POPULAÇÃOéoconjuntodepessoasqueresidememdeterminadaárea,quepodeserumbairro,ummunicípio,umestado,umpaísouatémesmooplanetaco...
Comoapopulaçãoéoconjuntodetodososhabitantes,elaengloba, porexemplo,estrangeirosresidentesnopaís. 
Elespossuemosdireitosass...
POVOsãoaquelaspessoasquerealmenteparticipamdeumprocessopolítico,jurídicooumesmolegislativodeumterritório. 
Ofundamentaléov...
ETNIAéumgrupodepessoasqueapresentamamesmahistória,omesmopadrãocultural(afinidadeslinguísticaseculturaisalémdesemelhançasge...
Apopulaçãodeumpaíspodeconterváriasnaçõesouetnias(paísesmultinacionaisoumultietnicos).
correspondeapopulaçãototaldeumdeterminadolocal.Quandoolocalapresentaumelevadonúmerodehabitantes,podemosdizerqueéumlocalmui...
Segundo estudiosos a transição demográfica ocorre em 4 fases: 
Fase1(oupré-moderna):ocorreoscilaçãorápidadapopulação,depen...
Segundo estudiosos a transição demográfica ocorre em 4 fases: 
Fase1(oupré-moderna):ocorreoscilaçãorápidadapopulação,depen...
Segundo estudiosos a transição demográfica ocorre em 4 fases: 
Fase1(oupré-moderna):ocorreoscilaçãorápidadapopulação,depen...
Segundo estudiosos a transição demográfica ocorre em 4 fases: 
Fase1(oupré-moderna):ocorreoscilaçãorápidadapopulação,depen...
AtualmentenoBrasilocorreualteraçãoradicalnosindicadoresdemortalidadeenatalidadenoBrasil. 
Comoocorrenassociedadesàmedidaqu...
Astaxasdenatalidadeseguiramelevadasatéadécadade1960. 
Apartirdadécadade1970começaaalteraçãonosnascimentos,oqueseacentuaapa...
Em 2000, portanto, o Brasil vivia a Fase 3da transição demográfica.
Dadosmaisrecentes,contudo,divulgadospeloInstitutodePesquisaEconômicaAplicada(Ipea)emoutubrode2008,mostramqueháumaquedaacel...
SegundooIpea,em2007,ataxadefecundidadetotalfoide1,83filhopormulher. 
Amédiafoiinferioràchamadataxadereposição(de2,1filhos)...
Asconsequênciasdessesnúmerossãoduas: 
(a)acontinuarnesseritmo,apopulaçãobrasileira,apartirde2030,estarámuitoenvelhecida;e,...
Asconsequênciasdessesnúmerossãoduas: 
(a)acontinuarnesseritmo,apopulaçãobrasileira,apartirde2030,estarámuitoenvelhecida;e,...
Éimportantesalientarqueoenvelhecimentodeumapopulaçãonãopodenuncaservistocomoumfatoisoladooudepoucaimportância. 
Eleteminúm...
Aoanalisarmosatransiçãodemográficapátria,percebemosqueoBrasiléumpaísquepassapeloestreitamentodabasedapirâmide(reduçãodonúm...
Pirâmide etária da população brasileira (1980)
Pirâmide etária da população brasileira (1980)
Entreasmuitasconsequênciasdaurbanizaçãodapopulação,areduçãodoritmodecrescimentopopulacionaléumadasmaissignificativas.Aorga...
Ospaísesmaispobres,tambémchamadosdemenosdesenvolvidosoudesubdesenvolvidos,apresentavamnadécadade60umataxamédiadeseisfilhos...
Vertamanhodaurbanizaçãobrasileiranoguiadeatualidades
Conjuntodeprédios–Cuiabá/MT
Palestinos passam em frente ao muro construído pelo Estado de Israel no território da Cisjordânia, que isola o ‘grosso’ da...
Marroquinos esperam para entrar em Ceuta, onde trabalham: a Espanha construiu um muro alto anti-imigração, no norte da Áfr...
Muro feito pelo governo estadual nos 
limites da favela Santa Marta 
PRESERVAÇÃO OU SEGREGAÇÃO? 
SantaMartaéaprimeiradepor...
