SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 30
Baixar para ler offline
COMITÊ DE FOMENTO INDUSTRIAL
                 DE CAMAÇARI

(Uma referência de mais de 30 anos, em gestão de
              Complexo Industrial)

             Apresentação Sobre Governança: 20 minutos

(mais importante que a liderança é a Governança transcender às gestões
                         que a tenha construído)
CONSTRUÇÃO DE UMA
       AGENDA POSITIVA
• Entender a Motivação das Respectivas
  Agendas:
    – Governo: Geração de Emprego e Renda
    – Setor Privado: Agregação de Valor na Cadeia
•   Confiar X Formar Grupos de Trabalho
•   Identificar Ameaças e Oportunidades
•   Envolver a Sociedade X Debate Aberto
•   Formalização da Agenda Positiva
•   Acompanhamento e Atualização
Associação empresarial privada: Mais de 90 empresas



     Missão


Promover o desenvolvimento sustentável do Polo Industrial de Camaçari e
sua área de influência regional



      Visão


O Polo Industrial de Camaçari ser sempre reconhecido como referência
de excelência empresarial
Objetivos



 Representar suas associadas, promovendo ações
 e obtendo sinergias que assegurem a elas:


• Crescimento sustentável
• Representatividade junto às autoridades governamentais
• Melhores práticas em segurança, saúde e meio ambiente
• Comunicação transparente e imagem junto à sociedade
• Capacitação e qualificação de pessoas
Áreas de Atuação



    Princípios e Valores
• Segurança
• Saúde
• Meio Ambiente
• Desenvolvimento de Pessoas
• Responsabilidade Social
• Relações com a Comunidade
• Relações com o Governo


 COMISSÕES TEMÁTICAS
Principais Programas


• Plano de Auxílio Mútuo – PAM
• Programa de Atend. Médico de Emergência – PAME
                 Princípios e Valores
• Plano de Contingência do Polo- PCP
• Plano de Emergência para a Comunidade – PEC
• Programa de Gerenciamento de Riscos – PGR/APPOLO
• Prêmio Polo de Segurança, Saúde e Meio Ambiente
• Segurança Patrimonial
• Assistência Médica Supletiva
• Licença de Operação do Polo
• Treinamento de Brigadistas
• Conselho Comunitário Consultivo
• Nudec – Núcleo de Defesa Comunitária
• Parcerias com Universidades
• Programas socioambientais
 - Incentivo à Educação
 - Polo de Cidadania
 - Fábrica de Florestas
• Memorial do Polo (Cidade do Saber - Camaçari)
Plano de Contingência




Princípios e Valores
Desenvolvimento de Pessoas




           Princípios e Valores
Formação de Operadores
Conselho Comunitário
Nudec




Princípios e Valores
Plano de Contingência da Comunidade




Princípios e Valores
Programas Socioambientais
Polo Industrial de Camaçari
Pólo Industrial de Camaçari




Área de abrangência                235 Km2
Polo Industrial de Camaçari



Início de Atividades - 29.06.1978

Empresas em operação: Mais de 90 (34 químicas e petroquímicas;
                             27 Parceiras no Complexo Ford)

Principais segmentos:     • Químico-Petroquímico
                          • Celulose
                          • Têxtil
                          • Metalurgia do Cobre
                          • Automóveis
                          • Bebidas
                          • Serviços
                          •Energia Eólica

Investimento total: US$ 16 bilhões
Novos Investimentos (até 2015): US$ 6,5 bilhões
Polo Industrial de Camaçari



 Capacidade Instalada:

• 11,5 milhões de ton/ano (quím/petroquím.)


• 220 mil ton/ano de cobre eletrolítico (metalurgia do cobre)
                                                           Camaçari = 60%
• 250 a 300 mil veículos/ano (segmento automotivo)         das vendas da Ford


• 6,7 milhões de pneus/ano (Continental)                   Primeira Unidade
                                                           no Brasil.
• 2,7 milhões de Pneus/ ano (Bridgestone)


 • 460 mil ton/ano de celulose solúvel
Polo Industrial de Camaçari




• Empregos: 15 mil diretos; 30 mil indiretos


• Faturamento: US$ 15 bilhões/ano


• Exportações: US$ 2,3 bilhões/ano


• Impostos: R$ 1 bilhão/ano em ICMS (BA)


• Investimentos sociais: R$ 16 milhões/ano
Complexo Industrial


                       Funcionamento Integrado
                                 Petrobras
                               (RLAM/RPBA)
                                    Gás Natural
                                    Nafta
                          Braskem Unib
                      (Matérias-primas e Utilidades)

                                        Produtos Básicos/Utilidades

 Manutenção                                                     Cetrel
   Industrial


                              Demais Indústrias
                                (2a Geração)


                           Produtos Intermediários
Portos de Aratu/Salvador                          Indústrias de Transformação

    Exportações                                          Consumidor
Polo Industrial de Camaçari


                                                                                              CONTINENTAL
                              DU PONT                 MONSANTO
                                                                                FORD
                                        B. C. SODA               KORDSA
                                                         EMCA                                  ACRINOR
               B. PE 2   B. PVC     DOW TDI          B. PET                DETEN
                                                                B. CPL                 QUATTOR
     B. PE-3                                                             ABB
  OXIT.                                                                        P. FAFEN
BASF.
                                  BRASKEM
                                   UNIB                                                             ELEK.

