De acordo com Beck:
Incluído para codificar transtornos com características
depressivas que não satisfazem os critérios pa...
Exemplos de Transtorno Depressivo Sem Outra Especificação incluem:
1. Transtorno disfórico pré-menstrual
2. Transtorno dep...
Transtorno disfórico pré-menstrual:
Na maioria dos ciclos menstruais durante o ano anterior, sintomas (por ex.,
humor acen...
. 2. Transtorno depressivo menor: episódios de pelo
menos 2 semanas de sintomas depressivos, porém
com menos do que os cin...
3. Transtorno depressivo breve recorrente: episódios
depressivos durando de 2 dias a 2 semanas,
ocorrendo pelo menos uma v...
4. Transtorno depressivo pós-psicótico da
Esquizofrenia: um Episódio Depressivo Maior que
ocorre durante a fase residual d...
. 5. Um Episódio Depressivo Maior sobreposto a
Transtorno Delirante, Transtorno Psicótico Sem
Outra Especificação ou fase ...
6. Situações nas quais o clínico concluiu que um
transtorno depressivo está presente, mas é incapaz
de determinar se é pri...
"Os sinais e sintomas essenciais, tais como humor
deprimido, pessimismo, autocrítica e agitação ou
retardo psicomotor pare...
Cassidy e colaboradores:
Anorexia, perturbação do sono, humor deprimido,
pensamentos suicidas, choro, irritabilidade, medo...
Sintomas divididos em 4 principais aspectos:
1) emocionais
2) cognitivos
3) motivacionais
4) físicos e vegetativos
Pesquisa através de inventário com 966 pacientes:
1) Emocionais
Humor deprimido
Baixa autoestima
Perda da satisfação
Perda...
Pesquisa através de inventário com 966 pacientes:
2) Cognitivas e motivacionais
Baixa autoavaliação
Expectativa negativa
A...
Pesquisa através de inventário com 966 pacientes:
3) Físicos e vegetativos
Perda de apetite
Perturbação do sono
Perda da l...
Os primeiros estudos, menos refinados, relataram predominantemente um período
de 6 a 18 meses como a duração média da prim...
Ao examinar a literatura mais antiga sobre os intervalos entre os episódios de
depressão, fica-se impressionado com o fato...
Pesquisa de Kiloh:
Entre 1966 e 1970. Período de seguimento: 15 anos
Recuperando-se e mantendo-se bem – 20%
Recuperando co...
Terapia Somática
Psicoterapia
Terapia Somática
Medicamentos: Medicamentos tricíclicos, Inibidores de MAO
(Monoaminaoxidase...
Transtorno depressivo - Sintomas da Depressão, Curso, Prognóstico e Tratamento
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Transtorno depressivo - Sintomas da Depressão, Curso, Prognóstico e Tratamento

2.994 visualizações

Publicada em

Aula do Curso Psicologia Cognitiva da Depressão do site www.psicologiamsn.com

O Slide engloba a definição do DSM-IV para Transtorno Depressivo sem Outra Especificação e, no geral, o Curso, Prevalência, Epidemiologia e Tratamento da Depressão

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.994
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
239
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
37
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Transtorno depressivo - Sintomas da Depressão, Curso, Prognóstico e Tratamento

