fevereiro | 2011                Destaques dos Investimentos Brasileiros no Exterior                                Mantém-...
Raio-X dos Investimentos                                                  Fevereiro de 2011                               ...
Raio-X dos Investimentos                                       Raio-X do Investimento                                     ...
Raio-X dos Investimentos                                                 Fevereiro de 2011                                ...
Raio-X dos Investimentos                                        Fevereiro do Investimento                                 ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Raio-X dos Investimentos ( Fevereiro 2011)

657 visualizações

Publicada em

Monitoramento mensal do investimento estrangeiro direto no Brasil (IED) e do investimento brasileiro direto no exterior (IBD).
Estudo realizado pela área de Análise Econômica do Departamento de Relações Internacionais e Comércio Exterior da FIESP.

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
657
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
19
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Raio-X dos Investimentos ( Fevereiro 2011)

  1. 1. fevereiro | 2011 Destaques dos Investimentos Brasileiros no Exterior Mantém-se a queda nos Investimentos brasileiros direto: os investimentos nos setores de serviço e da indústria, no acumulado de janeiro a fevereiro de 2011, contra o mesmo período de 2010, apresentam queda de 70% e 89,6%, respectivamente. O principal motivo de queda em serviços pode ser explicado pela redução de investimentos dos setores de serviços financeiros e atividades auxiliares (81,1%) e pelas holdings não-financeiras (80%). Do lado da indústria, a principal queda aconteceu em produtos alimentícios (97,9%), mantendo a tendência de janeiro. Setor Primário sustenta a saída de investimento brasileiro: os investimentos em fevereiro, se comparado com o mesmo mês de 2010, foi 250% maior. O principal volume de investimento ficou por conta das atividades de apoio à extração mineral, US$ 62 milhões. O maior crescimento relativo a 2010 foi em extração de petróleo e gás, 116,7% a mais. Empresa petrolífera brasileira compra empresa canadense: o grupo HRT participações, que possui duas empresas ligadas à indústria do petróleo, uma de serviços (IPEX) e outra de exploração e produção (HRT O&G), adquiriu a empresa canadense UNX Energy. Segundo comunicado da empresa, a compra tem o motivo estratégico de aumentar sua posição na exploração de bacias no mar da Namíbia. Destaques dos Investimentos Estrangeiros no Brasil IED acumulado até fevereiro de 2011 supera em cerca de 210% o mesmo período do ano anterior: a principal contribuição para esta elevação veio do setor de serviços, principalmente de obras de infraestrutura com elevação de 905,5% em relação ao mesmo período de 2010. Na mesma comparação com o ano passado, a entrada dos investimentos estrangeiros diretos no Brasil, para os setores primário e industrial, foi menor em 38,4% e 23,5%, respectivamente. Países baixos foram os maiores investidores em fevereiro: com o montante de US$ 4,4 bilhões, ou seja, 51% dos investimentos estrangeiros diretos no país, o país lidera o ranking no mês, seguido de Estados Unidos, US$ 1,1 bilhão (13%) e Espanha com US$ 861 milhões (10%). Estatal chinesa compra empresa no setor de fibras de vidro: em uma operação de US$ 59,5 milhões, a estatal chinesa Chongqing Polycomp International Corporation (CPIC), firma um acordo com a norte-americana Owens Corning para aquisição da empresa localizada no interior de São Paulo, Capivari Fibras de Vidros. A operação foi motivada pelo veto do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE) em relação ao poder de mercado nas mãos da empresa norte-americana, após a compra desta da empresa Compagnie de Saint-Goban. A finalização da operação com a estatal chinesa está prevista para o segundo trimestre de 2011. Elaboração: DEREX / Área de Análise Econômica do Comércio Exterior – Fevereiro de 2011
