Magazine facekianda edicao n2 agosto 2012 revisao

718 visualizações

Publicada em

Reportagem especial do casamento de Isabel e Edson, entrevista com o chefe Nello Rodrigues

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Magazine facekianda edicao n2 agosto 2012 revisao

  1. 1. foto: conhecimento made in angola foto do mês eu amo Angola, pois nossa sabedoria começa cedo. Conhecimento made in angola2 | Magazine facekianda
  2. 2. Magazine facekianda | 3
  3. 3. sumário mensal | edição n.2 |agosto 2012 12 DE CÁ PRÀ LÁ visite o nosso blog: www.facekianda.blogspot.ca segue -nos no: Entrevista Na estreia desta rubrica trazemos connosco em Chat-Papo o grande Chefe Nello Rodrigues que abriu a sua cozinha para o Facekianda e “mostrou tudo”. 36 Fotos desta página da esquerda a direita: nello rodrigues, laurinda de almeida e comunidade angola de ontario 12 tópicos: 26 | comunidade 28 | elas & eles 32 | apanhados Capa: Foto de keila luciano 34 | Humor 36 | dedicatória 264 | Magazine facekianda
  4. 4. editorial top 4 do mês vale apena ver Anselmo Ralph - Não Me Toca No Meu Quintal E ra mais uma das manhas numa madrugada algures em No- de Agosto de 2012, a in- vembro. Um mujimbo assobiou- sónia mal tivera passado. me que estas, eram as ditas Três Era cacimbo e o sol já se Históricas. espreguiçava lá fora, só o cantar Mas o meu quintal estava fértil do galo virou saudade. Saudade nesta manha, sem dúvida, as quebrada com o galo electrónico flores vislumbram mais no cin- View: 6,535,827 que o mundo moderno apelidou zento do cacimbo e lá estavam de despertador. Era um Agosto mais seis. Eram mais jovens, Puto Portugues e Nelo Paim - De Maria pra Meury com sabor a Novembro, sim uma até recém-nascida com um aquele Novembro da madru- brilho muito especial num azul gada, da esperança, do anseio e e amarelo. Sobre elas um outro da sagrada independência. E as- mujimbo assobiou-me que eram sim, chegava eu ao meu quintal As Alternativas. Ali pasmado, já e, com uma inocência de criança, sem a ramela nos olhos, estava eu afastava a ramela dos meus ol- contemplando as 9 flores, as Três hos para o meu coração enxergar Históricas e As Alternativas, numa melhor, a raridade daquelas flores paz e num civismo nunca antes que brotavam no meu jardim. O vistos. Cada uma exalava o seu vermelho de sangue, hoje, só perfume, querendo convencer- View: 191,247 estava naquela flor, ali bem a fr- me qual delas e, durante 4 anos, ente, sob a relva do meu quintal seria a bandeira do meu quintal, don kikas ft perola - Amor de Ninguém exibindo sumptuosa xinga com a após 31 de Agosto de 2012. brisa de cacimbo que disfarçava De repente, a vizinhança desper- o luto para deixar brilhar uma tou em passeatas, comícios e mo- estrela amarela de prosperidade. vimentos espontâneos e levavam No mesmo lado, estava o mesmo bandeiras com as cores das min- vermelho, acompanhado de um has flores, sim essas mesmas, as verde de esperança exibindo o Três Históricas e As Alternativas charme do bravo galo negro que e na face já não traziam o medo, teima em ser eterno neste tempo a fome e ou desgraça, não... Não de mudanças. Mais adiante e traziam! Vinham com sorrisos, no mesmo lado, já sem a chama com fé e com esperança… vin- View: 140,016 dos tempos não muito distantes, ham com a Victoria! estava uma outra flor onde o Talvez seja por isso que este Ago- yuri da cunha - 100 cueca vermelho, o amarelo e o branco sto tenha sabor a Novembro.... reluziam com toda a chama do - Marco Aragão início duma luta que só terminou Editor-Chefe Ficha Técnica Editor Chefe: Marco de Aragão | Director de artes: Hélder Marcelo propriedade do grupo: kianda magazine | n. de registro: 210990743 (Toronto) Jornal Kianda PCA: Hélder Marcelo | E: facekianda@gmail.com Facekianda é uma produção do Jornal Kianda em colaboração com Casa Graphixs, com a publicação mensal online. A produção é uma colaboração e coleção de informações postadas por usuários do facebook. O projecto facekianda visa fortalecer e promover a angolanidade na diáspora e em Angola bem como indivíduos lusófonos. Para mais informações visite o nosso facebook ou blog: www.facekianda.blogspot.ca | twitter @facekiandapara obter uma reportagem no facekianda, subscrever para a nossa página no fb ou visite o nosso blog View: 13,526 Magazine facekianda | 5
