Preprodução

193 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
193
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
11
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Preprodução

  1. 1. 2011 VILA REAL BISALHÃES DOCENTES.: Pedro Colaço Tânia Rocha DISCENTES.: Fernando Machado_4348 João Ferreira _35350 Pedro Ferreira _ 33843 Tissiana Magalhães _33847
  2. 2. UNIVERSIDADE DE TRÁS-OS-MONTES E ALTO DOURO ESCOLA DE CIENCIAS E TECNOLOGIAS COMUNICAÇÃO E MULTIMÉDIA PRODUÇÃO AUDIOVISUAL II ANO LECTIVO 2010 – 2011 Índice 1_PRÉ-PRODUÇÃO ........................................................................................................................ 3 1.1_IDEIA/CONCEITO .................................................................................................................... 4 1.2_SINOPSE.................................................................................................................................. 4 1.3_GUIÃO..................................................................................................................................... 5 CENA 1....................................................................................................................................... 5 CENA 2....................................................................................................................................... 5 CENA 3....................................................................................................................................... 5 CENA 4....................................................................................................................................... 6 1.4_STORYBOARD ......................................................................................................................... 7 1.5_GUIÃO DE INTENÇÃO ........................................................................................................... 12 Cena 1...................................................................................................................................... 12 Cena 2...................................................................................................................................... 13 Cena 3...................................................................................................................................... 13 Cena 4...................................................................................................................................... 14 2_ANEXOS ................................................................................................................................... 16 2.1_BARRO DE BISALHÃES ...................................................................................................... 16 2.2_SINOPSE................................................................................................................................ 17 2.3_STORY BOARD....................................................................................................................... 17 2.4_ GUIÃO DE INTENÇÃO .......................................................................................................... 17
  3. 3. UNIVERSIDADE DE TRÁS-OS-MONTES E ALTO DOURO ESCOLA DE CIENCIAS E TECNOLOGIAS COMUNICAÇÃO E MULTIMÉDIA PRODUÇÃO AUDIOVISUAL II ANO LECTIVO 2010 – 2011 1_PRÉ-PRODUÇÃO A pré-produção é a inicio de qualquer trabalho. É nesta fase que se defini um objectivo e que se apontam todas as ideias, é aqui que surgem as dúvidas, que se estudam todas as hipóteses e que se trata de todas as partes económicas e burocráticas de todo o projecto.
  4. 4. UNIVERSIDADE DE TRÁS-OS-MONTES E ALTO DOURO ESCOLA DE CIENCIAS E TECNOLOGIAS COMUNICAÇÃO E MULTIMÉDIA PRODUÇÃO AUDIOVISUAL II ANO LECTIVO 2010 – 2011 1.1_IDEIA/CONCEITO Retratar a tradição do barro em Vila Real. Perceber a origem de uma das duas tradições da cidade. Conhecer os artesãos envolvidos e os seus medos em relação ao futuro. Entender o ponto de vista do artesão sobre o seu trabalho e a venda do mesmo. Apalpar o pulso dos Vila-Realenses relativamente à compra de artigos de barro. Chamar a atenção das pessoas para a tradição em vias de extinção. 1.2_SINOPSE A tradição do barro de Bisalhães, muito típica de Vila Real está em vias de extinção. Esta forma de artesanato passa por três fases distintas, a transformação da matéria- prima, a transformação dessa matéria em objectos finais e a sua consequente comercialização. A aldeia de Bisalhães é o palco para a produção desse artesanato. O artesão utiliza um forno ao ar livre para a transformação da matéria-prima, fabrica as peças quer na intimidade da sua oficina quer no seu posto de venda exposto ao olhar dos transeuntes. O artesão e a sua família directa participam no fabrico das peças tradicionais, sendo fundamentais para o sucesso desta arte. Turistas e transmontanos compram este tipo de produção tradicional com a finalidade de cozinhar, decorar ou mesmo partir nas festividades Vila-realenses.