Uma pequena cerca separa a densamente povoada Tijuana, no México (à direita) de SanDiego, nos Estados Unidos, no setor da ...
PlacascomoessapodemserencontradaspróximoàfronteiraentreosEUAeoMéxico, advertindoosmotoristasatomarcuidadocomimigrantesileg...
AImigraçãoémarcadapelachegadadepessoas,aEmigraçãopelasaídaeaMigraçãopelamovimentaçãomigratória(podeserchegadaousaída,semes...
oprimeirograndemovimentofoioêxodoruralnadécadade1940,queseintensificouem1950comaindustrializaçãodopaís. 
Amaiorpartedoflux...
O Brasilapresenta momentos históricos em suas migrações: 
Marcadoporcertaatratividadenacional,chegarammuitosimigrantesness...
O Brasilapresenta momentos históricos em suas migrações: 
Marcado por reduzidos fluxos migratórios em função do cenário mu...
O Brasilapresenta momentos históricos em suas migrações: 
Marcadoporforteemigraçãoemfunçãodaprosperidadedepaísescentrais(E...
O Brasilapresenta momentos históricos em suas migrações: 
Marcado pela redução da emigração brasileira em função do moment...
Os países centrais continuam com muitas barreiras migratórias para população de países periféricos, até ampliaram, mas par...
-INTER-REGIONAIS:entreregiões 
-INTRA-REGIONAIS:nointeriordeumamesmaregião
-INTER-REGIONAIS:entreregiões 
-INTRA-REGIONAIS:nointeriordeumamesmaregião 
PrincipaismovimentosqueocorreramnoBrasil:
-INTER-REGIONAIS:entreregiões 
-INTRA-REGIONAIS:nointeriordeumamesmaregião 
PrincipaismovimentosqueocorreramnoBrasil: 
-no...
-INTER-REGIONAIS:entreregiões 
-INTRA-REGIONAIS:nointeriordeumamesmaregião 
PrincipaismovimentosqueocorreramnoBrasil: 
-no...
-INTER-REGIONAIS:entreregiões 
-INTRA-REGIONAIS:nointeriordeumamesmaregião 
PrincipaismovimentosqueocorreramnoBrasil: 
-no...
-INTER-REGIONAIS:entreregiões 
-INTRA-REGIONAIS:nointeriordeumamesmaregião 
PrincipaismovimentosqueocorreramnoBrasil: 
-no...
-INTER-REGIONAIS:entreregiões 
-INTRA-REGIONAIS:nointeriordeumamesmaregião 
PrincipaismovimentosqueocorreramnoBrasil: 
-no...
AmarchaparaoOestefoioúltimodosgrandesmovimentosmigratóriosdeâmbitonacionaleinter-regional.
Sazonal 
Pendular 
Interna Externa 
Intra-Regional e Inter-Regional
O Índice de Desenvolvimento Humano(IDH) é uma medida comparativa que engloba três dimensões: riqueza, educação e esperança...
O índice varia de zero (nenhum desenvolvimento humano) até 1 (desenvolvimento humano total), sendo os países classificados...
O índice varia de zero (nenhum desenvolvimento humano) até 1 (desenvolvimento humano total), sendo os países classificados...
O índice varia de zero (nenhum desenvolvimento humano) até 1 (desenvolvimento humano total), sendo os países classificados...
O índice varia de zero (nenhum desenvolvimento humano) até 1 (desenvolvimento humano total), sendo os países classificados...
O índice varia de zero (nenhum desenvolvimento humano) até 1 (desenvolvimento humano total), sendo os países classificados...
torcedores sequer notam uma mulher dentro de uma lixeira no caminho do estádio. A imagem resume o profundo abismo social e...
Imagens Históricas -Exploração infantil em fábricas da Nike na Indonésia.
