SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 13
Baixar para ler offline
TAV e os Trens Regionais
     Junho, 2011 – FIESP – 6º Encontro de Logística e Transportes

                                                          Joubert Flores – Presidente da ANPTrilhos e Diretor de
                                                                            Relações Institucionais do Metrô Rio
                                                                                            contato@anptrilhos.org.br




Apoio:                       Associados:
2
ANPTrilhos Apóia o Trem de Alta Velocidade Brasileiro


   A Associação Nacional dos Transportadores de Passageiros sobre Trilhos
   (ANPTrilhos) tem por objetivo promover o desenvolvimento e o
   aprimoramento do transporte de passageiros sobre trilhos no país,
   congregando operadores, empresas fabricantes, fornecedores e
   associações do setor.


   A ANPTrilhos apóia tanto a implantação do TAV Brasileiro, quanto dos
   Trens Regionais, baseada em quatro razões fundamentais:
      1) Os projetos promovem a inovação tecnológica no país;
      2) Evidenciam o transporte de passageiros sobre trilhos como uma
        solução para os centros urbanos e para o transporte regional;
      3) Contribuem para o reordenamento do transporte urbano e
        interestadual; e
      4) Estimulam as economias local e nacional.
3
Mobilidade Urbana no Brasil


   Os problemas relacionados à mobilidade das pessoas e das mercadorias
   nos centros urbanos afetam diretamente a qualidade de vida da
   população.


   Devido ao intenso crescimento urbano no Brasil a partir da década de
   1950, muitas cidades e regiões metropolitanas passaram a apresentar
   sistemas de mobilidade de baixa qualidade e de alto custo, com impactos
   negativos na vida das pessoas e nos custos econômicos e ambientais
   para a sociedade.

   A grande transformação na mobilidade nas cidades brasileiras começou a
   ocorrer na década de 1950, quando o processo intenso de urbanização
   se associou ao aumento do uso de veículos motorizados, resultado de
   uma política de Estado que priorizou o investimento na indústria
   automobilística.
4
Mobilidade Urbana no Brasil


  Entre 1977 e 2005 nas grandes Regiões Metropolitanas do Brasil, observou-
  se a queda no uso do transporte público e o aumento no uso do automóvel.




                                                               FONTE: IPEA, 2011.
5
Mobilidade Urbana no Brasil


  Atualmente, o sistema de
  Mobilidade urbana dos grandes
  centros urbanos brasileiros se
  caracteriza pelo intenso uso do
   transporte individual motorizado.

  Esse padrão de mobilidade
  baseado no uso intensivo de
  transporte motorizado individual
  teve enorme conseqüência
  nos gastos dos usuários, no
  consumo de energia e na geração
  de externalidades negativas como
  a poluição, o congestionamento e     FONTE: IPEA, 2011.
  os acidentes de trânsito.
                                            FONTE: IPEA, 2011.
6
Problemática: Crescente Demanda por Transporte de Passageiros




   Saturação da infraestrutura atual
    Esgotamento da capacidade operacional dos sistemas de
    transportes implantados
   Alta demanda por transporte de passageiros
   Incremento dos tempos de deslocamento
   Aumento dos níveis de poluição
   Aumento do número de acidentes
7
Solução: Investimento em Transporte de Alta Capacidade




                                                                       1 trem = 1.800 clientes




                                                              = 43 ônibus




                                                 = 200 vans




                  =1.200 veículos particulares
8
Solução: Investimento em Transporte de Alta Capacidade


                                         Ônibus faixa
 Metrô - 1 via                           6.700 pass./h
 60.000 pass./h
                                                Automóveis faixas
                                                5.450 pass./h
9
Implantação de Trilhos é tendência mundial para mobilidade


            TREM DE ALTA VELOCIDADE (acima de 200Km/h)