                                                                                          B PE -1



                                                                                          COPENOR
Sistema Integrado de Proteção Ambiental
Monitoramento do Ar – Estações




                                                Salvador

= cerca de 450 km2 de área
       monitorada.
Monitoramento dos Rios




Rios:
• Imbassaí
• Joanes
• Jacuípe
• Capivara
  Grande
• Capivara
  Pequeno
Marcos de Excelência




• Pioneirismo em sistemas integrados de proteção ambiental


• Mais completo monitoramento ambiental do País, abrangendo ar,
  solo, rios, mar e águas subterrâneas

• Eficiência dos sistemas coletivos de proteção ambiental
  reconhecida nacional e internacionalmente

• Programas de redução de emissões atmosféricas

• Aprimoramento contínuo dos processos produtivos/investimento em
  tecnologias limpas – Re-uso da Água; economia de energia

• Desempenho em SSMA acima dos padrões exigidos pela Legislação
Marcos de Excelência




• Mais completo estudo de riscos realizado no Brasil, envolvendo todas
  as empresas do Complexo Industrial – Projeto APPOLO

• Auditorias nas áreas de SSMA em todas as empresas (Prêmio Pólo
  de Segurança, Saúde e Meio Ambiente)

• Programa de Gerenciamento de Riscos (PGR) em todas as
  empresas, incluindo transporte de produtos químicos

• Índice de acidentes com afastamento no Pólo de 2 ocorrências para
  cada um milhão de horas/homem de trabalho, contra 17 da indústria
  nacional

• Permanente interface com os órgãos ambientais

• Diálogo com as comunidades vizinhas
Polo Industrial de Camaçari


VANTAGENS COMPARATIVAS

     Localização estratégica, portos, aeroportos, ferrovias e rodovias

     Central de matérias-primas assegurando fornecimento de petroquímicos básicos
     e utilidades (vapor, energia, água etc)


     Sist. Coletivo de Gestão Ambiental. Licenciamento coletivo


     Gerenciamento de riscos envolvendo todas as unidades


     Programa Integrado de Auxílio Mútuo em Emergências e Atendimento Médico


     Disponibilidade de área para novos empreendimentos
AGENDA POSITIVA: DESAFIOS E OPORTUNIDADES




           Grupos de Trabalho
             - GT- I - Assuntos Fiscais / Isonomia Fiscal
               - GT- II - Infra-Estrutura / Logística
                 - GT- III - Matérias-Primas e Matriz Energética
                   - GT- IV – Revisão do Plano Diretor do Pólo
                     - GT- V – Formação de Mão de Obra
                      - GT- VI – Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação Tecnológica
                        - GT- VII – Expansão e Diversificação Industrial

                         Carta do Polo Industrial de Camaçari
                           Proposições estruturantes nas áreas prioritárias dos GT s
GUIA DE ATRAÇÃO DE INVESTIMENTOS




      OPORTUNIDADES DE INVESTIMENTOS
      (Seção II)

        De mais de 100 oportunidade, foram selecionada 23

         Produtos Petroquímicos (11)

          Produtos Inorgânicos (6)

            Fertilizantes (2)

              Produtos à Base de Celulose (2)

              Produtos Metalúrgicos (2)

                Autopeças
Proposta Poligonal do Polo Industrial de Camaçari

                                            MATA DE SÃO JOÃO




                AREA IND.                         DIA D´ÁVILA
                 OESTE



                                AREA INDUSTRIAL                                         ÁREA DE EXPANSÃO
                                    NORTE




                                       COMPLEXO
                                        BASICO
                  ÁREA DE                                       AREA INDUSTRIAL LESTE
               USOS ESPECIAIS




                                                                                                      AREA URBANA
SIMÕES FILHO                                AREA URBANA
COMITÊ DE FOMENTO INDUSTRIAL DE CAMAÇARI - COFIC
Superintendente Geral
Mauro Pereira
71 – 3634-3404
erico@coficpolo.com.br
coficpolo.com.br

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Guimaraes Mauro - Comite de Fomento Industrial de Camacari - Uma referencia de mas de 30 anos, em gestao de Complexo Industrial

Apresentação de Emanuel Franco Júnior no Fórum SPED -Confeb 15.06.2011
Apresentação de Emanuel Franco Júnior no Fórum SPED -Confeb 15.06.2011Apresentação de Emanuel Franco Júnior no Fórum SPED -Confeb 15.06.2011
Apresentação de Emanuel Franco Júnior no Fórum SPED -Confeb 15.06.2011Roberto Dias Duarte
 
Estudo Fgv Custo Banimento
Estudo Fgv Custo BanimentoEstudo Fgv Custo Banimento
Estudo Fgv Custo Banimentoheliomoreira
 
RoadEnergy - VCI Energia Rodoviária
RoadEnergy - VCI Energia RodoviáriaRoadEnergy - VCI Energia Rodoviária
RoadEnergy - VCI Energia RodoviáriaDaniel Campos
 