  5. 5. UNIVERSIDADE DE TRÁS-OS-MONTES E ALTO DOURO ESCOLA DE CIENCIAS E TECNOLOGIAS COMUNICAÇÃO E MULTIMÉDIA PRODUÇÃO AUDIOVISUAL II ANO LECTIVO 2010 – 2011 1.3_GUIÃO CENA 1 Local: Frente à Escola Secundária Camilo Castelo Branco, Iluminação: luz artificial 1.1_Praça do Município / Câmara Municipal / Escola Secundária Camilo Castelo Branco – Plano Geral 1.2_Pessoas a jogar uma peça de barro – Plano Conjunto 1.3_Pessoas individuais – Grande Plano / Plano Pormenor 1.4_Peça de barro a ser jogada – Plano Pormenor 1.5_Pessoas a jogar a peça de barro – Plano Geral 1.6_Barro a cair / barro a partir – Plano Pormenor CENA 2 Local: Aldeia de Bisalhães Iluminação: Luz Natural 2.1_Casas / ruas / espigueiro / animais / ribeiro / pessoas / pelourinho / toponímica / fonte / capela – Grandes Planos 2.2_Aldeia / casas / natureza envolvente / cafés / estradas – Plano Geral, Travelling CENA 3 Local: Bisalhães, Forno Iluminação: Luz natural 3.1_Nascer do sol / espaço envolvente – Plano Geral 3.2_Entrevista: Sr. Martins responde: - Há quanto tempo desenvolve a actividade? - Que outras actividades têm? 3.3_Forno / lenha / terra preta / peças / fumo – Grandes Planos 3.4_ Entrevista: Sr. Martins responde: - Quantas vezes por ano faz isso? - Quais são as peças que mais vende? - Acha que as pessoas continuam a cozinhar nos seus panelos? 3.5_ Pessoas a ajudar – Plano Médio 3.6_ Fogo / Fumo – Grande Plano 3.7_ Entrevista: Sr. Martins responde:
  6. 6. UNIVERSIDADE DE TRÁS-OS-MONTES E ALTO DOURO ESCOLA DE CIENCIAS E TECNOLOGIAS COMUNICAÇÃO E MULTIMÉDIA PRODUÇÃO AUDIOVISUAL II ANO LECTIVO 2010 – 2011 - Qual é o segredo da bilha dos segredos? - Com quem aprendeu? - Consegue transmitir a sua arte? Porque não? 3.8_Peças de barro / forno / desenhos – Plano Pormenor 3.9_ Entrevista: Sr. Martins responde: - Quais são as perspectivas para o futuro? CENA 4 Local: Lojinha do artesão perto da rotunda dos Quinchosos Iluminação: Luz natural 4.1_Movimento dos carros – Grande Plano / Plano Pormenor 4.2_Envolvente / rua / movimento / rotunda / lojinhas / comercio / cenário urbano / pessoas a circular – Grande Plano / Travelling 4.3_Pontos de venda do artesanato – Plano Geral 4.4_Lojinha do artesão – Plano Médio 4.5_Sr. Martins – Plano Médio 4.6_Objectos / mãos / expressões / rosto – Plano Pormenor 4.7_ Sr. Martins responde: - Em que está a pensar quando está a produzir as suas peças artesanais? 4.8_Roda / mãos do artesão / peça a ser manufacturada – Plano Pormenor 4.9_ Transito / pessoas a circular – Grande Plano~ 4.10_Sr. Martins responde: - Com que idade aprendeu a arte do barro? - Que idade tem actualmente? 4.11_Artesao / roda – Grande plano 4.12_Roda – Plano pormenor / fade out * 4.13_Pôr do sol – Plano Geral * *O item 4.12 e 4.13 estão ligados.
