SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 5
AULA 3: A CRIAÇÃO
Recepção:
Música para harmonização e vários livros espíritas infantis para serem manuseados até a chegada de todos.
Cantar a musica que estamos ensaiando para Semana Espírita.
www.cefak.org.br/index.php/meimei-musicas.html
Prece Inicial:
Prece espontânea feita pela educadora ou pelo aluno que quiser
CAPÍTULO 3 - A CRIAÇÃO
A formação dos mundos O Universo foi criado pela vontade de Deus. No Universo existem estrelas, planetas e
uma infinidade de astros celestes. O que era fluido (energia) em meio aos Espíritos tornou-se denso e sólido. E
o que se formou pode desaparecer, pois Deus está sempre a renovar os mundos que criou. E somente Deus sabe
a duração da formação dos mundos.
A formação dos seres vivos Da combinação dos elementos caóticos (em desordem) aparecem os germes. O
desenvolvimento dos germes fez surgir os seres vivos de todas as espécies (plantas, animais e a espécie
humana), que, reunidos, se multiplicam. Os seres humanos surgiram e espalharam. Os seres humanos surgiram
e espalharam-se pela Terra. Todas as espécies de seres vivos reproduziram-se.
Plano de Aula:
Ressaltar a importância que temos na vida e na natureza do nosso amado planetinha .....passar a importância
4 Rs
Lembrar a dificuldade que nosso planeta encontra p se recuperar
E o que podemos fazer para ajudar:
Para os maiores, trabalhar as págs. 47 a 50 do Livro dos Espíritos para crianças enviadas por download, para os
menores contar a historia com peixes colados em varas fazendo com que todos participem do teatrinho
lembrando que:
Deus protege toda a sua criação
Seu carinho conosco está no SOL que nos aquece, nas águas dos rios, na chuva, nas plantas e em tudo que foi
criado para benefício do homem.
Tudo o que de bom nos cerca é obra de DEUS: a sombra das árvores, as fontes de água que mata a sede das
pessoas e animais, os frutos, verduras, a lenha para fazer o fogo no inverno, as plantas medicinais para a cura de
doenças dos homens e animais, as flores que enfeitas os jardins e praças, o mar que une os continentes, o calor,
frio, etc....
PEIXINHO DOURADO.
Era uma vez um lindo peixinho dourado que morava num grande lago de águas azuladas. Ele tinha muitos
companheiros: o peixinho vermelho, o pintadinho, o de escamas prateadas, o barrigudinho e vários outros
também bonitos e interessantes.
Quando o peixinho dourado e seus amiguinhos saiam para passear, os velhos moradores do lago azul ficavam
contentes e tudo parecia estar em festa. É que os peixinhos eram muito divertidos! Nadavam de um lado para o
outro, iam e vinham agitando as barbatanas ruidosas e esquisitas, davam cambalhotas, saltos enormes e corriam
um atrás do outro, numa engraçada brincadeira de pega-pega. E o fundo do lago tornava-se movimentado e
colorido, cheio de cores vivas e brilhantes.
Certa vez, porém, um grande silêncio se fez no fundo do grande lago. As lindas águas azuladas estavam
tranqüilas, tão tranqüilas que pareciam paradas. É que os moradores do lago tinham ido descansar dormir um
pouco. O silêncio permaneceu durante algum tempo. Nisto, as águas começaram a movimentar-se e apareceu o
peixinho dourado... Era mesmo de esperar que fosse ele, pois gostava de nadar. E lá estava no meio do lago,
nadando para cá e para lá, com suas bonitas barbatanas cor de ouro. De repente, Dourado ficou curioso.
“Que haverá lá mais em cima?, pensou. “Será tão bonito como aqui?...” Vou subir um pouco para dar uma
espiadinha”. E assim pensando começou a elevar-se nas mansas e azuladas águas. A princípio meio assustado,
depois mais corajoso, o peixinho foi subindo, foi subindo, até que pôs a cabecinha fora d’água.