Clube Militar Marco Regulatório V
Clube  Militar    Marco  Regulatório    VClube  Militar    Marco  Regulatório    V
Clube Militar Marco Regulatório VFatoseDados
 
Rui Carlos Botter - Logística de Suprimentos da Cidade, Rodoanel, Ferroanel e...
Rui Carlos Botter - Logística de Suprimentos da Cidade, Rodoanel, Ferroanel e...Rui Carlos Botter - Logística de Suprimentos da Cidade, Rodoanel, Ferroanel e...
Rui Carlos Botter - Logística de Suprimentos da Cidade, Rodoanel, Ferroanel e...LCA promo
 
Experiência da Arcelor Mittal Brasil com Projetos de MDL
Experiência da Arcelor Mittal Brasil com Projetos de MDLExperiência da Arcelor Mittal Brasil com Projetos de MDL
Experiência da Arcelor Mittal Brasil com Projetos de MDLEditora Fórum
 
Braskem day apresentação unidade de petroquímicos básicos - manoel carnaúba
Braskem day   apresentação unidade de petroquímicos básicos - manoel carnaúbaBraskem day   apresentação unidade de petroquímicos básicos - manoel carnaúba
Braskem day apresentação unidade de petroquímicos básicos - manoel carnaúbaBraskem_RI
 
Braskem day apresentação unidade de petroquímicos básicos - manoel carnaúba
Braskem day   apresentação unidade de petroquímicos básicos - manoel carnaúbaBraskem day   apresentação unidade de petroquímicos básicos - manoel carnaúba
Braskem day apresentação unidade de petroquímicos básicos - manoel carnaúbaBraskem_RI
 
Sete Lagoas MG - Hotel Veredas - Invista em hotel
Sete Lagoas MG - Hotel Veredas - Invista em hotelSete Lagoas MG - Hotel Veredas - Invista em hotel
Sete Lagoas MG - Hotel Veredas - Invista em hotelRonaldo Roscoe
 
Amb mdl 2011 guilherme 16 40
Amb mdl 2011 guilherme 16 40Amb mdl 2011 guilherme 16 40
Amb mdl 2011 guilherme 16 40forumsustentar
 
Cintec 2011 Energias Renováveis
Cintec 2011 Energias Renováveis Cintec 2011 Energias Renováveis
Cintec 2011 Energias Renováveis Ipdmaq Abimaq
 
Projeto Centro-Oeste Competitivo
Projeto Centro-Oeste CompetitivoProjeto Centro-Oeste Competitivo
Projeto Centro-Oeste CompetitivoSistema Famato
 
Nanotecnologia Bens de Capital
Nanotecnologia Bens de CapitalNanotecnologia Bens de Capital
Nanotecnologia Bens de CapitalIpdmaq Abimaq
 
XIV CBE - MESA 3 - Lucia Galdencio - 24 outubro 2012
XIV CBE - MESA 3 - Lucia Galdencio - 24 outubro 2012 XIV CBE - MESA 3 - Lucia Galdencio - 24 outubro 2012
XIV CBE - MESA 3 - Lucia Galdencio - 24 outubro 2012 CBE2012
 
Apresentação no Instituto Ethos sobre o pré sal
Apresentação no Instituto Ethos sobre o pré salApresentação no Instituto Ethos sobre o pré sal
Apresentação no Instituto Ethos sobre o pré salFatoseDados
 
Gb2013 marcelo schultz_petrobras
Gb2013 marcelo schultz_petrobrasGb2013 marcelo schultz_petrobras
Gb2013 marcelo schultz_petrobrasGalvabrasil
 
Projeto de Negócios Ambientais 2011 - Instituto IDEIAS
Projeto de Negócios Ambientais 2011 - Instituto IDEIASProjeto de Negócios Ambientais 2011 - Instituto IDEIAS
Projeto de Negócios Ambientais 2011 - Instituto IDEIASInstituto IDEIAS
 

Semelhante a Guimaraes Mauro - Comite de Fomento Industrial de Camacari - Uma referencia de mas de 30 anos, em gestao de Complexo Industrial (20)

#Emissões: Oportunidades e barreiras para Inventários
 #Emissões: Oportunidades e barreiras para Inventários  #Emissões: Oportunidades e barreiras para Inventários
#Emissões: Oportunidades e barreiras para Inventários
 
Apresentação de Emanuel Franco Júnior no Fórum SPED -Confeb 15.06.2011
Apresentação de Emanuel Franco Júnior no Fórum SPED -Confeb 15.06.2011Apresentação de Emanuel Franco Júnior no Fórum SPED -Confeb 15.06.2011
Apresentação de Emanuel Franco Júnior no Fórum SPED -Confeb 15.06.2011
 
Estudo Fgv Custo Banimento
Estudo Fgv Custo BanimentoEstudo Fgv Custo Banimento
Estudo Fgv Custo Banimento
 
RoadEnergy - VCI Energia Rodoviária
RoadEnergy - VCI Energia RodoviáriaRoadEnergy - VCI Energia Rodoviária
RoadEnergy - VCI Energia Rodoviária
 
Clube Militar Marco Regulatório V
Clube  Militar    Marco  Regulatório    VClube  Militar    Marco  Regulatório    V
Clube Militar Marco Regulatório V
 
Rui Carlos Botter - Logística de Suprimentos da Cidade, Rodoanel, Ferroanel e...
Rui Carlos Botter - Logística de Suprimentos da Cidade, Rodoanel, Ferroanel e...Rui Carlos Botter - Logística de Suprimentos da Cidade, Rodoanel, Ferroanel e...
Rui Carlos Botter - Logística de Suprimentos da Cidade, Rodoanel, Ferroanel e...
 