  5. 5. comentários Facekianda Edição n. 1 | Julho 2012 Gosto: # Visitas online: 105 549 Leila Calisto Gostei, esta sair bem. João de Almeida Caro. Espero que o projecto tenha sucessos. Óptima ideia! Um abraço. Tifeny Moreira Esta muito giro. Gostei! Eunice Almeida Yauca De Almeida Tive a oportunidade de ler uns arti- É de louvar a idea, tive a ver a edição e está gos, bom trabalho! um trabalho excelente. Christina Manuel Da Silva Ana Antas Mendes Muito boa tarde FK. Olha, vi o vosso Bem fx. trabalho, está muito giro gostei muito. Umas das minhas páginas preferida é a “Os apanhados” que Gil Dos Santos lindo. Que Deus lhes abençoe e lhes Parabéns, é um bom trabalho. de mais sabedoria, qualquer coisa estamos aqui para lhes ajudar, sabe como encontrar-nos. Mais uma vez Olímpio de Sousa estão de parabéns pelo o bom tra- Isso é muito bom, temos que promover sem- balho, continuem mais continuem pre a nossa boa angolanidade. com muita força. comentario.facekianda@gmail.com6 | Magazine facekianda
  6. 6. carta do leitor UMA NOTA SOBRE O FACEKIANDAAOS Exmos. Senhores Edi- passado, terão originado atores do FaceKianda, UM VIVA dispersão de centenas de mil-DIÁSPORA! hares de angolanas, homens,F mulheres, jovens, velhos, cri- OI COM grata surpresa a anças (estas inocentemente), vinda deste projecto de- pelo mundo afora, transfor- nominado Facekianda. mando-os, literalmente emUM espaço que, a meu ver, foi simples emigrantes. MAS ISSOe vai a partir de ontem, hoje não vem ao acaso. O QUE im-e amanhã quiçá, conferir for- porta é que constata-se nestemalmente as diversas comuni- espaço, a resposta da razãodades angolanas na diáspora da diáspora, consubstanciadaa oportunidade para veicular numa existência real, comas suas ideias e emoções, com vida, corpo e alma própria.espírito democrático, patrióti- NESTE ÂMBITO, manifesto oco e acima de tudo civilizado, meu voto de confiança rela-reconhecendo-as como con- tivamente a prossecução dosumidoras e protagonistas de presente projecto. TODAVIA,informação, cultura e lazer. para os potenciais “faceki-O NASCIMENTO de um pro- andistas” pesa-lhes a respon-jecto desta índole, tendo em sabilidade de manutençãoconta o seu formato e objec- deste projecto, para tal éto, pode, muitas vezes, dis- necessário deixar os medostorcer a sua recepção no seio e preconceitos de lado, parade algumas comunidades, so- falar com coragem e coerên-bretudo naquelas onde ainda cia da formação de uma Novase fábrica rancores e esque- Angola que se constrói a cadamas de pensamentos fraudu- dia. FALAR dos novos angola-lentos sobre o processo de nos que nascem a cada minu-aproximação e reconciliação to, segundo e dias, despidosdos muangolês. dos fantasmas das guerras eÉ VERDADE que, factores como das ideologias.a falta de pão, água potável, E PARA finalizar um …energia eléctrica e até mes-mo uma simples Coca-Cola, e VIVA DIÁSPORA, VIVA AN-provavelmente perseguições GOLA!políticas ou religiosas nas trêsúltimas décadas do século j.l.bernardo Magazine facekianda | 7
  7. 7. foto shoot mauramodelo: maura silva | fonte: facebook Nome: Maura Silva perfil! Habilitações Literárias: Serviços sociais/Psicologia Profissão: Estudante Naturalidade: Luanda Signo: Virgem Interesses: Gosto de desportos em especial o futebol , sou uma grande apreciadora da música angolana, gosto também de cuidar da minha aparência física, ler e passar o tempo com aqueles que amo. Prato Favorito: Não tenho nenhum de concreto, aprecio de tudo um pouco. Cor: Amarelo que pra mim significa luz e prosperidade, uma cor viva e activa que transmite optimismo, logo a seguir o rosa que pra mim significa sensualidade, beleza e saúde, e por último a cor branca que associa-se com a ideia da paz, pureza e inocência. Essas são as cores que caracterizam o meu ser. Perfume: 212 Sexy Carro: Para ser sincera, não vou muito pela marca dos carros,mas gosto do BMW e do Volvo 8 | Magazine facekianda
