junho | 2011                    Destaques dos Investimentos Brasileiros no Exterior                                Investi...
Raio-X dos Investimentos                                                        Junho de 2011                             ...
Raio-X dos Investimentos                                       Raio-X do Investimento                                     ...
Raio-X dos Investimentos                                                          Junho de 2011                           ...
Raio-X dos Investimentos                                       Raio-X do Investimento                                     ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Raio-X dos Investimentos ( Junho 2011)

675 visualizações

Publicada em

Monitoramento mensal do investimento estrangeiro direto no Brasil (IED) e do investimento brasileiro direto no exterior (IBD).
Estudo realizado pela área de Análise Econômica do Departamento de Relações Internacionais e Comércio Exterior da FIESP.

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
675
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
29
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Raio-X dos Investimentos ( Junho 2011)

  1. 1. junho | 2011 Destaques dos Investimentos Brasileiros no Exterior Investimento Brasileiro Direto Líquido: em junho o IBD líquido fechou positivo em US$ 117,0 milhões, apenas no mês de abril as saídas de investimentos haviam sido maiores do que os retornos. Como resultado desta tendência, o país apresentou, até junho, saldo negativo de US$ 10,2 bilhões pelo retorno de investimentos do exterior. Saída Bruta de IBD: apenas o setor primário apresentou alta nos investimentos brasileiros no exterior, na comparação entre os acumulados de janeiro a junho de 2010 e 2011, atingindo crescimento de 56,4%. O Setor de Extração de minerais metálicos foi o que apresentou maior dinamismo, crescendo 115,6% em relação ao mesmo período de 2010. Apesar do maior crescimento do setor primário, os setores de serviços e da indústria apresentam maiores montantes de investimentos, respectivamente, US$ 4,2 bilhões e US$ 3,8 bilhões, até junho de 2011. Petrobras compra blocos de petróleo no Gabão: a Petrobras, por meio de sua subsidiária, Petrobras Participaciones, anuncia a compra de 50% dos direitos dos blocos de petróleo na bacia costeira do Gabão. A empresa britânica Ophir Energy mantém, ainda, 50% dos direitos. Destaques dos Investimentos Estrangeiros no Brasil IED acumulado no primeiro semestre alcança US$ 32,5 bilhões: apenas no primeiro semestre de 2011, o Brasil já registrou a entrada líquida de US$ 32,5 bilhões, cerca de 170% a mais do que no mesmo período de 2010. A despeito deste fato, destaca-se, também, a entrada de capitais pela conta de Empréstimos Intercompanhia. De janeiro a junho de 2010 esta linha de entrada de divisas apresentava saldo negativo de US$ 160 milhões, no mesmo período de 2011 o saldo alcançou US$ 6,7 bilhões positivos. Fato que levanta a hipótese de que estes capitais não estejam ligados a investimentos produtivos, pela possibilidade de aplicação destes recursos no mercado financeiro por meio das filiais de empresas estrangeiras alocadas no Brasil. Setor de Serviços acumula a maior entrada bruta de investimentos estrangeiros: a entrada bruta de IED em 2011, no acumulado até junho, é 77,2% maior do que em 2010. O setor de serviços foi responsável por 57,0% destes investimentos, cerca de US$ 18,2 bilhões. Telecomunicações foi o setor que apresentou maior crescimento em relação a 2010 (845,0%), com investimentos em cerca de US$ 6,0 bilhões. No setor industrial, o crescimento foi de 0,7% em relação a 2010, com Metalurgia liderando a entrada de recursos, US$ 3,3 bilhões no acumulado até junho, 528,2% de crescimento em relação ao mesmo período de 2010. Mazda Motors e Sumitomo Corp. estabelecem acordo para atuar no mercado brasileiro: a empresa japonesa Mazda e a empresa Sumitomo Corp. do Brasil chegaram a um acordo para estabelecer uma joint venture no país no intuito de importar automóveis, partes e peças. O acordo entre ambas prevê, ainda, outra joint venture no México para a produção de automóveis para exportação. Elaboração: DEREX / Área de Análise Econômica do Comércio Exterior – junho de 2011
