Analise conjunta sobre o milênio - Escatologia - Prof: Fábio LIma

929 visualizações

Publicada em

Palestra sobre o milênio: apresentação sobre as correntes escatológicas.

Publicada em: Educação
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
929
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
9
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
93
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Analise conjunta sobre o milênio - Escatologia - Prof: Fábio LIma

  1. 1. ESCATOLOGIA (O QUE SERÁ OU O QUE É O MILÊNIO?) “A hora vem...”
  2. 2. ESCATOLOGIA (A DOUTRINA DO MILÊNIO)
  3. 3. 1. A INERRÂNCIA DAS ESCRITURAS • A Bíblia é o Livro Sagrado do Cristianismo. Não é apenas um livro e sim a palavra de Deus, imune a erros e falhas de qualquer natureza (II Tm 3.16, II Pe 1.20- 21). • No entanto o fato de a Bíblia ser “inerrante” não significa que sempre seus textos são claros (II Pe 3.16).
  4. 4. 2. DIFICULDADES NA INTERPRETAÇÃO DA ESCATOLOGIA • Em se tratando da Escatologia, temos vários problemas no que diz respeito a interpretação das profecias. Isto não significa que os textos contém erros e sim que é possível ser interpretado de diversas formas pelos leitores...
  5. 5. •...isto não significa que todas as interpretações estejam corretas.
  6. 6. • No estudo da Escatologia devemos ter em mente que a maioria das coisas ditas, estão sempre classificadas no campo da especulação. Afinal de contas, as coisas futuras não nos foram reveladas completamente. Portanto, podemos ter apenas as seguintes certezas absolutas:
  7. 7. • 1) Jesus Cristo voltará. • 2) Jesus julgará tanto os vivos, quanto os mortos. • 3) Ressurreição de todos os mortos. • 4) Satanás será julgado e condenado. • 5) Haverá um reinado de paz e prosperidade.
  8. 8. COMO O MILÊNIO É RETRATADO
  9. 9. 3. O MILÊNIO • “E vi descer do céu um anjo, que tinha a chave do abismo, e uma grande cadeia na sua mão. Ele prendeu o dragão, a antiga serpente, que é o Diabo e Satanás, e amarrou-o por mil anos. E lançou-o no abismo, e ali o encerrou, e pôs selo sobre ele, para que não mais engane as nações, até que os mil anos se acabem. E depois importa que seja solto por um pouco de tempo. E vi tronos; e assentaram-se sobre eles, e foi-lhes dado o poder de julgar; e vi as almas daqueles que foram degolados pelo testemunho de Jesus, e pela palavra de Deus, e que não adoraram a besta, nem a sua imagem, e não receberam o sinal em suas testas nem em suas mãos; e viveram, e reinaram com Cristo durante mil anos.
  10. 10. • Mas os outros mortos não reviveram, até que os mil anos se acabaram. Esta é a primeira ressurreição. Bem-aventurado e santo aquele que tem parte na primeira ressurreição; sobre estes não tem poder a segunda morte; mas serão sacerdotes de Deus e de Cristo, e reinarão com ele mil anos. E, acabando-se os mil anos, Satanás será solto da sua prisão, E sairá a enganar as nações que estão sobre os quatro cantos da terra, Gogue e Magogue, cujo número é como a areia do mar, para as ajuntar em batalha. E subiram sobre a largura da terra, e cercaram o arraial dos santos e a cidade amada; e de Deus desceu fogo, do céu, e os devorou. E o diabo, que os enganava, foi lançado no lago de fogo e enxofre, onde estão a besta e o falso profeta; e de dia e de noite serão atormentados para todo o sempre.
  11. 11. • E vi um grande trono branco, e o que estava assentado sobre ele, de cuja presença fugiu a terra e o céu; e não se achou lugar para eles. E vi os mortos, grandes e pequenos, que estavam diante de Deus, e abriram-se os livros; e abriu-se outro livro, que é o da vida. E os mortos foram julgados pelas coisas que estavam escritas nos livros, segundo as suas obras. E deu o mar os mortos que nele havia; e a morte e o inferno deram os mortos que neles havia; e foram julgados cada um segundo as suas obras. E a morte e o inferno foram lançados no lago de fogo. Esta é a segunda morte. E aquele que não foi achado escrito no livro da vida foi lançado no lago de fogo. Apocalipse 20.1-15