                          Extensão    Extensão        Em
              Ano de                                           Projetado
     País                  Inicial      Atual     Construção
            implantação                                          (Km)
                            (Km)        (Km)         (Km)
Japão          1964             515       2.387          590          583
França         1981             471       1.872          299        2.616
Espanha        1992             471       1.599        2.219        1.702
Alemanha       1988             327       1.285          378          670
China          2003             442         832        3.404        4.075
Italia         1981             224         744          132          395
Turquia        2009             235         235          510        1.679
Portugal                                               1.006
Brasil                                                                510
10
Implantação de Trilhos é tendência mundial para mobilidade


                          SISTEMA METROVIÁRIO

                                    Extensão da
                                                                  Pass./ ano
       Cidades       Nº de Linhas       rede       Nº Estações
                                                                     (m)
                                       (Km)
    Sydney               16             1.103,00           304        304,849
    Nova York            10              479,56            424      1.629,072
    Londres              12              438,90            270      1.103,403
    Moscou               12              292,20            161      2.572,900
    Madri                14              274,56            241        689,026
    Pequim                8              200,00            106        713,270
    Paris                14              214,50            300      1.525,520
    Rio de Janeiro        2                  41              33       163.958
    São Paulo             4                70,6             62       754.049
11
Benefícios do Transporte sobre Trilhos



   Qualidade do Serviço:                 Aumento da mobilidade
     Regularidade                        urbana
     Segurança                           Menor tempo de
                                         deslocamento
     Conforto
                                         Aumento da qualidade de
     Diversidade
                                         vida e da produtividade
     Alta capacidade                     econômica
                                         Redução da poluição
12
ANPTrilhos trabalha pelo desenvolvimento do setor




        Pelas razões expostas é que a Associação Nacional dos
  Transportadores de Passageiros sobre Trilhos (ANPTrilhos) trabalha
       pelo desenvolvimento e aprimoramento do transporte de
    passageiros sobre trilhos no Brasil, buscando contribuir para a
  melhoria da mobilidade urbana e da qualidade de vida da população.
OBRIGADO
                         Joubert Flores – Presidente da ANPTrilhos e Diretor de
                                           Relações Institucionais do Metrô Rio
                                                           contato@anptrilhos.org.br


                                                      ANPTrilhos nas redes sociais:
                                                              Twitter: @ANPTrilhos
                                                             Facebook: ANP Trilhos
                                                                  Orkut: ANPTrilhos

Apoio:   Associados:

Mais conteúdo relacionado

Destaque

บทที่ 1 วิธีการทางประวัติศาสตร์ และการแบ่งยุคสมัยทางประวัติศาสตร์
บทที่ 1 วิธีการทางประวัติศาสตร์  และการแบ่งยุคสมัยทางประวัติศาสตร์บทที่ 1 วิธีการทางประวัติศาสตร์  และการแบ่งยุคสมัยทางประวัติศาสตร์
บทที่ 1 วิธีการทางประวัติศาสตร์ และการแบ่งยุคสมัยทางประวัติศาสตร์krunumc
 
3.0 pressupostos técnicos nivel 1
3.0 pressupostos técnicos nivel 13.0 pressupostos técnicos nivel 1
3.0 pressupostos técnicos nivel 1Ruben Pereira
 
As montanhas
As montanhasAs montanhas
As montanhasaasf
 
Novas Tecnologias em IES
Novas Tecnologias em IESNovas Tecnologias em IES
Novas Tecnologias em IESPatricia Costa
 
Programas Academicos Sun
Programas Academicos SunProgramas Academicos Sun
Programas Academicos SunRodrigo Peleias
 
Ementas valorizadas escolas moura
Ementas valorizadas escolas mouraEmentas valorizadas escolas moura
Ementas valorizadas escolas mouraavenida1
 
Palestra Fatec - Gestão
Palestra Fatec - GestãoPalestra Fatec - Gestão
Palestra Fatec - GestãoRenato Puccini
 
EMRC _Provérbios_ água fonte de vida 5º ano
 EMRC _Provérbios_ água fonte de vida 5º ano EMRC _Provérbios_ água fonte de vida 5º ano
EMRC _Provérbios_ água fonte de vida 5º anoSandra Figueiredo
 

