Fábio Leandro Medina
Especialista em Bases Metabólicas e Fisiológicas da Atividade Física e Nutrição
Mestre em Biodinâmica...
Exercício Físico
Equilíbrio Energético
Efeito Térmico dos Alimentos
RESPONSÁVEL POR ~ 10% DO GASTO ENERGÉTICO DIÁRIO
Gasto imediato: digestão, absorção e assimil...
Taxa de Metabolismo Basal
RESPONSÁVEL POR ~ 60 - 70% DO GASTO ENERGÉTICO DIÁRIO
Influenciada por sexo, idade e massa livre...
Exercício Físico
NÃO ESTRUTURADOS
OCUPACIONAL /
LABORAL
RECREACIONAL /
DIA-A-DIA
ATIVIDADE FÍSICA
ESTRUTURADOS
TREINAMENTO...
ATIVIDADE FÍSICA
RECREACIONAL /
DIA-A-DIA
OCUPACIONAL /
LABORAL
TREINAMENTO FÍSICO
CONDICIONAMENTO
FÍSICO
ALTA PERFORMANCE
(ESPORTE)
RESISTIDO AERÓBIO
INTENSIDADEINTENSIDADE
INTENSIDADEINTENSIDADE
VOLUMEVOLUME
VOLUMEVOLUME
VOLUME: Expressa a quantidade total de carga de tr...
SISTEMAS ENERGÉTICOS DURANTE O
EXERCÍCIO
SISTEMAS ENERGÉTICOS DURANTE O
EXERCÍCIO
• Sistema ATP-CP ou Anaeróbio Alático – Fibras II
- Ex.: Corrida 100m; Natação 25...
RECORDISTAS MUNDIAIS
FIBRAS TIPO I – LENTAS
Maratona 2h02.57
FIBRAS TIPO II – RÁPIDAS
100m 9,58seg
ERGOESPIROMETRIA
Medida Indireta do Gasto Energético
Consumo de 1L de O2 = 4,09 a 5,05 kcal de energia
Medida Indireta - Espirometria
Relação entre valores de VCO2 e VO2
Estimativa do gasto energético e tipo de substratos
pre...
Equivalente Térmico do
Oxigênio para R não
proteico
Kcal por L do O2R
5,0100,97
5,0220,98
5,0350,99
4,9730,94
4,9850,95
4,...
Valor Calórico do Substrato Energético
1,0
0,9
0,8
0,7
R =
CARBOIDRATO
MISTURA: CARBOIDRATO + GORDURA
GORDURA
GRÁFICO DA ERGOESPIROMETRIA
1o. Limiar
R (VCO2/VO2)
VE
VE/VO2
PETO2
2o. Limiar
R (VCO2/VO2)
VE
VE/VCO2
PETCO2
Laudo da ErgoespirometriaAntesDepois
Laudo da ErgoespirometriaAntesDepois
Laudo da ErgoespirometriaAntesDepois
Laudo da Ergoespirometria
ANTESDEPOIS
Laudo da Ergoespirometria
ANTESDEPOIS
CARACTERÍSTICA DOS EXERCÍCIOS
AERÓBICOS
 Contínuo
 Intervalado
 Fartlek
MÉTODOS E VARIAÇÕES
CARACTERÍSTICA DOS
EXERCÍCIOS DE FORÇA
 Força Máxima
 Força Hipertrófica
 Força de Resistência
 Força de Potência
MÉTO...
CARACTERÍSTICA DOS EXERCÍCIOS
DE FLEXIBILIDADE
 Alongamento Ativo
 Alongamento Passivo
MÉTODOS E VARIAÇÕES
ATIVIDADE FÍSICA
Resultados da Literatura
• Manutenção e Melhora da Saúde: 150 minutos por semana;
• Prevenção de Ganho de Peso: 150 – 250 ...
Resultados da Literatura
Prevenção de Ganho de Peso: 150 – 250 minutos por semana. A
TREINAMENTO FÍSICO
Fatores determinantes para um programa de atividade física para o controle da obesidade
-TIPO
-FREQUÊNCIA
- DURAÇÃO
- INTE...
Resultados da Literatura
Resultados da Literatura
Exercício Aeróbio
Gasto de 300 a 500 kcal/sessão
1000 a 2000kcal/semana
Fatores determinantes para um programa de atividade física para o controle da obesidade
-TIPO
-FREQUÊNCIA
- DURAÇÃO
- INTE...