Aulão geografia
Aulão geografia
Aulão geografia
Aulão geografia
Aulão geografia
Aulão geografia
Aulão geografia
Aulão geografia
Aulão geografia
Aulão geografia
Aulão geografia
Aulão geografia
Aulão geografia
Aulão geografia
Aulão geografia
Aulão geografia
Aulão geografia
Aulão geografia
Aulão geografia
Aulão geografia
Aulão geografia
Aulão geografia
Aulão geografia
Aulão geografia
Aulão geografia
Aulão geografia
Aulão geografia
Aulão geografia
Aulão geografia
Aulão geografia
Aulão geografia
Aulão geografia
Aulão geografia
Aulão geografia
Aulão geografia
Aulão geografia
Aulão geografia
Aulão geografia
Aulão geografia
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Aulão geografia

284 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
284
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aulão geografia

  1. 1. POPULAÇÃOéoconjuntodepessoasqueresidememdeterminadaárea,quepodeserumbairro,ummunicípio,umestado,umpaísouatémesmooplanetacomoumtodo.
  2. 2. Comoapopulaçãoéoconjuntodetodososhabitantes,elaengloba, porexemplo,estrangeirosresidentesnopaís. ElespossuemosdireitosasseguradosportratadosinternacionaisepelaprópriaConstituiçãoFederal,masnãosãoenemfazempartedoPOVObrasileiro.
  3. 3. POVOsãoaquelaspessoasquerealmenteparticipamdeumprocessopolítico,jurídicooumesmolegislativodeumterritório. OfundamentaléovínculodoindivíduoaoEstadoatravésdanacionalidadeoucidadania.
  4. 4. ETNIAéumgrupodepessoasqueapresentamamesmahistória,omesmopadrãocultural(afinidadeslinguísticaseculturaisalémdesemelhançasgenéticas)
  5. 5. Apopulaçãodeumpaíspodeconterváriasnaçõesouetnias(paísesmultinacionaisoumultietnicos).
  6. 6. correspondeapopulaçãototaldeumdeterminadolocal.Quandoolocalapresentaumelevadonúmerodehabitantes,podemosdizerqueéumlocalmuitopopuloso.OpaísmaispopulosodomundoéaChina. correspondearelaçãoentrepopulaçãoabsoluta(totaldehabitantes)eaáreadolocal.Bastadividironúmerodehabitantespelaáreaeteremos,porexemplo,onúmerodehabitantesporkm².Esseindicadoréchamadatambémdedensidadedemográfica.Quandoolocaltemesseindicadorelevado,podemosdizerqueémuitopovoado.OBrasilpossui,aproximadamente,23habitantesporkm². correspondeaodescompassoentreonúmerodehabitanteseascondiçõessócio-econômicasnasquaisessapopulaçãoreside.Quandoascondiçõesnãosãosatisfatórias,ouseja,apopulaçãonãopossuisaneamentobásicoeficiente,hospitaisdisponíveis,entreoutrosserviçosbásicos,podemosdizerquearegiãoésuperpovoada. correspondearelaçãoentreonúmerodenascimentosocorridosemumanoeapopulaçãoabsoluta. correspondearelaçãoentreonúmerodeóbitos(mortes)registradosemumanoeapopulaçãoabsoluta. correspondeàmédiadefilhospormulheremidadereprodutiva. correspondeàdiferençaentreaNatalidade,amortalidadeaentradaeasaídademigrantes. correspondeàdiferençaentreataxadenatalidadeeataxademortalidade correspondeaonúmerodeanos(média)devidadapopulação.
  7. 7. Segundo estudiosos a transição demográfica ocorre em 4 fases: Fase1(oupré-moderna):ocorreoscilaçãorápidadapopulação,dependendodeeventosnaturais(secasprolongadas,doenças,etc.).Hágrandepopulaçãojovem.
  8. 8. Segundo estudiosos a transição demográfica ocorre em 4 fases: Fase1(oupré-moderna):ocorreoscilaçãorápidadapopulação,dependendodeeventosnaturais(secasprolongadas,doenças,etc.).Hágrandepopulaçãojovem. Fase2(oumoderna):taxasdemortalidadecaemrapidamentedevidoàmaiorofertadealimentosedemelhorescondiçõessanitárias.Háaumentodasobrevidaereduçãodecertasdoenças.Ocorreaumentodataxadenascimentoedapopulação.