  8. 8. a silva Magazine facekianda | 9
  9. 9. dicas da banda foto de: estrela13 O Waku e o Kungo hospedaram-se no hotel Mun- bos tinham uma necessidade im- dial, e passearam pela a cidade. ensa de repousarem num hotel. O Ela não gostou. Numa manha homem na recepção disse que se lindíssima, viajando num carro queriam deitar-se por uma hora que a irmã do esposo tinha em- só havia uma cama para solteiros prestando ao casal, começaram – perto da cozinha e aonde fica- então, a viagem para o Huam- vam os cagados do proprietário sousa jamba bo. No Dondo, pararam e tir do hotel. O casal disse que pre-O aram fotos. No Kwanza, de re- cisava de uma cama grande – e casal Angolano, que pente, ambos mergulharam-se que era marido e esposa e tin- vivia no Ocidente no rio. Sentiram como se tivessem ham as alianças e poderiam, ate, por muitos anos, não mergulhado no Jordão. Logo de- apresentar o certificado de casa- tinha filhos. Final- pois do rio Keve, no Cruzamento mento. O senhor ofereceu-lhes,mente, decidiram ir para Angola Kessongue, pararam e compra- então, uma suite. Hoje o casal tempara adoptarem uma criança no ram frutas. Havia uma fruta cuja três filhos os gémeos (o Waku eHuambo. Chegaram em Luanda, doçura era quase inefável. Quan- o Kungo) assim como a menina do chegaram no Waku Kungo am- que foi adoptada no Huambo!10 | Magazine facekianda
  10. 10. Ninguém É Superior A Ninguém Três vezes por semana , os diretores . Naquele dia , fiz a melhor refeição daC Texto de: Drii Souza de lá juntamente com clientes , vem minha vida , pois estava com muita erto dia , uma mulher fazer reuniões nesse restaurante , e fome , e até sem forças . Toda hora , avistou um mendigo , sei que o dinheiro que deixam aqui eu olhava para o senhor , pois estava sentado em uma calçada , é o que mantém esse restaurante . com medo de prejudicá - lo , pois es- nas ruas de São Paulo ... Pois é , eu sou a proprietária daquela tava ali comendo de graça . Foi quan- Aproximou - se dele , empresa . Posso fazer a refeição aqui do ví , o senhor tirando dinheiro doe como o pobre coitado , já estava , com o meu amigo ... ou não ? seu bolso e colocando no caixa doacostumado a ser chacoteado por O garçon fez um gesto positivo com restaurante . Fiquei mais aliviada . Etodos , a ignorou ... a cabeça , o policial que estava de sabia que m dia poderia retribuir .MeUm policial , observando a cena , longe observando ficou boquiaberto alimentei , fui com mais forças para aaproximou - se : , e o pobre homem , deixou cair nesse minha entrevista . Na época , a em-_ Ele está te incomodando senhora ? momento , uma lágrima de seus sof- presa ainda era pequena ... Passei naEla respondeu : ridos olhos . entrevista , me especializei , ganhei_ De modo algum , - eu é que estou Qdo o garçon , se afastou , o homem muito dinheiro , acabei comprandotentando levá - lo até aquele restau- perguntou : algumas ações da empresa , e comrante , pois vejo que está com fome _ Obrigado Senhora , mas não enten- o passar do tempo , consegui virar ae até sem forças para se levantar . O do esse gesto de bondade . proprietária , e fazer a empresa ser osenhor me ajuda , senhor policial , a Ela segurou em suas mãos , e disse : que ela é hoje .levá - lo até o restaurante ? _ Não se lembra de mim , João ? Procurei pelo senhor , mas nunca oRapidamente , o policial a ajudou , e _ Me parece familiar -respondeu- encontrei ... até que hj , o ví nessao pobre homem , mesmo assim , não mas não me lembro de onde . situação . Hoje ,o senhor não dormequerendo ir , pois , não acreditava Ela , com lágrimas nos olhos , disse : mais na rua ... vai comigo para a min-que isso estava acontecendo : _ A algum tempo atrás , eu recém ha casa ... amanhã , compraremosChegando , ao restaurante , o garçon