Experiência da Arcelor Mittal Brasil com Projetos de MDL
Experiência da Arcelor Mittal Brasil com Projetos de MDLExperiência da Arcelor Mittal Brasil com Projetos de MDL
Experiência da Arcelor Mittal Brasil com Projetos de MDL
 
Braskem day apresentação unidade de petroquímicos básicos - manoel carnaúba
Braskem day   apresentação unidade de petroquímicos básicos - manoel carnaúbaBraskem day   apresentação unidade de petroquímicos básicos - manoel carnaúba
Braskem day apresentação unidade de petroquímicos básicos - manoel carnaúba
 
Braskem day apresentação unidade de petroquímicos básicos - manoel carnaúba
Braskem day   apresentação unidade de petroquímicos básicos - manoel carnaúbaBraskem day   apresentação unidade de petroquímicos básicos - manoel carnaúba
Braskem day apresentação unidade de petroquímicos básicos - manoel carnaúba
 
Sete Lagoas MG - Hotel Veredas - Invista em hotel
Sete Lagoas MG - Hotel Veredas - Invista em hotelSete Lagoas MG - Hotel Veredas - Invista em hotel
Sete Lagoas MG - Hotel Veredas - Invista em hotel
 
Amb mdl 2011 guilherme 16 40
Amb mdl 2011 guilherme 16 40Amb mdl 2011 guilherme 16 40
Amb mdl 2011 guilherme 16 40
 
Cintec 2011 Energias Renováveis
Cintec 2011 Energias Renováveis Cintec 2011 Energias Renováveis
Cintec 2011 Energias Renováveis
 
Projeto Centro-Oeste Competitivo
Projeto Centro-Oeste CompetitivoProjeto Centro-Oeste Competitivo
Projeto Centro-Oeste Competitivo
 
Nanotecnologia Bens de Capital
Nanotecnologia Bens de CapitalNanotecnologia Bens de Capital
Nanotecnologia Bens de Capital
 
XIV CBE - MESA 3 - Lucia Galdencio - 24 outubro 2012
XIV CBE - MESA 3 - Lucia Galdencio - 24 outubro 2012 XIV CBE - MESA 3 - Lucia Galdencio - 24 outubro 2012
XIV CBE - MESA 3 - Lucia Galdencio - 24 outubro 2012
 
Apresentação no Instituto Ethos sobre o pré sal
Apresentação no Instituto Ethos sobre o pré salApresentação no Instituto Ethos sobre o pré sal
Apresentação no Instituto Ethos sobre o pré sal
 
Eia-rima
Eia-rimaEia-rima
Eia-rima
 
Gb2013 marcelo schultz_petrobras
Gb2013 marcelo schultz_petrobrasGb2013 marcelo schultz_petrobras
Gb2013 marcelo schultz_petrobras
 
Projeto de Negócios Ambientais 2011 - Instituto IDEIAS
Projeto de Negócios Ambientais 2011 - Instituto IDEIASProjeto de Negócios Ambientais 2011 - Instituto IDEIAS
Projeto de Negócios Ambientais 2011 - Instituto IDEIAS
 
Audiência Pública do RIMA
Audiência Pública do RIMAAudiência Pública do RIMA
Audiência Pública do RIMA
 

Mais de FOMINDEL

Gereffi Gary Global Value Chains as a driver for upgrading and innovation CGGC
Gereffi Gary Global Value Chains as a driver for upgrading and innovation CGGCGereffi Gary Global Value Chains as a driver for upgrading and innovation CGGC
Gereffi Gary Global Value Chains as a driver for upgrading and innovation CGGCFOMINDEL
 
Benavidez Jannet Iniciativa Interoceanica Sur - iSur Integrando Medioambiente...
Benavidez Jannet Iniciativa Interoceanica Sur - iSur Integrando Medioambiente...Benavidez Jannet Iniciativa Interoceanica Sur - iSur Integrando Medioambiente...
Benavidez Jannet Iniciativa Interoceanica Sur - iSur Integrando Medioambiente...FOMINDEL
 
Alburquerque f medioambiente y del reflexiones para la incorporacion de ecoin...
Alburquerque f medioambiente y del reflexiones para la incorporacion de ecoin...Alburquerque f medioambiente y del reflexiones para la incorporacion de ecoin...
Alburquerque f medioambiente y del reflexiones para la incorporacion de ecoin...FOMINDEL
 
Albuquerque Francisco Reflexiones sobre la incorporacion de ecoinnovaciones e...
Albuquerque Francisco Reflexiones sobre la incorporacion de ecoinnovaciones e...Albuquerque Francisco Reflexiones sobre la incorporacion de ecoinnovaciones e...
Albuquerque Francisco Reflexiones sobre la incorporacion de ecoinnovaciones e...FOMINDEL
 