  9. 9. Segundo estudiosos a transição demográfica ocorre em 4 fases: Fase1(oupré-moderna):ocorreoscilaçãorápidadapopulação,dependendodeeventosnaturais(secasprolongadas,doenças,etc.).Hágrandepopulaçãojovem. Fase2(oumoderna):taxasdemortalidadecaemrapidamentedevidoàmaiorofertadealimentosedemelhorescondiçõessanitárias.Háaumentodasobrevidaereduçãodecertasdoenças.Ocorreaumentodataxadenascimentoedapopulação. Fase3(ouindustrial):urbanização,acessoamétodoscontraceptivos,melhoradarenda,reduçãodaagriculturadesubsistência,melhoradaposiçãofemininanasociedadeequedadataxadenascimentos.Háumnúmeroinicialgrandedecrianças,cujaproporçãocairapidamenteporqueocorreaumentonaproporçãodejovensconcentradosemcidades,comodecorrenteaumentodaviolênciajuvenil.Tendênciadeestabilizaçãodapopulação.
  10. 10. Segundo estudiosos a transição demográfica ocorre em 4 fases: Fase1(oupré-moderna):ocorreoscilaçãorápidadapopulação,dependendodeeventosnaturais(secasprolongadas,doenças,etc.).Hágrandepopulaçãojovem. Fase2(oumoderna):taxasdemortalidadecaemrapidamentedevidoàmaiorofertadealimentosedemelhorescondiçõessanitárias.Háaumentodasobrevidaereduçãodecertasdoenças.Ocorreaumentodataxadenascimentoedapopulação. Fase3(ouindustrial):urbanização,acessoamétodoscontraceptivos,melhoradarenda,reduçãodaagriculturadesubsistência,melhoradaposiçãofemininanasociedadeequedadataxadenascimentos.Háumnúmeroinicialgrandedecrianças,cujaproporçãocairapidamenteporqueocorreaumentonaproporçãodejovensconcentradosemcidades,comodecorrenteaumentodaviolênciajuvenil.Tendênciadeestabilizaçãodapopulação. Fase4(oupós-industrial):taxasbaixasdenatalidadeemortalidade.Taxasdefecundidadeficamabaixodataxadereposiçãopopulacional.Háaumentodaproporçãodeidosos;encolhimentodapopulaçãoenecessidadedeimigrantesparatrabalharnosempregosdemaisbaixosalário.
  11. 11. AtualmentenoBrasilocorreualteraçãoradicalnosindicadoresdemortalidadeenatalidadenoBrasil. Comoocorrenassociedadesàmedidaqueelassedesenvolvem.
  12. 12. Astaxasdenatalidadeseguiramelevadasatéadécadade1960. Apartirdadécadade1970começaaalteraçãonosnascimentos,oqueseacentuaapartirde1990. Entre1991e2003,astaxasrevelamacontinuidadedodeclíniodenascimentoseaestabilidadedataxademortalidade.
  13. 13. Em 2000, portanto, o Brasil vivia a Fase 3da transição demográfica.
  14. 14. Dadosmaisrecentes,contudo,divulgadospeloInstitutodePesquisaEconômicaAplicada(Ipea)emoutubrode2008,mostramqueháumaquedaaceleradadastaxasdefecundidadeemortalidadenopaís.OBrasil,assim, játeriaingressadonaFase4datransiçãodemográfica.
  15. 15. SegundooIpea,em2007,ataxadefecundidadetotalfoide1,83filhopormulher. Amédiafoiinferioràchamadataxadereposição(de2,1filhos),ouseja,foiinferioraonúmeromínimodefilhosquecadabrasileiradeveriagerarparaque,noperíododetrintaanos,apopulaçãototaldopaísfossemantidanosníveisatuais.
  16. 16. Asconsequênciasdessesnúmerossãoduas: (a)acontinuarnesseritmo,apopulaçãobrasileira,apartirde2030,estarámuitoenvelhecida;e,portanto, (b)apartirde2030,atendência-seosnúmerosseguiremaprojeçãodoIpea-édeapopulaçãopassaradiminuir.
  17. 17. Asconsequênciasdessesnúmerossãoduas: (a)acontinuarnesseritmo,apopulaçãobrasileira,apartirde2030,estarámuitoenvelhecida;e,portanto, (b)apartirde2030,atendência-seosnúmerosseguiremaprojeçãodoIpea-édeapopulaçãopassaradiminuir.