Destaque (20)

Reglamento futbol rapido
Reglamento futbol rapidoReglamento futbol rapido
Reglamento futbol rapido
 
หน่วย 1
หน่วย 1หน่วย 1
หน่วย 1
 
บทที่ 1 วิธีการทางประวัติศาสตร์ และการแบ่งยุคสมัยทางประวัติศาสตร์
บทที่ 1 วิธีการทางประวัติศาสตร์  และการแบ่งยุคสมัยทางประวัติศาสตร์บทที่ 1 วิธีการทางประวัติศาสตร์  และการแบ่งยุคสมัยทางประวัติศาสตร์
บทที่ 1 วิธีการทางประวัติศาสตร์ และการแบ่งยุคสมัยทางประวัติศาสตร์
 
Parlamento dos jovens
Parlamento  dos jovensParlamento  dos jovens
Parlamento dos jovens
 
A origem dos gregos
A origem dos gregosA origem dos gregos
A origem dos gregos
 
3.0 pressupostos técnicos nivel 1
3.0 pressupostos técnicos nivel 13.0 pressupostos técnicos nivel 1
3.0 pressupostos técnicos nivel 1
 
As montanhas
As montanhasAs montanhas
As montanhas
 
Novas Tecnologias em IES
Novas Tecnologias em IESNovas Tecnologias em IES
Novas Tecnologias em IES
 
O ano
O anoO ano
O ano
 
Fronteiras
FronteirasFronteiras
Fronteiras
 
Programas Academicos Sun
Programas Academicos SunProgramas Academicos Sun
Programas Academicos Sun
 
Ead Powerpoint
Ead PowerpointEad Powerpoint
Ead Powerpoint
 
Jstl & El
Jstl & ElJstl & El
Jstl & El
 
Receitas Papas 2
Receitas  Papas 2Receitas  Papas 2
Receitas Papas 2
 
O Vestuário infantil
O Vestuário infantilO Vestuário infantil
O Vestuário infantil
 
Ementas valorizadas escolas moura
Ementas valorizadas escolas mouraEmentas valorizadas escolas moura
Ementas valorizadas escolas moura
 
Palestra Fatec - Gestão
Palestra Fatec - GestãoPalestra Fatec - Gestão
Palestra Fatec - Gestão
 
EMRC _Provérbios_ água fonte de vida 5º ano
 EMRC _Provérbios_ água fonte de vida 5º ano EMRC _Provérbios_ água fonte de vida 5º ano
EMRC _Provérbios_ água fonte de vida 5º ano
 
1ª Edição
1ª Edição1ª Edição
1ª Edição
 
Alimentação
AlimentaçãoAlimentação
Alimentação
 

Semelhante a ANPTrilhos apoia TAV e Trens Regionais

Sistema transporte aula uni9 2011
Sistema transporte aula uni9 2011Sistema transporte aula uni9 2011
Sistema transporte aula uni9 2011Eduardo Facchini
 
Apresentação do TAV Trem Bala
Apresentação do TAV Trem BalaApresentação do TAV Trem Bala
Apresentação do TAV Trem BalaChico Macena
 
Sistemas Inteligentes de Transporte (ITS) no transporte público urbano
Sistemas Inteligentes de Transporte (ITS) no transporte público urbanoSistemas Inteligentes de Transporte (ITS) no transporte público urbano
Sistemas Inteligentes de Transporte (ITS) no transporte público urbanoAndre Dantas
 
Importância do Plano Municipal de Mobilidade e Transportes - 2004
Importância do Plano Municipal de Mobilidade e Transportes  -  2004Importância do Plano Municipal de Mobilidade e Transportes  -  2004
Importância do Plano Municipal de Mobilidade e Transportes - 2004Chico Macena
 
Projeto de HidroTrem como Transporte Público
Projeto de HidroTrem como Transporte PúblicoProjeto de HidroTrem como Transporte Público
Projeto de HidroTrem como Transporte PúblicoHilton Menezes
 
