Biologia da restauracao e da conservaçao

2.974 visualizações

Publicada em

Questões abertas sobre ecologia

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.974
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Biologia da restauracao e da conservaçao

  1. 1. Prof Fabio Dias salabioquimica.blogspot.com salabioquimica@gmail.com pag.1 Questões abertas sobre Impactos, biologia da conservação e da restauração Organização : Professor Fabio Dias Conheça mais sobre a sala em salabioquimica.blogspot.com (G1 - cp2 - 2007) Há um ano, uma seca extrema atingiu diversos municípios da Amazônia, mudando a paisagem da região: barcos encalhados em enormes bancos de areia, milhares de peixes mortos nos rios e comunidades inteiras de ribeirinhos sem comida ou água boa para consumo. De acordo com cientistas, o desmatamento e as queimadas afetam a formação de nuvens de chuvas, o que diminui a precipitação sobre a Amazônia. O aquecimento global torna a floresta mais seca e vulnerável à destruição. Estima-se que, em algumas décadas, este efeito perverso do desmatamento e das mudanças climáticas pode ser irreversível e a floresta amazônica pode desaparecer. "Se a Amazônia perder mais de 40% de sua cobertura florestal, nós atingiremos um ponto onde será impossível reverter o processo de savanização da maior floresta tropical do mundo", disse Carlos Nobre, pesquisador do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) e presidente do Programa Internacional de Geosfera Biosfera (IGBP). O círculo é vicioso: a destruição das florestas diminui a formação de nuvens de chuva, tornando a região mais seca. Por sua vez, florestas mais secas são mais suscetíveis às queimadas e aos efeitos do aquecimento global, como por exemplo, a alteração do clima na região amazônica, favorecendo climas mais secos, novas queimadas e mais emissão de carbono. O desmatamento e as queimadas na Amazônia são responsáveis por mais de 75% das emissões brasileiras de gases do efeito estufa, colocando o Brasil entre os quatro maiores emissores do mundo. "O Brasil precisa assumir sua responsabilidade como grande emissor de gases de efeito estufa. O governo deve combater o desmatamento de maneira implacável, promover as energias limpas e programas de economia de energia, afirma Carlos Rittl, coordenador da campanha de clima do Greenpeace. Os brasileiros têm todo o direito de saber onde somos mais vulneráveis aos efeitos devastadores do aquecimento global e como vamos reduzir nossa contribuição ao problema. A Amazônia, por exemplo, é uma das regiões mais vulneráveis às mudanças climáticas por causa da sua enorme diversidade de ambientes e espécies", explica. (Extraído do texto Greenpeace encerra, em Manaus, expedição para alertar brasileiros sobre os efeitos perversos das mudanças climáticas). Disponível em http://www.brasiloeste.com.br/noticia/1914/mudancas-climaticas. Acesso em 07/11/2006)
  2. 2. Prof Fabio Dias salabioquimica.blogspot.com salabioquimica@gmail.com pag.2 1. A biodiversidade dos diversos ecossistemas está sendo comprometida pelo desmatamento. Exemplifique como a degradação ambiental, comprometendo a biodiversidade, irá afetar: a) as sociedades humanas; b) o equilíbrio natural dos ecossistemas. 2. (G1) O que é rotação de culturas? 3. (Ufg 2001) "Caça, ninguém não pegava caça mais, nem algum tatu-galinha aparecia! e por causa de Maanape ter matado um boto..." ("Macunaíma", Mário de Andrade) Apesar de conter um sentido mitológico (a caça não aparecia pelo fato de "Maanape ter matado um boto"), a frase sugere uma atividade humana (a caça) que pode interferir na interdependência dos seres vivos em um meio ambiente. Considerando esse aspecto da biocenose, a) cite dois efeitos negativos da caça e dois da pesca indiscriminadas para o meio ambiente. b) Esquematize uma teia alimentar na qual apareçam o tatu-galinha e o boto. 4. (Uerj 2001) Biólogos da UERJ desvendam segredos dos corais de Búzios Os moradores locais, preocupados com os danos que os barcos ancorados nas praias do balneário, a poluição do mar e a venda excessiva de corais no comércio local poderiam trazer para a fauna marinha da região, resolveram procurar ajuda. (Adaptado de "O Globo", 24/09/2000). Cite uma função dos recifes de corais na preservação do ecossistema litorâneo. 5. (Unicamp 2004) Em florestas temperadas de coníferas, a serrapilheira (detritos vegetais particulados no chão) constitui 20% do total da biomassa vegetal, enquanto nas florestas tropicais úmidas constitui somente 1 a 2%. Há poucos nutrientes no solo das florestas tropicais úmidas em comparação com as florestas temperadas. Diz-se, freqüentemente, que as queimadas e o desmatamento nas florestas tropicais úmidas levarão ao empobrecimento total do solo fazendo com que, em pouco tempo, as áreas assim desmatadas não sirvam nem para pastagem. a) Como se explica o fato de haver poucos nutrientes no solo das florestas tropicais úmidas em contraste com a exuberância dessas florestas? b) Explique por que o desmatamento e as queimadas poderão provocar o empobrecimento total do solo dessas áreas.