  18. 18. Éimportantesalientarqueoenvelhecimentodeumapopulaçãonãopodenuncaservistocomoumfatoisoladooudepoucaimportância. Eleteminúmerosreflexosnavidasocial: -influenciandooconsumo, -atransferênciadecapitaledepropriedades, -osimpostos, -aprevidênciasocial, -omercadodetrabalho, -asaúdeeassistênciamédica,e,também, -acomposiçãoeorganizaçãodasfamílias.
  19. 19. Aoanalisarmosatransiçãodemográficapátria,percebemosqueoBrasiléumpaísquepassapeloestreitamentodabasedapirâmide(reduçãodonúmerodejovens)ealargamentodotopo(aumentodaexpectativadevidae,consequentemente,maisidosos).
  20. 20. Pirâmide etária da população brasileira (1980)
  21. 21. Pirâmide etária da população brasileira (1980)
  22. 22. Entreasmuitasconsequênciasdaurbanizaçãodapopulação,areduçãodoritmodecrescimentopopulacionaléumadasmaissignificativas.Aorganizaçãosocialeeconômicaurbanaparecenãocombinarcomumataxadefertilidade-númeromédiodefilhospormulher-muitoalta. Pode-seafirmar,genericamente,que,nassociedadesurbanas,omaiorcustoparaacriaçãodosfilhos, associadoaomaioracessoaosmétodoscontraceptivoseànecessidadedasmulheresdetrabalharforadecasaparacomporarendafamiliar,levainevitavelmenteàreduçãodessataxa.
  23. 23. Ospaísesmaispobres,tambémchamadosdemenosdesenvolvidosoudesubdesenvolvidos,apresentavamnadécadade60umataxamédiadeseisfilhospormulher,oquefaziacomquesuaspopulaçõescrescessememumritmomuitoacelerado. Emmuitosdeles,apósumaintensificaçãodaurbanização,ocorreramreduçõessubstanciaisnastaxasdefertilidade,tendobaixadoamédiadogrupoatualmentepara2,9filhospormulher,oqueresultaemumadiminuiçãodoritmodecrescimentopopulacional.OBrasileoMéxicosãoótimosexemplosdesseprocesso. Mesmoalgunspaísescompopulaçãopredominantementerural,comoaChina,aÍndiaeaIndonésia,apresentaramnasúltimasdécadasumdeclíniosignificativoemsuastaxasdefertilidade. Lembre-sedeque,emboratenhamumapopulaçãourbanarelativamentebaixa,emtornode30%,possuempopulaçõesabsolutasmuitograndes,oqueimplicaqueumaenormepopulaçãoresidenascidades.Porexemplo,naChina,"só"32%dapopulaçãoéurbana,masissorepresentamaisde350milhõesdepessoas. Nospaísesmaisricos,ataxadefertilidadeé,nogeral,inferiora2,1filhospormulher.NaEuropa,amédiaestápróximade1,3. Dojeitoqueacoisavai,épossívelque,atéofinaldesteséculo,apopulaçãomundialpasseadeclinar.
  24. 24. Vertamanhodaurbanizaçãobrasileiranoguiadeatualidades
  25. 25. Conjuntodeprédios–Cuiabá/MT
  26. 26. Palestinos passam em frente ao muro construído pelo Estado de Israel no território da Cisjordânia, que isola o ‘grosso’ da população árabe e protege as fronteiras e os assentamentos judeus, construídos na região.
