The Campaign for the Real Beauty - O Mito S  E  M  I  Ó  T  I  C  A FELISBELA PEREIRA 7480 JOSÉ QUINTEIRO 7455 PEDRO CARVA...
“ As imagens têm ajudado as pessoas a ficarem mais inteligentes. ” Ulrich Neisser  -  Físico e Psicólogo americano (n. Kie...
“ A transformação dos corpos em imagens de corpos teve lugar numa serie de graus de abstracção. Abstracção significa aqui ...
Mark Dery, crítico cultural norte-americano propõe uma guerrilha activista aos media :  Culture Jamming. http://www.levity...
“… a imagem pode-se tornar perigosa tanto por excesso quanto por falta de semelhança. ” Martine Joly  - professora na Univ...
“… a cultura de massa produz a realidade virtual, conducente ao hiper-real.  Tudo se torna num simulacro .” Jean Baudrilla...
Buscar a perfeição é buscar o impossível. Para  Barthes , a foto pode mentir quanto ao sentido, mas nunca  quanto à sua ex...
<ul><li>Para  Dietmar , a imagem apresenta três funções: </li></ul><ul><ul><li>Presença física </li></ul></ul><ul><ul><li>...
Para  Joly , a função da imagem é evocar.  Se é percebida como representação, é signo analógico.  Excesso ou ausência de s...
Confundir o real com o simulacro é a intenção de muita  publicidade, seja ela  Culture Jaming ,  viral  ou outra:  a sua f...
O filme termina com uma frase fundamental para toda a campanha:  “ Não admira que a nossa percepção de beleza esteja disto...
OBRIGADO !
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

O Mito

660 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
660
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
25
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O Mito

  1. 1. The Campaign for the Real Beauty - O Mito S E M I Ó T I C A FELISBELA PEREIRA 7480 JOSÉ QUINTEIRO 7455 PEDRO CARVALHO 7501
  2. 2. “ As imagens têm ajudado as pessoas a ficarem mais inteligentes. ” Ulrich Neisser - Físico e Psicólogo americano (n. Kiel, Alemanha, 1928-). Autor do livro Psicologia Cognitiva (1967).
  3. 3. “ A transformação dos corpos em imagens de corpos teve lugar numa serie de graus de abstracção. Abstracção significa aqui &quot;subtrair o olhar a&quot; (Absehen von). O poder do olhar manifesta-se naquilo que não é visto, que é deixado à margem como vítima da primeira distinção de uma visão focalizadora.” Dietmar Kamper - sociólogo, teórico da Comunicação e criador da Antropologia Histórica
  4. 4. Mark Dery, crítico cultural norte-americano propõe uma guerrilha activista aos media : Culture Jamming. http://www.levity.com/markdery/culturjam.html
  5. 5. “… a imagem pode-se tornar perigosa tanto por excesso quanto por falta de semelhança. ” Martine Joly - professora na Universidade Michel de Montaigne – Bordeaux III
  6. 6. “… a cultura de massa produz a realidade virtual, conducente ao hiper-real. Tudo se torna num simulacro .” Jean Baudrillard (1929-2007) sociólogo e filósofo francês.
  7. 7. Buscar a perfeição é buscar o impossível. Para Barthes , a foto pode mentir quanto ao sentido, mas nunca quanto à sua existência.
  8. 8. <ul><li>Para Dietmar , a imagem apresenta três funções: </li></ul><ul><ul><li>Presença física </li></ul></ul><ul><ul><li>Representação artística </li></ul></ul><ul><ul><li>Simulação técnica </li></ul></ul>
  9. 9. Para Joly , a função da imagem é evocar. Se é percebida como representação, é signo analógico. Excesso ou ausência de semelhança, são os perigos das imagens.
  10. 10. Confundir o real com o simulacro é a intenção de muita publicidade, seja ela Culture Jaming , viral ou outra: a sua finalidade é oferecer-nos a realidade que melhor nos satisfaz!
  11. 11. O filme termina com uma frase fundamental para toda a campanha: “ Não admira que a nossa percepção de beleza esteja distorcida ”
  12. 12. OBRIGADO !

×