Ferreira Sebastiao Aprendizagem e conhecimento em projectos de desenvolvimien...
Ferreira Sebastiao Aprendizagem e conhecimento em projectos de desenvolvimien...Ferreira Sebastiao Aprendizagem e conhecimento em projectos de desenvolvimien...
Ferreira Sebastiao Aprendizagem e conhecimento em projectos de desenvolvimien...FOMINDEL
 
Choe - Laguyas -Comunicacion estrategica DEL Como Diseniar una estrategia de ...
Choe - Laguyas -Comunicacion estrategica DEL Como Diseniar una estrategia de ...Choe - Laguyas -Comunicacion estrategica DEL Como Diseniar una estrategia de ...
Choe - Laguyas -Comunicacion estrategica DEL Como Diseniar una estrategia de ...FOMINDEL
 
Guerra alexandre articulacao publico privada bienes publicos colectivos rst
Guerra alexandre articulacao publico privada bienes publicos colectivos rstGuerra alexandre articulacao publico privada bienes publicos colectivos rst
Guerra alexandre articulacao publico privada bienes publicos colectivos rstFOMINDEL
 
Carvalho sanna baques-estrada real
Carvalho sanna baques-estrada realCarvalho sanna baques-estrada real
Carvalho sanna baques-estrada realFOMINDEL
 
Ache isabel fundacao vale
Ache isabel fundacao valeAche isabel fundacao vale
Ache isabel fundacao valeFOMINDEL
 
Mazzonis Danielle - Formacion de mecanismos de gobernanza territorial
Mazzonis Danielle - Formacion de mecanismos de gobernanza territorialMazzonis Danielle - Formacion de mecanismos de gobernanza territorial
Mazzonis Danielle - Formacion de mecanismos de gobernanza territorialFOMINDEL
 
Lima Gilane Projeto CNI Desenvolvimiento Territorial Panorama Pernambuco
Lima Gilane Projeto CNI Desenvolvimiento Territorial Panorama PernambucoLima Gilane Projeto CNI Desenvolvimiento Territorial Panorama Pernambuco
Lima Gilane Projeto CNI Desenvolvimiento Territorial Panorama PernambucoFOMINDEL
 
Franca Maristela Oliveira MS sem fronteiras governança
Franca Maristela Oliveira MS sem fronteiras governançaFranca Maristela Oliveira MS sem fronteiras governança
Franca Maristela Oliveira MS sem fronteiras governançaFOMINDEL
 
Guerra Alexandre Articulacao publico privada bienes publicos colectivos RST
Guerra Alexandre Articulacao publico privada bienes publicos colectivos RSTGuerra Alexandre Articulacao publico privada bienes publicos colectivos RST
Guerra Alexandre Articulacao publico privada bienes publicos colectivos RSTFOMINDEL
 
Dini Marco Bienes Colectivos en los proyectos DEL
Dini Marco Bienes Colectivos en los proyectos DELDini Marco Bienes Colectivos en los proyectos DEL
Dini Marco Bienes Colectivos en los proyectos DELFOMINDEL
 
Dini Marco Bienes colectivos y desarrollo economico local
Dini Marco Bienes colectivos y desarrollo economico localDini Marco Bienes colectivos y desarrollo economico local
Dini Marco Bienes colectivos y desarrollo economico localFOMINDEL
 
Ache Isabel Fundacao vale
Ache Isabel Fundacao valeAche Isabel Fundacao vale
Ache Isabel Fundacao valeFOMINDEL
 
Carvalho- Sanna Baques- Instituto Estrada Real- Proyectos Turismo de ocio y d...
Carvalho- Sanna Baques- Instituto Estrada Real- Proyectos Turismo de ocio y d...Carvalho- Sanna Baques- Instituto Estrada Real- Proyectos Turismo de ocio y d...
Carvalho- Sanna Baques- Instituto Estrada Real- Proyectos Turismo de ocio y d...FOMINDEL
 
Mazzonis Danielle - Formacion de mecanismos de gobernanza territorial
Mazzonis Danielle - Formacion de mecanismos de gobernanza territorialMazzonis Danielle - Formacion de mecanismos de gobernanza territorial
Mazzonis Danielle - Formacion de mecanismos de gobernanza territorialFOMINDEL
 
Lima gilane del pernambuco
Lima gilane del pernambucoLima gilane del pernambuco
Lima gilane del pernambucoFOMINDEL
 
Guimaraes mauro
Guimaraes mauro Guimaraes mauro
Guimaraes mauro FOMINDEL
 

Mais de FOMINDEL (20)

Gereffi Gary Global Value Chains as a driver for upgrading and innovation CGGC
Gereffi Gary Global Value Chains as a driver for upgrading and innovation CGGCGereffi Gary Global Value Chains as a driver for upgrading and innovation CGGC
Gereffi Gary Global Value Chains as a driver for upgrading and innovation CGGC
 
Benavidez Jannet Iniciativa Interoceanica Sur - iSur Integrando Medioambiente...
Benavidez Jannet Iniciativa Interoceanica Sur - iSur Integrando Medioambiente...Benavidez Jannet Iniciativa Interoceanica Sur - iSur Integrando Medioambiente...
Benavidez Jannet Iniciativa Interoceanica Sur - iSur Integrando Medioambiente...
 