  3. 3. Prof Fabio Dias salabioquimica.blogspot.com salabioquimica@gmail.com pag.3 6. (Ufscar 2005) Cubatão esquece traumas e torna-se exemplo de recuperação ambiental. (...) O guará-vermelho, ave rara que havia desaparecido da região em conseqüência da poluição e que estava ameaçada de extinção, voltou a habitar os manguezais, a procriar e se tornou símbolo de despoluição de Cubatão. (...) (Agência Brasileira de Notícias, www.abn.com.br/17.06.2004.) O guará-vermelho ('Eudocimus ruber') é uma ave que ocorria ao longo de todo o litoral brasileiro. Hoje, está restrito à região compreendida pela costa dos estados do Amapá, Pará e Maranhão, onde se alimenta de caranguejos, caramujos e insetos e forma ninhais na copa das árvores, partilhando espaço com colhereiros e cabeças-seca. Pesquisadores admitem que a população de guarás de Cubatão, SP, ali se estabeleceu no início da década de 80, a partir de alguns poucos indivíduos que migraram do norte do país. a) Além da redução dos níveis de poluição, cite dois outros fatores que podem ter permitido o restabelecimento de uma população de guarás na região de Cubatão. b) Por que as aves em geral são consideradas bons indicadores da qualidade ambiental?
  4. 4. Prof Fabio Dias salabioquimica.blogspot.com salabioquimica@gmail.com pag.4 7. (Ufc 2006) Leia o texto a seguir. "A proposta de implantação do projeto de transposição das águas do rio São Francisco fez surgir um grande questionamento quanto ao seu estado de preservação ambiental. Atualmente, constata-se que entre os impactos ambientais mais significativos presentes no rio São Francisco consta a perda de recursos pesqueiros pela ausência de trocas entre o rio e suas lagoas marginais, as quais representam reprodutórios de um grande número de espécies aquáticas". (SBPC, Encontro internacional sobre transferência de águas entre grandes bacias hidrográficas, 2004). Conforme o texto, o impedimento definitivo do fluxo hídrico do rio São Francisco para as suas lagoas marginais, devido ao rebaixamento da coluna d'água, promove o desencadeamento de um desequilíbrio ecológico. Com a evolução deste processo, algumas lagoas marginais poderão apresentar alterações dos seguintes parâmetros: teor de oxigênio dissolvido, concentração de nutrientes presentes, produção primária, densidade de algas cianofíceas, abundância de microorganismos bentônicos e biomassa de peixes. No gráfico a seguir estão plotadas as concentrações/quantidades dos parâmetros descritos, considerando o tempo "A", como o início da interrupção do fluxo de água para uma lagoa marginal e "B" um tempo avançado de isolamento desta lagoa. I. Que processo biológico estará predominando nessas lagoas marginais devido ao isolamento hídrico? II. Os números 1, 2, 3 e 4 indicam os parâmetros que foram descritos e que estão sofrendo modificações em função do tempo. Escreva, a seguir, que parâmetro corresponde a cada número indicado. III. Qual a principal conseqüência da ausência do parâmetro 4, plotado no gráfico, para o ecossistema das lagoas marginais do rio São Francisco?