  27. 27. Marroquinos esperam para entrar em Ceuta, onde trabalham: a Espanha construiu um muro alto anti-imigração, no norte da África
  28. 28. Muro feito pelo governo estadual nos limites da favela Santa Marta PRESERVAÇÃO OU SEGREGAÇÃO? SantaMartaéaprimeiradeporenquanto12favelasdaZonaSulquereceberãoummuroaoseuredor.São15quilômetrosdemurosnototal,comcustode40milhõesdeReais,paraimpediroavançolateraldasfavelasmata- adentro
  29. 29. Uma pequena cerca separa a densamente povoada Tijuana, no México (à direita) de SanDiego, nos Estados Unidos, no setor da Patrulha Fronteiriça. Um segundo muro está sendo contruídoaté o Oceano Pacífico
  30. 30. PlacascomoessapodemserencontradaspróximoàfronteiraentreosEUAeoMéxico, advertindoosmotoristasatomarcuidadocomimigrantesilegaisatravessandoaestrada
  31. 31. AImigraçãoémarcadapelachegadadepessoas,aEmigraçãopelasaídaeaMigraçãopelamovimentaçãomigratória(podeserchegadaousaída,semespecificar,éumtermomaisgenérico)
  32. 32. oprimeirograndemovimentofoioêxodoruralnadécadade1940,queseintensificouem1950comaindustrializaçãodopaís. Amaiorpartedofluxofoirumoàregiãosudeste.“Osudestesetransformanumaáreaatraentejáqueamaiorpartedosserviços,comoredesdesaúde,estavaaqui,easpessoasbuscavammorarpróximasaeles”,explica.
  33. 33. O Brasilapresenta momentos históricos em suas migrações: Marcadoporcertaatratividadenacional,chegarammuitosimigrantesnesseperíodo,desdeachegadadaCorte(volumemenosexpressivodepessoas),passandopelasguerrasdeunificaçõesnaEuropa(períododemaiorchegada)atéa1ªGuerraeCrisede29.
  34. 34. O Brasilapresenta momentos históricos em suas migrações: Marcado por reduzidos fluxos migratórios em função do cenário mundial conturbado pós-crise de 1929 e 2ª Guerra Mundial.
  35. 35. O Brasilapresenta momentos históricos em suas migrações: Marcadoporforteemigraçãoemfunçãodaprosperidadedepaísescentrais(EUA,Canadá,JapãoeEuropa)ecrisessucessivasempaísesperiféricos(AméricaLatina,África,Ásia).
  36. 36. O Brasilapresenta momentos históricos em suas migrações: Marcado pela redução da emigração brasileira em função do momento de prosperidade econômica nacional ecrise nos países centrais (Crise Financeira Internacional a partir de 2007 -EUA -e 2008/09 -países centrais, sobretudo Europa).
  37. 37. Os países centrais continuam com muitas barreiras migratórias para população de países periféricos, até ampliaram, mas para o Brasil, em especial (junto com China), tem ocorrido uma maior facilidade de viagens para esses países.
  38. 38. -INTER-REGIONAIS:entreregiões -INTRA-REGIONAIS:nointeriordeumamesmaregião
  39. 39. -INTER-REGIONAIS:entreregiões -INTRA-REGIONAIS:nointeriordeumamesmaregião PrincipaismovimentosqueocorreramnoBrasil:
  40. 40. -INTER-REGIONAIS:entreregiões -INTRA-REGIONAIS:nointeriordeumamesmaregião PrincipaismovimentosqueocorreramnoBrasil: -nordestinosepaulistasparaMinasGerais,GoiáseMatoGrosso,duranteociclodamineração(séculosXVIII)
  41. 41. -INTER-REGIONAIS:entreregiões -INTRA-REGIONAIS:nointeriordeumamesmaregião PrincipaismovimentosqueocorreramnoBrasil: -nordestinosepaulistasparaMinasGerais,GoiáseMatoGrosso,duranteociclodamineração(séculosXVIII) -nordestinosparaaAmazônia,duranteociclodaborracha(1860-1910)
  42. 42. -INTER-REGIONAIS:entreregiões -INTRA-REGIONAIS:nointeriordeumamesmaregião PrincipaismovimentosqueocorreramnoBrasil: -nordestinosepaulistasparaMinasGerais,GoiáseMatoGrosso,duranteociclodamineração(séculosXVIII) -nordestinosparaaAmazônia,duranteociclodaborracha(1860-1910) -nordestinosemineirosparaointeriordeSãoPauloeonortedoParaná,duranteociclodocafé(1850-1930)
  43. 43. -INTER-REGIONAIS:entreregiões -INTRA-REGIONAIS:nointeriordeumamesmaregião PrincipaismovimentosqueocorreramnoBrasil: -nordestinosepaulistasparaMinasGerais,GoiáseMatoGrosso,duranteociclodamineração(séculosXVIII) -nordestinosparaaAmazônia,duranteociclodaborracha(1860-1910) -nordestinosemineirosparaointeriordeSãoPauloeonortedoParaná,duranteociclodocafé(1850-1930) -nordestinos,mineirosecapixabasparaSPeRJ,desdeadécadade50,porcausadaindustrialização
  44. 44. -INTER-REGIONAIS:entreregiões -INTRA-REGIONAIS:nointeriordeumamesmaregião PrincipaismovimentosqueocorreramnoBrasil: -nordestinosepaulistasparaMinasGerais,GoiáseMatoGrosso,duranteociclodamineração(séculosXVIII) -nordestinosparaaAmazônia,duranteociclodaborracha(1860-1910) -nordestinosemineirosparaointeriordeSãoPauloeonortedoParaná,duranteociclodocafé(1850-1930) -nordestinos,mineirosecapixabasparaSPeRJ,desdeadécadade50,porcausadaindustrialização -nordestinosesulistasparaoCentro-Oeste,apartirdadécadade1940(projetosdecolonização)eparaaRegiãoNorte,desdeadécadade50(construçãoRodoviaBelém-Brasíliaeimplantaçãodeprojetosmineraiseagropecuários.
