Gestão de Programas com o Program Model Canvas

1.518 visualizações

Publicada em

Neste Webinar apresentamos uma ferramenta para gerenciamento de programas, o Program Model Canvas, cujo objetivo principal é contribuir com a divulgação e o amadurecimento do gerenciamento de programas no Brasil.
Saiba mais --> http://goo.gl/F0t6l6

Publicada em: Educação

Gestão de Programas com o Program Model Canvas

  1. 1. Gerenciando Programas com o Program Model Canvas Luciano Sales, MSc, PMP, PgMP 17-06-2015
  2. 2. Os autores André   Toso   Arrivabene,   MBA,   PMP,   PgMP,   SCPM,   é   consultor   em   gerenciamento   de   projetos   e   membro   do   PMI   PgMP®   Panel   Review   Commi<ee.   Autor   colaborador   do   livro   "Program   Management  -­‐  A  Life  Cycle  Approach",  publicado  nos  EUA  em  2012.  Engenheiro  de  Computação   pela  UFES  com  MBA  em  Gestão  Empresarial  pela  UFRJ,  cerRficado  pelo  PMI  em  Gestão  de  Projetos   (PMP®)  e  Gestão  de  Programas  (PgMP®),  cerRficado  pelo  programa  de  Gerenciamento  de  Projetos   Avançado   da   Universidade   de   Stanford   e   aluno   do   mestrado   em   gestão   pela   Harvard   University   Extension  School.     Luciano  Sales:  é  atualmente  Chefe  do  Escritório  de  Projetos  do  Centro  Integrado  de  TelemáRca  do   Exército   e   professor   da   Fundação   Getúlio   Vargas;   mestre   em   Gestão   do   Conhecimento   e   da   Tecnologia  da  Informação  pela  Universidade  Católica  de  Brasília  (UCB);  é  pós-­‐graduado  (MBA)  em   Gestão  Estratégica  pela  Fundação  Getúlio  Vargas  (FGV);  Engenheiro  de  Computação  pelo  InsRtuto   Militar   de   Engenharia   (IME);   Bacharel   em   Ciências   Militares   pela   Academia   Militar   das   Agulhas   Negras   (AMAN);   cerRficado   Program   Management   Professional   (PgMP)   e   Project   Management   Professional  (PMP)  pelo  Project  Management  InsRtute  (PMI),  PRINCE2  PracRRoner,    ITIL  V2  Service   Manager  e  ITIL  V3  EXPERT  pelo  Office  of  Government  Commerce  (OGC).   Alessandro   Prudêncio:   PRINCE   2   approved   trainer   e   consultor   na   RARO   Project.   Professor   dos   MBA’s  em  gerenciamento  de  projetos  da  FGV,  Ibmec,  Fundação  Dom  Cabral  e  UFRJ.  Autor  do  livro   Workbook   PMP:   manual   de   estudo   para   cerRficação.   Professor   de   gerenciamento   de   projetos   e   gestão   empresarial.   Doutorando   em   engenharia   pela   UFF-­‐RJ   e   mestre   em   Administração   de   Empresas  pelo  Ibmec-­‐RJ.  CerRficado  PMO  pelo  PMI-­‐EUA,  PRINCE2  PracRRoner  pela  OGC  England  e   Master´s  CerRficate  in  Project  Management  pela  George  Washington  University.  Pós-­‐graduado  em   gestão  da  informáRca  pela  EAESP/FGV-­‐SP,  MBA  em  Gestão  de  Projetos  pela  FIA-­‐SP.    
  3. 3. Introdução – O que é um Programa? Padrão  de  gerenciamento  de   programas  (PMI)   Managing  Sucessful  Programmes   (MSP)       É  um  grupo  de  projetos   relacionados,  subprogramas,  e   a@vidades  de  programa   gerenciados  de  forma  coordenada   para  obter  beneBcios  que  não   seriam  possíveis  de  serem  ob@dos   se  esses  elementos  fossem   gerenciados  separadamente   É  uma  organização  flexível  e   temporária  criada  para  coordenar,   dirigir  e  supervisionar  a   implementação  de  um  conjunto   de  projetos  e  a@vidades  visando   entregar  resultados  e  beneBcios   relacionados  com  obje@vos   estratégicos  da  organização  
  4. 4. QUEM1 POR QUÊ2 Gerentes de Programas e Projetos O QUÊ3 COMO4 Combinação de MSP, PMI, métodos visuais e nossa experiência prática O essencial para planejamento de um programa Um método de planejamento colaborativo e intuitivo Buscar formas mais ágeis para planejamento de programas Disseminar o conhecimento a respeito do Gerenciamento de Programas Fazer o planejamento de programas mais simples e intuitivo Fazer as coisas de forma visual Comunicar & Integrar Reuna as pessoas certas Imprima o canvas em uma folha A0 Use post-its para coletar inputs Siga a sequência lógica do Canvas Valide a consistência com as questões de integração Membros de equipes de programas e projetos Equipes envolvidas em implantação de programas estratégicos Líderes e membros de equipes de PMO
  5. 5. Program Model Canvas ESTRATÉGIA (POR QUE)1 PESSOAS (QUEM) 2 BENEFÍCIOS (O QUÊ)3 ESTRUTURA (COMO)4 ESTIMATIVAS (E SE, QUANTO & QUANDO)5
  6. 6. Program Model Canvas – Por que? Qual o problema de negócios que precisamos resolver? Por que nossa organização precisa deste programa? O que ocorreu no passado que justifica nossos esforços? Quando este programa estiver concluído, o que seremos capazes de fazer? Qual o estado futuro desejado para nossa organização? Por que nossa organização precisa mudar? A declaração de visão do programa pe um “cartão postal” do futuro - Este domínio trata de alinhamento estratégico - O campo “razões” esclarece as necessidades de negócio no contexto organizacional atual - A declaração de visão do programa é uma descrição em alto nível do estado future desejado a ser realizado pelo programa Notas i
