Geração Conectado

2.889 visualizações

Publicada em

Pesquisa sobre o comportamento dos jovens no ambiente web

Publicada em: Negócios
0 comentários
6 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.889
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
115
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
145
Comentários
0
Gostaram
6
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Geração Conectado

  1. 1. Geração Conectado Felipe Morais http://plannerfelipemorais.blogspot.com ABRIL/2009
  2. 2. Apresentação Recentemente a Revista Veja (edição 2.100 – 18 de fevereiro 2009) publicou uma matéria sobre os novos jovens, que vou chamar de GERAÇÃO CONECTADO. Afinal, não apenas em estudos da Revista Veja, mas estudos do IBOPE Nielsen Online, TNS Research Internacional, Comitê Gestor de Internet, IAB Brasil mostram que os jovens de hoje, que estão entre 16 e 24 anos, estão na web, pelo menos 90% da população dessa idade acessam a web ao menos uma vez por mês. Esse estudo da revista e de outros institutos também são importantes para os profissionais de marketing dos anunciantes e os planejadores das agências, pois são esses jovens que daqui a 15, 20 anos estarão no comando do país. São os futuros gerentes e diretores das multinacionais, bancos, empresas, escritórios; professores das escolas, faculdades, universidades. Enfim, serão os responsáveis em formar outras gerações, que assim como eles, já vão crescer no ambiente digital. Para os diretores das empresas, hoje a Internet é um mundo totalmente novo. Daqui a 15, 20 anos, a Internet vai fazer parte da vida das empresas, pois seus futuros gestores terão a web como uma continuação de seus corpos, uma vez, que hoje na adolescência isso já ocorre. Felipe Morais – http://plannerfelipemorais.blogspot.com
  3. 3. Minha época Completei 16 anos em 1995, foi quando entrei de vez na adolescência. Ter celular era item de luxo para poucos. E nessa época celular era apenas para fazer ligação. Com tela verde e preta, na época o celular do momento era o Motorola StarTak (compare-o com o iPhone),e nem enviava SMS, imagina ter câmera digital; aliás as câmeras digitais começavam a ser lançadas no Japão e EUA. Internet, era via modem 14.400 Kbps, nem se imaginava Internet a cabo. MSN, Orkut, Blogs, Facebook, Twitter, Wikipedia não passava pela cabeça de nenhum guru da web. O máximo do relacionamento entre pessoas eram as salas de bate papo (chats) do UOL e Terra. MP3 era uma realidade distante, e a Apple nem pensava em iPod, iPhone, MacAir. Notebooks eram produtos caros, pouco acessíveis para a maioria da população, aliás, até mesmo os PCs eram itens caros e de acesso apenas para a classe A, e quanto muito para a classe B. Os universo dos vídeos games era dominado pelo Nintendo/MárioBros e/ou MegaDrive/Sonic, nem se especulava Nintendo Wii, XboX 360º ou Playstation 3. Felipe Morais – http://plannerfelipemorais.blogspot.com
  4. 4. 2009: Quem são os jovens de hoje? Felipe Morais – http://plannerfelipemorais.blogspot.com
  5. 5. 2009: Quem são os jovens de hoje? No Brasil os jovens de hoje entre 16 e 24 anos estão na web, pelo menos 90% da população dessa idade acessam a web ao menos uma vez por mês. Se focarmos nas classes AB pode-se dizer que esses jovens, estão 100% na web e acessam pelo menos 3h40 POR DIA na web. Desde 2007 a classe C tem aumentado e muito seus acessos a web. Dentro de toda a população nacional pertencente a essa classe, o número que mais cresce de usuários está entre os adolescentes. Felipe Morais – http://plannerfelipemorais.blogspot.com
  6. 6. Quem são os jovens de hoje? Na web existem muito conteúdo interessante; mas também há muito lixo. Existem blogs que mostram como e onde comprar drogas por exemplo, além dos milhares de sites pornográficos, vídeos de brigas entre alunos no YouTube. É sabido também que para os adolescentes os pais não passam de “velhos chatos que não me deixam fazer nada”. E isso faz com que os pais queiram prender ainda mais seus filhos! O castigo de ficar em casa trancado no quarto está cada vez mais agradando aos jovens, desde que no seu quarto tenha um computador e acesso a web via banda larga. 60% das casas com computadores em todo o país. Felipe Morais – http://plannerfelipemorais.blogspot.com