- Ui! Que susto! Gritou todo trêmulo, mergulhando de novo. Que terrível clarão!... Quase fico cego! Mas ele
não desistiu de ver o que havia fora d’água. Várias vezes voltou à tona, até que seus olhos se acostumaram com
a forte luz que se derramava sobre as águas. Olhou, então, atentamente, para tudo o que cercava o grande lago.
- Que maravilha! Exclamou entusiasmado. Nunca vi coisa igual!
É que Dourado via o lindo céu azul onde o sol, como uma grande bola de fogo, esparramava seus raios por toda
a parte, iluminando e aquecendo tudo. Dourado olhou depois para a praia. Viu a copa das árvores agasalhando
passarinhos de penas coloridas e vistosas que saltavam de galho em galho em alegres gorjeios; viu engraçados
macaquinhos fazerem as mais incríveis proezas; viu madurinhos frutos e lindas e variadas flores; viu crianças
brincarem com pequeninos barcos a beira do lago; e viu um assustado coelhinho perseguido por lanudo cão,
enquanto belas borboletas, voando de flor em flor, cortavam os ares com suas cores brilhantes e vivas.
- Que lindeza! Que pena meus amiguinhos não estarem aqui! Exclamou, de repente. E assim dizendo, agitou
com rapidez as bonitas barbatanas douradas e nadou para o fundo do lago em busca dos amigos. Os peixinhos
ficaram encantados e faziam perguntas e mais perguntas, tudo querendo saber.
Dourado respondia sempre, todo importante, achando-se mesmo muito instruído. Foi então que Barrigudinho
indagou, intrigado.
- Mas afinal, quem fez tanta beleza? Dourado encabulou-se. Na realidade, não sabia. Porém, como tinha o bom
hábito de dizer a verdade, respondeu logo: - Não sei... Também gostaria de saber quem fez aquelas maravilhas.
-E por que não perguntamos ao nosso rei? Falou peixinho vermelho.
- Ele sabe tanto!
- É mesmo! – gritaram os outros. Vamos procurá-lo. E os peixinhos, curiosos e barulhentos, dirigiram-se ao
palácio real, uma linda gruta, cheia de conchinhas de todos os tipos. O rei dos peixes apareceu logo e ouviu
tudo com muita atenção. Depois falou muito sério: - Em minhas viagens a outras águas, tenho visto e aprendido
muito. Hoje sei que há seres diferentes de nós, os homens, que dizem que tudo o que existe é obra de DEUS, o
único Criador de todas as coisas.
- Deus?! – exclamaram os peixinhos a uma só voz.
- Sim, DEIS! – tornou a falar o sabido rei. Deus é quem fez as belezas que o Dourado viu, isto é: o céu, as
árvores, as flores, os frutos, os animais, as pessoas...
-E Deus fez o nosso lago! – exclamou Barrigudinho, todo exibido.
- Ora essa! Então, Deus nos fez também! – descobriu o peixinho vermelho.
- Bravo! Bravo!- gritaram os peixinhos, entusiasmados e encantados com a nova descoberta.
E dourado, adiantando-se, muito compenetrado, agradeceu ao rei, em nome de todos, os bonitos ensinamentos
recebidos.
Depois, em graciosos movimentos, os peixinhos desfilaram ante a gruta de conchinhas e voltaram a brincar nas
águas azuladas do grande lago.
A seguir perguntar-lhes:
Quem criou o peixinho dourado?
Alem de nos criar, Deus nos protege?
Como?
Deus protege os animais e as plantas também?
- Ouvir as respostas dos evangelizandos aproveitando para complementar o conteúdo
Atividade:
Fazer a dobradura do peixinho e colar na apostila
Alfabeto em libras:
Olhando o alfabeto (conforme modelo) colado na parede, como é a letra C na linguagem dos surdos e mudos.
Lembrancinha e proposta final:
Durante essa semana fazer coisas boas para cuidarmos do nosso planeta, incluindo nossos animais e plantinhas.
Todos receberão um pedaço de massinha para fazerem um peixinho e colocar no palitinho para fazerem o
teatrinho para os papais
Prece de encerramento:
Espontânea feita pela educadora ou por um aluno que aceitar o convite.