  7. 7. Program Model Canvas – Quem? Pessoas e organizações afetadas pelo programa Quem é beneficiado com a implementação do programa? Organizações, estruturas e regras que governam o programa A quais regras de governança o programa deve manter aderência? - Estabelece a estrutura na qual o programa será definido, autorizado, monitorado e patrocinado - Stakeholders: indivíduos, grupos e organizações que possam afetar, ser afetados ou terem a percepção de serem afetados pelo programa - Governance: Provê processos e procedimentos para facilitar a supervisão do programa e suportar o processo de tomada de decisão Notas i “Follow the Money”! Estrutura organizacional do programa Autorizações, aprovações e critérios de aceitação do programa
  8. 8. Program Model Canvas – O Que? P O T I ATUAL FUTURA Melhorias mensuráveis para a organização KPIs (Key Performance Indexes) Devem ser sustentáveis a longo prazo Processos Organização Tecnologia Informações Criar Elevar Reduzir Encontre os “gaps” organizacionais Eliminar
  9. 9. Program Model Canvas – Como? Projetos e outras atividades do programa - Subprogramas, projetos e outras atividades - Determinam como o programa irá entregar as capacidades e benefícios desejados - Visão do programa, arquitetura e benefícios são as bases para identificar os componentes - Os componentes devem preencher os gaps organizacionais identificados Notas i Os componentes eliminam ou reduzem os gaps organizacionais Entrega dos benefícios esperados por meio dos componentes Criam novas capacidades organizacionais Podem ser gerenciados por uma ou mais organizações envolvidas no programa Devem incluir as atividades de transição para a operação
  10. 10. Program Model Canvas – E Se, Quando e Quanto? - Riscos do programa são aqueles que afetam a realização dos benefícios e sua sustentação, bem como riscos de projetos que afetem outros projetos - Recomenda-se divider a execução em etapas gerenciáveis e com entregas parciais de benefícios Notas i Riscos em benefícios Riscos em interfaces e interdependências Fontes de financiamento Linha do tempo dos componentes Linha do tempo dos benefícios Ciclos orçamentários Arquitetura financeira Priorização e sequenciamento dos componentes “Quick wins”
  11. 11. Questões de Integração •  As razões identificadas refletem os objetivos corporativos da organização e foram atendidas pelo programa? •  Os financiadores do programa foram identificados nas partes interessadas? •  Os benefícios são mensuráveis e derivados da visão? •  A visão e os benefícios conseguem ser claramente decompostos na arquitetura? •  A arquitetura é um detalhamento da visão e dos benefícios em termos de processos, organização, tecnologia e informação? •  Os componentes foram derivados dos ”gaps” identificados na arquitetura e entregam, no seu conjunto, os benefícios pretendidos? •  As partes interessas foram organizadas em uma estrutura de governança? •  Os componentes foram distribuídos entre os estágios? •  Os recursos financeiros foram provisionados e alocados entre os componentes? •  Os riscos do programa relacionados aos benefícios, arquitetura, partes interessadas, componentes e financiamento foram identificados? QUESTÕES DE INTEGRAÇÃO ?
  12. 12. Revista Mundo PM (Dez/14 – Jan/15)
  13. 13. Programa Amazônia Conectada “Cobertura 3G” – Ministério das Comunicações (2014)
  14. 14. Programa Amazônia Conectada Infovia do Alto Rio Negro Infovia do Alto Solimões Infovia do Madeira Infovia do Juruá Infovia do Purus
  15. 15. Programa Amazônia Conectada
  16. 16. Programa Amazônia Conectada Melhoria nas condições de vida da população da Amazônia Inclusão Digital Indígenas e Ribeirinhos Melhoria da Defesa Nacional Melhoria da Educação e Pesquisa Aumento do Controle Ambiental Expansão do PNBL Projeto Implantação das Infovias Projeto Gestão dos Serviços de TI Projeto Cadeia de Valor Projeto Políticas Públicas Projeto Estrutura de Manutenção Infraestrutura de TI Modelo de Governança e Gestão Estímulo a criação de novas empresas na Amazônia Entrega de serviços de TI com qualidade para o interior da Amazônia Aumento da capacidade dos links na Amazônia Serviços públicos Estrutura de Manutenção Local Projetos Capacidades Resultados Benefícios Atração de profissionais e suas famílias para a Amazônia Geração de emprego e renda na Amazônia Constante monitoramento ambiental
  17. 17. Luciano da Silva Bastos Sales www.programmodelcanvas.com.br Skype: lucianofrc (55 61) 9614-9060 Muito Obrigado! A

×