  2. 2. Raio-X dos Investimentos Junho de 2011 Investimento Brasileiro Direto Líquido (US$ Milhões) jan-jun/10 jan-jun/11 Variação Investimentos Brasileiros Diretos - Total 8.881 -10.228 -215,2% ▼ Participação no capital 12.110 6.930 -42,8% ▼ Empréstimos Intercompanhias -3.229 -17.158 -431,4% ▼ Evolução do Investimento Brasileiro Direto Líquido (US$ Bilhões) 6,0 4,7 4,0 2,0 2,0 1,2 0,7 0,1 0,1 0,0 -0,5 -2,0 -1,1 -1,5 -2,1 -1,6 -2,5 -4,0 -6,0 -6,3 -8,0 mar/11 jun/10 jul/10 ago/10 set/10 out/10 nov/10 dez/10 jan/11 fev/11 abr/11 mai/11 jun/11 Saída Bruta de Investimento Brasileiro Direto por Setor (US$ Milhões) Setores jan-jun/10 Part. jan-jun/11 Part. Variação Total Primários 226,0 100% 353,5 100% 56,4% ▲ Extração de minerais metálicos 90,0 39,8% 194,0 54,9% 115,6% ▲ Atividades de apoio à extração mineral 46,0 20,4% 85,5 24,2% 85,9% ▲ Extração de petróleo e gás natural 53,0 23,5% 74,0 20,9% 39,6% ▲ Agricultura, pecuária e serviços relacionados 35,0 15,5% 0,0 0,0% - Outros primários 2,0 0,9% 0,0 0,0% - Total Indústria 4.940,0 100% 3.823,0 100% -22,6% ▼ Produtos minerais não-metálicos 233,0 4,7% 1.330,5 34,8% 471,0% ▲ Produtos alimentícios 3.398,0 68,8% 753,7 19,7% -77,8% ▼ Coque, derivados de petróleo e biocombustíveis 454,0 9,2% 586,3 15,3% 29,1% ▲ Celulose, papel e produtos do papel 0,0 0,0% 324,0 8,5% - Metalurgia 500,0 10,1% 311,3 8,1% -37,7% ▼ Outros da indústria 355,0 7,2% 517,2 13,5% 45,7% ▲ Total Serviços 8.715,0 100% 4.152,3 100% -52,4% ▼ Serviços financeiros e atividades auxiliares 6.199,0 71,1% 1.498,0 36,1% -75,8% ▼ Telecomunicações 39,0 0,4% 902,8 21,7% *** Serviços financeiros - holdings não-financeiras 1.633,0 18,7% 804,5 19,4% -50,7% ▼ Comércio, exceto veículos 92,0 1,1% 356,5 8,6% 287,5% ▲ Serviços de escritório e outros serviços prestados a empresas 6,0 0,1% 171,6 4,1% *** Outros serviços 746,0 8,6% 418,8 10,1% -43,9% ▼***Variação maior que 1000%Fonte: Banco Central do Brasil e ISI Emerging Marketing 01Elaboração: DEREX / Área de Análise Econômica do Comércio Exterior
  3. 3. Raio-X dos Investimentos Raio-X do Investimento Junho de 2011 Janeiro a Junho de 2010 Janeiro a Junho de 2011 Ilhas Cayman Ilhas Cayman Áustria US$ 6,1 Bi US$ 1,9 Bi US$ 1,5 Bi 44% 18% 23% Estados Unidos Reino Unido US$ 1,7 Bi 12% US$ 0,9 Bi 11% Demais Luxemburgo países US$ 1,2 Bi 9% Demais países Estados Unidos US$ 3,2 Bi Países Baixos US$ 2,5 Bi Argentina França US$ 0,9 Bi 23% 30% US$ 0,7 Bi US$ 0,7 Bi US$ 0,8 Bi 10% 6% 8% 5% Fusões e Aquisições Efetivadas (F.&.A.) - Empresas Brasileiras no Exterior (US$ mi) jan-jun jan-jun Part. Part. Var. 2010 2011 F&A Total 4.465,65 100% 3.764,89 100,0% -15,7% Completadas 606 14% 6 0,2% -99,0% Negociação em andamento 3.860 0,86 3.759 99,8% -2,6% Transações de Empresas Brasileiras no Exterior em Junho de 2011 Fusões (F); Aquisições (A); Joint Venture (J) Vendedor Comprador Detalhes da Transação País Empresa Setor Empresa Tipo Part. US$ Mi Status Reino Ophir Energy (blocos no Petrolífero Petrobras (A) 50,0% - Anunciada Unido Gabão)Fonte: Banco Central do Brasil e ISI Emerging Marketing 02Elaboração: DEREX / Área de Análise Econômica do Comércio Exterior