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a A CRIAÇÃO POR DEUS

Andre luiz chico xavier - libertação
Andre luiz   chico xavier - libertaçãoAndre luiz   chico xavier - libertação
Andre luiz chico xavier - libertaçãohavatar
 
Dia da terra
Dia da terraDia da terra
Dia da terraSocorro
 
Escolinha de-evangelizaccca7acc83o-espicc81rita (1)
Escolinha de-evangelizaccca7acc83o-espicc81rita (1)Escolinha de-evangelizaccca7acc83o-espicc81rita (1)
Escolinha de-evangelizaccca7acc83o-espicc81rita (1)Alice Lirio
 
Contos-de-Andersen.pdf
Contos-de-Andersen.pdfContos-de-Andersen.pdf
Contos-de-Andersen.pdfbiblioteca123
 
Sidney Sheldon os doze mandamentos - ppdf
Sidney Sheldon   os doze mandamentos - ppdfSidney Sheldon   os doze mandamentos - ppdf
Sidney Sheldon os doze mandamentos - ppdfJerônimo Ferreira
 
Libertação (psicografia chico xavier espírito andré luiz)
Libertação (psicografia chico xavier   espírito andré luiz)Libertação (psicografia chico xavier   espírito andré luiz)
Libertação (psicografia chico xavier espírito andré luiz)Luiza Dayana
 
Chico Xavier - Andre Luiz - Libertação
Chico Xavier - Andre Luiz - LibertaçãoChico Xavier - Andre Luiz - Libertação
Chico Xavier - Andre Luiz - Libertação. Sobrenome
 
16934618 Espiritismo Infantil Historia 42
16934618 Espiritismo Infantil Historia 4216934618 Espiritismo Infantil Historia 42
16934618 Espiritismo Infantil Historia 42Ana Cristina Freitas
 
úLtimo tema
úLtimo temaúLtimo tema
úLtimo temaveralvk
 
Testesumativo2 120320052955-phpapp01
Testesumativo2 120320052955-phpapp01Testesumativo2 120320052955-phpapp01
Testesumativo2 120320052955-phpapp01filomena morais
 
100 lendas do folclore brasilei a.s franchini 2
100 lendas do folclore brasilei   a.s franchini 2100 lendas do folclore brasilei   a.s franchini 2
100 lendas do folclore brasilei a.s franchini 2Catarina Cartaxo
 
100 lendas do folclore brasilei a.s franchini
100 lendas do folclore brasilei   a.s franchini100 lendas do folclore brasilei   a.s franchini
100 lendas do folclore brasilei a.s franchiniDenilza Willian
 
100 lendas do folclore brasilei a.s franchini
100 lendas do folclore brasilei   a.s franchini100 lendas do folclore brasilei   a.s franchini
100 lendas do folclore brasilei a.s franchiniMaureen Bruxa
 
Português jfevereiro
Português jfevereiroPortuguês jfevereiro
Português jfevereirolveiga
 
Antiga lenda egípcia do peixinho vermelho
Antiga lenda egípcia do peixinho vermelhoAntiga lenda egípcia do peixinho vermelho
Antiga lenda egípcia do peixinho vermelhocirilox
 
Terra A Proteger
Terra A ProtegerTerra A Proteger
Terra A Protegerana mendes
 

Semelhante a A CRIAÇÃO POR DEUS (20)

Andre luiz chico xavier - libertação
Andre luiz   chico xavier - libertaçãoAndre luiz   chico xavier - libertação
Andre luiz chico xavier - libertação
 