formada , vim para São Paulo ... Sem roupas novas , e o senhor vai vir tra-, que foi atendê - los , disse sem pes- nenhum dinheiro no bolso ... estava balhar comigo ...tanejar : com muita fome ... me sentei naquela Se abraçaram , chorando ._ Me desculpe Senhora , mas ele não praça , aqui em frente , por que tinha O policial , o garçon e os demais , quepode ficar aqui ... Vai afastar os meus uma entrevista de emprego naquela viam essa cena , se emocionaram di-clientes !!! empresa , onde hj é minha . Qdo , se ante da grande lição de vida , queA mulher , abaixou e levantou os ol- aproximou de mim , um homem , tinham acabado de presenciar !!!hos e disse : com um olhar generoso . Se lembra_ Sabe aquela enorme empresa ali agora João ? MORAL DA HISTÓRIA :na frente _ apontou com o dedo _ Ele , em lágrimas , afirmou que sim . Faça sempre o BEM ... Um dia ele re- _ Na época , o senhor trabalhava aqui tornará em dobro para você ... Magazine facekianda | 11
  11. 11. entrevista exclusiva nello Rodrigues chefe do restaurante Mussulo Lounge D texto de: Marco Aragão | Foto: Nello Rodrigues E CÁ PRÀ LÁ (Da Disporá Prà Banda) é uma rubrica ex- clusiva do Facekianda que assume o compromisso de trazer mensalmente, muangolês que decidiram fazer da banda seu projecto do futuro, trazendo consigo toda a experiência, conhecimentos e sabedoria que adquiram na mais diferentes diásporas espalhadas pelo mundo a fora. Suas odisseias, abnegação, luta e manutenção dos valores sociais no processo de reintegração no país que lhes viu nascer é um episódio digno de realce. Assim sendo: “Sucesso é con- seguir o que você quer, e felicidade é gostar do que você conseguiu” - Dale Carnegie Na estreia desta rubrica trazemos connosco em Chat-Papo o grande Chefe Nello Rodrigues que abriu a sua cozinha para o Facekianda e “mostrou tudo”.12 | Magazine facekianda
  12. 12. perfil:foto de: nello rodrigues Nome: Manuel Duarte Rodrigues idade: 45 anos Naturalidade: Malanje Signo: Escorpião Hobbies: Praia rally , viagens, leitura e música Prato perferido: Não tenho, mas eu amo cozinha Thailandesa Cor: Castanho, bege, e tudo que se faz com aguarelas Perfume preferido: Não tenho, porque eu sou viciado em perfumes Carro: Bentley Magazine facekianda | 13
  13. 13. “ “ sou muito ligado a espiri- tualidade, adoro a cul- tura asiática, so estava mesmo a medirtar.14 | Magazine facekianda
  14. 14. O Chefe nello concentrado no trabalho,colocando o lombo de porco no fornoacompanhado pelo seu assistente. 1 3 2 1. meu japa 2. chef’s salad 3. filet mignon Magazine facekianda | 15
  15. 15. Nello Rodrigues Quanto tempo viveste na diáspora e aonde? Vivi no Canada desde 2000, primeiro na cidade de St.Catherines e depois mudei-me para cidade Toronto, portanto foram 11 anos. Quais foram os motivos que levaram-te a regressar ao país? De princípio, foi porque tinha o meu pai muito doente. Eu já não o via durante esse tempo todo que vivia no Canada, então resolvi ver o meu pai, mas infelizmente 20 dias depois, perdi o meu Pai. Aí resolvi ficar por algum tempo com a minha mãe, durante este tempo foram surgindo várias propostas de trabalho bem aliciantes, como também queria mudar um pouco da rotina de vida aceitei uma das propostas e fui ficando por cá, mas não esquecendo nunca das minhas raízes que plantei no Canada. Temos acompanhado a tua carreira aqui no Facebook, fala-nos um pouco da tua formação como Chefe? Onde saiu essa inspiração? Bom, eu formei-me aí em Toronto pelo Liasion College, com dois Grandes Mestre Chefe, o Mestre Chefe Robert Dorci , que foi o Chefe de cozinha do então Primeiro-ministro do Canada o Sr. Jean Chretien, e pelo Chefe Rupert, de origem Jamaicana e Alemã. Fui o melhor aluno do meu curso obtendo a distinção de melhor aluno de artes culinárias do Ano de 2006. Arte culinária sempre foi a minha grande paixão desde criança. Na verdade, primeiro formei-me em Engenharia Aeronáutica mas nunca exerci porque não tinha nada a ver comigo. Assim que cheguei ao Canada como