Raio-X do Comércio Exterior Brasileiro (Novembro 2011)

416 visualizações

Publicada em

Levantamento mensal do comércio exterior brasileiro por setor e parceiros comerciais.
Estudo realizado pela área de Análise Econômica do Departamento de Relações Internacionais e Comércio Exterior da FIESP.

Publicada em: Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
416
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
15
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Raio-X do Comércio Exterior Brasileiro (Novembro 2011)

  1. 1. novembro | 2011 Saldo sofre terceira queda consecutiva: Em novembro o saldo da balança comercial recuou pelo terceiro mês seguido, registrando apenas US$ 583 milhões. Ainda assim, este superávit é 87% maior se comparado ao mesmo mês de 2010. No acumulado do ano o saldo apresenta alta de 74%, tendo atingido US$ 26,0 bi. [pág. 01] 2º pior saldo do ano em manufaturas: A balança comercial de produtos manufaturados registrou o segundo pior resultado do ano, com déficit de US$ 9,5 bi. Com isto a média mensal para o segundo semestre é de saldo negativo de US$ 8,9 bi, o que faz o resultado anual aproximar-se de ultrapassar os US$ 90 bi, como previsto desde o início do ano. [pág. 01] China deve fechar o ano com destaque: Faltando um mês para fechar o ano, dentre os principais parceiros, a China possui o maior crescimento em corrente de comércio e como destino das exportações, além de ser o pior saldo brasileiro na balança de manufaturas dentre todos os países, já tendo atingido US$ 27,4 bi de déficit, 1/3 do déficit total do Brasil. Tal importância chinesa colaborou tanto para a manutenção do superávit quanto para a concentração da pauta de exportações em poucos produtos. [págs. 02 e 03] Estagnação na exportação para destinos de manufaturas: As vendas de manufaturas para o México - com o qual o Brasil possui um Acordo de Complementação Econômica (ACE) no setor automotivo - e Alemanha, 4º e 5º principais destinos de manufaturas, respectivamente, apresentam estagnação na comparação do acumulado até novembro, com crescimento de apenas 1% nas vendas medidas em dólares. [pág. 03] Alta nos preços esconde queda nas manufaturas: Na comparação do acumulado até novembro as exportações de produtos manufaturados tiveram uma alta de 17% em dólares, crescimento inferior ao apresentado pelos produtos básicos (+29%) e semimanufaturados (+30%). No entanto, a pior notícia é que quando medidas em peso (quantum) as exportações de manufaturas, mais do que apresentar desempenho inferior às outras duas classes, tiveram queda de 1%. [pág. 05] Principais produtos de exportação: Dentre os principais produtos