Prof. MSc Felipe Correa de Mello Introdução à sociologia de Pierre Bourdieu  PLANO DE MARKETING             Aula 1.0: Espa...
introdução
Em “A Distinção”, Bourdieu traça uma topografia do espaço social;O conceito de espaço social (bem como o conceito, análo...
•Para melhor compreensão do conceito de habitus, iever: Razões Práticas;Capítulo IV de Meditações Pascalianas; o artigo de...
Espaço social          Tópicos
•Bourdieu parte de uma concepção de que a sociedade é estruturada porconflitos (a dinâmica social de toda sociedade é orga...
•A despeito do compartilhamento com a teoria marxista neste ponto, Bourdieuconcebe de maneira diferente as “classes sociai...
•Bourdieu parte de princípios teóricos que concebem que as estruturassimbólicas estruturam relações sociais “reais”;•Podem...
•Em Marx a sociedade é estruturada, então, a partir de dois critérios: ospatrões e os proletários;Bourdieu julga esta divi...
•Bourdieu, constrói uma teoria do social que “une” os enfoques teóricos de Marxe Weber e que assim dê conta de toda comple...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Introducao a sociologia de bourdieu

4.159 visualizações

Publicada em

Aula inaugural do curso "Introdução à Sociologia de Bourdieu".
A presente aula é acompanhada de texto de minha autoria (extraído de meu mestrado) acerca da dinâmica dos campos segundo Pierre Bourdieu.

Publicada em: Educação
1 comentário
4 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.159
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
156
Comentários
1
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Introducao a sociologia de bourdieu

  1. 1. Prof. MSc Felipe Correa de Mello Introdução à sociologia de Pierre Bourdieu PLANO DE MARKETING Aula 1.0: Espaço e campo social 2012
  2. 2. introdução
  3. 3. Em “A Distinção”, Bourdieu traça uma topografia do espaço social;O conceito de espaço social (bem como o conceito, análogo, de campo) éinseparável da teoria da ação;Para melhor compreensão da teoria da ação (habitus) é importantecompreendê-la contra a teoria da ação (Livre arbítrio; liberdade; nadificação) deSartre, sobretudo expressa em “O ser e o nada”;
  4. 4. •Para melhor compreensão do conceito de habitus, iever: Razões Práticas;Capítulo IV de Meditações Pascalianas; o artigo de Clóvis de Barros Filho “Ohabitus e o nada” e o livro de Christiane Chauviré e Oliver Fontaine: ElVocabulario de Bourdieu.•Para melhor compreensão do conceito de campo e de espaço social ver:BONNEWITZ, Patrice. Primeiras lições sobre a sociologia de Pierre Bourdieu.Petrópolis: Vozes, 2005; Capítulo sobre o Campo Científico em Questões desociologia. Rio de Janeiro: Ed. Marco Zero, 1983.•Para compreender o sentido de “espaço social estruturado” ver as páginas198 a 200 de J.B THOMPSON. Ideologia e Cultura Moderna. Petrópolis: Vozes,2004.
  5. 5. Espaço social Tópicos
  6. 6. •Bourdieu parte de uma concepção de que a sociedade é estruturada porconflitos (a dinâmica social de toda sociedade é organizada em torno deconflitos);•Neste sentido ele compartilha da visão marxista acerca de sua visão sobre osocial;•Visão esta que enxerga o conflito como algo natural às organizações sociais enão algo anormal (uma patologia, por assim dizer, do social a ser corrigida);•Esta visão se opõe ao funcionalismo que enxerga as parte da sociedadecomo harmoniosas, tendo cada uma função (cabendo ao teórico descreverestas funções);
  7. 7. •A despeito do compartilhamento com a teoria marxista neste ponto, Bourdieuconcebe de maneira diferente as “classes sociais” e em muitos sentidos ébastante crítico em relação como o marxismo pensa as classes sociais;•A grande maioria das teorias marxistas concebem as classes sociais comoalgo “em si”. Entidade com estatuto ontológico próprio independente dopensamento do sociólogo ou do político;•Para Bourdieu, as classes sociais só existem no papel. Na cabeça do teóricoque traça os critérios de agrupamento social. Para ele as classes são “para si”;•Isto não quer dizer que Bourdieu negue os conflitos de classe;
  8. 8. •Bourdieu parte de princípios teóricos que concebem que as estruturassimbólicas estruturam relações sociais “reais”;•Podemos dizer que sua teoria se situa num meio termo entre o realismo e onominalismo;•Quanto a estruturação da sociedade, Bourdieu parte tanto da teoria deMarx e da teoria de Weber para elaborar sua teoria;•A teoria de estruturação da sociedade de Marx é focada nas relaçõeseconômicas (produtivas) da sociedade. Estas são centrais efundamentais da organização social;•Para Marx a sociedade é organizada entre os que detém os meios deprodução e aqueles que não;
  9. 9. •Em Marx a sociedade é estruturada, então, a partir de dois critérios: ospatrões e os proletários;Bourdieu julga esta divisão insuficiente pois, entre outros motivos, não dáconta de toda a complexidade da organização social moderna;•Já a teoria de Weber da sociedade, tem um foco mais voltado para asrelações simbólicas e culturais da sociedade;•Bourdieu reconhece o mérito da teoria de Weber por ir além do enfoque“produtivo” de Marx, mas também vê que esta teoria é insuficiente poisignora as relações econômicas e foca demasiadamente nas relaçõessimbólicas;
  10. 10. •Bourdieu, constrói uma teoria do social que “une” os enfoques teóricos de Marxe Weber e que assim dê conta de toda complexidade da organização socialmoderna;•O conceito de capital expandido para as relações simbólicas é fundamentalna construção bourdesiana do espaço social;•Para Bourdieu existem diversos tipos de capitais;•Os centrais e que estruturam a sociedade são: capital econômico e capitalcultural.

×