  7. 7. Quem são os jovens de hoje? PROFISSIONAIS DE MARKETING E PLANEJAMENTO DE AGÊNCIAS ATENÇÃO!!! Esses jovens que daqui a 15, 20 anos estarão no comando do país. São os futuros gerentes e diretores das multinacionais, bancos, empresas, escritórios. São os futuros professores das escolas, faculdades, universidades. Enfim, serão os responsáveis em formar outras gerações, que assim como eles, já vão crescer no ambiente digital. Felipe Morais – http://plannerfelipemorais.blogspot.com
  8. 8. O que esses jovens desejam em relação a profissão? Os jovens querem “ganhar um bom dinheiro com seu trabalho, mas valorizando o convívio familiar” Nesse ponto, os jovens estão surpreendendo, pois acreditava-se que a Internet estava afastando os filhos dos pais, a pesquisa mostrou o contrário. Os jovens se preocupam com a família. Querem formar uma família, mas estão novos para isso, em compensação estão cada vez mais iniciando a vida sexual mais cedo! A força da web em aproximar pessoas desconhecidas, tem favorecido isso! Felipe Morais – http://plannerfelipemorais.blogspot.com
  9. 9. Os jovens são capazes de: O que os jovens fazem na Intenet? • Ler e-mail • Falar no MSN e GoogleTalk • Baixar MP3 e colocá-las no iPod • Atualizar seu perfil no Orkut, Facebook, MySpace • Jogar online • Fazer um comentário em um blog • Escrever no seu próprio blog • Falar ao celular • Pesquisar um tema no Google • Escrever no Twitter • Pesquisar no Buscapé • Vender um produto no Mercado Livre • Comprar um CD no Submarino.com • Leem notícias no UOL, Terra, IG Felipe Morais – http://plannerfelipemorais.blogspot.com
  10. 10. O que os jovens fazem na Intenet? Segundo Abel Reis, presidente da Agência Click: “a web transformou o tempo em tempo elástico” Os jovens são a grande prova disso, pois eles fazem parte da geração: “Tudo ao mesmo tempo agora”. Felipe Morais – http://plannerfelipemorais.blogspot.com
  11. 11. E quais são os resultados disso? E quando se tem milhares de escolhas? Quando se pode fazer “tudo ao mesmo tempo agora”? Quando se pode conversar, estudar, pesquisar, ouvir música, ver TV, jogar... O jovem está perdendo algo muito importante: O FOCO! Entretanto fazer tudo ao mesmo tempo agora, tirou do jovem a opção de escolha. Alinhado esse fator aos milhares de produtos similares entre si, entre a enorme quantidade de informações sobre tudo – geradas pelos milhares de “proconsumidores” surgidos com o advento da web 2.0 - fez com que esses jovens perdessem o poder de tomar atitude, de escolha! Felipe Morais – http://plannerfelipemorais.blogspot.com
  12. 12. E quais são os resultados disso? O jovem perdeu o poder de saber o que ELE MESMO quer. Ele tem o desejo de falar e ser ouvido, mas nem sempre ele sabe ou tem algo de útil para falar! • Querem falar e ser ouvido. • Querem participar • Querem interagir • Querem fazer parte da comunidade • Querem ser aceitos na sociedade • Querem ter amigos que possam confiar Mas onde eles buscam conteúdo para isso? Quais são suas formas de se expressar? Felipe Morais – http://plannerfelipemorais.blogspot.com
  13. 13. E quais são os resultados disso? Essa vontade de falar está criando outro grande problema, que os pais devem ficar atentos: Blogs e Orkut São os canais digitais que os jovens tem para expressar suas opiniões, logo a exposição desses jovens está enorme. Há jovens que possuem mais de 500 fotos no seu Orkut, expondo a família, onde trabalham, moram, viajam, estudam, clube, inglês, lazer, casas de veraneio. Participam de dezenas de comunidades como “Odeio acordar 2ª de manhã! ; “Odeio meu chefe”; “Quero ir para uma ilha deserta”... Sem pensar que isso pode prejudicá-los futuramente. Prato cheio para pessoas maldosas, ladrões, seqüestradores. Cerca de 21% dos jovens, possuem Blogs. O conteúdo desses blogs é muito similar ao do Orkut: vida pessoal! Felipe Morais – http://plannerfelipemorais.blogspot.com