de exportação, o açúcar (tanto em bruto quanto o refinado), os automóveis de passageiros e os aviões se aproximam do término do ano com desempenho negativo, tendo apresentado queda nas vendas, com a ressalva de que açúcar em bruto aumentou suas exportações em valor. [pág. 05] Principais produtos de importação: No acumulado de janeiro a novembro destacam-se as quedas (em peso) nas importações de trigo em grãos (-10%), catodos de cobre (-7%) e os laminados planos de ferro ou aços (-45%, com queda também em valor). [pág. 06]
  2. 2. RAIO-X DO COMÉRCIO EXTERIOR BRASILEIRO Evolução da Balança Comercial Brasileira (US$ Bilhões) 26,2 23,2 23,7 23,3 20,9 22,3 22,3 22,1 21,821,2 19,3 20,2 20,2 19,8 17,7 18,3 19,7 19,3 19,1 17,4 16,7 17,7 15,6 15,214,8 15,5 5,4 4,4 3,5 3,1 3,9 3,1 1,2 1,6 1,9 2,4 0,3 0,4 0,6 nov/10 dez jan/11 fev mar abr mai jun jul ago set out nov/11 Exportações Importações Saldo Balança Comercial por Período (US$ Bilhões) Exportações Importações Saldo Período 2011 2010 ∆% 2011 2010 ∆% 2011 2010 ∆% Novembro 21,8 17,7 23% ▲ 21,2 17,4 22% ▲ 0,6 0,3 87% ▲ Jan a Nov 233,9 181,0 29% ▲ 207,9 166,0 25% ▲ 26,0 15,0 74% ▲ Últimos 254,8 195,5 30% ▲ 223,5 178,3 25% ▲ 31,4 17,1 83% ▲ 12 meses* Balança Comercial por Fator Agregado (US$ Bilhões) Exportações Importações Saldo Jan a Jan a Jan a Jan a Jan a Jan a Nov/11 Nov/10 ∆% Nov/11 Nov/10 ∆% Nov/11 Nov/10 ∆% Básicos 112,0 80,5 39% ▲ 29,7 22,0 35% ▲ 82,3 58,6 40% ▲ Semi- 33,3 25,5 30% ▲ 8,7 6,4 36% ▲ 24,6 19,1 29% ▲ Manufaturados Manufaturados 84,0 71,6 17% ▲ 169,5 137,8 23% ▲ -85,5 -66,2 -29% ▼ Composição da Pauta de Exportações Composição da Pauta de Importações Jan a Nov/11 Jan a Nov/11 Operações Manufaturados Básicos Especiais 48% 82% 2% 14% Básicos 36% 14% Semi- 4% Semi-Manufaturados Manufaturados ManufaturadosFonte: AliceWeb/MDIC *dez/10 a nov/11 01
  3. 3. RAIO-X DO COMÉRCIO EXTERIOR BRASILEIRO Composição por origens e destinos (Últimos 12 meses*) Exportações Importações União EUA União EUA Européia US$ 25,5 Bi Européia US$ 33,4 Bi US$ 53,1 Bi US$ 45,9 Bi 15% 21% 10% China 21% China 17% US$ 43,3 Bi 14% US$ 32,3 Bi 32% 16% 20% Am. Latina 34% Am. Latina Outros Outros US$ 36,5 Bi US$ 81,1 Bi US$ 51,9 Bi US$ 75,4 Bi Balança Comercial por Destinos e Origens (US$ Milhões) Exportações Importações Jan a Jan a Jan a Jan a País Nov/11 Nov/10 ∆% País Nov/11 Nov/10 ∆% 1º China 40.654 28.160 44% ▲ 1º E.U.A. 31.175 24.851 25% ▲ 2º E.U.A. 23.200 17.001 36% ▲ 2º China 30.151 23.421 29% ▲ 3º Argentina 20.939 16.456 27% ▲ 3º Argentina 15.561 13.098 19% ▲ 4º Países Baixos 12.741 9.190 39% ▲ 4º Alemanha 13.968 11.389 23% ▲ 5º Japão 8.557 6.487 32% ▲ 5º Coréia do Sul 9.226 