Exercício Aeróbio
Uma Duas Três Cinco
5 – 7 sessões por semana
Maior a frequência semanal Maior gasto Energético
GastodeKc...
Fatores determinantes para um programa de atividade física para o controle da obesidade
-TIPO
-FREQUÊNCIA
- DURAÇÃO
- INTE...
Exercício Aeróbio
 Duração -  Gasto Energético
40 – 60 minutos
Menos de 15 minutos
Pouco efeito
Mais de 60 minutos
Cansa...
Fatores determinantes para um programa de atividade física para o controle da obesidade
-TIPO
-FREQUÊNCIA
- DURAÇÃO
- INTE...
Exercício Aeróbio
Exercício Aeróbio
FC treino = (FC máx. - FC rep) x % + FC rep
Teste máx.
220 - idade
Após 5´ repouso
50% à 70% p/ obesos
EXERCÍCIO FÍSICO + DIETA
Resultados da Literatura
Resultados da Literatura
Resultados da Literatura
AJCN. First published ahead of print January 14, 2015 – University of Cambridge
SEDENTARISMO MATA...
Aplicabilidade no dia-a-dia
- Um adulto em uma caminhada acelerada realiza 110 passos
por minuto em média.
10.000/110 = 90...
Aplicabilidade no dia-a-dia
- Escolher percursos mais longos para chegar
ao mesmo lugar;
- Ir para o serviço a pé ou estac...
OBRIGADO!
Fabio Medina
E-mail: fabiolmedina@gmail.com
Aula curso verão icb usp   fábio medina
Aula curso verão icb usp   fábio medina
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Aula curso verão icb usp fábio medina

366 visualizações

Publicada em

Palestra realizada no ICB USP no departamento de farmacologia sobre o papel do exercício físico no tratamento não farmacológico para obesidade.

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
366
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Boa tarde! Meu nome é Leticia Resende, eu sou bióloga e pós doutorando do departamento de farmacologia aqui na usp.
    Eu gostaria de apresentar para vocês o Fábio, que muito gentilmente aceitou meu convite para ministrar essa aula aqui para vocês. O Fábio é formado em Educação Fisica, especialista em bases metáblicas e fisiológicas da atividade física e mestre pela usp em biodinâmica da atividade motora.
    Nós vamos falar hoje sobre tratamento não farmacológico para obesidade, focando em exercício físico
  • A determinação do gasto energético é de extrema importância na área da saúde, uma vez que o controle do balanço energético é considerado como um fator importante na prevenção de muitas doenças crônicas, como a obesidade. De forma geral, os elementos que compõem o gasto energético total são representados pela taxa metabólica de basal/repouso, efeito térmico dos alimentos (ETA) e o gasto energético provenientes das atividades físicas voluntárias1.
  • A atividade física é definida como qualquer movimento corporal realizado por meio da contração do músculo esquelético estriado e que resulta em gasto energético. Considerado o mais variável componente do gasto energético total, as atividades físicas são influenciadas pelas variáveis: tipo, frequência, intensidade e volume, entre outras2.