  4. 4. Raio-X dos Investimentos Junho de 2011 Investimento Estrangeiro Direto Líquido (US$ Milhões) jan-jun/10 jan-jun/11 Variação Investimentos Estrangeiros Diretos - Total 12.096 32.477 168,5% ▲ Participação no capital 12.256 25.827 110,7% ▲ Empréstimos Intercompanhia -160 6.650 *** Evolução do Investimento Estrangeiro Direto Líquido (US$ Bilhões) 18,0 16,0 15,4 14,0 12,0 10,0 7,7 8,0 6,8 6,8 6,0 5,4 5,5 5,5 3,7 4,0 4,0 2,6 2,4 3,0 2,0 0,7 0,0 mar/11 jun/10 jul/10 ago/10 set/10 out/10 nov/10 dez/10 jan/11 fev/11 abr/11 mai/11 jun/11 Entrada Bruta de Investimento Estrangeiro Direto por Setor (US$ Milhões) Setores jan-jun/10 Part. jan-jun/11 Part. Variação Total Primários 2.784,5 100% 4.243,9 100% 52,4% ▲ Extração de petróleo e gás natural 1.091,6 39,2% 1.946,6 45,9% 78,3% ▲ Extração de minerais metálicos 1.310,1 47,1% 1.527,5 36,0% 16,6% ▲ Atividades de apoio à extração de minerais 86,9 3,1% 455,5 10,7% 424,4% ▲ Agricultura, pecuária e serviços relacionados 83,5 3,0% 245,8 5,8% 194,5% ▲ Produção florestal 210,1 7,5% 48,6 1,1% -76,9% ▼ Outros primários 2,3 0,1% 19,9 0,5% 768,3% ▲ Total Indústria 9.628,9 100% 9.692,7 100% 0,7% ▲ Metalurgia 530,5 5,5% 3.332,7 34,4% 528,2% ▲ Produtos minerais não-metálicos 51,1 0,5% 1.373,2 14,2% *** Produtos alimentícios 640,4 6,7% 1.269,0 13,1% 98,1% ▲ Coque, derivados de petróleo e biocombustíveis 1.699,7 17,7% 894,2 9,2% -47,4% ▼ Produtos químicos 5.125,3 53,2% 468,9 4,8% -90,9% ▼ Outros da indústria 1.581,8 16,4% 2.354,6 24,3% 48,9% ▲ Total Serviços 5.738,0 100% 18.234,0 100% 217,8% ▲ Telecomunicações 632,1 11,0% 5.973,4 32,8% 845,0% ▲ Serviços financeiros e atividades auxiliares 910,0 15,9% 1.423,6 7,8% 56,4% ▲ Atividades imobiliárias 556,5 9,7% 1.004,7 5,5% 80,5% ▲ Outros serviços 2.711,9 47,3% 4.831,6 26,5% 78,2% ▲***Variação maior que 1000%Fonte: Banco Central do Brasil e ISI Emerging MarketingElaboração: DEREX / Área de Análise Econômica do Comércio Exterior 03
  5. 5. Raio-X dos Investimentos Raio-X do Investimento Junho de 2011 Janeiro a Junho de 2010 Janeiro a Junho de 2011 Estados Unidos Países Baixos Suíça Suíça US$ 2,5 Bi US$ 9,6 Bi US$ 4,9 Bi US$ 4,9 Bi 14% 30% 15% 27% França US$ 2,0 Bi Estados 11% Unidos US$ 2,5 Bi Países 8% Baixos US$ 1,8 Bi França 10% US$ 2,0 Bi Demais países Demais países 6% US$ 6 Bi Luxemburgo US$ 6 Bi Luxemburgo 33% US$ 0,8 Bi 19% US$ 0,8 Bi 5% 3% Fusões e Aquisições Efetivadas (F.&.A.) - Empresas Estrangeiras no Brasil (US$ mi) jan-jun jan-jun Part. Part. Var. 2010 2011 F&A Total 26.550,00 100% 5.532,70 100,0% -79,2% Completadas 9.191 35% 1.036 18,7% -88,7% Negociação em andamento 17.359 0,65 4.497 81,3% -74,1% Transações de Empresas Estrangeiras no Brasil em Junho de 2011 Fusões (F); Aquisições (A); Joint Venture (J) Comprador Vendedor Detalhes da Transação País Empresa Setor Empresa Tipo Part. US$ Mi Status Irlanda WPP PLC Comunicação Gringo Publicidade (A) 70,0% - Completa Irlanda WPP PLC Comunicação F. Biz Ltda (A) 70,0% - Completa Suiça Informa PLC Eventos Brazil Trade Shows (A) 100,0% 105,3 Completa Ibratexpo Feiras e Suiça Informa PLC Eventos (A) 100,0% 27,9 Completa Eventos EUA Lousiana-Pacific Corp Materiais de Construção LP-Brasil Industria (A) 100,0% 24,0 Completa Japão Mazda motor Automotivo Sumimoto Corp. (J) 70,0% - Anunciada EUA Amgen Inc. Distribuidora PED Distribuidora (A) 100,0% 21,9 Completa França Louis Dreyfus Fertilizantes Macrofertil Ind. E Com. (A) - - CompletaAlemanha Bayer Ag Soja Goiania Investimentos (A) 100,0% Anunciada França Limagrain Hold. Sementes Brasmilho Rep. (A) 85,0% - Completa EUA Bemis Co. Embalagens Dixie Toga (A) - 86,7 Anunciada Japão Rakuten Inc. Comunicação Ikeda (A) 75,0% - CompletaAustrália Centauros Metals Mineração Serra do Lontra Project (A) - 3,0 Completa Computer Sciences VIXIA Consultoria e EUA TI (A) - - Completa Corp Consultoria EUA Cargill Inc. Bionenergia USJ Group (J) 50,0% - AnunciadaAlemanha Schenck Process Mineração Pentec Soluções (A) 100,0% - CompletaFonte: Banco Central do Brasil e ISI Emerging Marketing 04Elaboração: DEREX / Área de Análise Econômica do Comércio Exterior

×