7.801 18% ▲ 6º Alemanha 8.256 7.263 14% ▲ 6º Nigéria 7.716 5.527 40% ▲ 7º Itália 5.011 3.726 34% ▲ 7º Japão 7.279 6.384 14% ▲ 8º Chile 4.935 3.485 42% ▲ 8º Itália 5.743 4.396 31% ▲ 9º Reino Unido 4.740 4.136 15% ▲ 9º Índia 5.549 3.882 43% ▲10º PNA¹ 4.464 3.156 41% ▲ 10º França 4.939 4.401 12% ▲ Total 233.912 180.997 29% ▲ Total 207.906 166.044 25% ▲ Corrente de Comércio Saldo Comercial Jan a Jan a Jan a Jan a País ∆% País ∆% Nov/11 Nov/10 Nov/11 Nov/10 1º China 70.805 51.581 37% ▲ 1º Países Baixos 10.795 7.546 43% ▲ 2º E.U.A. 54.375 41.852 30% ▲ 2º China 10.502 4.739 122% ▲ 3º Argentina 36.500 29.553 24% ▲ 3º Argentina 5.378 3.358 60% ▲ 4º Alemanha 22.225 18.652 19% ▲ 4º Venezuela 2.950 2.749 7% ▲ 5º Japão 15.835 12.871 23% ▲ 5º Santa Lúcia 2.333 2.322 0,5% ▲ 6º Países Baixos 14.686 10.835 36% ▲ 6º Irã 2.228 1.797 24% ▲ 7º Coréia do Sul 13.468 11.214 20% ▲ 7º Paraguai 2.074 1.741 19% ▲ 8º Itália 10.754 8.122 32% ▲ 8º Egito 2.023 1.637 24% ▲ 9º Chile 9.219 7.224 28% ▲ 9º Cingapura 1.940 393 394% ▲10º França 8.954 7.454 20% ▲ 10º Bélgica 1.925 1.810 6% ▲ Total 441.818 347.041 27% ▲ Total 26.007 14.953 74% ▲Fonte: AliceWeb/MDIC *dez/10 a nov/11 ¹Provisão de Navios e Aeronaves 02
  4. 4. RAIO-X DO COMÉRCIO EXTERIOR BRASILEIRO Evolução da Balança Comercial Brasileira de Manufaturados (US$ Bilhões) 18,5 17,4 15,7 15,7 15,8 16,7 16,3 14,5 14,3 14,5 13,0 12,2 12,4 8,1 7,6 9,0 7,8 8,9 8,1 7,8 7,9 7,0 6,6 7,4 6,8 5,9 nov/10 dez jan/11 fev mar abr mai jun jul ago set out nov/11 -4,8 -6,2 -5,8 -7,5 -6,8 -7,7 -8,0 -6,7 -8,1 -9,6 -8,7 -8,5 -9,5 Exportações Importações Saldo Composição por origens e destinos (Últimos 12 meses*) - Manufaturados Exportações Importações União EUA Outros Européia União US$ 29,7 Bi US$ 19,8 Bi US$ 17,0 Bi Européia 16% 22% 19% US$ 43,6 Bi 24% China EUA 17% US$ 31,1 Bi 12% US$ 11,4 Bi 45% 2% 13% China 30% Am. Latina Am. Latina US$ 2,0 Bi Outros US$ 23,4 Bi US$ 41,8 Bi US$ 54,5 Bi Balança Comercial de Manufaturados - Destinos e Origens (US$ Milhões) Exportações Importações Jan a Jan a Jan a Jan a País Nov/11 Nov/10 ∆% País Nov/11 Nov/10 ∆% 1º Argentina 18.821 14.937 26% ▲ 1º China 29.210 22.841 28% ▲ 2º EUA 10.534 9.088 16% ▲ 2º EUA 27.924 22.603 24% ▲ 3º Países Baixos 4.390 3.605 22% ▲ 3º Alemanha 13.358 10.780 24% ▲ 4º México 2.978 2.961 1% ▲ 4º Argentina 12.543 10.892 15% ▲ 5º Alemanha 2.849 2.831 1% ▲ 5º Coréia do Sul 9.169 7.762 18% ▲ Total 83.982 71.613 17% ▲ Total 169.517 137.798 23% ▲ Corrente de Comércio Saldo Comercial Jan a Jan a Jan a Jan a País ∆% País ∆% Nov/11 Nov/10 Nov/11 Nov/10 1º EUA 38.458 31.691 21% ▲ 1º Argentina 6.278 4.046 55% ▲ 2º Argentina 31.365 25.829 21% ▲ 2º Países Baixos 2.560 2.001 28% ▲ 3º China 31.003 24.030 29% ▲ 3º Paraguai 2.286 1.993 15% ▲ 4º Alemanha 16.206 13.611 19% ▲ 4º Peru 1.441 1.290 12% ▲ 5º Coréia do Sul 9.648 8.178 18% ▲ 5º Chile 1.402 1.711 -18% ▼ Total 253.499 209.411 21% ▲ Total -85.535 -66.184 -29% ▼Fonte: AliceWeb/MDIC *dez/10 a nov/11 03