Alburquerque f medioambiente y del reflexiones para la incorporacion de ecoin...
Alburquerque f medioambiente y del reflexiones para la incorporacion de ecoin...Alburquerque f medioambiente y del reflexiones para la incorporacion de ecoin...
Alburquerque f medioambiente y del reflexiones para la incorporacion de ecoin...
 
Albuquerque Francisco Reflexiones sobre la incorporacion de ecoinnovaciones e...
Albuquerque Francisco Reflexiones sobre la incorporacion de ecoinnovaciones e...Albuquerque Francisco Reflexiones sobre la incorporacion de ecoinnovaciones e...
Albuquerque Francisco Reflexiones sobre la incorporacion de ecoinnovaciones e...
 
Ferreira Sebastiao Aprendizagem e conhecimento em projectos de desenvolvimien...
Ferreira Sebastiao Aprendizagem e conhecimento em projectos de desenvolvimien...Ferreira Sebastiao Aprendizagem e conhecimento em projectos de desenvolvimien...
Ferreira Sebastiao Aprendizagem e conhecimento em projectos de desenvolvimien...
 
Choe - Laguyas -Comunicacion estrategica DEL Como Diseniar una estrategia de ...
Choe - Laguyas -Comunicacion estrategica DEL Como Diseniar una estrategia de ...Choe - Laguyas -Comunicacion estrategica DEL Como Diseniar una estrategia de ...
Choe - Laguyas -Comunicacion estrategica DEL Como Diseniar una estrategia de ...
 
Guerra alexandre articulacao publico privada bienes publicos colectivos rst
Guerra alexandre articulacao publico privada bienes publicos colectivos rstGuerra alexandre articulacao publico privada bienes publicos colectivos rst
Guerra alexandre articulacao publico privada bienes publicos colectivos rst
 
Carvalho sanna baques-estrada real
Carvalho sanna baques-estrada realCarvalho sanna baques-estrada real
Carvalho sanna baques-estrada real
 
Ache isabel fundacao vale
Ache isabel fundacao valeAche isabel fundacao vale
Ache isabel fundacao vale
 
Mazzonis Danielle - Formacion de mecanismos de gobernanza territorial
Mazzonis Danielle - Formacion de mecanismos de gobernanza territorialMazzonis Danielle - Formacion de mecanismos de gobernanza territorial
Mazzonis Danielle - Formacion de mecanismos de gobernanza territorial
 
Lima Gilane Projeto CNI Desenvolvimiento Territorial Panorama Pernambuco
Lima Gilane Projeto CNI Desenvolvimiento Territorial Panorama PernambucoLima Gilane Projeto CNI Desenvolvimiento Territorial Panorama Pernambuco
Lima Gilane Projeto CNI Desenvolvimiento Territorial Panorama Pernambuco
 
Franca Maristela Oliveira MS sem fronteiras governança
Franca Maristela Oliveira MS sem fronteiras governançaFranca Maristela Oliveira MS sem fronteiras governança
Franca Maristela Oliveira MS sem fronteiras governança
 
Guerra Alexandre Articulacao publico privada bienes publicos colectivos RST
Guerra Alexandre Articulacao publico privada bienes publicos colectivos RSTGuerra Alexandre Articulacao publico privada bienes publicos colectivos RST
Guerra Alexandre Articulacao publico privada bienes publicos colectivos RST
 
Dini Marco Bienes Colectivos en los proyectos DEL
Dini Marco Bienes Colectivos en los proyectos DELDini Marco Bienes Colectivos en los proyectos DEL
Dini Marco Bienes Colectivos en los proyectos DEL
 
Dini Marco Bienes colectivos y desarrollo economico local
Dini Marco Bienes colectivos y desarrollo economico localDini Marco Bienes colectivos y desarrollo economico local
Dini Marco Bienes colectivos y desarrollo economico local
 
Ache Isabel Fundacao vale
Ache Isabel Fundacao valeAche Isabel Fundacao vale
Ache Isabel Fundacao vale
 
Carvalho- Sanna Baques- Instituto Estrada Real- Proyectos Turismo de ocio y d...
Carvalho- Sanna Baques- Instituto Estrada Real- Proyectos Turismo de ocio y d...Carvalho- Sanna Baques- Instituto Estrada Real- Proyectos Turismo de ocio y d...
Carvalho- Sanna Baques- Instituto Estrada Real- Proyectos Turismo de ocio y d...
 