  45. 45. AmarchaparaoOestefoioúltimodosgrandesmovimentosmigratóriosdeâmbitonacionaleinter-regional.
  46. 46. Sazonal Pendular Interna Externa Intra-Regional e Inter-Regional
  47. 47. O Índice de Desenvolvimento Humano(IDH) é uma medida comparativa que engloba três dimensões: riqueza, educação e esperança média de vida.
  48. 48. O índice varia de zero (nenhum desenvolvimento humano) até 1 (desenvolvimento humano total), sendo os países classificados deste modo:
  49. 49. O índice varia de zero (nenhum desenvolvimento humano) até 1 (desenvolvimento humano total), sendo os países classificados deste modo: -QuandooIDHdeumpaísestáentre0e0,499,éconsideradobaixo–paísdedesenvolvimentobaixo(subdesenvolvido)
  50. 50. O índice varia de zero (nenhum desenvolvimento humano) até 1 (desenvolvimento humano total), sendo os países classificados deste modo: -QuandooIDHdeumpaísestáentre0e0,499,éconsideradobaixo–paísdedesenvolvimentobaixo(subdesenvolvido) -QuandooIDHdeumpaísestáentre0,500e0,799,éconsideradomédio–paísdedesenvolvimentomédio(emdesenvolvimento)
  51. 51. O índice varia de zero (nenhum desenvolvimento humano) até 1 (desenvolvimento humano total), sendo os países classificados deste modo: -QuandooIDHdeumpaísestáentre0e0,499,éconsideradobaixo–paísdedesenvolvimentobaixo(subdesenvolvido) -QuandooIDHdeumpaísestáentre0,500e0,799,éconsideradomédio–paísdedesenvolvimentomédio(emdesenvolvimento) -QuandooIDHdeumpaísestáentre0,800e0,899,éconsideradoelevado–paísdedesenvolvimentoalto(emdesenvolvimento)
  52. 52. O índice varia de zero (nenhum desenvolvimento humano) até 1 (desenvolvimento humano total), sendo os países classificados deste modo: -QuandooIDHdeumpaísestáentre0e0,499,éconsideradobaixo–paísdedesenvolvimentobaixo(subdesenvolvido) -QuandooIDHdeumpaísestáentre0,500e0,799,éconsideradomédio–paísdedesenvolvimentomédio(emdesenvolvimento) -QuandooIDHdeumpaísestáentre0,800e0,899,éconsideradoelevado–paísdedesenvolvimentoalto(emdesenvolvimento) -QuandooIDHdeumpaísestáentre0,900e1,éconsideradomuitoelevado–paísdedesenvolvimentomuitoalto(desenvolvido)
  53. 53. torcedores sequer notam uma mulher dentro de uma lixeira no caminho do estádio. A imagem resume o profundo abismo social existente no nosso país, onde temos muito circo e pouco pão.
  54. 54. Imagens Históricas -Exploração infantil em fábricas da Nike na Indonésia.

×