NÃO VOS PRENDAIS A UM JUGO DESIGUAL!

Nesta passagem, (Deuteronômio 22.10) Paulo aplica o princípio
desta lei a um crente ...
É óbvio que a resposta a estas questões é "não"!...Como Paulo
admoestou

aos

coríntios: Não

vos

enganeis:

as

más

con...
caminho dos justos, mas o caminho dos ímpios conduz à ruína
(Salmos 1.1,6).

Vamos refletir acerca...

Sérg10 Gomes
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Não vos prendais a um jugo desigual

249 visualizações

Publicada em

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
249
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Não vos prendais a um jugo desigual

  1. 1. NÃO VOS PRENDAIS A UM JUGO DESIGUAL! Nesta passagem, (Deuteronômio 22.10) Paulo aplica o princípio desta lei a um crente e a um incrédulo. Um cristão verdadeiro empreende uma enorme mudança! Deus transforma os seus valores, crenças e perspectivas e, então, você tem uma mudança radical na vida, opostamente ao do incrédulo à sua volta. Não existe a menor possibilidade de reconciliação entre os dois! Paulo, então, questiona: Que comunhão tem a luz com as trevas? Como podem aqueles que estão sujeitos a Deus misturarse com aqueles que são partes do sistema que está em rebelião contra ELE? Como pode o reino da luz coexistir com o reino profano, impuro, enganador das trevas? São dois reinos radicalmente diferentes e eternamente separados! Não existe área neutra entre o céu e o inferno!!! Todavia, Paulo não queria instruir que os crentes de Coríntios devessem viver em reclusão para aguardar o retorno de Jesus. Os seguidores de Cristo ainda devem "ganhar a vida" (ler 1 Coríntios 5.9-11). Fica aqui uma distinção clara entre viver no mundo e manter o mundo fora da Igreja. Ele coloca sua mira no mundanismo entre os crentes e levanta várias questões: - Uma filha da luz deve casar-se com um filho das trevas? - Um homem governado pelos preceitos do céu deve entrar em jugo em uma parceria de negócios com alguém que é comprometido com o sistema deste mundo?
  2. 2. É óbvio que a resposta a estas questões é "não"!...Como Paulo admoestou aos coríntios: Não vos enganeis: as más conversações corrompem os bons costumes (1 Co 15.33). Resumindo, aquele que realmente foi salvo reconhece o efeito que a má companhia exerce e evita veemente os relacionamentos prejudiciais. Tem uma vida voltada para o reino do céu e não está moralmente dominado pelos deslumbres que este mundo oferece junto com seus encantadores. Bem-aventurado o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores; antes tem seu prazer na lei do Senhor, e na sua lei medita de dia e noite. Pois será como a árvore plantada junto às correntes de águas, a qual dá o seu fruto na estação própria, e cuja folha não cai; e tudo quanto fizer prosperará. Não são assim os ímpios, mas são semelhantes à moinha que o vento espalha. Pelo que os ímpios não subsistirão no juízo, nem os pecadores na congregação dos justos; porque o Senhor conhece o
  3. 3. caminho dos justos, mas o caminho dos ímpios conduz à ruína (Salmos 1.1,6). Vamos refletir acerca... Sérg10 Gomes

×