  1. 1. De acordo com Beck: Incluído para codificar transtornos com características depressivas que não satisfazem os critérios para transtorno depressivo maior, transtorno distímico ou sintomas depressivos sobre os quais há informações insuficientes ou contraditórias
  2. 2. Exemplos de Transtorno Depressivo Sem Outra Especificação incluem: 1. Transtorno disfórico pré-menstrual 2. Transtorno depressivo menor 3. Transtorno depressivo breve recorrente 4. Transtorno depressivo pós-psicótico da Esquizofrenia 5. Um Episódio Depressivo Maior sobreposto a Transtorno Delirante, Transtorno Psicótico Sem Outra Especificação ou fase ativa da Esquizofrenia. 6. Situações nas quais o clínico concluiu que um transtorno depressivo está presente, mas é incapaz de determinar se é primário, devido a uma condição médica geral ou induzido por uma substância.
  3. 3. Transtorno disfórico pré-menstrual: Na maioria dos ciclos menstruais durante o ano anterior, sintomas (por ex., humor acentuadamente deprimido, ansiedade acentuada, acentuada instabilidade afetiva, interesse diminuído por atividades) ocorreram regularmente durante a última semana da fase lútea (e apresentaram remissão alguns dias após o início da menstruação). Estes sintomas devem ser suficientemente severos para interferir acentuadamente no trabalho, na escola ou atividades habituais e devem estar inteiramente ausentes por pelo menos 1 semana após a menstruação
  4. 4. . 2. Transtorno depressivo menor: episódios de pelo menos 2 semanas de sintomas depressivos, porém com menos do que os cinco itens exigidos para Transtorno Depressivo Maior.
  5. 5. 3. Transtorno depressivo breve recorrente: episódios depressivos durando de 2 dias a 2 semanas, ocorrendo pelo menos uma vez por mês, durante 12 meses (não associados com o ciclo menstrual).
  6. 6. 4. Transtorno depressivo pós-psicótico da Esquizofrenia: um Episódio Depressivo Maior que ocorre durante a fase residual da Esquizofrenia.
  7. 7. . 5. Um Episódio Depressivo Maior sobreposto a Transtorno Delirante, Transtorno Psicótico Sem Outra Especificação ou fase ativa da Esquizofrenia.
  8. 8. 6. Situações nas quais o clínico concluiu que um transtorno depressivo está presente, mas é incapaz de determinar se é primário, devido a uma condição médica geral ou induzido por uma substância.
  9. 9. "Os sinais e sintomas essenciais, tais como humor deprimido, pessimismo, autocrítica e agitação ou retardo psicomotor parecem ter sido universalmente aceitos" (Beck, p. 21)
  10. 10. Cassidy e colaboradores: Anorexia, perturbação do sono, humor deprimido, pensamentos suicidas, choro, irritabilidade, medo de perder o controle, má concentração e delírios (Beck, p. 21)
  11. 11. Sintomas divididos em 4 principais aspectos: 1) emocionais 2) cognitivos 3) motivacionais 4) físicos e vegetativos
  12. 12. Pesquisa através de inventário com 966 pacientes: 1) Emocionais Humor deprimido Baixa autoestima Perda da satisfação Perda de vínculos Crises de choro Perda de resposta ao humor
  13. 13. Pesquisa através de inventário com 966 pacientes: 2) Cognitivas e motivacionais Baixa autoavaliação Expectativa negativa Autorrecriminação e autocrítica Indecisão Autoimagem distorcida Perda de motivação Desejos suicidas
  14. 14. Pesquisa através de inventário com 966 pacientes: 3) Físicos e vegetativos Perda de apetite Perturbação do sono Perda da libido Fadiga
  15. 15. Os primeiros estudos, menos refinados, relataram predominantemente um período de 6 a 18 meses como a duração média da primeira crise. (...) Ayd relatou que, antes dos 30 anos, as crises duram em média de 6 a 12 meses; entre os 30 e 50 anos, tendem a persistir por mais tempo, e muitos pacientes permanecem doentes de 3 a 5 anos.
  16. 16. Ao examinar a literatura mais antiga sobre os intervalos entre os episódios de depressão, fica-se impressionado com o fato de que as recidivas podem ocorrer depois de anos, ou mesmo décadas, de aparente boa saúde (...) Existem relatos de recorrências em até 40 anos após a remissão de uma depressão inicial. Pesquisa de Renie O seguimento seguinte indicou a seguinte taxa de recaída para seus 97 casos de depressões recorrentes: menos de 10 anos depois da primeira crise de depressão, 35%; de 10 a 20 anos, 52%, mais de 20 anos, 13%
  17. 17. Pesquisa de Kiloh: Entre 1966 e 1970. Período de seguimento: 15 anos Recuperando-se e mantendo-se bem – 20% Recuperando com crises subsequentes – 63% Sempre incapacitado ou morte por suicídio 17%
  18. 18. Terapia Somática Psicoterapia Terapia Somática Medicamentos: Medicamentos tricíclicos, Inibidores de MAO (Monoaminaoxidase), Inibidores Seletivos de Recaptação de Serotonina, Estimulantes, Lítio, Eletroconvulsoterapia, Estimulação magnética transcraniana, Farmacogenômica Psicoterapia Psicanálise e Psicoterapia psicodinâmicas, Psicoterapia de Apoio, Terapia Cognitiva e Terapia Cognitivo-Comportamental

×