  5. 5. Prof Fabio Dias salabioquimica.blogspot.com salabioquimica@gmail.com pag.5 8. (Unesp 2006) Nas cheias, quando os rios do Pantanal naturalmente transbordam, a vegetação herbácea das áreas inundadas morre e é transformada em detritos que vão alimentar uma grande quantidade de peixes e invertebrados. Nas secas, quando o rio volta ao seu leito, o solo é fertilizado pelos nutrientes originados principalmente dessa vegetação morta. Um artigo publicado no jornal "Folha de S.Paulo" de 09.08.2005 relata que uma área de aproximadamente 5 000 km£ no Pantanal foi transformada em trechos de alagamento permanente na região de planície, onde o rio Taquari encontra as águas do rio Paraguai, prejudicando esse processo natural de cheias e secas. Nesse artigo afirma-se que o processo que acabou ocasionando essa inundação foi acelerado na década de 1970, quando o governo incentivou a ocupação das áreas de cerrado em torno do Pantanal, na região de planaltos, onde estão as nascentes do rio Taquari, para o desenvolvimento da agricultura e da pecuária. a) Qual o nome do processo responsável pela transformação gradual da vegetação morta em detritos e posteriormente em nutrientes minerais que fertilizam os solos? Cite dois grupos de microrganismos que participam desse processo. b) Considere os seguintes fatores: assoreamento, desmatamento das áreas de cerrado para expansão das fronteiras agrícolas, transbordamento do rio e erosão. Ordene esses fatores, descrevendo sucintamente a provável seqüência de eventos que acabou por provocar o alagamento permanente relatado no artigo. Cite uma conseqüência imediata para a economia da região causada pela inundação permanente de uma área tão extensa de pantanal. 9. (Ufg 2006) O Brasil é um país privilegiado no que se refere à abundância de água doce. Entretanto a interferência do homem tem comprometido a qualidade e sobrevivência de seus rios. Apresente duas ações (de natureza diferente uma da outra) que possibilitam a preservação dos rios, assim como os benefícios decorrentes da adoção dessas ações.
  6. 6. Prof Fabio Dias salabioquimica.blogspot.com salabioquimica@gmail.com pag.6 10. (Unesp 2007) Uma determinada área foi quase que totalmente desmatada para a formação de pasto, restando três fragmentos de mata, isolados um do outro pela pastagem em torno. Posteriormente, foi desenvolvido nessa área um estudo com duas espécies de roedores, a fim de avaliar a capacidade de deslocamento dessas espécies de um fragmento de mata para outro, cruzando a pastagem. Para isso, 100 indivíduos de cada espécie foram coletados, marcados individualmente e liberados no mesmo fragmento em que foram capturados. Por vários dias esses indivíduos foram recapturados e o local de recaptura anotado para cada um. A figura apresenta o número de vezes em que cada indivíduo marcado em um fragmento de mata foi recapturado em outro fragmento qualquer. Em cada um dos fragmentos de mata, qual espécie, A ou B, manteria, ao longo das gerações, um maior nível de variabilidade genética? Justifique sua resposta. 11. (Unesp 2008) Além de lançarem grandes quantidades de CO‚ na atmosfera, as queimadas em grandes extensões de terra ainda provocam sérios danos ambientais, o que inclui, no longo prazo, a redução da fertilidade do solo e a secagem de córregos e riachos vizinhos. De que maneira as queimadas podem reduzir a fertilidade do solo e provocar a secagem de córregos e riachos? Justifique.
  7. 7. Prof Fabio Dias salabioquimica.blogspot.com salabioquimica@gmail.com pag.7 12. (Ufg 2007) Leia o texto. SAÚDE INVESTIGA QUATRO CASOS SUSPEITOS EM GOIÁS Goianos que beberam caldo-de-cana em cidades do litoral de Santa Catarina - SC vão se submeter a exames para verificar se foram contaminados pelo Mal de Chagas. A principal suspeita das autoridades de saúde é de que a contaminação pelo 'Tripanosoma cruzi (T. cruzi)' tenha acontecido pela moagem do barbeiro (inseto hospedeiro do protozoário) juntamente com os caules da cana-de-açúcar para a produção de garapa. Nessa hipótese, teria acontecido nos casos confirmados em SC uma hiperinfecção, por causa da grande quantidade de parasitas lançados na circulação sanguínea juntamente com o caldo-de-cana. "O POPULAR", Goiânia, 29 mar. 2005. O texto relata uma forma diferente de contaminação do homem pelo 'T. cruzi'. Explique: a) Como ocorre a forma habitual de transmissão da doença de Chagas? b) Dois fatores que vêm contribuindo para o aumento desses insetos transmissores da doença de Chagas na zona urbana.