Apresentação mobilidade urbana e o planejamento das cidades vitória - 2011 ...
Apresentação mobilidade urbana e o planejamento das cidades   vitória - 2011 ...Apresentação mobilidade urbana e o planejamento das cidades   vitória - 2011 ...
Apresentação mobilidade urbana e o planejamento das cidades vitória - 2011 ...LCA promo
 
BICICLETA_UMA VIA REA1L[1]
BICICLETA_UMA VIA REA1L[1]BICICLETA_UMA VIA REA1L[1]
BICICLETA_UMA VIA REA1L[1]loyx
 
La Cuarta Feria Internacional de Transporte Masivo
La Cuarta Feria Internacional de Transporte MasivoLa Cuarta Feria Internacional de Transporte Masivo
La Cuarta Feria Internacional de Transporte MasivoDiário do Comércio - MG
 
SISTEMAS BRT: conceitos e elementos técnicos
SISTEMAS BRT: conceitos e elementos técnicosSISTEMAS BRT: conceitos e elementos técnicos
SISTEMAS BRT: conceitos e elementos técnicosAndre Dantas
 
Transporte conectado: A tecnologia melhorando a mobilidade urbana
Transporte conectado: A tecnologia melhorando a mobilidade urbanaTransporte conectado: A tecnologia melhorando a mobilidade urbana
Transporte conectado: A tecnologia melhorando a mobilidade urbanaEricsson Latin America
 
Anuário NTU 2016-2017
Anuário NTU 2016-2017Anuário NTU 2016-2017
Anuário NTU 2016-2017Andre Dantas
 
DIÁLOGO SOBRE MOBILIDADE OU EXPERIÊNCIAS E INOVAÇÕES IMPLANTADAS E SEUS IMPAC...
DIÁLOGO SOBRE MOBILIDADE OU EXPERIÊNCIAS E INOVAÇÕES IMPLANTADAS E SEUS IMPAC...DIÁLOGO SOBRE MOBILIDADE OU EXPERIÊNCIAS E INOVAÇÕES IMPLANTADAS E SEUS IMPAC...
DIÁLOGO SOBRE MOBILIDADE OU EXPERIÊNCIAS E INOVAÇÕES IMPLANTADAS E SEUS IMPAC...Gabriella Ribeiro
 
Mobilidade Urbana por Meio de Vias Inteligentes
Mobilidade Urbana por Meio de Vias InteligentesMobilidade Urbana por Meio de Vias Inteligentes
Mobilidade Urbana por Meio de Vias InteligentesJaguaraci Silva
 
Metas em energia e transportes
Metas em energia e transportesMetas em energia e transportes
Metas em energia e transportesObsclima
 

Semelhante a ANPTrilhos apoia TAV e Trens Regionais (20)

TAV e os Trens Regionais
TAV e os Trens Regionais TAV e os Trens Regionais
TAV e os Trens Regionais
 
Sistema transporte aula uni9 2011
Sistema transporte aula uni9 2011Sistema transporte aula uni9 2011
Sistema transporte aula uni9 2011
 
Apresentação do TAV Trem Bala
Apresentação do TAV Trem BalaApresentação do TAV Trem Bala
Apresentação do TAV Trem Bala
 
Debate Automóvel e Consumo - Renato Boareto
Debate Automóvel e Consumo - Renato Boareto Debate Automóvel e Consumo - Renato Boareto
Debate Automóvel e Consumo - Renato Boareto
 
Carpool
CarpoolCarpool
Carpool
 
Sistemas Inteligentes de Transporte (ITS) no transporte público urbano
Sistemas Inteligentes de Transporte (ITS) no transporte público urbanoSistemas Inteligentes de Transporte (ITS) no transporte público urbano
Sistemas Inteligentes de Transporte (ITS) no transporte público urbano
 
Importância do Plano Municipal de Mobilidade e Transportes - 2004
Importância do Plano Municipal de Mobilidade e Transportes  -  2004Importância do Plano Municipal de Mobilidade e Transportes  -  2004
Importância do Plano Municipal de Mobilidade e Transportes - 2004
 