Mazzonis Danielle - Formacion de mecanismos de gobernanza territorial
Mazzonis Danielle - Formacion de mecanismos de gobernanza territorialMazzonis Danielle - Formacion de mecanismos de gobernanza territorial
Mazzonis Danielle - Formacion de mecanismos de gobernanza territorial
 
Lima gilane del pernambuco
Lima gilane del pernambucoLima gilane del pernambuco
Lima gilane del pernambuco
 
Guimaraes mauro
Guimaraes mauro Guimaraes mauro
Guimaraes mauro
 

Último

O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfQueleLiberato
 
Modelos atômicos: quais são, história, resumo
Modelos atômicos: quais são, história, resumoModelos atômicos: quais são, história, resumo
Modelos atômicos: quais são, história, resumoprofleticiasantosbio
 
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdforganizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdfCarlosRodrigues832670
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãodanielagracia9
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoCelianeOliveira8
 
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxOrientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxJMTCS
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptx
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptxProva de Empreendedorismo com gabarito.pptx
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptxJosAurelioGoesChaves
 
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Paula Meyer Piagentini
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfmarialuciadasilva17
 
As variações do uso da palavra "como" no texto
As variações do uso da palavra "como" no  textoAs variações do uso da palavra "como" no  texto
As variações do uso da palavra "como" no textoMariaPauladeSouzaTur
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terraBiblioteca UCS
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaFernanda Ledesma
 
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptxRevolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptxHlioMachado1
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas BrasileirosMary Alvarenga
 
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil  2023.ppsxA área de ciências da religião no brasil  2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsxGilbraz Aragão
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...LuizHenriquedeAlmeid6
 
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZAAVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZAEdioFnaf
 

Último (20)

O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
 
Modelos atômicos: quais são, história, resumo
Modelos atômicos: quais são, história, resumoModelos atômicos: quais são, história, resumo
Modelos atômicos: quais são, história, resumo
 
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdforganizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetização
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
 
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxOrientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
 
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptx
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptxProva de Empreendedorismo com gabarito.pptx
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptx
 
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
 
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
 
As variações do uso da palavra "como" no texto
As variações do uso da palavra "como" no  textoAs variações do uso da palavra "como" no  texto
As variações do uso da palavra "como" no texto
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
 
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptxRevolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
 
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil  2023.ppsxA área de ciências da religião no brasil  2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
 
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZAAVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
 

Guimaraes Mauro - Comite de Fomento Industrial de Camacari - Uma referencia de mas de 30 anos, em gestao de Complexo Industrial