  • 1o. 4 grupos avaliados em dois momentos no intervalo de 16 anos. Grupo 1 sedentário que permaneceu sedentário <60min/wk; Grupo 2. inicialmente sedentário <60min/wk e passou para 134min/wk na segunda avaliação, nomeado como aumentado; Grupo 3. inicialmente classificado como ativo >230min/wk e passou a <60min/wk, nomeado de diminuido; grupo 4 inicialmente ativo >230min/wk e permaneceu ativo com a quantidade de até >300min/wk. Resultados: Quem aumentou para 134min/wk não foi diferente de quem permaneceu sedentário >60min/wk. Quem era ativo e diminiui para >60min/wk aumentou o IMC significativamente mais que aqueles que permaneceram ativos. Conclusão: <150min/wk não é suficiente para manter o peso ao contratio de quem manteve alto o nivel de atividade física durante o período que não diminuiu. Quem diminui aumentou o IMC significativamente…
  • Aula curso verão icb usp fábio medina

    1. 1. Fábio Leandro Medina Especialista em Bases Metabólicas e Fisiológicas da Atividade Física e Nutrição Mestre em Biodinâmica da Atividade Motora – USP Obesidade Tratamento não farmacológico e exercício físico Leticia de Souza Resende Mestre em Biologia e Comportamento Animal – UFJF Doutora em Neurociências – UFMG Pós-Doutorado – Departamento de Farmacologia – USP
    2. 2. Exercício Físico
    3. 3. Equilíbrio Energético
    4. 4. Efeito Térmico dos Alimentos RESPONSÁVEL POR ~ 10% DO GASTO ENERGÉTICO DIÁRIO Gasto imediato: digestão, absorção e assimilação de macronutrientes Gasto tardio: aumento da ANS que aumenta a concentração de insulina
    5. 5. Taxa de Metabolismo Basal RESPONSÁVEL POR ~ 60 - 70% DO GASTO ENERGÉTICO DIÁRIO Influenciada por sexo, idade e massa livre de gorduras Em repouso o gasto de O2 é de 3,5 mL/kg/min (1 MET)
    6. 6. Exercício Físico NÃO ESTRUTURADOS OCUPACIONAL / LABORAL RECREACIONAL / DIA-A-DIA ATIVIDADE FÍSICA ESTRUTURADOS TREINAMENTO FÍSICO CONDICIONAMENTO FÍSICO ALTA PERFORMANCE (ESPORTE)
    7. 7. ATIVIDADE FÍSICA RECREACIONAL / DIA-A-DIA OCUPACIONAL / LABORAL
    8. 8. TREINAMENTO FÍSICO CONDICIONAMENTO FÍSICO ALTA PERFORMANCE (ESPORTE) RESISTIDO AERÓBIO
    9. 9. INTENSIDADEINTENSIDADE INTENSIDADEINTENSIDADE VOLUMEVOLUME VOLUMEVOLUME VOLUME: Expressa a quantidade total de carga de trabalho. Ex.: quilômetros, repetições, sérires… INTENSIDADE: Expressa o tipo de carga aplicada. Ex.: quilogramas, velocidade… QUALIDADE: Representa o quão correto é executado cada gesto. Ex.: amplitude do movimento, postura correta, respeitar o volume e intensidade predito… ESTRUTURA DA PRESCRIÇÃO DE TREINAMENTO FÍSICO
    10. 10. SISTEMAS ENERGÉTICOS DURANTE O EXERCÍCIO
    11. 11. SISTEMAS ENERGÉTICOS DURANTE O EXERCÍCIO • Sistema ATP-CP ou Anaeróbio Alático – Fibras II - Ex.: Corrida 100m; Natação 25m; Levantamento de peso. • Sistema Glicolítico ou Anaeróbio Lático – Fibras IIa e IIb - Ex.: Corridas 200 a 800m; Natação 50m; Sprint final de prova de corrida ou bike. • Aeróbio ou Oxidativo – Fibras I - Ex.: Corridas > 1km; Natação > 100m; Bike de longa duração…
    12. 12. RECORDISTAS MUNDIAIS FIBRAS TIPO I – LENTAS Maratona 2h02.57 FIBRAS TIPO II – RÁPIDAS 100m 9,58seg
    13. 13. ERGOESPIROMETRIA Medida Indireta do Gasto Energético Consumo de 1L de O2 = 4,09 a 5,05 kcal de energia
    14. 14. Medida Indireta - Espirometria Relação entre valores de VCO2 e VO2 Estimativa do gasto energético e tipo de substratos predominantemente utilizado R = VCO2 VO2
    15. 15. Equivalente Térmico do Oxigênio para R não proteico Kcal por L do O2R 5,0100,97 5,0220,98 5,0350,99 4,9730,94 4,9850,95 4,9980,96 5,0471,00 4,9610,93 4,9480,92 4,9360,91 4,9240,90 4,9110,89 4,8990,88 4,8870,87 4,8750,86 4,8620,85 4,8500,84 4,8130,81 4,8010,80 4,7880,79 4,7760,78 4,7640,77 4,7500,76 4,7390,75 4,7270,74 4,7140,73 4,7020,72 Zuntz, H in McArdle et al, 1995