Dia da terra
Dia da terraDia da terra
Dia da terra
 
Escolinha de-evangelizaccca7acc83o-espicc81rita (1)
Escolinha de-evangelizaccca7acc83o-espicc81rita (1)Escolinha de-evangelizaccca7acc83o-espicc81rita (1)
Escolinha de-evangelizaccca7acc83o-espicc81rita (1)
 
Contos-de-Andersen.pdf
Contos-de-Andersen.pdfContos-de-Andersen.pdf
Contos-de-Andersen.pdf
 
Libertação
LibertaçãoLibertação
Libertação
 
Sidney Sheldon os doze mandamentos - ppdf
Sidney Sheldon   os doze mandamentos - ppdfSidney Sheldon   os doze mandamentos - ppdf
Sidney Sheldon os doze mandamentos - ppdf
 
Libertação (psicografia chico xavier espírito andré luiz)
Libertação (psicografia chico xavier   espírito andré luiz)Libertação (psicografia chico xavier   espírito andré luiz)
Libertação (psicografia chico xavier espírito andré luiz)
 
A menina do mar
A menina do marA menina do mar
A menina do mar
 
Chico Xavier - Andre Luiz - Libertação
Chico Xavier - Andre Luiz - LibertaçãoChico Xavier - Andre Luiz - Libertação
Chico Xavier - Andre Luiz - Libertação
 
16934618 Espiritismo Infantil Historia 42
16934618 Espiritismo Infantil Historia 4216934618 Espiritismo Infantil Historia 42
16934618 Espiritismo Infantil Historia 42
 
úLtimo tema
úLtimo temaúLtimo tema
úLtimo tema
 
Área Vocabular de Mar
Área Vocabular de MarÁrea Vocabular de Mar
Área Vocabular de Mar
 
Testesumativo2 120320052955-phpapp01
Testesumativo2 120320052955-phpapp01Testesumativo2 120320052955-phpapp01
Testesumativo2 120320052955-phpapp01
 
100 lendas do folclore brasilei a.s franchini 2
100 lendas do folclore brasilei   a.s franchini 2100 lendas do folclore brasilei   a.s franchini 2
100 lendas do folclore brasilei a.s franchini 2
 
100 lendas do folclore brasilei a.s franchini
100 lendas do folclore brasilei   a.s franchini100 lendas do folclore brasilei   a.s franchini
100 lendas do folclore brasilei a.s franchini
 
100 lendas do folclore brasilei a.s franchini
100 lendas do folclore brasilei   a.s franchini100 lendas do folclore brasilei   a.s franchini
100 lendas do folclore brasilei a.s franchini
 
A menina do mar
A menina do marA menina do mar
A menina do mar
 
Português jfevereiro
Português jfevereiroPortuguês jfevereiro
Português jfevereiro
 
Antiga lenda egípcia do peixinho vermelho
Antiga lenda egípcia do peixinho vermelhoAntiga lenda egípcia do peixinho vermelho
Antiga lenda egípcia do peixinho vermelho
 
Terra A Proteger
Terra A ProtegerTerra A Proteger
Terra A Proteger
 

Mais de Fatoze

Evangelho animais 95
Evangelho animais 95Evangelho animais 95
Evangelho animais 95Fatoze
 
Evangelho animais 94
Evangelho animais 94Evangelho animais 94
Evangelho animais 94Fatoze
 
Evangelho animais 93
Evangelho animais 93Evangelho animais 93
Evangelho animais 93Fatoze
 
Evangelho animais 92
Evangelho animais 92Evangelho animais 92
Evangelho animais 92Fatoze
 
Evangelho animais 91
Evangelho animais 91Evangelho animais 91
Evangelho animais 91Fatoze
 
Evangelho no lar com crianças (69)
Evangelho no lar com crianças (69)Evangelho no lar com crianças (69)
Evangelho no lar com crianças (69)Fatoze
 