  • 1. COMITÊ DE FOMENTO INDUSTRIAL DE CAMAÇARI (Uma referência de mais de 30 anos, em gestão de Complexo Industrial) Apresentação Sobre Governança: 20 minutos (mais importante que a liderança é a Governança transcender às gestões que a tenha construído)
  • 2. CONSTRUÇÃO DE UMA AGENDA POSITIVA • Entender a Motivação das Respectivas Agendas: – Governo: Geração de Emprego e Renda – Setor Privado: Agregação de Valor na Cadeia • Confiar X Formar Grupos de Trabalho • Identificar Ameaças e Oportunidades • Envolver a Sociedade X Debate Aberto • Formalização da Agenda Positiva • Acompanhamento e Atualização
  • 3. Associação empresarial privada: Mais de 90 empresas Missão Promover o desenvolvimento sustentável do Polo Industrial de Camaçari e sua área de influência regional Visão O Polo Industrial de Camaçari ser sempre reconhecido como referência de excelência empresarial
  • 4. Objetivos Representar suas associadas, promovendo ações e obtendo sinergias que assegurem a elas: • Crescimento sustentável • Representatividade junto às autoridades governamentais • Melhores práticas em segurança, saúde e meio ambiente • Comunicação transparente e imagem junto à sociedade • Capacitação e qualificação de pessoas
  • 5. Áreas de Atuação Princípios e Valores • Segurança • Saúde • Meio Ambiente • Desenvolvimento de Pessoas • Responsabilidade Social • Relações com a Comunidade • Relações com o Governo COMISSÕES TEMÁTICAS
  • 6. Principais Programas • Plano de Auxílio Mútuo – PAM • Programa de Atend. Médico de Emergência – PAME Princípios e Valores • Plano de Contingência do Polo- PCP • Plano de Emergência para a Comunidade – PEC • Programa de Gerenciamento de Riscos – PGR/APPOLO • Prêmio Polo de Segurança, Saúde e Meio Ambiente • Segurança Patrimonial • Assistência Médica Supletiva • Licença de Operação do Polo • Treinamento de Brigadistas • Conselho Comunitário Consultivo • Nudec – Núcleo de Defesa Comunitária • Parcerias com Universidades • Programas socioambientais - Incentivo à Educação - Polo de Cidadania - Fábrica de Florestas • Memorial do Polo (Cidade do Saber - Camaçari)
  • 8. Desenvolvimento de Pessoas Princípios e Valores Formação de Operadores
  • 11. Plano de Contingência da Comunidade Princípios e Valores
  • 13. Polo Industrial de Camaçari
  • 14. Pólo Industrial de Camaçari Área de abrangência 235 Km2
  • 15.
  • 16. Polo Industrial de Camaçari Início de Atividades - 29.06.1978 Empresas em operação: Mais de 90 (34 químicas e petroquímicas; 27 Parceiras no Complexo Ford) Principais segmentos: • Químico-Petroquímico • Celulose • Têxtil • Metalurgia do Cobre • Automóveis • Bebidas • Serviços •Energia Eólica Investimento total: US$ 16 bilhões Novos Investimentos (até 2015): US$ 6,5 bilhões
  • 17. Polo Industrial de Camaçari Capacidade Instalada: • 11,5 milhões de ton/ano (quím/petroquím.) • 220 mil ton/ano de cobre eletrolítico (metalurgia do cobre) Camaçari = 60% • 250 a 300 mil veículos/ano (segmento automotivo) das vendas da Ford • 6,7 milhões de pneus/ano (Continental) Primeira Unidade no Brasil. • 2,7 milhões de Pneus/ ano (Bridgestone) • 460 mil ton/ano de celulose solúvel
  • 18. Polo Industrial de Camaçari • Empregos: 15 mil diretos; 30 mil indiretos • Faturamento: US$ 15 bilhões/ano • Exportações: US$ 2,3 bilhões/ano • Impostos: R$ 1 bilhão/ano em ICMS (BA) • Investimentos sociais: R$ 16 milhões/ano
  • 19. Complexo Industrial Funcionamento Integrado Petrobras (RLAM/RPBA) Gás Natural Nafta Braskem Unib (Matérias-primas e Utilidades) Produtos Básicos/Utilidades Manutenção Cetrel Industrial Demais Indústrias (2a Geração) Produtos Intermediários Portos de Aratu/Salvador Indústrias de Transformação Exportações Consumidor
  • 20. Polo Industrial de Camaçari CONTINENTAL DU PONT MONSANTO FORD B. C. SODA KORDSA EMCA ACRINOR B. PE 2 B. PVC DOW TDI B. PET DETEN B. CPL QUATTOR B. PE-3 ABB OXIT. P. FAFEN BASF. BRASKEM UNIB ELEK. B PE -1 COPENOR
  • 21. Sistema Integrado de Proteção Ambiental
  • 22. Monitoramento do Ar – Estações Salvador = cerca de 450 km2 de área monitorada.
  • 23. Monitoramento dos Rios Rios: • Imbassaí • Joanes • Jacuípe • Capivara Grande • Capivara Pequeno
  • 24. Marcos de Excelência • Pioneirismo em sistemas integrados de proteção ambiental • Mais completo monitoramento ambiental do País, abrangendo ar, solo, rios, mar e águas subterrâneas • Eficiência dos sistemas coletivos de proteção ambiental reconhecida nacional e internacionalmente • Programas de redução de emissões atmosféricas • Aprimoramento contínuo dos processos produtivos/investimento em tecnologias limpas – Re-uso da Água; economia de energia • Desempenho em SSMA acima dos padrões exigidos pela Legislação
  • 25. Marcos de Excelência • Mais completo estudo de riscos realizado no Brasil, envolvendo todas as empresas do Complexo Industrial – Projeto APPOLO • Auditorias nas áreas de SSMA em todas as empresas (Prêmio Pólo de Segurança, Saúde e Meio Ambiente) • Programa de Gerenciamento de Riscos (PGR) em todas as empresas, incluindo transporte de produtos químicos • Índice de acidentes com afastamento no Pólo de 2 ocorrências para cada um milhão de horas/homem de trabalho, contra 17 da indústria nacional • Permanente interface com os órgãos ambientais • Diálogo com as comunidades vizinhas
  • 26. Polo Industrial de Camaçari VANTAGENS COMPARATIVAS Localização estratégica, portos, aeroportos, ferrovias e rodovias Central de matérias-primas assegurando fornecimento de petroquímicos básicos e utilidades (vapor, energia, água etc) Sist. Coletivo de Gestão Ambiental. Licenciamento coletivo Gerenciamento de riscos envolvendo todas as unidades Programa Integrado de Auxílio Mútuo em Emergências e Atendimento Médico Disponibilidade de área para novos empreendimentos
  • 27. AGENDA POSITIVA: DESAFIOS E OPORTUNIDADES Grupos de Trabalho - GT- I - Assuntos Fiscais / Isonomia Fiscal - GT- II - Infra-Estrutura / Logística - GT- III - Matérias-Primas e Matriz Energética - GT- IV – Revisão do Plano Diretor do Pólo - GT- V – Formação de Mão de Obra - GT- VI – Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação Tecnológica - GT- VII – Expansão e Diversificação Industrial Carta do Polo Industrial de Camaçari Proposições estruturantes nas áreas prioritárias dos GT s
  • 28. GUIA DE ATRAÇÃO DE INVESTIMENTOS OPORTUNIDADES DE INVESTIMENTOS (Seção II) De mais de 100 oportunidade, foram selecionada 23 Produtos Petroquímicos (11) Produtos Inorgânicos (6) Fertilizantes (2) Produtos à Base de Celulose (2) Produtos Metalúrgicos (2) Autopeças
  • 29. Proposta Poligonal do Polo Industrial de Camaçari MATA DE SÃO JOÃO AREA IND. DIA D´ÁVILA OESTE AREA INDUSTRIAL ÁREA DE EXPANSÃO NORTE COMPLEXO BASICO ÁREA DE AREA INDUSTRIAL LESTE USOS ESPECIAIS AREA URBANA SIMÕES FILHO AREA URBANA
  • 30. COMITÊ DE FOMENTO INDUSTRIAL DE CAMAÇARI - COFIC Superintendente Geral Mauro Pereira 71 – 3634-3404 erico@coficpolo.com.br coficpolo.com.br