    16. 16. Valor Calórico do Substrato Energético 1,0 0,9 0,8 0,7 R = CARBOIDRATO MISTURA: CARBOIDRATO + GORDURA GORDURA
    17. 17. GRÁFICO DA ERGOESPIROMETRIA 1o. Limiar R (VCO2/VO2) VE VE/VO2 PETO2 2o. Limiar R (VCO2/VO2) VE VE/VCO2 PETCO2
    18. 18. Laudo da ErgoespirometriaAntesDepois
    19. 19. Laudo da ErgoespirometriaAntesDepois
    20. 20. Laudo da ErgoespirometriaAntesDepois
    21. 21. Laudo da Ergoespirometria ANTESDEPOIS
    22. 22. Laudo da Ergoespirometria ANTESDEPOIS
    23. 23. CARACTERÍSTICA DOS EXERCÍCIOS AERÓBICOS  Contínuo  Intervalado  Fartlek MÉTODOS E VARIAÇÕES
    24. 24. CARACTERÍSTICA DOS EXERCÍCIOS DE FORÇA  Força Máxima  Força Hipertrófica  Força de Resistência  Força de Potência MÉTODOS E VARIAÇÕES
    25. 25. CARACTERÍSTICA DOS EXERCÍCIOS DE FLEXIBILIDADE  Alongamento Ativo  Alongamento Passivo MÉTODOS E VARIAÇÕES
    26. 26. ATIVIDADE FÍSICA
    27. 27. Resultados da Literatura • Manutenção e Melhora da Saúde: 150 minutos por semana; • Prevenção de Ganho de Peso: 150 – 250 minutos por semana; • Promove Perda de Peso Clinicamente Significante: 225 – 420 minutos por semana; • Prevenção de Ganho de Peso Após Perda de Peso: 200 – 300 minutos por semana. RECOMENDAÇÕES PARA ATIVIDADE FÍSICA ACSM, 2009 A B B B
    28. 28. Resultados da Literatura Prevenção de Ganho de Peso: 150 – 250 minutos por semana. A
    29. 29. TREINAMENTO FÍSICO
    30. 30. Fatores determinantes para um programa de atividade física para o controle da obesidade -TIPO -FREQUÊNCIA - DURAÇÃO - INTENSIDADE Características do Exercício
    31. 31. Resultados da Literatura
    32. 32. Resultados da Literatura
    33. 33. Exercício Aeróbio Gasto de 300 a 500 kcal/sessão 1000 a 2000kcal/semana
    34. 34. Fatores determinantes para um programa de atividade física para o controle da obesidade -TIPO -FREQUÊNCIA - DURAÇÃO - INTENSIDADE Características do Exercício
    35. 35. Exercício Aeróbio Uma Duas Três Cinco 5 – 7 sessões por semana Maior a frequência semanal Maior gasto Energético GastodeKcal
    36. 36. Fatores determinantes para um programa de atividade física para o controle da obesidade -TIPO -FREQUÊNCIA - DURAÇÃO - INTENSIDADE Características do Exercício
    37. 37. Exercício Aeróbio  Duração -  Gasto Energético 40 – 60 minutos Menos de 15 minutos Pouco efeito Mais de 60 minutos Cansaço Lesões
    38. 38. Fatores determinantes para um programa de atividade física para o controle da obesidade -TIPO -FREQUÊNCIA - DURAÇÃO - INTENSIDADE Características do Exercício
    39. 39. Exercício Aeróbio
    40. 40. Exercício Aeróbio FC treino = (FC máx. - FC rep) x % + FC rep Teste máx. 220 - idade Após 5´ repouso 50% à 70% p/ obesos
    41. 41. EXERCÍCIO FÍSICO + DIETA
    42. 42. Resultados da Literatura
    43. 43. Resultados da Literatura
    44. 44. Resultados da Literatura AJCN. First published ahead of print January 14, 2015 – University of Cambridge SEDENTARISMO MATA DUAS VEZES MAIS QUE OBESIDADE. A pesquisa constatou ainda que caminhar 20 minutos por dia diminui em até 30% risco de morte prematura.
    45. 45. Aplicabilidade no dia-a-dia - Um adulto em uma caminhada acelerada realiza 110 passos por minuto em média. 10.000/110 = 90min. (1h30) de caminhada acelerada COMPLETAR 10 MIL PASSOS POR DIA! aproximadamente 8km
    46. 46. Aplicabilidade no dia-a-dia - Escolher percursos mais longos para chegar ao mesmo lugar; - Ir para o serviço a pé ou estacionar o carro mais longe do local de trabalho; - Em vez do elevador, prefira a escada; - Caminhar com o cachorro. COMPLETAR 10 MIL PASSOS POR DIA! aproximadamente 8km
    47. 47. OBRIGADO! Fabio Medina E-mail: fabiolmedina@gmail.com

    ×