Evangelho no lar com crianças (68)
Evangelho no lar com crianças (68)Evangelho no lar com crianças (68)
Evangelho no lar com crianças (68)Fatoze
 
Evangelho no lar com crianças (67)
Evangelho no lar com crianças (67)Evangelho no lar com crianças (67)
Evangelho no lar com crianças (67)Fatoze
 
Evangelho no lar com crianças (66)
Evangelho no lar com crianças (66)Evangelho no lar com crianças (66)
Evangelho no lar com crianças (66)Fatoze
 
68 oitava categoria - caso 14
68   oitava categoria - caso 1468   oitava categoria - caso 14
68 oitava categoria - caso 14Fatoze
 
67 oitava categoria - caso 12 e caso 13
67   oitava categoria - caso 12 e caso 1367   oitava categoria - caso 12 e caso 13
67 oitava categoria - caso 12 e caso 13Fatoze
 
66 oitava categoria - caso 10 e caso 11
66   oitava categoria - caso 10 e caso 1166   oitava categoria - caso 10 e caso 11
66 oitava categoria - caso 10 e caso 11Fatoze
 
65 oitava categoria - caso 08 e caso 09
65   oitava categoria - caso 08 e caso 0965   oitava categoria - caso 08 e caso 09
65 oitava categoria - caso 08 e caso 09Fatoze
 
Evangelho no lar com crianças (65)
Evangelho no lar com crianças (65)Evangelho no lar com crianças (65)
Evangelho no lar com crianças (65)Fatoze
 
Evangelho no lar com crianças (64)
Evangelho no lar com crianças (64)Evangelho no lar com crianças (64)
Evangelho no lar com crianças (64)Fatoze
 
Evangelho no lar com crianças (63)
Evangelho no lar com crianças (63)Evangelho no lar com crianças (63)
Evangelho no lar com crianças (63)Fatoze
 
Evangelho animais 90
Evangelho animais 90Evangelho animais 90
Evangelho animais 90Fatoze
 
Evangelho animais 89
Evangelho animais 89Evangelho animais 89
Evangelho animais 89Fatoze
 
Evangelho animais 88
Evangelho animais 88Evangelho animais 88
Evangelho animais 88Fatoze
 
Aula 15 irmaos
Aula 15   irmaosAula 15   irmaos
Aula 15 irmaosFatoze
 

Mais de Fatoze (20)

Evangelho animais 95
Evangelho animais 95Evangelho animais 95
Evangelho animais 95
 
Evangelho animais 94
Evangelho animais 94Evangelho animais 94
Evangelho animais 94
 
Evangelho animais 93
Evangelho animais 93Evangelho animais 93
Evangelho animais 93
 
Evangelho animais 92
Evangelho animais 92Evangelho animais 92
Evangelho animais 92
 
Evangelho animais 91
Evangelho animais 91Evangelho animais 91
Evangelho animais 91
 
Evangelho no lar com crianças (69)
Evangelho no lar com crianças (69)Evangelho no lar com crianças (69)
Evangelho no lar com crianças (69)
 
Evangelho no lar com crianças (68)
Evangelho no lar com crianças (68)Evangelho no lar com crianças (68)
Evangelho no lar com crianças (68)
 
Evangelho no lar com crianças (67)
Evangelho no lar com crianças (67)Evangelho no lar com crianças (67)
Evangelho no lar com crianças (67)
 
Evangelho no lar com crianças (66)
Evangelho no lar com crianças (66)Evangelho no lar com crianças (66)
Evangelho no lar com crianças (66)
 
68 oitava categoria - caso 14
68   oitava categoria - caso 1468   oitava categoria - caso 14
68 oitava categoria - caso 14
 
67 oitava categoria - caso 12 e caso 13
67   oitava categoria - caso 12 e caso 1367   oitava categoria - caso 12 e caso 13
67 oitava categoria - caso 12 e caso 13
 