  2. 2. Raio-X dos Investimentos Fevereiro de 2011 Investimento Brasileiro Direto Líquido (US$ Milhões) jan-fev/10 jan-fev/11 Variação Investimentos Brasileiros Diretos - Total 5.599,0 -8.387 -249,8% ▼ Participação no capital 5.125 1.189 -76,8% ▼ Empréstimos Intercompanhias 474 -9.576 *** Evolução do Investimento Brasileiro Direto Líquido (US$ Bilhões) 6,0 4,7 4,2 4,0 2,4 2,0 2,0 0,5 0,7 0,1 0,0 -0,4 -0,5 -2,0 -1,1 -2,5 -2,1 -4,0 -6,0 -6,3 -8,0 mar/10 fev/10 abr/10 mai/10 jun/10 jul/10 ago/10 set/10 out/10 nov/10 dez/10 jan/11 fev/11 Saída Bruta de Investimento Brasileiro Direto por Setor (US$ Milhões) Setores jan-fev/10 Part. jan-fev/11 Part. Variação Total Primários 30,0 100% 105,0 100% 250,0% ▲ Atividades de apoio à extração mineral 0,0 0,0% 62,0 59,0% - Extração de minerais metálicos 24,0 80,0% 30,0 28,6% 25,0% ▲ Extração de petróleo e gás natural 6,0 20,0% 13,0 12,4% 116,7% ▲ Agricultura, pecuária e serviços relacionados 0,0 0,0% 0,0 0,0% - 0,0% 0,0% - 0,0% 0,0% - Total Indústria 2.906,0 100% 303,0 100% -89,6% ▼ Máquinas, aparelhos e materiais elétricos 0,0 0,0% 103,0 34,0% - Veículos automotores, reboques e carrocerias 16,0 0,6% 61,0 20,1% 281,3% ▲ Produtos alimentícios 2.468,0 84,9% 53,0 17,5% -97,9% ▼ Produtos químicos 0,0 0,0% 43,0 14,2% - Produtos de borracha e de material plástico 38,0 1,3% 23,0 7,6% -39,5% ▼ Outros da indústria 384,0 13,2% 20,0 6,6% -94,8% ▼ Total Serviços 3.280,0 100% 984,0 100% -70,0% ▼ Serviços financeiros e atividades auxiliares 1.776,0 54,1% 336,0 34,1% -81,1% ▼ Serviços financeiros - holdings não-financeiras 1.280,0 39,0% 256,0 26,0% -80,0% ▼ Comércio, exceto veículos 45,0 1,4% 149,0 15,1% 231,1% ▲ Obras de infra-estrutura 94,0 2,9% 55,0 5,6% -41,5% ▼ Atividades imobiliárias 0,0 0,0% 50,0 5,1% - Outros serviços 85,0 2,6% 138,0 14,0% 62,4% ▲***Variação maior que 1000%Fonte: Banco Central do Brasil e ISI Emerging MarketingElaboração: DEREX / Área de Análise Econômica do Comércio Exterior 01
  3. 3. Raio-X dos Investimentos Raio-X do Investimento Fevereiro de 2011 Janeiro a Fevereiro de 2010 Janeiro a Fevereiro de 2011 Estados Unidos Países Baixos Ilhas Cayman US$ 273,0 Mi Luxemburgo US$ 196,0 Mi US$ 1,8 Bi 20% 14% US$ 1,2 Bi 29% 20% Ilhas Virgens Britânicas Estados US$ 161,0 Mi Unidos 12% US$ 1,0 BiDemais 16% Luxemburgo países US$ 134,0 MiUS$ 0,8 Bi Demais países Ilhas Cayman 10% 13% Países US$ 508,0 Mi Bermudas Baixos 36% US$ 120,0 Mi US$ 0,6 Bi US$ 0,7 Bi 9% 10% 12% Fusões e Aquisições Efetivadas (F.&.A.) - Empresas Brasileiras no Exterior (US$ mi) jan-fev jan-fev Part. Part. Var. 2010 2011 F&A Total 370,30 100% 1.185,95 100,0% 220,3% Completadas 2,00 1% 0,00 0,0% -100,0% Negociação em andamento 368,30 0,99 1.186,0 100,0% 222,0% Transações de Empresas Brasileiras no Exterior em Fevereiro de 2011 Fusões (F); Aquisições (A); Joint Venture (J) Vendedor Comprador Detalhes da Transação País Empresa Setor Empresa Tipo Part. US$ Mi StatusCanadá UNX Energy Corp Petróleo / Gás HRT Participações (A) 100% 683,05 AndamentoFonte: Banco Central do Brasil e ISI Emerging Marketing 02Elaboração: DEREX / Área de Análise Econômica do Comércio Exterior