  14. 14. E quais são os resultados disso? Essa busca pela aceitação fez com que cada vez mais os jovens buscassem as conversas com um grande número de pessoas. Os jovens possuem 500, 600 amigos no seu perfil do Orkut, porém, conhecessem pessoalmente 10 a 15% deles. Uma pessoa com um grande número de amigos é uma pessoa bem posicionada, um líder a ser seguido, por isso, 83% dos jovens acessam ao Orkut e 81% ao MSN que por sinal, tem suas maiores bases de cadastrados no mundo aqui no Brasil. O olho-a-olho já não é mais importante. Os jovens se satisfazem com sua rede de amigos do Orkut. Para eles, os seus amigos são os cadastrados no seu perfil. geração “look at me” É a chamada (olhe para mim). E que ganham cada vez mais adeptos diariamente. Na minha época, amigos eram os da escola, prédio ou do futebol. Felipe Morais – http://plannerfelipemorais.blogspot.com
  15. 15. E quais são os resultados disso? O grande leque de oportunidades do mundo digital faz com que os jovens troquem de amores, amizades, cursos, aspirações, desejos, sonhos, anseios assim como trocam de tênis. Os jovens não sabem o que querem. Eles querem ao mesmo tempo tudo e ao mesmo tempo nada. A Liberdade de decisão faz com que os jovens, em sua grande maioria imaturos pela pouca idade e experiência de vida, se percam no que escolher. Isso começa a influenciar até mesmo em uma das decisões mais importantes da sua vida, a PROFISSÃO que vão escolher. Felipe Morais – http://plannerfelipemorais.blogspot.com
  16. 16. Para onde ir? Essa dúvida implica em jovens que comecem 2,3 faculdades e não sabem o que querem. Estudam 1 ano de Direito, 1 ano de Educação Física e 1 ano de Arquitetura. Se firma na faculdade mediante a consegui um estágio. Trabalham em empresas só pelo dinheiro, sem nenhuma satisfação, logo, ficam mudando de empresa para empresa sem nenhum compromisso, nenhum vínculo. Querem trabalhar, querem ganhar dinheiro para comprar os produtos que desejam, mas aceitam qualquer cargo que lhe ofereçam 200, 300 reais a mais. Tornam-se profissionais pouco confiáveis, que hoje pelo grande leque de oportunidades de estágio pode não parecer, mas em alguns anos podem ser prejudicados em futuros empregos, afinal, que empresa quer contratar um funcionário que pula de emprego em emprego a cada 4, 5 meses? Mas eles não se preocupam com isso. Querem consumir cada vez mais. Felipe Morais – http://plannerfelipemorais.blogspot.com
  17. 17. Desejo: CONSUMO Esse desejo de consumo – principalmente por produtos de alto valor agregado - que antes fazia parte apenas de adolescentes das classes AB, está se tornando um desejo de jovens da classe CDE. O celular, por exemplo, é um item de alto desejo. É bem comum ver adolescentes das classes CDE que ganham cerca de R$ 800,00 por mês, desfilando com um celular que custe R$ 1.500,00. O efeito “Casas Bahia” onde se paga tudo em 24 meses, possibilitou que a classe CDE comprasse um celular pagando cerca de R$ 80,00 por mês, mesmo que se demore 2 anos para quitar. O tempo não importa, importa “ter o produto”. Felipe Morais – http://plannerfelipemorais.blogspot.com
  18. 18. Desejo: CONSUMO Esses jovens estão dispostos a pagar por uma parcela mais alta, que comprometa seus rendimentos mensais apenas para ter o aparelho mais moderno possível. O problema é que além de ter o celular moderno, eles querem um notebook, uma TV de plasma ou um gravador de DVD. As dívidas de cartões de crédito e cheque especial entre os jovens aumenta a cada mês. Felipe Morais – http://plannerfelipemorais.blogspot.com
  19. 19. Como as marcas se aproveitam disso? Para esses jovens, que já nasceram na era digital, o primeiro local de pesquisas e um dos principais de compra é a Internet. Cerca de 13,5 milhões de pessoas compraram na web em 2008, gerando 8,2 bilhões de reais para as lojas. Esse número só tende a crescer, e muito, nos próximos anos. Felipe Morais – http://plannerfelipemorais.blogspot.com