Projeto de HidroTrem como Transporte Público
Projeto de HidroTrem como Transporte PúblicoProjeto de HidroTrem como Transporte Público
Projeto de HidroTrem como Transporte Público
 
Apresentação mobilidade urbana e o planejamento das cidades vitória - 2011 ...
Apresentação mobilidade urbana e o planejamento das cidades   vitória - 2011 ...Apresentação mobilidade urbana e o planejamento das cidades   vitória - 2011 ...
Apresentação mobilidade urbana e o planejamento das cidades vitória - 2011 ...
 
BICICLETA_UMA VIA REA1L[1]
BICICLETA_UMA VIA REA1L[1]BICICLETA_UMA VIA REA1L[1]
BICICLETA_UMA VIA REA1L[1]
 
La Cuarta Feria Internacional de Transporte Masivo
La Cuarta Feria Internacional de Transporte MasivoLa Cuarta Feria Internacional de Transporte Masivo
La Cuarta Feria Internacional de Transporte Masivo
 
SISTEMAS BRT: conceitos e elementos técnicos
SISTEMAS BRT: conceitos e elementos técnicosSISTEMAS BRT: conceitos e elementos técnicos
SISTEMAS BRT: conceitos e elementos técnicos
 
Transporte conectado: A tecnologia melhorando a mobilidade urbana
Transporte conectado: A tecnologia melhorando a mobilidade urbanaTransporte conectado: A tecnologia melhorando a mobilidade urbana
Transporte conectado: A tecnologia melhorando a mobilidade urbana
 
Anuário NTU 2016-2017
Anuário NTU 2016-2017Anuário NTU 2016-2017
Anuário NTU 2016-2017
 
DIÁLOGO SOBRE MOBILIDADE OU EXPERIÊNCIAS E INOVAÇÕES IMPLANTADAS E SEUS IMPAC...
DIÁLOGO SOBRE MOBILIDADE OU EXPERIÊNCIAS E INOVAÇÕES IMPLANTADAS E SEUS IMPAC...DIÁLOGO SOBRE MOBILIDADE OU EXPERIÊNCIAS E INOVAÇÕES IMPLANTADAS E SEUS IMPAC...
DIÁLOGO SOBRE MOBILIDADE OU EXPERIÊNCIAS E INOVAÇÕES IMPLANTADAS E SEUS IMPAC...
 
Mobilidade Urbana em Salvador
Mobilidade Urbana em SalvadorMobilidade Urbana em Salvador
Mobilidade Urbana em Salvador
 
Plano de Mobilidade Urbana
Plano de Mobilidade UrbanaPlano de Mobilidade Urbana
Plano de Mobilidade Urbana
 
Mobilidade urbana pdf
 Mobilidade urbana pdf Mobilidade urbana pdf
Mobilidade urbana pdf
 
Mobilidade Urbana por Meio de Vias Inteligentes
Mobilidade Urbana por Meio de Vias InteligentesMobilidade Urbana por Meio de Vias Inteligentes
Mobilidade Urbana por Meio de Vias Inteligentes
 
Metas em energia e transportes
Metas em energia e transportesMetas em energia e transportes
Metas em energia e transportes
 

Mais de Fiesp Federação das Indústrias do Estado de SP

Mais de Fiesp Federação das Indústrias do Estado de SP (20)

Informativo DEREX - novembro/2016
Informativo DEREX - novembro/2016Informativo DEREX - novembro/2016
Informativo DEREX - novembro/2016
 
Informativo derex - outubro/2016
Informativo derex - outubro/2016Informativo derex - outubro/2016
Informativo derex - outubro/2016
 
Informativo do Derex – Setembro de 2016
Informativo do Derex – Setembro de 2016Informativo do Derex – Setembro de 2016
Informativo do Derex – Setembro de 2016
 
Apresentação emprego agosto 2016
Apresentação emprego agosto 2016 Apresentação emprego agosto 2016
Apresentação emprego agosto 2016
 