  4. 4. Raio-X dos Investimentos Fevereiro de 2011 Investimento Estrangeiro Direto Líquido (US$ Milhões) jan-fev/10 jan-fev/11 Variação Investimentos Estrangeiros Diretos - Total 3.449 10.682,9 209,7% ▲ Participação no capital 2.892 7.541,5 160,8% ▲ Empréstimos Intercompanhia 558 3.142,4 463,7% ▲ Evolução do Investimento Estrangeiro Direto Líquido (US$ Bilhões) 18,0 16,0 15,4 14,0 12,0 10,0 7,7 8,0 6,8 6,0 5,4 3,5 3,7 4,0 2,8 2,6 2,4 3,0 2,0 2,2 2,0 0,7 0,0 fev/10 mar/10 abr/10 jun/10 set/10 out/10 jan/11 fev/11 mai/10 jul/10 ago/10 nov/10 dez/10 Entrada Bruta de Investimento Estrangeiro Direto por Setor (US$ Milhões) Setores jan-fev/10 Part. jan-fev/11 Part. Variação Total Primários 928,0 100% 572,0 100% -38,4% ▼ Extração de minerais metálicos 666,0 71,8% 241,0 42,1% -63,8% ▼ Extração de petróleo e gás natural 191,0 20,6% 237,0 41,4% 24,1% ▲ Agricultura, pecuária e serviços relacionados 27,0 2,9% 53,0 9,3% 96,3% ▲ Produção florestal 17,0 1,8% 14,0 2,4% -17,6% ▼ Outros primários 27,0 2,9% 27,0 4,7% 0,0% ▼ 0,0% 0,0% #DIV/0! Total Indústria 1.219,0 100% 932,0 100% -23,5% ▼ Metalurgia 172,0 14,1% 264,0 28,3% 53,5% ▲ Produtos químicos 17,0 1,4% 140,0 15,0% 723,5% ▲ Veículos automotores, reboques e carrocerias 14,0 1,1% 121,0 13,0% 764,3% ▲ Máquinas, aparelhos e materiais elétricos 3,0 0,2% 105,0 11,3% *** Produtos de borracha e de material plástico 4,0 0,3% 85,0 9,1% *** Outros da indústria 1.009,0 82,8% 217,0 23,3% -78,5% ▼ Total Serviços 1.585,0 100% 7.259,0 100% 358,0% ▲ Telecomunicações 145,0 9,1% 4.034,0 55,6% *** Comércio, exceto veículos 306,0 19,3% 643,0 8,9% 110,1% ▲ Obras de infra-estrutura 55,0 3,5% 553,0 7,6% 905,5% ▲ Serviços financeiros e atividades auxiliares 284,0 17,9% 442,0 6,1% 55,6% ▲ Atividades imobiliárias 98,0 6,2% 342,0 4,7% 249,0% ▲ Outros serviços 697,0 44,0% 1.245,0 17,2% 78,6% ▲***Variação maior que 1000%Fonte: Banco Central do Brasil e ISI Emerging MarketingElaboração: DEREX / Área de Análise Econômica do Comércio Exterior 03
  5. 5. Raio-X dos Investimentos Fevereiro do Investimento Raio-Xde 2011 Janeiro a Fevereiro de 2010 Janeiro a Fevereiro de 2011 Estados Unidos Bermudas Países Baixos Estados Unidos US$ 833,0 Mi US$ 701,0 Mi US$ 4,4 Bi US$ 1,1 Bi 22% 19% China 51% 13% US$ 354,0 Mi 9% Espanha Luxemburgo US$ 284,0 Mi US$ 0,9 Bi 8% 10% Canadá Demais países Países Baixos US$ 0,4 Bi US$ 1.343 Mi Demais países Reino Unido 4% 36% US$ 219,0 Mi US$ 2 Bi US$ 0,3 Bi 6% 20% 3% Fusões e Aquisições Efetivadas (F.&.A.) - Empresas Estrangeiras no Brasil (US$ mi) jan-fev jan-fev Part. Part. Var. 2010 2011 F&A Total 8.385,90 100% 3.716,21 100,0% -55,7% Completadas 404,1 5% 92,1 2,5% -77,2% Negociação em andamento 7.981,8 0,95 3.624,1 97,5% -54,6% Transações de Empresas Estrangeiras no Brasil em Fevereiro de 2011 Fusões (F); Aquisições (A); Joint Venture (J) Comprador Vendedor Detalhes da Transação País Empresa Setor Empresa Tipo Part. US$ Mi Status EUA CTDI Telecomunicação Network UNO (J) - Andamento China Capivari Fribas de Vidro Fibra de vidro CPIC (A) 100% 59,5 AndamentoFinlândia UPM Raflatac Materiais auto-adesivos Gumtac Auto-adesivos (A) - - AndamentoEspanha Telefonica S/A Telecomunicação Vivo Participações (A) - 1.034 Andamento EUA Quepasa corp Software XtFt Games S/S Ltda (A) - 3,7 Andamento Japão JSP Corp Químico Fagerdale Brasil Ltda (A) 100% 34,1 Completa EUA Valspar Corp Tintas Isocoat tintas e vernis (A) - - Completa EUA Equity International Inc. Armazenagem GuardeAqui (A) - 58,0 Completa EUA CIRCOR International Energia Valvulas S.F. (A) - - Completa Tecnologia da EUA Equinix ALOG data centers (A) 90% 127,0 Andamento informação Santander (operações Suiça Zuich Financial Seguros (A) 51% - Andamento de seguros Ame. Latina)Fonte: Banco Central do Brasil e ISI Emerging Marketing 04Elaboração: DEREX / Área de Análise Econômica do Comércio Exterior

×