Os sete pecados

215 visualizações

Publicada em

Um livro sobre o pecado, como ele entrou no mundo e sobre a salvação pela graça.

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
215
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
87
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Os sete pecados

  1. 1. i
  2. 2. ii OS SETE PECADOS RICARDO MAX
  3. 3. iii OS SETE PECADOS 1ª Edição 2016 São Paulo
  4. 4. 4 INDICE: Introdução....................................................................................................05 A origem do Pecado ..................................................................................... 06 O pecado de Cain.......................................................................................... 08 Os Dez Mandamentos .................................................................................. .11 As Leis da Torá.............................................................................................. 14 Os sete Pecados Capitais............................................................................... 17 O Pecado no Novo Testamento..................................................................... 26 A salvação pela Graça.................................................................................... 42 CONSIDERAÇÕES FINAIS .......................................................................... 57
  5. 5. 5 Introdução: As questões sobre o pecado sempre foram muitos polêmicas, porque apesar de haver muitas leis e uma lista de mandamentos dizendo o que é pecado, hoje em dia muitas pessoas tem entrando num debate interminável sobre o que é e o que não é pecado. Eu decidi escrever este livro acredito que é muito importante entrarmos num consenso sobre o assunto que parece minar a vida espiritual de muita gente, isto porque se determinamos que alguma coisa é pecado quando na verdade não é estamos apenas sofrendo atôa. Acredito que este livro irá ajudar muitas pessoas a pensarem e chegarem a uma conclusão mais plausível sobre o pecado, já que hoje em dia existem muitas religiões cristãs e seitas religiosas espalhadas por todo globo terrestre, e todas elas com uma lista de proibições sobre hábitos e costumes na qual também costumam chamar de pecados. Neste livro irei na origem de tudo fazendo um resumo de toda esta problemática sobre a origem do pecado no mundo para enfim chegar a uma conclusão com bases na própria bíblia, já que a questão sobre o pecado começa no judaísmo para desaguar no cristianismo e em todas as demais religiões do globo terrestre.
  6. 6. 6 A origem do Pecado Segundo a Bíblia o pecado começou com uma desobediência, e a desobediência começou quando deus colocou o homem em um jardim e criou uma lei, uma proibição. De todas os frutos da árvore do Jardim podereis comer, mas da arvore que dá o conhecimento sobre o que é o bem e sobre o que é o mal não comeis, porque no dia que dela comerdes morrereis. Mas até então esta lei não era maligna porque não seduzia o homem a quebra-la, ela só se torna maligna quando surge neste meio uma voz que começa a questionar esta lei. Mas precisamos questionar o que de fato aconteceu ali e se esta narração é uma narração filosófica ou literal, já que muitos acham um absurdo toda esta história de fruto, serpente e tudo mais. Sabemos que esta serpente voadora se chama Lúcifer, ele estava ali o jardim e o conflito entre os anjos e os homens começa quando Deus determina que os anjos devem servir ao homem. Talvez por isto Lúcifer usa esta situação para corromper a criação de Deus fazendo com que ele o questione e quebre a lei. Foi a partir deste momento, quando a antiga serpente, começou a seduzir o homem para que comece da arvore do conhecimento, e este fruto também podemos questionar se de fato era um fruto ou um simbolismo sobre absorver o conhecimento através de alguma fonte, já que hoje a ciência já provou que nosso DNA é um tipo de árvore.
  7. 7. 7 E isto nos faz pensar muito como foi que a morte entrou no DNA humano através do primeiro pecado de adão e Eva, e se propagou por toda humanidade. O DNA é um composto orgânico cujas moléculas contêm as instruções genéticas que coordenam o desenvolvimento e funcionamento de todos os seres vivos, O seu principal papel é armazenar as informações necessárias para a construção das proteínas de ARNs. Os segmentos de ADN que contêm a informação genética são denominados genes. O restante da sequência de ADN tem importância estrutural ou está envolvido na regulação do uso da informação genética.