Naira Sato
Naira SatoNaira Sato
Naira Sato
 
Marcela Scavone
Marcela ScavoneMarcela Scavone
Marcela Scavone
 
Ladislau Martin
Ladislau MartinLadislau Martin
Ladislau Martin
 
Agustin Vargas
Agustin Vargas Agustin Vargas
Agustin Vargas
 
Apresentação Emprego - Julho 2016
Apresentação Emprego - Julho 2016Apresentação Emprego - Julho 2016
Apresentação Emprego - Julho 2016
 
Informativo derex - julho/2016
Informativo derex - julho/2016Informativo derex - julho/2016
Informativo derex - julho/2016
 
Apresentação conjuntura junho/2016
Apresentação conjuntura junho/2016Apresentação conjuntura junho/2016
Apresentação conjuntura junho/2016
 
Pesquisa Sensor - Julho/2016
Pesquisa Sensor - Julho/2016Pesquisa Sensor - Julho/2016
Pesquisa Sensor - Julho/2016
 
Apresentação Emprego - Junho 2016
Apresentação Emprego - Junho 2016Apresentação Emprego - Junho 2016
Apresentação Emprego - Junho 2016
 
Informativo do derex - Junho de 2016
Informativo do derex - Junho de 2016Informativo do derex - Junho de 2016
Informativo do derex - Junho de 2016
 
Sensor - junho/2016
Sensor -  junho/2016Sensor -  junho/2016
Sensor - junho/2016
 
Apresentação conjuntura - Maio/2016
Apresentação conjuntura - Maio/2016Apresentação conjuntura - Maio/2016
Apresentação conjuntura - Maio/2016
 
Informativo derex - Maio/2016
Informativo derex - Maio/2016Informativo derex - Maio/2016
Informativo derex - Maio/2016
 
Apresentação Emprego/Maio 2016
Apresentação Emprego/Maio 2016Apresentação Emprego/Maio 2016
Apresentação Emprego/Maio 2016
 
Apresentação conjuntura abril/2016
Apresentação conjuntura abril/2016Apresentação conjuntura abril/2016
Apresentação conjuntura abril/2016
 