  5. 5. RAIO-X DO COMÉRCIO EXTERIOR BRASILEIRO Exportações e Importações - Fator Agregado - Últimos 12 meses (dez/10 a nov/11) Exportações Importações Semi- Básicos US$ 0,9 bi Manufaturas US$ 0,1 bi US$ 2,0 biChina 5% Básicos 85% US$ 36,7 bi 10% Semi- 97% US$ 4,6 bi Manufaturas US$ 31,1 bi Semi- Semi- BásicosEstados Unidos US$ 2,7 bi US$ 5,2 bi US$ 0,6 bi 8% Básicos 20% US$ 8,8 bi 35% 45% 90% Manufaturas US$ 11,4 bi Manufaturas US$ 29,7 bi Semi-América Latina Semi- Manufaturas Manufaturas US$ 3,7 bi US$ 41,8 bi 81% US$ 2,1 bi US$ 23,4 bi 10% 65% 4% 15% Básicos 25% Básicos US$ 7,5 bi US$ 9,2 bi Semi- Semi- BásicosUnião Européia US$ 0,7 bi US$ 1,3 bi US$ 8,4 bi Básicos 16% US$ 27,5 bi 52% 32% Manufaturas 96% US$ 17,0 bi Manufaturas US$ 43,6 biFonte: AliceWeb/MDIC 04
  6. 6. RAIO-X DO COMÉRCIO EXTERIOR BRASILEIRO Exportações - Principais Produtos (US$ Milhões) Jan a Jan a Variação Part.* Nov/11 Nov/10 Valor PesoTotal 100% 233.912 180.997 29% 5% Básicos 47,9% 111.964 80.513 39% 6% Minérios de ferro e seus concentrados 16,3% 38.145 25.372 50% 6% Petróleo, em bruto 8,2% 19.076 13.478 42% 1% Soja, mesmo triturada 6,7% 15.631 10.897 43% 10% Café em grão 3,1% 7.255 4.551 59% 1% Carne de frango 2,7% 6.413 5.261 22% 2% Outros 10,9% 25.444 20.954 21% 3% Semimanufaturados 14,2% 33.282 25.530 30% 6% Açúcar, em bruto 4,6% 10.671 8.479 26% -3% Celulose 2,0% 4.567 4.280 7% 1% Produtos semimanufaturados de ferro ou aços 1,8% 4.225 2.291 84% 39% Ferroligas 1,0% 2.308 1.843 25% 10% Ouro em forma semimanufaturada 0,9% 2.043 1.634 25% -3% Outros 4,0% 9.468 7.002 35% 17% Manufaturados 35,9% 83.982 71.613 17% -1% Automóveis de passageiros 1,7% 3.860 4.006 -4% -0,2% Partes e peças para veículos 1,6% 3.629 3.126 16% 6% Óleos combustíveis 1,5% 3.450 2.365 46% 5% Aviões 1,3% 3.156 3.256 -3% -3% Açúcar refinado 1,3% 3.141 3.259 -4% -28% Polímeros plásticos 0,9% 2.060 1.453 42% 22% Óxidos e hidróxidos de alumínio 0,9% 2.034 1.543 32% 12% Veículos de carga 0,9% 2.017 1.526 32% 19% Máquinas e aparelhos p/ terraplanagem, etc 0,8% 1.980 1.218,1 63% 32% Laminados planos de ferro ou aços 0,8% 1.852 1.533 21% 1% Partes de motores para automóveis 0,7% 1.724 1.361 27% 13% Pneumáticos 0,6% 1.519 1.235 23% 1% Motores, geradores e transformadores elétricos 0,6% 1.515 1.470 3% 6% Bombas e compressores 0,6% 1.504 1.333 13% -3% Suco de laranja, não congelado 0,6% 1.381 982,7 41% 7% Outros 21,0% 49.162 41.947 17% -1%*Participação sobre o total exportado no período de Janeiro a . A soma das participações é inferior a 100% devido às OperaçõesEspeciais, não incluídas aqui.Fonte: AliceWeb/MDIC 05