  8. 8. 8 Assim fica claro que toda questão do pecado do primeiro homem foi algo muito mais sério que comer uma maçã, alíás a bíblia nunca diz que o fruto foi uma maçã, a maçã é usada porque ao ser cortada revelaria um pentagrama, razão pela qual a maçã é símbolo de magia e bruxaria. Deus sabe que, no dia em que dele comerem, seus olhos se abrirão, e vocês serão como Deus, conhecedores do bem e do mal". Gênesis 3:5 Assim desta Forma Eva seduzida pela Serpente além de comer do fruto do conhecimento do bem e do mal, ofereceu a Adão, fazendo com que o pecado e a morte entrasse no DNA humano e assim a morte passasse a todos os homens. Como por um só homem o pecado entrou no mundo, assim a morte passou a todos os homens por isto que todos pecaram. Sempre temos visto pessoas a zombar deste relato filosófico do livro de Gênesis, dizendo que não tem lógica toda esta história de maçãs, serpentes, arvores, mas de fato algo neste relato possui algo de muito profundo que o profano não pode absorver. Sabemos que era costume narrar relatos espirituais de forma codificada,Jesus mesmo ensinava muitas verdade espirituais em forma de parábolas, á que nem sempre é possível relacionar o que ocorre no mundo espiritual com as leis que regem o mundo físico. Veja que estamos vivendo um momento onde o homem está chegando bem perto dos mistérios de Deus. O homem já descobriu o código genético da vida que é um tipo de árvore genealógica e conseguiu explorar os mistérios dos átomos. Além de que agora começa a explorar os segredos dos átomos através da física quântica, onde para explica- la os cientistas precisam criar ilustrações e relações com o mundo real e com as próprias leis da física tradicional para fazer entender.
  9. 9. 9 Da mesma forma entendemos que nem sempre somos capazes de entender o mundo espiritual e as relações foram usadas para revelar estas verdade são as linguagens filosóficas. Se os cientistas usam de comparações para explicar o universo do mundo subatômico, muito mais o mundo espiritual. Como o próprio Jesus disse em João 3:11,12 “Na verdade, na verdade te digo que nós dizemos o que sabemos, e testificamos o que vimos; e não aceitais o nosso testemunho.Se vos falei de coisas terrestres, e não crestes, como crereis, se vos falar das celestiais?” Talvez nossa capacidade cognitiva não esteja preparada para compreender as coisas espirituais, e precisamos destas relações com o mundo terreno e é desta forma que eu entendo toda história da criação e da forma como o pecado entrou no mundo. O pecado e a morte entrou no gene humano e assim a morte passou a todos os homens, em algumas exceções, alguns homens venceram a morte e foram levados e eles são, Enoque, Elias e Jesus Cristo.
  10. 10. 10 O pecado de Cain O pecado de Cain trouxe outro fato importante sobre o pecado e como ele se espalhou como uma semente ruim sobre a terra. Além de que a partir de Cain que começaram as adorações aos demônios, ou anjos caídos. Cain matou seu irmão por inveja porque Deus aprovou o sacrifício dele, mas não se agradou do seu sacrifício. O sacrifício de Abel continha sangue e o de Cainl era uma oferta da terra simbolizando que Cain não via razão para expiar seu pecado. Não por acaso da genealogia de Cain que surgem todos os cultos pagãos de adoração a vegetação e prosperidade que conhecemos até hoje, como o culto a Tamuz e outros. E para evitar mais violência, Deus avisa que qualquer um que matar cair seria punido até a sétima geração, e isto fala sobre a hereditariedade do pecado e da proibição de se fazer justiça com as próprias mãos, daí a questão de Olho por olho e dente por dente. Mas na verdade isto fala da lei chamada eterno retorno, aquilo que plantamos colhemos, quem faz o mal o mal volta- se contra si. A descendência de Cain gerou muitas culturas que disseminaram a idolatria e outras praticas condenadas por Deus, como a babilônia, Egito e outras. E tem mais um problema os anjos caídos passaram a se comunicar com eles, como a própria bíblia relata que quando os anjos viram as filhas dos homens eram belas e tomaram elas como mulheres. Esta foi talvez outra forma de cruzar os Genes humanos cm os angelicais para assim criar uma super raça, e Deus não aprovou, reduzindo os dias de vida dos homens para 120 anos, já que naquela época era possível viver até 1000 anos mesmo depois que a morte entrou no mundo.