Sensor - maio/2016
Sensor - maio/2016Sensor - maio/2016
Sensor - maio/2016
 

ANPTrilhos apoia TAV e Trens Regionais

  • 1. TAV e os Trens Regionais Junho, 2011 – FIESP – 6º Encontro de Logística e Transportes Joubert Flores – Presidente da ANPTrilhos e Diretor de Relações Institucionais do Metrô Rio contato@anptrilhos.org.br Apoio: Associados:
  • 2. 2 ANPTrilhos Apóia o Trem de Alta Velocidade Brasileiro A Associação Nacional dos Transportadores de Passageiros sobre Trilhos (ANPTrilhos) tem por objetivo promover o desenvolvimento e o aprimoramento do transporte de passageiros sobre trilhos no país, congregando operadores, empresas fabricantes, fornecedores e associações do setor. A ANPTrilhos apóia tanto a implantação do TAV Brasileiro, quanto dos Trens Regionais, baseada em quatro razões fundamentais: 1) Os projetos promovem a inovação tecnológica no país; 2) Evidenciam o transporte de passageiros sobre trilhos como uma solução para os centros urbanos e para o transporte regional; 3) Contribuem para o reordenamento do transporte urbano e interestadual; e 4) Estimulam as economias local e nacional.
  • 3. 3 Mobilidade Urbana no Brasil Os problemas relacionados à mobilidade das pessoas e das mercadorias nos centros urbanos afetam diretamente a qualidade de vida da população. Devido ao intenso crescimento urbano no Brasil a partir da década de 1950, muitas cidades e regiões metropolitanas passaram a apresentar sistemas de mobilidade de baixa qualidade e de alto custo, com impactos negativos na vida das pessoas e nos custos econômicos e ambientais para a sociedade. A grande transformação na mobilidade nas cidades brasileiras começou a ocorrer na década de 1950, quando o processo intenso de urbanização se associou ao aumento do uso de veículos motorizados, resultado de uma política de Estado que priorizou o investimento na indústria automobilística.
  • 4. 4 Mobilidade Urbana no Brasil Entre 1977 e 2005 nas grandes Regiões Metropolitanas do Brasil, observou- se a queda no uso do transporte público e o aumento no uso do automóvel. FONTE: IPEA, 2011.
  • 5. 5 Mobilidade Urbana no Brasil Atualmente, o sistema de Mobilidade urbana dos grandes centros urbanos brasileiros se caracteriza pelo intenso uso do transporte individual motorizado. Esse padrão de mobilidade baseado no uso intensivo de transporte motorizado individual teve enorme conseqüência nos gastos dos usuários, no consumo de energia e na geração de externalidades negativas como a poluição, o congestionamento e FONTE: IPEA, 2011. os acidentes de trânsito. FONTE: IPEA, 2011.
  • 6. 6 Problemática: Crescente Demanda por Transporte de Passageiros Saturação da infraestrutura atual Esgotamento da capacidade operacional dos sistemas de transportes implantados Alta demanda por transporte de passageiros Incremento dos tempos de deslocamento Aumento dos níveis de poluição Aumento do número de acidentes
  • 7. 7 Solução: Investimento em Transporte de Alta Capacidade 1 trem = 1.800 clientes = 43 ônibus = 200 vans =1.200 veículos particulares
  • 8. 8 Solução: Investimento em Transporte de Alta Capacidade Ônibus faixa Metrô - 1 via 6.700 pass./h 60.000 pass./h Automóveis faixas 5.450 pass./h
  • 9. 9 Implantação de Trilhos é tendência mundial para mobilidade TREM DE ALTA VELOCIDADE (acima de 200Km/h) Extensão Extensão Em Ano de Projetado País Inicial Atual Construção implantação (Km) (Km) (Km) (Km) Japão 1964 515 2.387 590 583 França 1981 471 1.872 299 2.616 Espanha 1992 471 1.599 2.219 1.702 Alemanha 1988 327 1.285 378 670 China 2003 442 832 3.404 4.075 Italia 1981 224 744 132 395 Turquia 2009 235 235 510 1.679 Portugal 1.006 Brasil 510
  • 10. 10 Implantação de Trilhos é tendência mundial para mobilidade SISTEMA METROVIÁRIO Extensão da Pass./ ano Cidades Nº de Linhas rede Nº Estações (m) (Km) Sydney 16 1.103,00 304 304,849 Nova York 10 479,56 424 1.629,072 Londres 12 438,90 270 1.103,403 Moscou 12 292,20 161 2.572,900 Madri 14 274,56 241 689,026 Pequim 8 200,00 106 713,270 Paris 14 214,50 300 1.525,520 Rio de Janeiro 2 41 33 163.958 São Paulo 4 70,6 62 754.049
  • 11. 11 Benefícios do Transporte sobre Trilhos Qualidade do Serviço: Aumento da mobilidade Regularidade urbana Segurança Menor tempo de deslocamento Conforto Aumento da qualidade de Diversidade vida e da produtividade Alta capacidade econômica Redução da poluição
  • 12. 12 ANPTrilhos trabalha pelo desenvolvimento do setor Pelas razões expostas é que a Associação Nacional dos Transportadores de Passageiros sobre Trilhos (ANPTrilhos) trabalha pelo desenvolvimento e aprimoramento do transporte de passageiros sobre trilhos no Brasil, buscando contribuir para a melhoria da mobilidade urbana e da qualidade de vida da população.
  • 13. OBRIGADO Joubert Flores – Presidente da ANPTrilhos e Diretor de Relações Institucionais do Metrô Rio contato@anptrilhos.org.br ANPTrilhos nas redes sociais: Twitter: @ANPTrilhos Facebook: ANP Trilhos Orkut: ANPTrilhos Apoio: Associados: