade internas. Éimportante assinalar algumas de suas peculiaridades do território brasileiro: disposto em grande parte nafaixa tropical, com distâncias equivalentes nos sentidos Norte-Sul e Leste-Oeste, conta com uma grandediversidade de sistemas e recursos naturais. Possui um extenso litoral, voltado para a orla do Atlântico, efronteiras com quase todos os países do sub-continente. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  20. 20. Vários aspectos dificultam a regionalização brasileira:2)Diversidade de paisagem naturalPor ser um país de extensões continentais contém grandes diferenças naturais (físicas – relevoVegetação e clima) Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  21. 21. Vários aspectos dificultam a regionalização brasileira:3)Diferentes formas e épocas de ocupação São Paulo - 1924 Rio de Janeiro - 1850 Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  22. 22. Vários aspectos dificultam a regionalização brasileira:4)Atividades EconômicasAtividades Econômicas modificam o espaço. Floresta Amazônica - AMCia Vale do Rio Doce - PA Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  23. 23. Vários aspectos dificultam a regionalização brasileira:5)Multiplicação de estados que continuamdesequilibrando do sistema representativo Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  24. 24. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  25. 25. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  26. 26. 141 municípiosApresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  27. 27. Divisão Regional no Brasil Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  28. 28. Evolução da divisão Regional no Brasil REPÚBLICA DOS ESTADOS UNIDOS DO BRASIL 1940 Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  29. 29. Evolução da divisão Regional no BrasilREPÚBLICA DOS ESTADOSUNIDOS DO BRASIL1945-Criação do Território Federal de Fernando de Noronha (Lei de 09/02/1942)-Criação dos Territórios Federais do Amapá, Rio Branco, Guaporé,Ponta Porã e Iguaçu (Lei de 13/09/1943) Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  30. 30. Evolução da divisão Regional no Brasil REPÚBLICA DOS ESTADOS UNIDOS DO BRASIL 1950 -Extinção do Território Federal de Ponta Porã e Iguaçu Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  31. 31. Evolução da divisão Regional no BrasilREPÚBLICA DOS ESTADOSUNIDOS DO BRASIL1960 -Mudança na denominação do Território Federal do Guaporé para Território Federal de Rondônia (Lei de 17/02/1956) -Inauguração da Capital Federal – Brasília (Lei de 21/04/1960) -Criação do Estado da Guanabara (Lei de 21/04/1960) Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  32. 32. Evolução da divisão Regional no BrasilREPÚBLICA FEDERATIVADO BRASIL1970 -Elevação do Território Federal do Acre para categoria de Estado (Lei de 15/06/1962) -Mudança da denominação do Território do Rio Branco para Território Federal de Roraima (Lei de 13/12/1962) Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  33. 33. Evolução da divisão Regional no Brasil REPÚBLICA DOS ESTADOS UNIDOS DO BRASIL 1980 -Fusão dos Estados da Guanabara e Rio de Janeiro com a Transferência da capital de Niterói para o Rio de Janeiro (Lei de 01/07/1977) -Criação do Estado de Mato Grosso do Sul (Lei de 11/10/1977) Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  34. 34. Evolução da divisão Regional no BrasilREPÚBLICA DOS ESTADOSUNIDOS DO BRASIL1990-Elevação do Território Federal de Rondônia à categoria deEstado.(Lei de 22/12/1981)-Criação do Estado de Tocantins-Elevação dos Territórios de Roraima e Amapá à categoriade Estado-Extinção do Território de Fernando de Noronha comanexação ao Estado de Pernambuco, como DistritoEstadual Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  35. 35. -A região Norte hoje ultrapassa, em extensão, os limites da operacionalidade técnica-O Estado do Tocantins não se integra ao conjunto dos fluxos da região Norte-A região Nordeste apresenta excessivo número de Estados frente as demais regiõesDOIS MODELOS ALTERNATIVOS DE DIVISÃO MACRORREGIONAL Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  36. 36. O primeiro modelo propõe o retorno ao arranjo anterior, com a passagem do Tocantins para o Centro-Oeste Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  37. 37. o segundo cria uma nova unidade - a região Noroeste - alterando também a composição das regiões Norte e Nordeste. Critérios baseiam-se, prioritariamente, emaspectos econômicos, umavez que os estados da novaregião, compõem um vetor regional comum. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  38. 38. Políticos de todo o país propões a criação de novos estados Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  39. 39. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  40. 40. Atualmente encontram-se no Congresso brasileiropropostas para a criação de 18 novos estados. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  41. 