  8. 8. Prof Fabio Dias salabioquimica.blogspot.com salabioquimica@gmail.com pag.8 13. (Ufc 2007) Em cidades como Fortaleza, que apresenta um grande índice de insolação, o pedestre fica sujeito a um grande desconforto térmico e à exposição a níveis elevados de radiação ultravioleta, aumentando o perigo de contrair câncer de pele. A arborização urbana, portanto, deveria ser uma prioridade nas ações dos poderes públicos e uma preocupação da iniciativa privada e da comunidade em geral. Responda aos itens a seguir, que abordam alguns aspectos relacionados a esse importante tema. a) Observa-se que a temperatura sob a copa de uma árvore é mais baixa que a temperatura embaixo de um telhado que esteja exposto à mesma insolação. Que fenômeno relacionado à planta está mais diretamente envolvido com essa diferença observada? b) De um modo geral, deve-se respeitar o formato natural de cada árvore. Porém, às vezes é necessária a realização de podas denominadas de "formação/condução", que modificam a arquitetura da parte aérea, muitas vezes abrindo a copa. b.1. Que região dos ramos deve ser cortada para permitir novas brotações? b.2. Qual a denominação do fenômeno vegetal que está sendo afetado por essa prática? b.3. Qual o regulador de crescimento mais diretamente envolvido nesse fenômeno? c) Galhos com diâmetro superior a 8 cm devem ser preservados por ocasião das podas, pois a cicatrização é mais demorada em galhos muito grossos. A poda de tais galhos permitiria o ataque de cupins. c.1. Que tecido vegetal ficará mais exposto por ocasião da poda e se tornará o principal alvo desses insetos? c.2. Qual a principal função desse tecido na planta? c.3. Qual é o principal tecido responsável pela regeneração da casca? d) Nos projetos de arborização, deve-se priorizar o plantio de espécies nativas. Cite o principal aspecto benéfico para a fauna local, como conseqüência dessa prática. e) Sempre que possível, deve-se evitar a varrição embaixo das árvores plantadas em bosques e praças. Isso permite a reutilização de folhas e galhos mortos, frutos, etc. e.1. Como esses materiais podem ser reaproveitados naturalmente pelas próprias plantas? e.2. Cite um exemplo de organismo que contribui diretamente para esse processo de reaproveitamento.
  9. 9. Prof Fabio Dias salabioquimica.blogspot.com salabioquimica@gmail.com pag.9 GABARITO 1. a) As florestas tropicais são consideradas patrimônio da humanidade e sua destruição provocará a perda do mapa genético de variadas espécies animais e vegetais, que ainda não foram suficientemente estudadas ou sequer conhecidas em suas potencialidades pela ciência e pela medicina, trazendo enormes prejuízos às próximas gerações. b) A diminuição da biodiversidade pode provocar desequilíbrio nas cadeias e teias alimentares. 2. Plantação de diferentes tipos vegetais, em períodos alternados. 3. a) Tanto a caça, quanto a pesca indiscriminados comprometem o equilíbrio ecológico, bem como a disponibilidade futura de alimento para a humanidade. b) Observe a teia alimentar adiante: 4. Os corais são a principal fonte de alimento e de abrigo para grande número de espécies de peixes, crustáceos e moluscos. 5. a) devido a biodiversidade, além da alta temperatura e umidade, ocorre eficiente ação dos decompositores e reaproveitamento de nutrientes. b) ocorre empobrecimento rápido devido a lixiviação e a erosão 6. a) O restabelecimento de uma população de guarás na região considerada pode ser atribuído aos seguintes fatores: maior disponibilidade alimentar e menor taxa de competição com outras espécies de aves que nidificam em árvores, agora recuperadas. b) As diversas formas de poluição ambiental comprometem a sobrevivência, reprodução e dispersão
  10. 10. Prof Fabio Dias salabioquimica.blogspot.com salabioquimica@gmail.com pag.10 das aves. 7. I. Eutrofização. II. 1. Concentração de nutrientes ou densidade de algas cianofíceas ou abundância de microorganismos bentônicos. 2. Produção primária. 3. Biomassa de peixes. 4. Oxigênio dissolvido. III. A linha 4 representa o oxigênio dissolvido, cuja diminuição repercute no declínio das comunidades aquáticas, principalmente das populações de peixes, crustáceos, moluscos e demais seres heterotróficos e, também, autotróficos que precisam de oxigênio para sobreviver. Com a morte destes seres, os processos de decomposição se tornarão mais acentuados, havendo a formação de gases tóxicos (sulfídrico e metano), acarretando a extinção da biota aquática e o colapso do ecossistema lacustre. Finalmente, ocorre a extinção da lagoa marginal. 8. a) A decomposição é realizada por bactérias e fungos. b) A ordem de ocorrência é: desmatamento, erosão, assoreamento e o conseqüente transbordamento do rio. Uma conseqüência imediata é a redução das áreas para o plantio e pecuária. 9. Poderão ser apresentadas duas dessas ações, entre outras: 1. A preservação e/ou recuperação da cobertura vegetal na bacia e microbacia, o que mantém a permeabilidade do solo e a conseqüente infiltração da água, possibilitando reposição dos depósitos aqüíferos, cujas reservas são responsáveis pela manutenção dos mananciais alimentadores do rio e de seus afluentes. 2. A preservação e/ou recuperação das matas ciliares para evitar e/ou controlar a erosão e o assoreamento. 3. A manutenção de um fluxo mínimo de água durante as estiagens (controle do uso e fluxo), evitando agressões à biota e ao rio. 4. O controle da poluição e de outras atividades antrópicas, como, por exemplo, da mineração, do uso de fertilizantes e agrotóxicos, da implantação de indústrias, evitando agressões à fauna e à flora. 5. O estabelecimento e a implementação de políticas de ocupação, obedecendo a um plano integrado de uso do espaço geográfico, visando à preservação e recuperação da bacia, inclusive com o estabelecimento de limites à densidade de ocupação populacional. 6. A implementação de políticas de mobilização e de educação ambiental para a formação de cidadãos conscientes em relação à preservação e ao uso sustentável do meio ambiente. 10. Espécie A, pois o trânsito de um fragmento a outro aumenta o fluxo gênico e, portanto a variabilidade genética.