todos sabemos, tivemos várias dificuldades de adaptação, quer da língua como nas questões climáticas e até sociais. No início vivemos com as ajudas do governo que não são lá assim tão brilhantes como todos nos sabemos. Aí tive que começar a virar-me visto que tinha uma família por cuidar incluindo uma bebe no mesmo nú- cleo, e nem sempre o dinheiro era suficiente para tudo, assim sendo tive que conciliar o curso de lingual com o trabalho. Na primeira oportunidade que tive fui fazer aquilo que melhor sabia fazer, cozinhar, e assim começou a minha carreira no Canada no ramo de hotelaria. Não sei de onde vem essa inspiração, julgo ser algo que já nasceu comigo e eu amo a minha profissão de corpo e alma, porque além de a executar bem, a faço com esmero e profissionalismo. Antes e depois do curso. O que mais mudou no seu estilo vida, uma vez que vem de uma culinária tropical? Onde saiu a ideia da criação do Mussulo Lounge? As finanças, é lógico que mudou muito, o sustento de minha família. (Risos) Mussulo Lounge, já estava criado quando comecei a trabalhar aqui, só que com um estilo de cu- linária diferente, então foi uma proposta muito ambiciosa de minha parte e do Dono. Tendo eu uma escola diferente e técnicas diferentes das que se usam cá em Angola, decidimos então fazer um restaurante com culinária francesa, e implementar a Novelle Cusine Angolana com técnicas francesas. Mussulo porque fica aqui no Benfica bem em frente da ilha paradisíaca do Mussulo.16 | Magazine facekianda
  16. 16. “Aqui gostam mesmo é do pitéu dos Tugas(risos), mas felizmente aos poucos tenho jáestabelecido uma boa clientela. “Qual foi a reacção dos consumidores angolanos neste projecto de alta cozinha?Bom, não posso dizer que seja o que eu esperava, mas as pessoas já estão a começar a gostar mais de coisasdiferentes. “Aqui gostam mesmo é do pitéu dos Tugas (risos), mas felizmente aos poucos tenho já estabe-lecido uma boa clientela.” Os expatriados principalmente e aqueles que têm bons hábitos Gastronómicos,vêm frequentando com assiduidade. O Mussulo Lounge é um Restaurante pequeno e aconchegante com32 lugares com um lindo pátio para quem goste de uma área aberta. Tem uma cozinha open concept, limpae agradável de se ver.Esta era a perguntar a seguir, se os expatriados encontravam na tua casa a cozinha que procura-vam?Com certeza, visto que na sua maioria, os restaurantes cá são virados à cozinha Portuguesa. O meu restau-rante é uma fusão de culinárias, desde a francesa, italiana tailandesa, angolana, portuguesa e japonesa vistoque introduzi o Sushi também a partir desta sexta-feira.Hoje, feita as contas, achas que foi positiva a tua passagem pela diáspora?(Risos) Com certeza, sinto-me muito orgulhoso, primeiro porque estou a formar o meu pessoal, a minhaequipa de trabalho, os garções, e também sinto que estou a contribuir para a evolução do turismo do nossopaís. É lógico que mantenho as minhas raízes aí, de 6 em 6 meses tenho que voltar aí para refrescar a minhamemória e desanuviar o estresse. Tenho planos para o próximo ano fazer um Curso de Culinária Molecularem França, Paris, de Janeiro à Maio. É um curso de 18 semanas na escola Escofier do Hotel Ritz, é a maior emelhor escola de Artes culinárias do Mundo. Feito isso poder-me-ei considerar o Homem mas feliz em suacarreira profissional.Se tivesse uma oportunidade de começar de novo o que faria, o que riscava do seu passado?Seria Chefe de novo, porque eu gosto de ver as pessoas a comerem bem, da-me prazer cozinhar e alimentaras pessoas. Eu não riscaria nada do meu passado, porque não me arrependo de nada que tenha feito atéhoje.Será que um Chefe tem um prato preferido como a maioria dos mortais? Magazine facekianda | 17
  17. 17. ““ Claro que sim, mas não pode ser feito por mim... (Risos) “claro que sim, mas não pode ser feito por mim...” (Risos) então mata-nos a curiosidade… Eu adoro um arroz que a minha mãe faz com carnes de sobras e chouriço com bastante couve e repolho. Eu amo essa comida mas infelizmente já não posso comer isso porque sou diabético então a minha alimenta- ção é muito regrada. Bom tópico, eu também já tive problemas com a diabete, sei bem o que é isso... Tens algum cardá- pio para as pessoas com diabete? Amigo Marco, eu também estudei Nutrição, e tento sempre enquadrar o bem comer nos meus cardápios e menus, com certeza que aconselho sempre as pessoas a fazer o uso da pirâmide alimentar, isso sendo muita fibra, pouco carboidratos, meia proteína, para ter sempre o balanço dos açúcares produzidos pelo organismo e pelos alimentos. Como foi a tua adaptação no regresso ao país e que mensagem mandas para os muangolês que pensam em regressar para dar o seu contributo ao país que lhes viu nascer? Olha, não foi assim tão fácil ou não está a ser assim tão fácil. O nosso país está a ficar cada vez mas lindo, está-se a criar todo tipo de infra-estruturas de base mas o problema ainda é a educação cívica. Mas também ninguém no mundo cresce assim em 8 anos como nós estamos a crescer. Meus irmãos que queiram voltar e dar o seu contributo para este país, estudem muito, formem-se, car- reguem as vossas baterias, mas lembrem-se de uma coisa saibam ser Humildes, porque a humildade é o veículo para o sucesso de cada ser humano. Este espaço é seu, se quiseres acrescentar algo estamos ao dispor... Obrigado Marco, espero que recuperes logo e no que precisares eu estarei aqui prà ti e prà qualquer outra pessoa da comunidade.18 | Magazine facekianda
  18. 18. comunidade a nova geração angolana na diáspora canadiana20 | Magazine facekianda
  19. 19. Senhoras da CAM realizaram BBQ com o lema “Fortes e Unidas”M ontreal – no passado sábado dia 4 de Ago- ar livre no parque Jarry. A tarde Um grupo sto o seu primeiro evento oficial de convívio a moda BBQ (chur- de sen- denominado “Fortes e Unidas” rascadas) contou com a partici- horas da com o objectivo de unir e con- pação da direcção da C.A.M, as- C.A.M (Co- fraternizar os angolanos daque- sociados e amigos de Angola. munidade la cidade. O evento de confrat-Angolana de Montreal), realizou ernização, decorreu em plenotexto de: estrela michel | Fotós: CAM Magazine facekianda | 21
  20. 20. 11. Comunidade em geral | 2. Nice Michel | 3. Wui | 4. Daniel, esposa, Albina e amigos | 5. António, Nisa e Melani | 6. Dinis e Albina“ Muita força e perseverança, pela demostração activa de manterem a “N nossa comunidade viva e unida. um ambiente bem de infância na banda tais como o famoso 35 vitória, a moda angolana, burracha e o mete-mete e tira-tira. Os senhores por onde os partici- sua vez marcaram presença apoiando a inicitiva das pantes além de des- senhoras de união e irmandade no seio comunitário. frutarem e sabo- riarem da nossa boa Nice Michel, Secretária Geral da C.A.M salientou a gastronomia, tam- iniciativa das senhoras desejando-as “muita força e bém tiveram a opor- perseverança , pela demostração activa de manterem tunidade de relem- a nossa comunidade viva e unida.” Parabéns a todas brarem alguns jogos vocês e muito sucesso, rematou Nice. dos velhos tempos22 | Magazine facekianda
  21. 21. sra. emilia a grelhar as carnes2 3 45 6a comunidade unida num ambiente de confraternização no parque Jarry. Magazine facekianda | 23
  22. 22. lazer Antonio Sebastian (na foto acima), participou de uma experiência gastronomica internacional e mostrou em público que cozinha não é só para senhoritas. joão dos santos, acompanhado pela esposa e filhos, gozou o verão num verdadeiro paraíso aquático.24 | Magazine facekianda
  23. 23. banny aproveitou o verão com os filhos, familiares e amigos num belo passeio ao parque african safari. ilidio passeia com amiga, pela cidade de toronto. cotas de toronto, no afrofest 2012 representando angola. yara posa para uma foto com os policias austríacos, durante sua visita a Áustria.randy e edgar curtem a praia deboa viagem no brasil. Magazine facekianda | 25