  20. 20. Como as marcas se aproveitam disso? O fato de terem acesso a uma grande quantidade de informações faz com que os jovens até pesquisem, mas não se aprofundem em nada. E em muitos casos, por preguiça! Entretanto quando assunto é TECNOLOGIA esse panorama muda. Os jovens estão cada vez mais se interessando por smartphone, TV de plasma, Home Teather sem fio, Blu-Ray. Essa aposta é um dos fatores de sucesso para o e-commerce. Felipe Morais – http://plannerfelipemorais.blogspot.com
  21. 21. Como as marcas se aproveitam disso? Cerca de 90% das compras feitas de eletro-eletronicos feitas pelas famílias brasileiras tem forte influencia dos filhos adolescentes. Os jovens estão antenados e quando percebem que seus aparelhos estão defasados ou ultrapassados, convencem os pais a trocá-los. E os pais fazem os desejos dos filhos. Felipe Morais – http://plannerfelipemorais.blogspot.com
  22. 22. A influência do jovem na decisão de compra Dois dos aparelhos mais exigidos para a troca são celular e PCs. A cada dia, a tecnologia aumenta, e esses aparelhos são os que mais sofrem com essa tecnologia. Se em outubro de 2008 o celular N95 8 Gigas era um dos melhores do mundo, hoje em abril de 2009, 7 meses depois, a Nokia já lançou o N96, a Blackberry lançou o Storm, o iPhone lançou a versão 3.0 e Samsung lançou o Omnia. Já os PCs a cada 3 ou 4 meses a memória e o processador aumentam, deixando as máquinas mais rápidas para baixar MP3 e jogar online, que estão entre as atividades mais executadas na web (69% dos jovens baixam MP3), logo, os jovens querem sempre ter os melhores, afinal, os jovens tem como exemplo seus amigos e há sempre um na sua comunidade (escola, clube, prédio, vizinhança, Orkut, facebook...) que possui um computador melhor que o seu, que se compromete a fazer “propaganda” aos amigos, que falam aos pais que fazem os desejos dos filhos. Cerca de 44% dos jovens correm para as lojas assim que um novo “gadget” é lançado. Felipe Morais – http://plannerfelipemorais.blogspot.com
  23. 23. Marcas inserindo na sociedade Ter um iPhone, por exemplo, os fazem ser mais aceitos em sua comunidade. Se são os primeiros a ter um aparelho novo e desejado, por um determinado tempo, se tornam os “líderes” dessa comunidade, aquele a ser seguido. Felipe Morais – http://plannerfelipemorais.blogspot.com
  24. 24. Marcas X Pais As marcas devem se ater a esse novo consumidor jovem. São jovens que em alguns anos estarão no comando do país, porém, já hoje são influenciadores em decisões de compras, principalmente nos segmentos de tecnologia, turismo e automóveis. Cabe aos pais, não apenas conversar com os filhos quando eles desejam trocar de DVD ou TV mas saber o que seus filhos estão fazendo no computador, monitorar suas redes sociais, seu MSN. Ficar de olhos bem aberto com os adolescentes; e esses devem ser estimulados a usar a Internet não apenas como canal de conversa e compras e sim como uma fonte de informação, uma ferramenta que trás o mundo as mãos dos jovens! Felipe Morais – http://plannerfelipemorais.blogspot.com
  25. 25. Felipe Morais Felipe Morais é publicitário, escritor e professor. Formando em Publicidade pela UniFMU; pós-graduado em Planejamento Estratégico em Comunicação pela Universidade Metodista de São Paulo; especialista em Planejamento de Comunicação pela MiamiAdSchool/ESPM, especialista em Planejamento de projetos digitais pelo IGroup. Autor do livro: Planejamento Estratégico Digital (Ed. Brasport) Trabalha com planejamento estratégico digital desde 2005, em agências como Navigators, A1 Brasil, Cappuccinodigital, Salles Chemestri e NeogamaBBH, onde atendeu Coca- Cola, Danone, Symantec, Pirelli, Nestlé, Bradesco, HSBC, AGF Seguros, Chevrolet entre outros. Atualmente é Analista de Marketing da FTPI sendo responsável pelo núcleo interativo da empresa. Escreve diariamente no Blog do Planejamento – http://plannerfelipemorais.blogspot.com Contato: felipemorais2309@gmail.com Felipe Morais – http://plannerfelipemorais.blogspot.com

×