  11. 11. Prof Fabio Dias salabioquimica.blogspot.com salabioquimica@gmail.com pag.11 11. As altas temperaturas do solo provocam a morte dos microorganismos decompositores responsáveis pela ciclagem da matéria. Em conseqüência ocorre empobrecimento do solo. A destruição da vegetação expõe o solo a ação das chuvas promovendo a erosão e prejudicando a infiltração da água, afetando a formação dos lençóis freáticos e as nascentes. 12. a) Forma habitual de transmissão - A pessoa se contamina através da picada do inseto hematófago, conhecido popularmente como barbeiro ou chupança. O inseto defeca e elimina o 'Tripanosoma cruzi' junto com as fezes. Ao coçar o local da picada, a própria pessoa se contamina com os protozoários, que penetram através do ferimento da picada e, pela corrente sanguínea, atingem diversos órgãos e tecidos. b) O desmatamento, a substituição da mata original pela lavoura e o pastoreio excessivo são alguns dos fatores da adaptação dos insetos transmissores da doença de Chagas aos domicílios urbanos. Com isso o homem vem contribuindo com a destruição do nicho ecológico desses insetos. Poderão ser citados também o uso indiscriminado de agrotóxicos e a expansão urbana desordenada. 13. a) A arborização urbana deve ser uma prioridade de qualquer administração pública, principalmente em cidades de grande insolação, como é o caso de Fortaleza. O conforto térmico, a proteção contra o câncer de pele, a preservação da fauna e da flora regionais, enfim, a biodiversidade em geral, são questões que têm um apelo sócio-ambiental cada vez maior. Para que o processo de transpiração foliar ocorra, calor (energia) tem que ser retirado do ambiente para a água passar do estado líquido para o de vapor. Por conseguinte, a temperatura diminui sob a copa, quando comparada à temperatura sob uma coberta qualquer, próxima a essa planta. A absorção da radiação solar pelas folhas também contribui para a diminuição da temperatura sob a copa. b) As podas de condução/formação são feitas cortando-se os ápices caulinares, inibindo-se, assim, o fenômeno da dominância apical, que ocorre como conseqüência da produção de auxina por esses ápices. c) Quando se podam galhos muito grossos, o lenho (xilema), constituído de células mortas, fica totalmente exposto, sendo o alvo preferencial dos cupins, o que pode comprometer a sustentação de toda a planta. Esse tecido tem a função de transportar água e sais minerais da raiz para toda a parte aérea da planta. O felogênio (ou câmbio da casca) é o principal tecido envolvido na regeneração da casca do galho que foi cortado, embora o câmbio vascular também participe desse processo. d) A priorização do plantio de espécies nativas se justifica pela importância que essas plantas têm na alimentação da fauna local. Além disso, a nidificação e o abrigo para esses animais devem ser levados em conta. e) Quando as plantas estão num local afastado dos passeios e calçadas, a varrição deve ser evitada, pois restos de material vegetal são importantes fontes de nutrição para a própria planta, por meio da
  12. 12. Prof Fabio Dias salabioquimica.blogspot.com salabioquimica@gmail.com pag.12 reciclagem (degradação) desses materiais pelos microorganismos do solo, como os fungos e as bactérias.
  13. 13. Prof Fabio Dias salabioquimica.blogspot.com salabioquimica@gmail.com pag.13 RESUMO Número das questões: documento banco fixo 1 75411 75411 2 13966 13966 3 37725 37725 4 42098 42098 5 52367 52367 6 54379 54379 7 62614 62614 8 63213 63213 9 64363 64363 10 73692 73692 11 79529 79529 12 73022 73022 13 72708 72708

×