  11. 11. 11 Como o mal tomou conta da terra Deus decidiu Destruir tudo e começar tudo do zero, assim chamou Nóe para esta tarefa de separar algumas espécies e entrar na arca com seus descendentes. Claro que todas esta tentativa de Deus não foi a solução para o pecado no mundo, e não falarei especificamente sobre isto porque o objetivo deste livro é outro, descrevo apenas alguns pontos para que seja possível compreender a questão da origem do pecado, que envolve não apenas o erro de adão e Eva mas a atuação dos anjos caídos. Acredito que no momento que se dava todas estas questões sobre a criação do homem, do mundo, é que ocorreu a chamada queda dos anjos que passaram a conspirar contra a criação de Deus a fim de corromper o gênero humano aumentando o pecado. Este assunto é muito bem detalhado no livro de Enoque,onde narra como os anjos passaram a ensinar o ocultismo e a magia para o homem, assim como ensinar o homem a fabricar objetos para fazer guerra. 10Então eles tomaram esposas, cada um escolhendo por si mesmo; as quais eles começaram a abordar, e com as quais eles coabitaram, ensinando-lhes sortilégios, encantamentos,e a divisão de raízes e árvores. 11E as mulheres conceberam e geraram gigantes, 12Cuja estatura era de trezentos cúbitos. Estes devoravam tudo o que o labor dos homens produzia e tornou-se impossível alimentá-los; 13Então eles voltaram-se contra os homens, a fim de devorálos; 14E
  12. 12. 12 começaram a ferir pássaros, animais, répteis e peixes, para comer sua carne, um depois do outro, (8) e para beber seu sangue. (Enoque 07:10) 1Além disso, Azazyel ensinou os homens a fazerem espadas, facas, escudos, armaduras (ou peitorais), a fabricação de espelhos e a manufatura de braceletes e ornamentos, o uso de pinturas, o embelezamento das sobrancelhas, o uso de todo tipo selecionado de pedras valiosas, e toda sorte de corantes, para que o mundo fosse alterado. 2A impiedade foi aumentada, a fornicação multiplicada; e eles transgrediram e corromperam todos os seus caminhos. 3Amazarak ensinou todos os sortilégios, e divisores de raízes: 4Armers ensinou a solução de sortilégios; 5Barkayal ensinou os observadores das estrelas, (9) (9) Observadores das estrelas. Astrólogos (Charles, p. 67). 6Akibeel ensinou sinais; 7Tamiel ensinou astronomia; 8E Asaradel ensinou o movimento da lua, 9E os homens, sendo destruídos, clamaram, e suas vozes romperam os céus. Enoque 08:01) Mesmo após o Dilúvio sabemos que o problema não foi solucionado, o pecado continuou a se espalhar pelo mundo, só que até então não havia nenhuma lei, mesmo não havendo lei, não era desculpa eles sabiam o que era o certo e o errado, pelas leis da sua consciência e das punições e consequências que o pecado trazia.
  13. 13. 13 Os Dez Mandamentos. Deus tentou guiar um povo que estava disposto a ouvir a sua voz e depois que este povo começou a se multiplicar, alguns deles terminaram escravos no Egito, foi ai que Deus ouviu a voz deles e decidiu enviar um libertador. 7Disse o SENHOR: “Certamente tenho observado a opressão e a miséria sobre meu povo no Egito, tenho ouvido seu clamor, por causa dos seus feitores, e sei o quanto estão padecendo. 8Por esse motivo desci a fim de livrá-los das mãos dos egípcios e tirá-los daqui para uma terra boa e vasta, onde mana leite e mel: a terra dos cananeus, dos hititas, dos amorreus, dos ferezeus, dos heveus e dos jebuseus.… Exodo 3:07 Desta forma Deus envia Móises com muita autoridade e com muitos sinais na terra do Egito para libertar o seu Povo e leva-los a uma terra prometida, falo de todos estes eventos resumidamente para entendermos o contexto sobre a questão do pecado, que no caso ainda que tenha levado alguns escolhidos de Deus para a escravidão no Egito ele ainda ouvia aqueles que o clamavam e decidiu enviar um libertador. Sabemos também que todos estes eventos são sombras do que viria no futuro, a saída do povo do Egito e a travessia do mar vermelho já era uma revelação para a vinda De Cristo. Mas ao sair do Egito, e ir para o deserto começaram as regras e exigências de Deus para que aquele povo fosse o Deus deles, então Deus narra os dez mandamentos para Moises, e foi um momento de grande terror e pavor para aquele povo, porque a voz de Deus
  14. 14. 14 estrondava a ponto de deixa-los cobertos de pavor. Ao terceiro mês da saída dos filhos de Israel da terra do Egito, no mesmo dia chegaram ao deserto de Sinai,onde Deus falou com Moiisés e entregou os dez mandamentos. Então falou Deus todas estas palavras, dizendo: Eu sou o Senhor teu Deus, que te tirei da terra do Egito, da casa da servidão. Não terás outros deuses diante de mim. Não farás para ti imagem de escultura, nem alguma semelhança do que há em cima nos céus, nem em baixo na terra, nem nas águas debaixo da terra. Não te encurvarás a elas nem as servirás; porque eu, o Senhor teu Deus, sou Deus zeloso, que visito a iniqüidade dos pais nos filhos, até a terceira e quarta geração daqueles que me odeiam. E faço misericórdia a milhares dos que me amam e aos que guardam os meus mandamentos. Não tomarás o nome do Senhor teu Deus em vão; porque o Senhor não terá por inocente o que tomar o seu nome em vão. Lembra-te do dia do sábado, para o santificar. Seis dias trabalharás, e farás toda a tua obra. Mas o sétimo dia é o sábado do Senhor teu Deus; não farás nenhuma obra, nem tu, nem teu filho, nem tua filha, nem o teu servo, nem a tua serva, nem o teu animal, nem o teu estrangeiro, que está dentro das tuas portas. Porque em seis dias fez o Senhor os céus e a terra, o mar e tudo que neles há, e ao sétimo dia descansou; portanto abençoou o Senhor o dia do sábado, e o santificou. Honra a teu pai e a tua mãe, para que se prolonguem os teus dias na terra que o Senhor teu Deus te dá,Não matarás,Não adulterarás,Não furtarás. Não dirás falso testemunho contra o teu próximo. Não cobiçarás a casa do teu próximo, não cobiçarás a mulher do teu próximo, nem o seu servo, nem a sua serva, nem o seu boi, nem o seu jumento, nem coisa alguma do teu próximo.
  15. 15. 15 E todo o povo viu os trovões e os relâmpagos, e o sonido da buzina, e o monte fumegando; e o povo, vendo isso retirou-se e pôs-se de longe. E disseram a Moisés: Fala tu conosco, e ouviremos: e não fale Deus conosco, para que não morramos. E disse Moisés ao povo: Não temais, Deus veio para vos provar, e para que o seu temor esteja diante de vós, a fim de que não pequeis. Êxodo 20:1-20 E o povo estava em pé de longe. Moisés, porém, se chegou à escuridão, onde Deus estava. Então disse o Senhor a Moisés: Assim dirás aos filhos de Israel: Vós tendes visto que, dos céus, eu falei convosco. Os dez mandamentos são as leis básicas da fé e retidão que todos os cristãos devem seguir, no entanto estas leis nunca serviram para salvar, elas eram apenas um parâmetro para que o homem soubesse o que era pecado. Porque se existe uma lei espiritual que pune e o homem por não saber peca, ele mesmo sem saber recebe o dano, e no caso foi o pecado que levou o povo a ser escravo no Egito, então agora que Deus começa a guiar o povo ele dita regras de conduta e adoração a ele. Neste