  12. 12. TEORIAS A RESPEITO DO MILÊNIO. • Existem três formas diferentes de interpretar o milênio, ou seja existem três correntes de pensamento: • 1) Pré-milenismo • 2) Pós-milenismo • 3) Amilenismo.
  13. 13. • A diferença básica entre as três é o método empregado na interpretação do apocalipse: • a) Literal: • b) Alegórica
  14. 14. • E virei-me para ver quem falava comigo. E, virando-me, vi sete castiçais de ouro; E no meio dos sete castiçais um semelhante ao Filho do homem, vestido até aos pés de uma roupa comprida, e cingido pelos peitos com um cinto de ouro. E a sua cabeça e cabelos eram brancos como lã branca, como a neve, e os seus olhos como chama de fogo; E os seus pés, semelhantes a latão reluzente, como se tivessem sido refinados numa fornalha, e a sua voz como a voz de muitas águas. E ele tinha na sua destra sete estrelas; e da sua boca saía uma aguda espada de dois fios; e o seu rosto era como o sol, quando na sua força resplandece. Apocalipse 1:12-16
  15. 15. 4. PRÉ-MILENISMO
  16. 16. 4.1 PRÉ-MILENISMO CLÁSSICO
  17. 17. • A doutrina Pré-milenista é a mais difundida entre as igrejas pentecostais brasileiras. Porém a mesma tem três interpretações diferentes: • 1) Pré-tribulacionista • 2) Meso-tribulacionista • 3) Pós-tribulacionista
  18. 18. PRÉ-TRIBULACIONISTA • A interpretação pré-tribulacionista entende que o arrebatamento da igreja é iminente (pode acontecer a qualquer momento). Após o arrebatamento desencadeia- se na Terra a Grande tribulação, que durará 7 (sete) anos, divididos em três anos e meio de falsa paz e três anos e meio de catástrofes (Dn 9.27, I Co 15.51-54, I Ts 1.10, 4.15-17, 5.9 II Ts 2.3-12)...
  19. 19. • Enquanto isto, no céu, a igreja passará pelo tribunal de Cristo afim de receber galardões (I Co 3.13-15) e desfrutará das bodas do cordeiro (Ap 19). • Ao cabo dos sete anos, Cristo volta com a igreja para derrotar o anti-cristo, que a esta altura esta guerreando contra Israel; Jesus o derrota e estabelece o milênio.
  20. 20. MESO-TRIBULACIONISTA • Conforme o próprio nome indica, aqueles que defendem esta teoria, crêem que a igreja estará na Terra nos primeiros três anos e meio da grande tribulação e apenas serão retirados quando iniciar o período de catástrofes (Ap 11.9-14). O desfecho é semelhante ao pré-tribulacionismo.
  21. 21. PÓS-TRIBULACIONISTA • O pós-tribulacionista acredita que a igreja não será retirada antes da grande tribulação, antes crê que passarão juntamente com todos (Mt 24.29-31, At 1.11, Ap 19.11-21 – conexão entre I Co 15.52 – I Ts 4.16-17 com Ap 11.15-19, Ap 20.4-6). No final dos 7 anos Cristo vem e instala o reino milenar.
  22. 22. • Para o pré-milenismo (independente da forma que vê a tribulação), o milênio é literal e será um reino físico de Cristo na Terra. Um reino que durará mil anos ininterruptos de paz, justiça e harmonia entre todos os seres. Neste período satanás estará preso (Ap 19.20).
  23. 23. CARACTERÍSTICAS GERAIS DO MILÊNIO • 1) Um reino material com duração de mil anos, tendo Jesus Cristo como Rei (Apocalipse 20.5-6); 2) Satanás será preso (Apocalipse 20.1-3); 3) Jesus Cristo reinará com cetro de ferro (Salmo 2.8-9; Apocalipse 12.5; 19.15; Gênesis 49.10; Números 24.17); 4) Vida longa (Isaías 65.19-20); 5) Real, concreto e visível (Apocalipse 20); 6) Paz universal entre os povos e as nações (Isaías 9.6; Miquéias 4.3-4; Lucas 2.13- 14); 7) A terra da Palestina será aumentada (Isaías 26.15); 8) A topografia será alterada (Zacarias 14.4);
  24. 24. • 9) As chuvas cairão trazendo bênçãos (Isaías 41.18; Ezequiel 34.26; Joel 2.23); 10) As fontes e mananciais de águas serão abundantes (Ezequiel 47.1-11; Zacarias 14.8); 11) A terra produzirá abundantemente (Isaías 32.15; 35.1; Ezequiel 47.12; Amós 9.13); 12) Haverá paz e justiça em plenitude (Isaías 32.16-17); 13) Haverá paz até na criação de modo geral (Isaías 11.6-9; 65.25; Romanos 8.19-21); 14) O Evangelho será pregado em todo o mundo (Isaías 11.6-9; 14.1-2; 49.22-23; 60.14; Zacarias 8.20-23); 15) Ainda haverá pecado (Isaías 65.18-20; Lucas 19.11-27); 16) Novo Templo e sacrifícios memoriais (Isaías 56.6-7; Ezequiel 40.1 a 44.31); 17) Os salvos estarão em glória com Seu Salvador (Colossenses 3.4);