41. Algumas dessas regiões são economicamenteimportantes para os estados atuais. Carajás, ao sul do Pará, concentra a região de mineração do estado. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  42. 42. SERRA PELADA Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  43. 43. SERRA PELADA-A 1˚ pepita de ouro foi encontradaem Dezembro 1979.-Entre Fevereiro e Março de 80, maisde 30 mil homens chegaram aolocal.-A corrida atraiu não só profissionaisque disputavam cada metro quadrado em busca da riqueza rápida, mastambém lavradores, médicos, motoristas, padres, engenheiros e boiadeiros -os garimpeiros se organizaram até onde foi possível, para não haver confusão foi proibida a entrada de bebidas e mulheres. -Os barrancos mediam 2 m x 3 m e iam descendo, saindo dali em sacos nas costas dos trabalhadores Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  44. 44. -chegavam a tirar uma tonelada de ouropor mês. A maior pepita de ouro encontrada noBrasil foi achada em Serra Pelada, tinha quase 61kg (60,820 kg)-o Melhor ano da Serra Pelada foi 1980,quando, somente de maio a novembroforam retiradas cerca de 7 toneladasde ouro do garimpo.-1981, produção cai para 2,5toneladas. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  45. 45. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  46. 46. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  47. 47. # SERRA DOS CARAJÁS Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  48. 48. # SERRA DOS CARAJÁS-Possui a maior reserva mundial de minério de ferro.-A produção dessa área está voltada para o consumo externo. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  49. 49. # SERRA DOS CARAJÁS Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  50. 50. # SERRA DOS CARAJÁS Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  51. 51. # SERRA DOS CARAJÁS Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  52. 52. -A produção é transportada pela estrada de ferro Carajás, que faz parte da CVRD. -Inaugurada em 1985, a ferrovia tem 890 km de extensão e liga a Serra dos Carajás ao porto de Itaqui em São Luiz – MA.Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  53. 53. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  54. 54. O norte do estado de São Paulo tem grande importância agrícola,principalmente em razão da indústria do etanol.A emancipação seria, então, uma forma de manter nolocal as riquezas produzidas. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  55. 55. Outros novos estados, ao contrário, como SãoPaulo do Sul e os territórios a oeste do Amazonas,são regiões pobres, e os defensores das propostasafirmam que estabelecer um poder próprioajudaria a desenvolvê-las, recebendoinvestimentos federais, como ocorreu noTocantins (região relativamente desabitada até asua emancipação) Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  56. 56. Existe uma questão política importanteenvolvendo qualquer proposta de divisão.O número de deputados federais por estadobrasileiro deveria, idealmente, ser proporcionalao número de habitantes. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  57. 57. No entanto, como forma de evitar que estados pouco habitados setornassem politicamente insignificantes, ou que estados muito grandesdominassem completamente a cena política, há um número mínimo (8)e máximo (70) de deputados federais por estado. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  58. 58. Apenas São Paulo0 está restrito pela cota máxima.Roraima, com 8 deputados, tem, em média, um deputado para cada49.000 habitantes, enquanto São Paulo, com 70 deputados, tem umrepresentante para cada 571.000 habitantes. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  59. 59. Opositores da idéia de criação de novos estados se queixam de que elaseria onerosa para a União, e que isso interessaria mais aos políticos embusca de cargos do que à população local. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  60. 60. Instalar um novo estado significacriar cargos políticos e construirprédios públicos para abrigar umCongresso Estadual e SecretariasOs contribuintes pagariam a conta para que os políticos ganhem maiscargos e verbas, sem resultar em benefícios concretos para a população. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  61. 61. Marquinhos Trad afirma que é "impossívelviver com 11 mil reais"Matéria veiculada no Campo Grande News informa que o deputadoestadual eleito, Marquinhos Trad, afirmou que o reajuste no salário dosdeputados é “mais que justo”.O deputado disse [acreditem se quiser] que “não dá para viver com R$ 11mil”. O salário dos parlamentares é de R$ 12.375. Com o aumento de 61,8% PMDB - MSos deputados estaduais passam a receber mais de R$ 20.000.Os deputados estaduais também aprovaram um projeto da Mesa Diretoraque amplia de 10 para 20 os funcionários de cada gabinete na AssembleiaLegislativa. Abelardo Camarinha PSB-SP Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia

×