66 oitava categoria - caso 10 e caso 11
66   oitava categoria - caso 10 e caso 1166   oitava categoria - caso 10 e caso 11
66 oitava categoria - caso 10 e caso 11
 
65 oitava categoria - caso 08 e caso 09
65   oitava categoria - caso 08 e caso 0965   oitava categoria - caso 08 e caso 09
65 oitava categoria - caso 08 e caso 09
 
Evangelho no lar com crianças (65)
Evangelho no lar com crianças (65)Evangelho no lar com crianças (65)
Evangelho no lar com crianças (65)
 
Evangelho no lar com crianças (64)
Evangelho no lar com crianças (64)Evangelho no lar com crianças (64)
Evangelho no lar com crianças (64)
 
Evangelho no lar com crianças (63)
Evangelho no lar com crianças (63)Evangelho no lar com crianças (63)
Evangelho no lar com crianças (63)
 
Evangelho animais 90
Evangelho animais 90Evangelho animais 90
Evangelho animais 90
 
Evangelho animais 89
Evangelho animais 89Evangelho animais 89
Evangelho animais 89
 
Evangelho animais 88
Evangelho animais 88Evangelho animais 88
Evangelho animais 88
 
Aula 15 irmaos
Aula 15   irmaosAula 15   irmaos
Aula 15 irmaos
 

Último

AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024RaniereSilva14
 
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptxLição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptxCelso Napoleon
 
CURSO DE FORMAÇÃO DE OBREIROS, DIÁCONOS E PRESBÍTEROS.pptx
CURSO DE FORMAÇÃO DE OBREIROS, DIÁCONOS E PRESBÍTEROS.pptxCURSO DE FORMAÇÃO DE OBREIROS, DIÁCONOS E PRESBÍTEROS.pptx
CURSO DE FORMAÇÃO DE OBREIROS, DIÁCONOS E PRESBÍTEROS.pptxWerquesonSouza
 
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica Dominical
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica DominicalLIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica Dominical
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica DominicalAmaroJunior21
 
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 EGÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 EMicheleRosa39
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pãoSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pãoRicardo Azevedo
 
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semanaLIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semanaWillemarSousa1
 
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus: Verdadeira Pureza , ...
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus:  Verdadeira Pureza , ...Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus:  Verdadeira Pureza , ...
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus: Verdadeira Pureza , ...silvana30986
 
Evangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns Esclarecedores
Evangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns EsclarecedoresEvangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns Esclarecedores
Evangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns EsclarecedoresAntonino Silva
 

Último (10)

AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
 
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptxLição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
 
Fluido Cósmico Universal e Perispírito.ppt
Fluido Cósmico Universal e Perispírito.pptFluido Cósmico Universal e Perispírito.ppt
Fluido Cósmico Universal e Perispírito.ppt
 
CURSO DE FORMAÇÃO DE OBREIROS, DIÁCONOS E PRESBÍTEROS.pptx
CURSO DE FORMAÇÃO DE OBREIROS, DIÁCONOS E PRESBÍTEROS.pptxCURSO DE FORMAÇÃO DE OBREIROS, DIÁCONOS E PRESBÍTEROS.pptx
CURSO DE FORMAÇÃO DE OBREIROS, DIÁCONOS E PRESBÍTEROS.pptx
 
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica Dominical
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica DominicalLIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica Dominical
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica Dominical
 
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 EGÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pãoSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
 
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semanaLIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
 
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus: Verdadeira Pureza , ...
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus:  Verdadeira Pureza , ...Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus:  Verdadeira Pureza , ...
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus: Verdadeira Pureza , ...
 
Evangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns Esclarecedores
Evangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns EsclarecedoresEvangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns Esclarecedores
Evangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns Esclarecedores
 

A CRIAÇÃO POR DEUS

  • 1. AULA 3: A CRIAÇÃO Recepção: Música para harmonização e vários livros espíritas infantis para serem manuseados até a chegada de todos. Cantar a musica que estamos ensaiando para Semana Espírita. www.cefak.org.br/index.php/meimei-musicas.html Prece Inicial: Prece espontânea feita pela educadora ou pelo aluno que quiser CAPÍTULO 3 - A CRIAÇÃO A formação dos mundos O Universo foi criado pela vontade de Deus. No Universo existem estrelas, planetas e uma infinidade de astros celestes. O que era fluido (energia) em meio aos Espíritos tornou-se denso e sólido. E o que se formou pode desaparecer, pois Deus está sempre a renovar os mundos que criou. E somente Deus sabe a duração da formação dos mundos. A formação dos seres vivos Da combinação dos elementos caóticos (em desordem) aparecem os germes. O desenvolvimento dos germes fez surgir os seres vivos de todas as espécies (plantas, animais e a espécie humana), que, reunidos, se multiplicam. Os seres humanos surgiram e espalharam. Os seres humanos surgiram e espalharam-se pela Terra. Todas as espécies de seres vivos reproduziram-se. Plano de Aula: Ressaltar a importância que temos na vida e na natureza do nosso amado planetinha .....passar a importância 4 Rs Lembrar a dificuldade que nosso planeta encontra p se recuperar
  • 2. E o que podemos fazer para ajudar: Para os maiores, trabalhar as págs. 47 a 50 do Livro dos Espíritos para crianças enviadas por download, para os menores contar a historia com peixes colados em varas fazendo com que todos participem do teatrinho lembrando que: Deus protege toda a sua criação Seu carinho conosco está no SOL que nos aquece, nas águas dos rios, na chuva, nas plantas e em tudo que foi criado para benefício do homem. Tudo o que de bom nos cerca é obra de DEUS: a sombra das árvores, as fontes de água que mata a sede das pessoas e animais, os frutos, verduras, a lenha para fazer o fogo no inverno, as plantas medicinais para a cura de doenças dos homens e animais, as flores que enfeitas os jardins e praças, o mar que une os continentes, o calor, frio, etc....
  • 3. PEIXINHO DOURADO. Era uma vez um lindo peixinho dourado que morava num grande lago de águas azuladas. Ele tinha muitos companheiros: o peixinho vermelho, o pintadinho, o de escamas prateadas, o barrigudinho e vários outros também bonitos e interessantes. Quando o peixinho dourado e seus amiguinhos saiam para passear, os velhos moradores do lago azul ficavam contentes e tudo parecia estar em festa. É que os peixinhos eram muito divertidos! Nadavam de um lado para o outro, iam e vinham agitando as barbatanas ruidosas e esquisitas, davam cambalhotas, saltos enormes e corriam um atrás do outro, numa engraçada brincadeira de pega-pega. E o fundo do lago tornava-se movimentado e colorido, cheio de cores vivas e brilhantes. Certa vez, porém, um grande silêncio se fez no fundo do grande lago. As lindas águas azuladas estavam tranqüilas, tão tranqüilas que pareciam paradas. É que os moradores do lago tinham ido descansar dormir um pouco. O silêncio permaneceu durante algum tempo. Nisto, as águas começaram a movimentar-se e apareceu o peixinho dourado... Era mesmo de esperar que fosse ele, pois gostava de nadar. E lá estava no meio do lago, nadando para cá e para lá, com suas bonitas barbatanas cor de ouro. De repente, Dourado ficou curioso. “Que haverá lá mais em cima?, pensou. “Será tão bonito como aqui?...” Vou subir um pouco para dar uma espiadinha”. E assim pensando começou a elevar-se nas mansas e azuladas