  24. 24. Angolanos participam do festival de verãoToronto Caribana T texto /fotos:Hélder Marcelo oronto – A Comunidade Angola- na de Toronto, marcou presen- ça num dos maiores festivais de verão da cidade de Toronto. O Carnaval de rua das Ilhas caraíbas, é um festival cul- tural e tradicional das ilhas, realizado todos verões por de- scendentes das ilhas. Frequentado por mais de 1.3 milhões de vis- itantes por ano para o desfile final do fes- tival. Toronto Caribana, é um dos maiores festivais da América do Norte. E por ser To- ronto, a comunidade angolana local não podia ficar de fora. Os nossos campatrio- tas fizeram questão de desfilaram com a bandeira angolana durante todo o festi- val, que decorreu no dia 4 de Agosto.26 | Magazine facekianda
  25. 25. edson Mendonça keiss dos santos erika costa cinthya louro jeovane cazuza Magazine facekianda | 27
  26. 26. elas vilma Simões luzia marcelo Gisela Nambua28 | Magazine facekianda
  27. 27. Jackeline Briffel Vanilma Barros yolanda santos Magazine facekianda | 29
  28. 28. eles Gil Dos Santos Manuel Dos Santos Cambaio A Pedro30 | Magazine facekianda
  29. 29. Cesar Melo Tito Lourenço António Yauca De Almeida Magazine facekianda | 31
  30. 30. cuca no canadá? rubio aprecia um bom cachimbo árabe durante as férias no dubai. franci com os32 | Magazine facekianda
  31. 31. Turima, passeia de cavalo pelos horizontes da noroega. nuno fortes e o seu animal de estimação “Eu nas nacas no Chicindo (Kuito) A melhor forma de pre- ver o futuro é cria-lo, e o meu , será criado neste lugar.” - Tchinakussoki Stella Tomasisco saldanhas famosos paus de cabinda. Magazine facekianda | 33
  32. 32. mural quente “Aqui você se actualiza, visite-os.” Sousa Jamba Andou na escola Mwinilunga secondary school | De: Huambo | Sexo: Masculino As minhas filhas, que estão a aprender a língua Portu- guesa, querem saber se há um outro termo em Portu- guês para designar-se o instrumento usado para cortar carne etc. É que as minhas filhas estão tão escandalizadas com o termo – em Inglês passa a ser um super palavrão . Suspeito, porem, que elas nun- ca iram esquecer o mesmo! 10 pessoas gostam disto. 35 comentários Bornito de Sousa MAT na empresa Executivo AO Estudou em: Universidade Agostinho Neto-Angola | Vive em: Maianga, Luanda, Angola | Casado com: Maria Diogo JOGOS OLIMPICOS 2012: BOLT significa “raio”, “relâmpago”, “faís- ca”, etc. Será que os pais de USAIN BOLT, o homem mais rápido da face da terra, já sabiam que tin- ham um “raio” de bebé quando lhe deram o nome?????? 156 pessoas gostam disto. 66 comentários Reginaldo Silva Estudou em: Tentei uma | Vive em: Luanda De: Maianga, Luanda, Angola | Nasceu a: 5 de Março de 1956 MBB é uma sigla que significa Mais Barul- hentos da Banda. Um deles para fazer jus à sua capacidade, depois de ter olhado para o espelho, fran- ziu o sobrolho e decidiu passar a chamar-se de Malvado. Tenham piedade de nós... 9 pessoas gostam disto. 3 comentários34 | Magazine facekianda
  33. 33. humor Magazine facekianda | 35
  34. 34. dedicatória a Baixinha mais simpática do pedaço celebrou mais uma risonha primavera Laurinda de Almeida a baixinha mais simpática da cidade de Toronto celebrou mais um caci- mbo aqui na diáspora distante num encontro surpresa projectado pela seu cara-metade, o sempre apaixonadíssimo Eugénio. A boss da Lau- genio, uma companhia no ramo do hoteleiro, foi acarinhada por amigos que espontaneamente juntaram-se à boda surpresa.36 | Magazine facekianda
  35. 35. 6 aniversariantes da semana neusa saldanha agosto 7“Parabéns Manouane, a mama deseja que ten- “Feliz aniversário meu amor. façohas uma infância maravilhosa, que continues votos, que esta data se repita pora ser sorridente, amável, e fofinha. Nunca an- muitos e muitos anos.”siei tanto o futuro como desde o primeiro dia do teu eterno amor,que te vi, tu és uma criança maravilhosa.” - Hélder marcelo- Rosa Pereira luzia marcelo sandra Mendonça lidia Mendonça agosto 7 agosto 8 agosto 15 Magazine facekianda | 37
  36. 36. Isabelfoto reportagem exclusiva & Edson deram o nó38 | Magazine facekianda