  7. 7. RAIO-X DO COMÉRCIO EXTERIOR BRASILEIRO Importações - Principais Produtos (US$ Milhões) Jan a Jan a Variação Part.* Nov/11 Nov/10 Valor PesoTotal 100% 207.906 166.044 25% 7% Básicos 14,3% 29.699 21.956 35% 2% Petróleo, em bruto 6,3% 13.153 9.317 41% -2% Hulhas, mesmo em pó, não aglomeradas 1,9% 3.926 2.846 38% 7% Gás natural 1,2% 2.466 1.933 28% 2% Trigo, em grãos 0,8% 1.705 1.384 23% -10% Minérios de cobre e seus concentrados 0,5% 1.078 922 17% -3% Outros 3,5% 7.371 5.553 33% 8% Semimanufaturados 4,2% 8.722 6.433 36% 22% Cloreto de potássio 1,5% 3.205 2.067 55% 26% Catodos de cobre e seus elementos 0,9% 1.947 1.686 16% -7% Borracha sintética e borracha artificial 0,3% 722 557 30% -4% Celulose 0,2% 329 307 7% -2% Ferro-ligas 0,1% 282 233,7 21% 38% Outros 1,1% 2.237 1.584 41% 17% Manufaturados 81,5% 169.517 137.798 23% 9% Automóveis de passageiros 5,2% 10.771 7.609 42% 34% Óleos combustíveis 3,6% 7.399 5.043 47% 7% Partes e peças para veículos 2,8% 5.757 4.854 19% 18% Medicamentos para medicina humana e veterinária 2,6% 5.341 5.219 2% -4% Naftas 2,2% 4.495 3.349 34% -0,4% Circuitos integrados e microconjuntos eletrônicos 2,0% 4.117 3.740 10% -5% Partes de aparelhos transmissores ou receptores 1,7% 3.435 3.043 13% 5% Motores, geradores e transformadores elétricos 1,4% 2.900 2.418 20% 25% Compostos heterocíclicos, seus sais e sulfonamidas 1,3% 2.670 2.420 10% 1% Intrumentos e aparelhos de medida, verificação, etc 1,3% 2.605 2.115 23% 21% Rolamentos e engrenagens, suas partes e peças 1,1% 2.382 1.959 22% 24% Máquinas automáticas para proc. de dados 1,1% 2.286 1.977 16% 3% Adubos ou fertiliz. com nitrogênio, fósforo ou potássio 1,1% 2.281 963 137% 78% Laminados planos de ferro ou aços 1,1% 2.193 3.107 -29% -45% Bombas e compressores 1,0% 2.140 2.192 -2% 4% Outros 52,3% 108.745 87.788 24% 11%*Participação sobre o total importado no periodo de Janeiro a .Fonte: AliceWeb/MDIC 06
  8. 8. EQUIPE TÉCNICAFederação das Indústrias do Estado de São Paulo – FIESPDepartamento de Relações Internacionais e Comércio Exterior – DEREXÁrea de Análise Econômica do Comércio ExteriorDiretor Titular: Roberto Giannetti da Fonseca Gerente: Frederico Arana Meira Coordenador: Fabrízio Sardelli PanziniEquipe: Paula Bolonha, Wellington Freire, Paulo Vitor Lira e Laura GonçalvesEndereço: Av. Paulista, 1313, 4º andar – São Paulo/SP – 01311-923 Telefone: (11) 3549-4234/4531 Fax: (11) 3549-4730

×