momento o povo ainda está no deserto caminhando em direção a terra prometida e sabemos que eles ficaram unas quarenta anos nesta longa jornada, vendo inclusive sinais de Deus. E mesmo recebendo todas estas regras eles duvidaram e quebraram estas leis, adorando o bezerro de ouro a serpente de metal que Moises construiu para cura-los das mordidas das serpentes no deserto além de terem cometido outros pecados. No final da história sabemos que poucos chegaram vivos na terra prometida, e muitos ainda perguntam se devemos ou não obedecer aos dez mandamentos ou foi uma regra especifica para um povo e cultura específica. Sabemos que algumas leis dos dez mandamentos são bem objetivas quando diz que não devemos matar, roubar e mentir, e todos concordam com eles, mas entramos numa problemática quanto ao sábado e mais pra frente com as leis dadas em Levítico e Deteuronômio , tais como circuncinsão e outras que parecem absurda para o mundo atual. Sobre isto falaremos mais especificamente mais a frente porque é importante entender já que tem sido assunto muito debatido e que geraram muitas proibições dentro das seitas e religiões. Afinal de contas o que é o pecado hoje? o pecado afeta a Deus ou afeta ao homem? Pelo que foi narrado até aqui entendemos que Deus exige acima de tudo reverência, reconhecimento
  16. 16. 16 que existe apenas um Deus e que haja amor ao próximo, já que desde a criação o homem se inclinou a adorar as coisas criadas ao invés daquele que as criou. O homem achava belo o universo e começou adorar as estrelas, os astros, adorar os animais, as plantas, as árvores, isto é idolatria, depois tem a problemática de oferecer sacrifícios humanos ou de animais a estes deuses, e assim abrindo as portas para todo tipo de corrupção e pecados. Desta forma o pecado afeta Deus e afeta ao homem, porque corrompe toda lógica daquilo que Deus imaginou e projetou para a humanidade. Mas o fato é que a lei se tornou excessivamente maligna porque superabundou o pecado, quanto mais leis eram dadas mais o homem se inclinava a quebrar. Por isto Deus Decidiu usar outra forma de salvar o homem e trazê-lo de volta a comunhão com ele, mas isto só foi revelado com a vinda do messias o salvador para cumprir a justiça que diz assim como a morte entrou no mundo através de um homem a salvação veio através de um homem, Jesus Cristo o filho de Deus.
  17. 17. 17 As leis da Torá Quando se fala em tora entende-se os cinco primeiro livros do antigo testamento que são venerados pelos judeus, onde há muitas tradições e normas de culto, assim como muitas leis que o judeu deve seguir. Todo cristãos sabe que todas as leis dadas ao povo judeu não devem ser impostas aos gentios, esta questão se tornou polêmica quando Pedro que não vivia como gentio começou argumentar que os gentios deviam viver como judeus.
  18. 18. 18 Temos visto atualmente um movimento que procura integrar as praticas do judaísmo ao cristianismo alegando que Jesus não aboliu a lei e que o sábado deve ser guardado e toda lei deve ser cumprida e para defender isto usam a seguinte afirmação de Jesus: 17Não penseis que vim destruir a Lei ou os Profetas. Eu não vim para anular, mas para cumprir. 18Com toda a certeza vos afirmo que, até que os céus e a terra passem, nem um i ou o mínimo traço se omitirá da Lei até que tudo se cumpra (Mateus 5: 17) Na verdade Jesus não estava dizendo que as obras da lei continuariam válidas com esta frase, ele estava afirmando que a lei só pode ser cumprida através dele, já que todos os profetas profetizaram sobre sua vinda. Além do mais entraria em contradição quando Jesus afirmou que o templo seria destruído e em três dias ele o reergueria, falando que o caminho estava aberto para toda humanidade ir diretamente ao pai e não depender mais de sacrifícios de animais ou de um sumo sacerdote terreno. Porque Agora a humanidade vai diretamente a Jesus, sacerdote eternamente segundo a orde de Melquisedeque, quem quiser invalidar o sangue da nova aliança costurar o véu e voltar para o mundo das sombras é só negar a Jesus e seu sacrifício. Por isto é algo quase abominável querer justificar a salvação nas obras da lei, pois em Gàlatas afirma que se a justiça provém das obras da lei Jesus cristo Morreu atôa. Em gálatas Gálatas 2:5-7 também diz algo sobre aqueles que querem criar cargas pesadas para os Gêntios: “4 E isto por causa dos falsos irmãos