  37. 37. n I rene de e Moises 2 9 I texto: Hélder marcelo Lopes. anos D a de idade, estu- par te dante Universi- sabel e Edson ambos d o tário de Econo- conhecidos pelos ami- noivo mia pediu a mão gos mais próximos como Isabel Irina fotos: Hélder marcelo/ Paulo rodrigues / angolanidade tv. esteve da Belinha e Bibito, deram p r e - dosSantos Bap- o nó no passado final de sente a tista de 28 anos, semana, 25 de Agosto. O mãe Ma- estudante Universi- acto matrimonial, decor- ria Teresa tária de Economia em reu no salão do edifício Pitra, as irmãs casamento em Agosto da irmã do noivo (Lidia Sandra e Lidia de 2007. Os padrinhos Mendonça). Numa ses- Mendonça, os avós da noiva a Sra. Eugenia Bap- são privada, presidida pelo pastor e Luiza Filipe e José Ma- tista e o Sr. Francisco Baptista conservador John Panda da Conser- ria Jr. e os do noivo a Sra. Sandra Men- vatória do Registo Cívil da cidade de donça e o Sr. Paulo Silva. As damas Toronto, onde os noivos tracaram Isabel e Edson conheceram-se em Lidia Mendonça e Elizabeth Mateus e votos de fidelidade, amor e confiança Toronto a aproximadamente 9 anos. os damos Durzilo dos Santos e Wal- perante Deus, familiares e amigos. Após 6 anos de namoro intenso, o ter Marcelo casal foi abençoado com o nascimento A noiva contou com a presença da irmã da menina Alanah Gabriela em Outu- Momentos após a cerimónia cívil, o mais velha, Iracema Baptista da Costa, bro de 2009. Edson Pitra Mendonça casal mais novo do momento, acom- a sobrinha Ivania Baptista e os primos Magazine facekianda | 39
  38. 38. panhados pela filha Alanah, padrinhos, pais, damos saboriaram da boa comida da nossa terra, desde o funge e damas, familiares e amigos seguiram para um cortejo até os salgadinhos. até o High parque para a sessão fotografa e filmagem a Emocionada com o acto matrimonial da irmã casula, cargo da Angolanidade TV. Iracema Baptista da Costa confesou ao Facekianda “dese- Posteriormente o casal seguiu para salão da Lithuanian jo muitas felicidades, paz, harmonia e saúde ao casal e Banquet Hall, e perante mais de 150 convidados, os que o próximo ano me tragam mais um sobrinho.” noivos abriram o salão ao som Casamento de C4 Pedro. Por volta das 1:45 da manhã, os noivos seguiram para Num ambiente agradável com uma decoração requinta- sua lua de mel no hotel Sheraton. da, e um serviço de catering cheio de elegância encarr- A noite seguiu com muita música e dança a cargo do Dj egada pela Laugenio Event Services onde os convidados Vanitsen.40 | Magazine facekianda
  39. 39. Os noivos e os padrinhos posam para uma foto da esquerda a direita: Paulo silva, eugenia baptista, Edson e isabel, franciscobaptista e Sandra Mendonça Magazine facekianda | 41
  40. 40. as irmãs do noivo e amiga. os noivos e as damas e damos. a criançada: vania, danelcio, johnanson, zeno, alanah e jossyrena. a mãe e avó do noivo.42 | Magazine facekianda
  41. 41. a irmã da noiva e casal recém-casados. o casal dentro do car- ro, com a filha alanah. o casal troca carinho.amigos e familiares dosnoivos. morena, jó, patient, lidia e walter. Magazine facekianda | 43
  42. 42. a entrada do casal no salão, Lithuanian Banquet Hall. a entrada dos damos e damas os padrinhos do noivo. os padrinhos da noiva44 | Magazine facekianda
  43. 43. Magazine facekianda | 45
  44. 44. o casal abriu o salão ao som de c4 pedro “casamento”.46 | Magazine facekianda
  45. 45. o bolo. os noivos e os damos a dançam. Magazine facekianda | 47
  46. 46. edson e isabel, fazem o corte do bolo.48 | Magazine facekianda
  47. 47. juntos brindam a fe- licidade dos noivos. Magazine facekianda | 49
  48. 48. 50 | Magazine facekianda
  49. 49. tia jú e as filhas:jennifer e paulina Magazine facekianda | 51
  50. 50. 52 | Magazine facekianda
  51. 51. Magazine facekianda | 53
  52. 52. 54 | Magazine facekianda
  53. 53. Magazine facekianda | 55
  54. 54. 56 | Magazine facekianda
  55. 55. Magazine facekianda | 57
  56. 56. 58 | Magazine facekianda
  57. 57. Magazine facekianda | 59

×