  7. 7. UNIVERSIDADE DE TRÁS-OS-MONTES E ALTO DOURO ESCOLA DE CIENCIAS E TECNOLOGIAS COMUNICAÇÃO E MULTIMÉDIA PRODUÇÃO AUDIOVISUAL II ANO LECTIVO 2010 – 2011 1.4_STORYBOARD
  8. 8. UNIVERSIDADE DE TRÁS-OS-MONTES E ALTO DOURO ESCOLA DE CIENCIAS E TECNOLOGIAS COMUNICAÇÃO E MULTIMÉDIA PRODUÇÃO AUDIOVISUAL II ANO LECTIVO 2010 – 2011
  9. 9. UNIVERSIDADE DE TRÁS-OS-MONTES E ALTO DOURO ESCOLA DE CIENCIAS E TECNOLOGIAS COMUNICAÇÃO E MULTIMÉDIA PRODUÇÃO AUDIOVISUAL II ANO LECTIVO 2010 – 2011
  10. 10. UNIVERSIDADE DE TRÁS-OS-MONTES E ALTO DOURO ESCOLA DE CIENCIAS E TECNOLOGIAS COMUNICAÇÃO E MULTIMÉDIA PRODUÇÃO AUDIOVISUAL II ANO LECTIVO 2010 – 2011
  11. 11. UNIVERSIDADE DE TRÁS-OS-MONTES E ALTO DOURO ESCOLA DE CIENCIAS E TECNOLOGIAS COMUNICAÇÃO E MULTIMÉDIA PRODUÇÃO AUDIOVISUAL II ANO LECTIVO 2010 – 2011
  12. 12. UNIVERSIDADE DE TRÁS-OS-MONTES E ALTO DOURO ESCOLA DE CIENCIAS E TECNOLOGIAS COMUNICAÇÃO E MULTIMÉDIA PRODUÇÃO AUDIOVISUAL II ANO LECTIVO 2010 – 2011 1.5_GUIÃO DE INTENÇÃO Cena 1 1.1. Iluminação: Natural; Plano: Plano Geral; Contexto espacial: Escola Camilo Castelo Branco; Intenção: Apresentação do cenário da acção; 1.2. Iluminação: Natural; Plano: Plano Geral; Contexto espacial: Câmara Municipal de Vila Real; Intenção: Apresentação do cenário da acção; 1.3. Iluminação: Natural; Plano: Plano de conjunto; Contexto espacial: Largo da escola; Intenção: um grupo de pessoas reunidos para jogar o barro; 1.4. Iluminação: Natural; Plano: Grande Plano; Intenção: Mostrar uma pessoa; 1.5. Iluminação: Natural; Plano: Plano Médio; Intenção: Personagem a preparar-se para atirar o barro; 1.6. Iluminação: Natural; Plano: Plano de Pormenor; Intenção: Mostrar o Barro; 1.7. Iluminação: Natural; Plano: Plano de Conjunto; Intenção: Mostrar o grupo de pessoas a atirar o barro;
  13. 13. UNIVERSIDADE DE TRÁS-OS-MONTES E ALTO DOURO ESCOLA DE CIENCIAS E TECNOLOGIAS COMUNICAÇÃO E MULTIMÉDIA PRODUÇÃO AUDIOVISUAL II ANO LECTIVO 2010 – 2011 1.8. Iluminação: Natural; Plano: Plano de Pormenor; Intenção: Mostrar o barro a partir no chão; Cena 2 2.1. Iluminação: Natural; Planos: Grandes Planos; Intenção: Apresentação dos elementos individuais da aldeia; 2.2. Iluminação: Natural; Planos: Planos gerais com travelings; Intenção: Apresentação e Caracterização da aldeia; Cena 3 3.1. Iluminação: Natural; Planos: Planos Gerais; Intenção: Descrição de espaço envolvente da cena; 3.2. Iluminação: Natural; Planos: Grandes Planos; Intenção: Mostrar as feições do personagem; 3.3. Iluminação: Natural; Planos: Grandes Planos; Intenção: Mostrar o ambiente do trabalho; 3.4. Iluminação: Natural; Planos: Grandes Planos; Intenção: Mostrar as feições do personagem;
  14. 14. UNIVERSIDADE DE TRÁS-OS-MONTES E ALTO DOURO ESCOLA DE CIENCIAS E TECNOLOGIAS COMUNICAÇÃO E MULTIMÉDIA PRODUÇÃO AUDIOVISUAL II ANO LECTIVO 2010 – 2011 3.5. Iluminação: Natural; Planos: Planos Médios, Planos de Conjunto; Intenção: Mostras as pessoas a trabalhar; 3.6. Iluminação: Natural; Planos: Grandes Planos; Intenção: Mostrar as feições do personagem; 3.7. Iluminação: Natural; Planos: Planos de pormenor; Intenção: Mostrar as peças, os fornos e os desenhos; 3.8. Iluminação: Natural; Planos: Grandes Planos; Intenção: Mostrar as feições do personagem; Cena 4 4.1. Iluminação: Natural; Planos: Grandes Planos / Planos Pormenor; Intenção: Mostrar o movimento do ambiente envolvente; 4.2. Iluminação: Natural; Plano: Grandes Planos e Travelings; Intenção: Mostrar o ambiente envolvente; 4.3. Iluminação: Natural; Plano: Plano Geral; Intenção: Mostrar e caracterizar o espaço onde o artesão trabalha as várias Barracas; 4.4. Iluminação: Natural; Planos: Planos médios e planos de pormenor; Intenção: Caracterização mais profunda sobre a barraca do artesão;
  15. 15. UNIVERSIDADE DE TRÁS-OS-MONTES E ALTO DOURO ESCOLA DE CIENCIAS E TECNOLOGIAS COMUNICAÇÃO E MULTIMÉDIA PRODUÇÃO AUDIOVISUAL II ANO LECTIVO 2010 – 2011 4.5. Iluminação: Natural; Planos: Plano Médio; Intenção: Caracterização física do artesão; 4.6. Iluminação: Natural; Planos: Planos de Pormenor; Intenção: caracterização psicológica do artesão; 4.7. Iluminação: Natural; Planos: Planos Gerais; Intenção: Mostrar as feições do personagem; 4.8. Iluminação: Natural; Plano: Plano Pormenor; Intenção: Mostrar o barro a ser produzido; 4.9. Iluminação: Natural; Plano: Grande Plano; Intenção: Mostrar o trânsito e as pessoas no espaço envolvente; 4.10. Iluminação: Natural; Planos: Grandes Planos; Intenção: Mostrar as feições do personagem; 4.11. Iluminação: Natural; Planos: Grande Plano; Intenção: Mostrar a ligação entre artesão e roda; 4.12. Iluminação: Natural; Planos: Planos de pormenor; Intenção: Mostrar a roda do artesão; 4.13. Iluminação: Natural; Planos: Plano Geral; Intenção: Relacionado com o plano anterior através de um fade out/in, mostra o por do sol, término do trabalho.
  16. 16. UNIVERSIDADE DE TRÁS-OS-MONTES E ALTO DOURO ESCOLA DE CIENCIAS E TECNOLOGIAS COMUNICAÇÃO E MULTIMÉDIA PRODUÇÃO AUDIOVISUAL II ANO LECTIVO 2010 – 2011 2_ANEXOS 2.1_BARRO DE BISALHÃES 1_Processo de fabrico: - Recolha da argila em Vilar de Mentes; - Seca da argila em frente à casa; - Recolha da argila no armazém; - Picado em pio de pedra; - Peneirado; - Amassado; - Fabrico dos modelos; - Desenhos cunhados com pedra; - Barro cozido no forno a 400 graus; - Limpa e venda das peças. 2_Peças mais vendidas: - Alguidar; - Assadeira; - Bilha do segredo; - Bilha da rosca; - Bilha do melão. 3_Numero de artesãos: 4; 4_Local de fabrico: -Bisalhães; 5_Local de venda: - Rotunda dos quinchosos.
  17. 17. UNIVERSIDADE DE TRÁS-OS-MONTES E ALTO DOURO ESCOLA DE CIENCIAS E TECNOLOGIAS COMUNICAÇÃO E MULTIMÉDIA PRODUÇÃO AUDIOVISUAL II ANO LECTIVO 2010 – 2011 2.2_SINOPSE Deve conter o tema do trabalho, a estrutura da narrativa, os cenários e as personagens. 2.3_STORY BOARD Sequencia que organiza sequências a fim de pré-visualizar um filme, animações ou gráficos animados. Foi desenvolvido pelo Walt Disney Studios na década de 1930 e evoluiu até ao que se conhece ate então. 2.4_ GUIÃO DE INTENÇÃO Apresenta indicações referentes à câmara, à iluminação, ao som, aos adereços, à planificação das cenas, a todos os pormenores que não foram identificados no Storyboard. É constituído pela especificação de conteúdos e elementos gráficos do produto, correspondendo a uma maqueta ou visão geral deste.

×