que se intrometeram, e secretamente entraram a espiar a nossa liberdade, que temos em Cristo Jesus, para nos porem em servidão; Aos quais nem ainda por uma hora cedemos com sujeição, para que a verdade do evangelho permanecesse entre vós. E, quanto àqueles que pareciam ser alguma coisa (quais tenham sido noutro tempo, não se me dá; Deus não aceita a aparência do homem), esses, digo, que pareciam ser alguma coisa, nada me comunicaram; Antes, pelo contrário, quando viram que o evangelho da incircuncisão me estava confiado, como a Pedro o da circuncisão” Perceba que o debate já naquela época sobre guardar ou não guardar as leis judaicas se tornaram acirradas, queriam até impor a circuncisão aos gentios assim como outras leis
  19. 19. 19 do judaísmo como elemento indispensável para a salvação, Mas Paulo Retifica do grande erro disto e que isto significa voltar a escravidão saindo da liberdade que Cristo nos deu. Desta forma Ele salienta em gálatas 02:16 afirmando: “16 Sabendo que o homem não é justificado pelas obras da lei, mas pela fé em Jesus Cristo, temos também crido em Jesus Cristo, para sermos justificados pela fé em Cristo, e não pelas obras da lei; porquanto pelas obras da lei nenhuma carne será justificada.” O livro de Gálatas confirma assim a inutilidade da lei para salvar o homem confirma a salvação não pelas obras da lei, mas pela pregação da fé. Todas aquelas praticas do Pentateuco, foram assim destruídas na cruz, porque eram ordenanças que não eram nada mais que um fardo o qual Jesus nos libertou. Basta dar uma olhada no livro de Levítico e algumas das leis sobre a purificação, onde tudo era considerado imundo, sêmen era imundo, menstruação imundo, havia normas para purificação, e um monte de normas da lei que são hoje absurdas para os gentios. Bom não há necessidade de citar tudo que se fala sobre as leis do Pentateuco que todos devem conhecer, mas este exemplo já mostra o peso destas leis que são inúteis para salvar, já que a purificação não é de fora para dentro e sim de dentro pra fora. Jesus falou sobre isto quando disse que se um homem olhar para uma mulher com cobiça já cometeu adultério.
  20. 20. 20 Claro que existe um certa confusão quando se fala em leis, alguns pensam somente nas leis dos dez mandamentos, mas as seitas atuais fazem uma grande confusão quando fala de leis, e pegam muitos livros do antigo testamento para justificar praticas da aparência. Destas leis que se originaram todo puritanismo protestante, que vê pecado em tudo e tenta cobrir a mulher dos pés a cabeça para não incitar o pecado. Então como é que algumas seitas religiosas começam a trazer tudo de volta aquilo que Jesus aboliu com seu sacrifícios, igrejas chamadas judaicas cristãs ou não. O novo testamento é enfático em afirmar que o escrito de normas e dívidas que eram contra nós foram rasgados, aniquilados na cruz , assim como o véu foi rasgado abrindo caminho para nós para ir direto ao pai através de Jesus, e num santuário não mais terreno. Collossenses 02:08 diz que devemos tomar cuidado com aqueles que criam filosofias estranhas e tornam pessoas sem conhecimento cativas “8 Tende cuidado, para que ninguém vos faça presa sua, por meio de filosofias e vãs sutilezas, segundo a tradição dos homens, segundo os rudimentos do mundo, e não segundo Cristo;” De fato hoje existe uma grande confusão sobre tudo o que está escrito na bíblia porque pegam diversos versículos isolados para criar doutrinas absurdas, mas quando pegamos um livro e seguimos o seu contexto conseguimos ter mais clareza, assim muitas pessoas são manipuladas por falta de conhecimento, nem tudo o que está escrito no antigo testamento é para ser posto em prática, são apenas relatos históricos, para o cristão o
  21. 21. 21 novo testamento é o que tem validade. Veja agora o que diz collossenses sobre a salvação pela lei e pela fé Aqui é enfatizado sobre a inutilidade da lei e das normas da aparência, e fala sobre o fato da lei ter sido destruída na cruz com suas ordenanças para criar uma lei interna que é a lei do amor. Por isto fica claro que usar a torá e muitas das suas praticas para afirmar que alguém hoje está em pecado é futilidade, ninguém pode ser mais julgado pela aparência, nem por cumprir ou não cumprir leis que foram abolidas como guardar o sábado, circuncisão, e outras praticas da lei sobre a purificação que são inúteis.