águas. A princípio meio assustado, depois mais corajoso, o peixinho foi subindo, foi subindo, até que pôs a cabecinha fora d’água. - Ui! Que susto! Gritou todo trêmulo, mergulhando de novo. Que terrível clarão!... Quase fico cego! Mas ele não desistiu de ver o que havia fora d’água. Várias vezes voltou à tona, até que seus olhos se acostumaram com a forte luz que se derramava sobre as águas. Olhou, então, atentamente, para tudo o que cercava o grande lago. - Que maravilha! Exclamou entusiasmado. Nunca vi coisa igual! É que Dourado via o lindo céu azul onde o sol, como uma grande bola de fogo, esparramava seus raios por toda a parte, iluminando e aquecendo tudo. Dourado olhou depois para a praia. Viu a copa das árvores agasalhando passarinhos de penas coloridas e vistosas que saltavam de galho em galho em alegres gorjeios; viu engraçados macaquinhos fazerem as mais incríveis proezas; viu madurinhos frutos e lindas e variadas flores; viu crianças brincarem com pequeninos barcos a beira do lago; e viu um assustado coelhinho perseguido por lanudo cão, enquanto belas borboletas, voando de flor em flor, cortavam os ares com suas cores brilhantes e vivas. - Que lindeza! Que pena meus amiguinhos não estarem aqui! Exclamou, de repente. E assim dizendo, agitou com rapidez as bonitas barbatanas douradas e nadou para o fundo do lago em busca dos amigos. Os peixinhos ficaram encantados e faziam perguntas e mais perguntas, tudo querendo saber. Dourado respondia sempre, todo importante, achando-se mesmo muito instruído. Foi então que Barrigudinho indagou, intrigado. - Mas afinal, quem fez tanta beleza? Dourado encabulou-se. Na realidade, não sabia. Porém, como tinha o bom hábito de dizer a verdade, respondeu logo: - Não sei... Também gostaria de saber quem fez aquelas maravilhas. -E por que não perguntamos ao nosso rei? Falou peixinho vermelho. - Ele sabe tanto! - É mesmo! – gritaram os outros. Vamos procurá-lo. E os peixinhos, curiosos e barulhentos, dirigiram-se ao palácio real, uma linda gruta, cheia de conchinhas de todos os tipos. O rei dos peixes apareceu logo e ouviu tudo com muita atenção. Depois falou muito sério: - Em minhas viagens a outras águas, tenho visto e aprendido muito. Hoje sei que há seres diferentes de nós, os homens, que dizem que tudo o que existe é obra de DEUS, o único Criador de todas as coisas. - Deus?! – exclamaram os peixinhos a uma só voz. - Sim, DEIS! – tornou a falar o sabido rei. Deus é quem fez as belezas que o Dourado viu, isto é: o céu, as árvores, as flores, os frutos, os animais, as pessoas... -E Deus fez o nosso lago! – exclamou Barrigudinho, todo exibido. - Ora essa! Então, Deus nos fez também! – descobriu o peixinho vermelho. - Bravo! Bravo!- gritaram os peixinhos, entusiasmados e encantados com a nova descoberta.
  • 4. E dourado, adiantando-se, muito compenetrado, agradeceu ao rei, em nome de todos, os bonitos ensinamentos recebidos. Depois, em graciosos movimentos, os peixinhos desfilaram ante a gruta de conchinhas e voltaram a brincar nas águas azuladas do grande lago. A seguir perguntar-lhes: Quem criou o peixinho dourado? Alem de nos criar, Deus nos protege? Como? Deus protege os animais e as plantas também? - Ouvir as respostas dos evangelizandos aproveitando para complementar o conteúdo Atividade: Fazer a dobradura do peixinho e colar na apostila Alfabeto em libras: Olhando o alfabeto (conforme modelo) colado na parede, como é a letra C na linguagem dos surdos e mudos.
  • 5. Lembrancinha e proposta final: Durante essa semana fazer coisas boas para cuidarmos do nosso planeta, incluindo nossos animais e plantinhas. Todos receberão um pedaço de massinha para fazerem um peixinho e colocar no palitinho para fazerem o teatrinho para os papais Prece de encerramento: Espontânea feita pela educadora ou por um aluno que aceitar o convite.