  25. 25. • 18) Trabalho. O período do milênio não será caracterizado por inatividade, mas haverá um sistema econômico perfeito, no qual as necessidades do homem serão abundantemente providas por seu trabalho nesse sistema. Haverá uma sociedade plenamente produtiva, suprindo as necessidades dos súditos do Rei (Isaías 62.8-9; 65.21-23; Jeremias 31.5; Ezequiel 48.18-19). A agricultura, bem como a manufatura proverá empregos. 19) Haverá um aumento da luz solar e lunar, isto será a causa do aumento da produtividade na terra (Isaías 4.5; 30.26; 60.19-20; Zacarias 2.5). 20) A língua será unificada, as barreiras lingüísticas serão desfeitas (Sofonias 3.9). 21) Haverá uma transformação no corpo das pessoas que tem deformidades físicas (Isaías 29.17-19; 35.3-6; 61.1-2; Miquéias 4.6-7; Sofonias 3.19). 22) As águas do Mar morto ficarão saudáveis e peixes serão encontrados ali (Ezequiel 47.8).
  26. 26. O PROBLEMA DA LITERALIDADE NAS PROFECIAS SOBRE DAVI • Partindo do ponto de vista da literalidade, alguns acreditam que Davi será regente no milênio (Is 55.3- 4, Jr 30.9, 33.15-21, Ez 34.23,24, 37.24-25, Os 3.5). • O príncipe no milênio oferece holocausto para seu pecado (Ez 45.22), adorará (Ez 46.2) e terá filhos (Ez 46.16).
  27. 27. OUTROS PROBLEMAS... • 1) As antigas nações vizinhas de Israel deveriam aparecer novamente (Is 11.14, Am 9.12). • 2) O templo reconstruído (Is 2.2-3, Mq 4.1-2, Zc 14.16-22). • 3) Os filhos de Zadoque como Sacerdotes (Ez 44.15-41). • 4) Ofertas de sacrifícios terão de ser reestabelecidas (Ez 42.13)
  28. 28. 5. PÓS-MILENISMO
  29. 29. • Para os pós-milenistas, a interpretação tanto do livro do Apocalipse, quanto das profecias vetero-testamentarias são simbólicas e representam a vitória da igreja, sobre a atual conjuntura do mundo que jaz no maligno. Após a igreja alcançar êxito em sua missão, Cristo voltará. Os mil anos para o pós não são literais, antes representam um período de tempo.
  30. 30. • O mundo será transformado e gradativamente se tornará um lugar mais justo. O problema é que as previsões bíblicas para o futuro fala de apostasia, amor se esfriando e guerras (Mt 24).
  31. 31. 6. AMILENISMO
  32. 32. • O amilenista entende que o livro do Apocalipse deve ser entendido a luz de uma interpretação simbólica, visto que menciona muitas figuras que não devem ser entendidas como literais. Exemplo: Dragão (12.13) Besta com dez chifres e sete cabeças (13.1), besta com dois chifres (13.11), Aguia falando (8.13), gafanhotos mutantes (9.3-11), etc.
  33. 33. • Outro detalhe para o amilenista é que o texto de Apocalipse 20 é o único a mencionar um reino de mil anos fechados. Sendo assim o milénio deve ser interpretado de uma perspectiva simbólica e abrange um período que vai desde a primeira vinda de Cristo até sua segunda vinda. Hoje estaríamos vivendo no milênio. O amilenista não desacredita que haja um milênio.
  34. 34. • Cristo reina hoje e nós experimentamos seu reinado. Segundo entendem, Cristo quando veio em sua primeira vinda, amarrou Satanás (Mc 3.27 “Ninguém pode entrar na casa do valente para roubar-lhe os bens sem primeiro amarrá-lo...” Cl 2.15), por isto que, a igreja alcançou tantas nações e etnias. O evangelho esta avançando.
  35. 35. • Outro argumento amilenista diz respeito ao fim dos tempos. Visto que de acordo com algumas profecias, o fim dos tempos começa com a primeira vinda de Jesus (Jl 2.28-29, At 2.17, Dn 9.24-27) • O Novo testamento interpreta de forma que, as profecias a Israel se cumprem na igreja (Am 9.11, At 15.16-19)
  36. 36. • Muitas são as dúvidas, mas única é a certeza ...
  37. 37. “EM BREVE JESUS VOLTARÁ!!!”

×