  22. 22. 22 Os sete pecados Capitais Alguns pecados antes de ser uma questão religiosa é também uma questão moral e criminosa, ninguém pode sair por ai matando ou roubando, ou fazendo coisas que prejudiquem ao próximo, então a questão de ter ou nãoq eu deixar de cometer pecados envolve punições estabelecidas pela lei. Na bíblia em Romanos diz: “Porque os magistrados não são terror para as boas obras, mas para as más. Queres tu, pois, não temer a potestade? Faze o bem, e terás louvor dela.” (Romanos 13:03) Desta forma os poderes e forças estabelecidos são também da vontade de Deus, para punir certos pecados, porque já imaginou se matar fosse apenas uma questão religiosa? Muitos iriam sair por ai matando mais do que já matam já que, não haveria punição. Devemos dar a Cesar o que é de Cesar e a Deus o que é de Deus, e assim a ordem e as forças terrenas foram constituídas por Deus para punir aqueles que matam , roubam, em fim cometem crimes e com advogados para punir calúnias e difamação, que nada mais é que a mentira. Os conceitos que se conhece hoje como os sete pecados capitais, por exemplo, tratam-se de uma classificação de condições humanas conhecidas atualmente como vícios, que precedem o surgimento do cristianismo, mas que foram usadas mais tarde pelo catolicismo com o intuito de educar os seguidores, de forma a compreender e controlar os instintos básicos do ser humano e assim se aproximar de Deus. Vejamos a seguir a lista dos sete pecados capitais:
  23. 23. 23 Representação dos sete pecados capitais por Bosch. Gula A gula é o desejo insaciável por comida e bebida. A pessoa que comete este pecado não vai diretamente para o inferno. Segundo tal visão, a gula também está relacionada com o egoísmo humano: querer adquirir sempre mais e mais, não se contentando com o que já tem, uma forma de cobiça. A gula seria controlada pelo recurso à virtude da temperança. Avareza A avareza ou ganância é o apego excessivo e descontrolado aos bens materiais e ao dinheiro.Pois o avarento prefere os bens materiais ao convívio com Deus. Neste sentido, o pecado da avareza conduz à idolatria, que significa tratar como se fosse Deus algo que não o é. É considerado o pecado mais tolo, por se firmar em possibilidades. Luxúria A luxúria é o desejo passional e egoísta por todo o prazer corporal e material. A luxúria é definida, por vezes, como desejo perante o prazer sexual mal
  24. 24. 24 administrado, perda do controle perante o sexo e apetites sexuais desordenados. Ira Conhecida também por cólera, é o sentimento humano de externar raiva e ódio por alguma coisa ou alguém. É o forte desejo de causar mal a outrem e um dos grandes responsáveis pela maior parte dos conflitos humanos no transcorrer das gerações. Inveja A inveja (do latim invidia) 'é o desejo exagerado por posses, status, habilidades e tudo que outra pessoa tem e consegue. É considerada pecado porque uma pessoa invejosa ignora suas próprias bênçãos e prioriza o status de outra pessoa no lugar do próprio crescimento espiritual. O invejoso ignora tudo com que foi abençoado e que possui, para cobiçar o que é do próximo. Preguiça Do latim acedia. A pessoa com este pecado capital é caracterizada pela Igreja Católica como alguém que vive em estado de falta de capricho, de esmero, de empenho, em negligência, desleixo, morosidade, lentidão e moleza, de causa orgânica ou psíquica, que a leva a uma inatividade acentuada. Soberba A soberba (do latim superbia) é conhecida também como vaidade ou orgulho. Está associada a orgulho excessivo, arrogância e vaidade. Perceba que esta ordem de pecados são males internos do homem que exigem dele auto- controle para domina-los, estes tipos de pecados não são punidos por lei, mas afastam a pessoa de Deus e podem destruir a sua vida e de outros.
  25. 25. 25 Na verdade todos estes pecados estão dentro daquilo que a bíblia chama de obras da carne, no qual aqueles que não se deixam guiar pelo Espírito Santo correm o risco de cometer mesmo sem querer: O livro a inda alerta que aqueles que tentam cumprir uma lista de regras sem a ajuda do Espírito Santo estão meramente tentando praticar a lei, ou as obras da lei, mas aqueles que são controlados pelo Espírito seguem aquilo que o Espírito de Deus colocou escrito nos seus corações. Assim o Apóstolo apresenta uma lista que revela as obras daqueles que vivem em função da lei moral, se esforçando para obedecer um conjunto de leis e regras escritas, e aqueles que são dominados do pelo Espírito Santo possuem nas suas vidas nove frutos veja:
  26. 26. 26 Por isto o evangelho da acusação e exigência para se cumprir leis morais não passa de religião, quando na verdade o evangelho precisa ter como fundamento a pregação da fé em Jesus que por consequência derrama do seu espírito Santo, escreve suas leis no coração do seguidor e revela os sete frutos na vida dele.
  27. 27. 27 O Pecado no Novo Testamento O grande debate hoje em dia na igreja tradicional é entender o que é pecado no novo testamento, já que os religiosos perderam totalmente a noção do que é pecado e o motivo é por considerar que toda bíblia é a palavra de Deus e precisa ser levada em conta para definir o que é pecado. E geralmente qualquer livro que fale de leis dadas por Deus é considerado um pecado para as igrejas e seitas da atualidade, só que a grande questão é que mesmo estas igrejas que defendem a pratica da lei que já foi abolida por Cristo na nova aliança, usam o antigo testamento de forma seletiva. Por exemplo a lei que ala que ninguém deve ver a nudez do outro: Hoje seria impossível praticar estas leis de Levítico com a complexidade da sociedade, mulheres que precisam ficar suas com seu médicos ginecologistas, sobre a lei do fluxo e purificação que considerava tudo imundo tais como menstruação na mulher e ejaculação , no homem, pessoas que precisam trabalhar no sábado, homens que fazem a barba por motivos de trabalho ou higiene, e o que dizer sobre não comer carne de porco, ou não comer certas comidas consideradas impuras?
  28. 28. 28 Todas estas leis são hoje usadas ao seu bel prazer por igrejas protestantes para manipular com suas doutrinas e dogmas o seguidor, hora aprovando uma coisa e hora proibindo outra. Há ainda o grande debate sobre a homossexualidade, que na antiguidade era praticada como forma de perversão e estupro ou como forma de prostituição sagrada, dando origem a palavra homossexualismo, condenada em Levítico por estar relacionada ao culto de Moloque e outros deuses. Certamente a cristandade se tornou bastante puritana e criaram doutrinas que pregam a salvação na obediência cega de todas estas leis, mas pouco se sabe de fato como a salvação e a questão do pecado era vista na igreja primitiva. O que se sabe é que Jesus deixou apenas uma regra para os gentios, que é se afastar da prostituição e do adultério algo que a igreja moderna tolera com muita naturalidade já que muitos pastores e membros já passaram por esta situação, coisa que a igreja não solucionar. Mas a solução apontada por Cristo é amar uns aos outros, porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus, aceitar o erro e pecado do próximo, já que Deus trata particularmente com cada um. E a salvação é pela graça, e se é pela graça ninguém pode pagar com obra de justiça ou por cumprir uma lista de regras, pois se a justiça é pela lei ou pela obediência de uma lista de ordenanças Jesus não teria morrido. A lei sempre existiu e todos sabiam o que era pecado, sabiam que tinham que obedecer, mas nunca houve um só justo, todos estavam condenados pela lei, a cédula que era contra todos nós. Mas Jesus veio, e se fez maldito conforme a lei, para resgatar todos que estão debaixo da maldição, e a maldição é que naquele dia ninguém vai dizer que foi salvo porque obedeceu a lei, ou conseguiu cumpri-la mas por ter crido naquele que cobre os pecados! Por isto Paulo faz uma grande advertência aos Gálatas que passaram a defender que seriam salvos se cumprissem as obras da lei, ele estava agora nas obras da carne, e tinha caído da graça.
  29. 29. 29 A salvação é pela Graça. (livro em construção, siga e aguarde as atualizações)

×